Rollemberg vai ter que “pedalar” para pagar os salários dos servidores

Callado24 de setembro de 20152min

 

rollemberg

 

Por Washington Dourado – Há muito tempo que para pagar os salários dos servidores do mês de dezembro e até de novembro, além das férias coletivas da Educação, que os governadores do Distrito Federal fizeram as famosas “pedaladas”. Ou seja: pagaram salário de dezembro, férias e outros benefícios com parte do orçamento do ano seguinte.

Roriz, “pedalou”. Arruda, Rosso, Agnelo “pedalaram” também.

Agora o governador Rollemberg bateu o pé e deixou claro: não vai “pedalar”. Ou seja: Rellemberg decidiu que não vai antecipar recursos de 2016 para pagar os salários dos servidores públicos referentes a novembro e dezembro 2015.

E, pior, até mesmo o pagamento do salário de outubro no quinto dia útil de novembro está ameaçado. E quem falou isso foi o próprio Governador na reunião que fez com os sindicatos nesta semana.

A verdade é que Rollemberg vai ter que “pedalar” se quiser pagar os salários dos servidores nos últimos dois meses deste ano. É óbvio que não se trata de uma medida ideal, mas a pedalada em todos esses anos foi uma prática necessária até mesmo para manter a normalidade dos serviços públicos.

Porém, o que não dar é para o Governador Rollemberg se esquivar da sua responsabilidade, deixar de computar a necessidade das “pedaladas” para fechar os pagamentos do ano e querer usar da esperteza para jogar nas costas dos servidores públicos a responsabilidade pelos problemas financeiros do Governo.

“Pedala”, Rollemberg!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


ricardocallado@gmail.com

55 61 98417 3487



Últimas notícias