Game da Cidadania desafia jovens que vão à Feira do Livro de Brasília

Ricardo Callado08/06/20195min

Iniciativa da CGU ocorre no âmbito da 35ª Felib na Biblioteca Nacional

Por Kamilla Cerbino

A Controladoria-Geral da União (CGU) lançou hoje (7) a primeira edição do Game da Cidadania, no âmbito da 35ª Feira do Livro de Brasília (Felib), que ocorre até o próximo dia 16, no Complexo Cultural da República, próximo à Biblioteca Nacional, no centro de Brasília. A atividade é realizada em plataforma virtual da CGU e voltada a adolescentes de 12 a 17 anos. O objetivo do game é estimular a reflexão e a conduta ética e cidadã entre o público jovem que frequenta a Felib.De acordo com a coordenadora do Núcleo de Educação Cidadã da CGU, Audria Constantin, o lançamento do jogo dentro da Felib foi proposital, para atingir o público-alvo: “Queríamos um espaço com bastante jovens circulando para que eles pudessem conhecer o Game, por isso tivemos a ideia da feira. A feira tinha um tema voltado para a educação, que é no foco principal”.Os interessados em participar do Game da Cidadania devem acessar o site da plataforma e se cadastrar. Após a inscrição, começa a segunda etapa do jogo, com base em técnicas de jogo virtuais. Com o tema Cidadania todo Dia, o jogo apresenta situações de conflitos éticos do cotidiano para que o participante escolha o posicionamento correto.

Os classificados seguem, então, para a última etapa e quem conseguir acertar todas as questões e fizer a pontuação máxima poderá enviar um vídeo de um minuto, com o tema Um Minuto de Cidadania, produzido por ele mesmo para concorrer a dez prêmios de mil reais. Os melhores vídeos, avaliados por uma comissão julgadora, serão também publicados nas páginas e redes sociais da CGU, para tornar o participante um protagonista na ação de combate à corrupção.

 

Assista na TV Brasil: CGU lança game que ensina cidadania a crianças e adolescentes

 

Cancelamento parcial

Por falta de verba, a 35ª Felib teve parte de sua programação cancelada. Sete autores renomados que participaram de atividades com o público não virão mais. De acordo com a organização da feira, a falta de verba para custear todas as atrações motivou a escolha por dar prioridade à programação voltada para o público infantil.

35ª Feira do Livro de Brasília Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em nota publicada no site oficial do evento, a organização lamenta não ter conseguido manter a programação completa; se desculpa pela ausência de autores convidados e diz que espera poder contar com a presença dos escritores em outros eventos. O texto destaca ainda que havia a previsão de entrada de recursos, que não se concretizou. “Fomos forçados a fazer diversos e dolorosos cortes indigestos”, diz a nota.

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.


Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Social LikeBox & Feed plugin Powered By Weblizar



Parcerias