20/04/2019 Brasília - DF 24°C

Moradores do DF acreditam na tecnologia para se exercitar mais em 2019, diz pesquisa

Ricardo Callado13/03/20199min

Estudo revelou que 41% dos moradores do Distrito Federal que são sedentários ou praticam atividades físicas menos de duas vezes por semana preferem seguir os exercícios propostos por um aplicativo de treinamento do que frequentar academia

A tecnologia já mudou a forma como nós brasileiros fazemos diversas coisas. Atividades tradicionalmente offline, como locomoção pela cidade, gestão financeira e mesmo a busca por um novo amor, hoje são realizadas por meio de aplicativos. Em 2019, no entanto, outra rotina deverá ser impactada massivamente por essas ferramentas digitais: os exercícios físicos.

Para entender o impacto da tecnologia nos exercícios físicos, o Freeletics, aplicativo líder em exercícios físicos com uso de inteligência artificial, produziu o 1º Mapa Nacional do Impacto da Tecnologia no Esporte e Sedentarismo, pesquisa que ouviu 2046 brasileiros. Entre estes, mais de 200 moradores do Distrito Federal.

Como destaque entre os moradores do DF, a pesquisa concluiu que 41% dos entrevistados preferem seguir exercícios propostos por um aplicativo do que frequentar uma academia. Além disso, 38% substituirá totalmente a academia pelo uso de aplicativos.

Na pesquisa, a falta de motivação própria foi elencada como principal justificativa para 56% dos moradores do DF não se exercitarem mais de duas vezes na semana. Diante disso, a tecnologia surge como solução para inovar na prática de atividades físicas. Apenas 13% dos ouvidos no Distrito Federal acreditam que os aplicativos não seriam tão efetivos quanto os exercícios realizados em academias tradicionais.

O segundo motivo mais lembrado pelos entrevistados do Distrito Federal para não praticarem atividades físicas foi a falta de tempo, mencionada por 45% dos ouvidos. Este é um problema que também pode ser sanado pelos aplicativos de exercícios, que além de oferecerem treinos de curtas durações, também economizam o tempo de deslocamento até uma academia.

Perguntados sobre o que motivaria os sedentários do DF a treinar, a maioria (56%) respondeu que gostaria de ter liberdade para se exercitar no horário que preferir, adaptando os horários à rotina. “As inovações tecnológicas têm facilitado a vida das pessoas em diversas áreas. Poder fazer exercícios físicos a qualquer hora do dia, em qualquer lugar e com um personal trainer digital disponível no próprio bolso é uma mudança muito interessante na forma como as pessoas se exercitam. Estamos muito felizes que os brasileiros têm participado cada vez mas dessa mudança”, afirma Daniel Sobhani, CEO do Freeletics.

As ferramentas digitais surgem também como uma alternativa com preços mais acessíveis para um treino personalizado, já que 73% dos pesquisados no DF afirmam acreditar que praticar exercícios acompanhado de um treinador melhoraria muito os resultados obtidos nos treinos, mas 63% não estão dispostas a pagar por esse aconselhamento profissional com os valores praticados atualmente.

Outro desejo de 72% dos entrevistados do Distrito Federal, porém, é de que os aplicativos de exercícios também ajudassem a controlar a alimentação. Nesse sentido, no mercado brasileiro, o único que faz esse trabalho integrado com a nova rotina esportiva é o Freeletics Nutrition, que atua como um nutricionista digital integrado com as plataformas de treino, que constrói toda a rotina de alimentação saudável dos atletas.

Aporte multimilionário e foco no Brasil

A startup fitness alemã Freeletics atingiu em dezembro de 2018 a marca de 32 milhões de usuários no mundo. No mesmo mês, foi concluído um processo que injetou 45 milhões de dólares na empresa para potencializar uma expansão global acelerada, customizando os aplicativos da marca às necessidades de cada mercado mundial, incluindo o Brasil.

Por aqui, a marca conta com milhões de usuários e opera com os aplicativos de exercícios: Freeletics, para treinos funcionais de alta intensidade usando o peso do próprio corpo e pesos, Freeletics Running, para treinos com corridas intervaladas, e Freeletics Gym, que eleva a experiência do treino em academias, além do nutricionista digital, integrado com o os apps de treino, Freeletics Nutrition.

Sobre o Freeletics

Freeletics foi construído a partir de uma única visão desde o primeiro dia: desafiar e inspirar pessoas para que se tornem a melhor versão delas mesmas. Freeletics é o criador de alguns dos principais aplicativos fitness da Europa, promovendo e aumentando a aptidão física, assim como força mental, força de vontade e autoconfiança – todas ferramentas vitais para seguir a vida de acordo com seus desejos e metas. Fundada em 2013, a companhia já criou um dos mais bem sucedidos movimentos fitness no mundo, com 32 milhões de usuários em 160 países diferentes.

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.

 


Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias