Primeira-dama Mayara Noronha homenageia os garis do Distrito Federal

Ricardo Callado16/05/20195min

Madrinha do concurso que irá eleger os profissionais mais belos e simpáticos do DF, elogia o trabalho que colabora para a manutenção e ordem da região

Por Emanuelle Coelho

Nesta quinta-feira (16) é comemorado o Dia do Gari. A primeira-dama do DF e madrinha do concurso que irá eleger a Miss e o Mister Gari, Mayara Noronha, participou, no Salão Nobre do Palácio do Buriti, de cerimônia e café da manhã em homenagem aos profissionais de limpeza que mantêm as ruas e praças do Distrito Federal limpas.  “É uma felicidade grande compartilhar esse dia com os garis do DF. Todos que chegam aqui em Brasília admiram a beleza da região e isso é graças a vocês. A cidade não seria tão linda se não fosse o trabalho de vocês”, disse. “Ao apadrinhar esse projeto, tive a oportunidade de conhecer mulheres lindas por dentro e por fora. Pessoas que transmitem amor pelo que faz com sorriso no rosto e amor no coração sempre”, definiu.

Em um depoimento emocionado, a idealizadora do concurso, a fiscal operacional da Valor Ambiental Maria de Fátima Dias disse que os garis são sua inspiração. “Quando entrei na empresa, há oito anos, havia acabado de perder um filho. Inspirei-me nessas meninas. Esse projeto foi que me fez sair do buraco. Percebi que muita gente jogava a mangueira para elas beberem água e muitos jogavam o copo fora depois disso. Vi que elas precisavam de minha ajuda”, conta Fátima, que projetou o concurso em 2015 com o intuito de valorizar a profissão.

O Dia do Gari surgiu em homenagem ao francês Pedro Aleixo Gary. Foi ele quem firmou o primeiro contrato com o Ministério Imperial, em 11 de outubro de 1876, para realizar a limpeza do Rio de Janeiro. Daí, sempre que havia algum lugar sujo, mandavam chamar a turma do Gary. E o nome se popularizou. No DF, eles exercem o trabalho varrendo, tirando o lixo, fazendo capina e, também, desentupindo bocas-de-lobo, serviços que contribuem para deixar a capital federal mais bela.

Concurso de beleza
A beleza dos garis do Distrito Federal, muitas vezes escondida por trás do macacão laranja e de pás e vassouras, será estampada neste sábado (18), no concurso Miss e Mister Gari 2019, que acontece neste sábado (18), às 20h, no JK Shopping, em Taguatinga.

Morena de cabelos pretos, longos e cacheados, a gari Ana Carolina Gonçalves, 24 anos, moradora de Samambaia Sul, participa pela primeira vez de um concurso de beleza. Segunda ela, o principal objetivo é vencer a timidez. De qualquer forma, ela aprecia a experiência. “Os ensaios são ótimos, estou tranquila. Não há rivalidade entre as concorrentes”, frisa. Para ela, o concurso é importante porque valoriza a profissão.

Loira, cabelos arrumados e cuidadosamente maquiada, Maria Mikaela, 23 anos, moradora de Samambaia Norte, encara o desafio pela segunda vez. Gari há quatro anos, trabalha de segunda a sábado, das 7h às 13h, e diz gostar da profissão. “No começo foi difícil, por causa do preconceito, mas acabei me acostumando. Trabalhamos na rua, ao ar livre, não tem pressão como em um escritório”, relata. O incentivo para participar veio das colegas de trabalho. “Além de ganharmos mais visibilidade, conhecemos pessoas novas e aprendemos a ter mais autoestima. Com o concurso, muitas de nós começaram a se arrumar mais para ir trabalhar, a cuidar dos cabelos, unhas e passar maquiagem”, afirma. Para Mikaela, o mais difícil será encarar a passarela. “As mãos tremem, fico gelada e dá um frio na barriga”, lembra.

Candidato a Mister Gari, Adilson Pereira de Souza, 51 anos, é pai de quatro filhos e participa pela primeira vez de um concurso de beleza. “Na nossa profissão temos muitos desafios, mas somos conhecidos pelos pequenos. Outro dia uma criança me avistou e disse para a mãe: mãe, olha o bombeiro. Daí ela disse: não é bombeiro, é um gari”, brinca, completando: “Tenho muito orgulho da minha profissão”, ressalta.

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.

 

Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Social LikeBox & Feed plugin Powered By Weblizar



Parcerias