Exsudação: uma ferramenta valiosa para a cicatrização de feridas

Ricardo Callado29/10/20193min

Por Larissa Pignata

A exsudação, etapa natural da cicatrização, possui alta concentração de proteínas e fragmentos celulares. O processo é importante para o organismo por se tratar de uma resposta do corpo humano para reparar lesões provocadas no tecido cutâneo. De forma simplificada, podemos definir essa ferramenta como uma reação normal da pele para filtrar plaquetas e glóbulos vermelhos através de um líquido proveniente do sangue.

É de conhecimento do campo da saúde que muitos processos inflamatórios são responsáveis pela a exsudação e, na maior parte dos casos, são necessários para a cura da doença ou lesão.

Isso se deve ao fato de que o exsudato é um ótimo aliado para a cicatrização de feridas por mantê-las úmidas, favorecendo a migração celular e acelerando a cicatrização, entretanto, se não controlado, o fluido em excesso pode retardar o processo cicatricial, aumentar o tamanho da lesão e, em alguns casos, provocar dermatites – inflamação da pele.

Para esses casos em específico, recomendamos que o paciente utilize gaze ou outro curativo absorvente para drenar o excesso do líquido. Com o nível do fluido controlado, há equilíbrio bacteriano, o que é determinante para acelerar o processo de reparação tecidual no local ferido.

É importante frisar que é possível existir variações na aparência, consistência e no volume de acordo com o tipo e origem da ferida. Fatores externos também são capazes de influenciar, como nos casos de infecções e colonizações por bactérias.

Em exemplo dessas variedades, podemos encontrar a exsudação em seis formas diferentes, sendo elas: seroso, sanguinolento, serosanguinolento, purulento, seropurulenta e fibrinoso. Cada uma apresenta características específicas capazes de determinar o tratamento ideal para o paciente lesionado.

  • Larissa Pignata é enfermeira do Cenfe, centro clínico especializado em tratamento de feridas no DF

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.


Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Social LikeBox & Feed plugin Powered By Weblizar



Parcerias