Categoria: Política & Opinião

Jean-Paul-Vieira-Senior-Sistemas-1280x1280.jpg

Callado17 de fevereiro de 20206min

Por Jean Paul Vieira, Diretor de Marketing e Produto da Senior Sistemas

Como diz Philip Kotler, em seu livro “Administração de Marketing”, marketing é “suprir necessidades gerando lucro”. Além disso, o marketing é importantíssimo também para posicionamento e reforço de marca.  Esses são alguns dos motivos para o marketing da sua empresa não parar nunca. Isso mesmo, nós profissionais marqueteiros não perdemos tempo com férias. Mesmo no recesso, nossa imaginação está a mil, ativando a zona de criatividade e observando os ganchos que o dia a dia nos traz. Na nossa área, os planos pedem ideias consistentes e frequentes. Acompanhar as mudanças e as inovações não é algo que apenas se faz necessário no mundo da tecnologia. Se a área de TI está crescendo está também levando adiante a forma de trabalharmos, seja no RH, no Marketing, na Logística.

Férias, carnaval e todas as datas sazonais são oportunidades para o marketing de atingir aqueles que estão curtindo bons dias de folga. Seja com ações criativas e experiências ou por meio de uma comunicação inteligente. É justamente quando há uma folga da rotina de estudo e trabalho que as pessoas estão com mais tempo para buscar conhecimento, disponíveis para leituras leves, experiências virtuais e em busca de informações relevantes. Em momentos como esse eu e minha equipe nos questionamos como preparar materiais ainda mais atraentes para o nosso público-alvo, sempre em busca de leads cada vez mais qualificados. Se sua equipe de marketing está em férias coletivas, sem problemas. Deixe o time arejar a mente para as próximas ações criativas e invista em ações de marketing digital.

O marketing digital já é uma realidade desde o ano 2000 e hoje é essencial para todos que querem se manter competitivos – sejam as startups ou grandes empresas. Existem hoje inúmeros materiais sobre o assunto na internet, muitos gratuitos, inclusive. Há também eventos e veículos de comunicação que publicam cotidianamente grandes ações de marketing, ótimas fontes para observação e análise das grandes agências e empresas que atuam de forma agressiva com marketing digital, marketing de relacionamento, etc. Portanto, se você ainda não realizou uma imersão neste universo, tire um tempo livre para isso. Use e abuse das ferramentas digitais no planejamento de 2020, reinvente a roda, faça testes e veja o que mais aproxima a sua marca ou produto do seu público.

Vale lembrar que, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 70% dos brasileiros possuem conexão com a internet. A pesquisa mostrou também que 97% das pessoas utilizam a internet por meio de seus smartphones. Portanto, a tendência é que o marketing digital cresça cada vez mais, com os avanços da tecnologia e a enorme autonomia do consumidor no relacionamento com as marcas. Um movimento totalmente óbvio nos dias de hoje, seja em compras B2B ou B2C.

Se você ainda não se convenceu que o marketing não tira férias, eu deixo aqui um desafio. Quantas parcerias, experiências, lançamentos e ações você conferiu durante uma viagem, um passeio ou em seu período de férias? Pode ser algo que te prendeu no intervalo de um vídeo nas redes sociais, uma ação da marca de sorvete que você consumiu na praia, ou uma campanha de roupa. Notou alguma coisa? Recebeu um e-mail sobre aquele curso que você estava adiando desde 2018? Pois é, tenho certeza que se lembrará de algo.

Então, para 2020 em diante, vamos repensar no nosso planejamento para que ele seja cada vez mais criativo e contínuo. Estarei atento quanto as novas oportunidades e ferramentas para agir com assertividade. Conto com todos vocês, parceiros de profissão, estudantes ou fãs da área, para que possamos somar inúmeras grandes ações realizadas pelo nosso marketing brasileiro.


bolso-2.jpg

Callado15 de fevereiro de 20203min

Rodovia vai escoar 14 milhões de toneladas de grãos

Por Pedro Rrafael Vilela

O presidente Jair Bolsonaro participou, na tarde desta sexta-feira (114), da solenidade de inauguração de um trecho pavimentado da BR-163, em Miritituba (PA). A rodovia, importante via de ligação de Mato Grosso com portos do Rio Tapajós, no Pará, começou a ser construída na década de 1970, mas só foi concluída ao longo do último ano. A obra foi executada por dois batalhões de engenharia e construção do Exército, que resultou no asfaltamento dos últimos 51 quilômetros que faltavam.

“É um momento de alegria, depois de 40 anos de sofrimento. Essa obra começou a ser tratada pelo governo ainda na transição em 2018. Governar é eleger prioridades e buscar não deixar obras paradas”, afirmou o presidente, em seu discurso.

Caminhoneiros que escoam a produção agrícola de Mato Grosso até o porto de Miritituba demoram mais de uma semana para percorrer um trecho de pouco mais de mil quilômetros, que liga as duas regiões. Agora com a pavimentação esse tempo será reduzido.

Mato Grosso

O estado de Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país, líder na produção de commodities como soja, milho e algodão. “A logística sempre foi o maior obstáculo para esse crescimento. É muito importante para nós, hoje, estarmos presenciando esse marco”, disse o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes. Segundo ele, a rodovia será responsável, este ano, pelo escoamento de mais de 14 milhões de toneladas de grãos.

“Os caminhoneiros mereciam que essa rodovia fosse pavimentada, eles mereciam essa consideração do Estado brasileiro com eles”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes. A pasta foi responsável pela execução da obra. Ele prometeu concluir também a pavimentação de outras rodovias, como a BR-158, a BR-174 e a BR-230.


Braga-Neto.jpg

Callado14 de fevereiro de 20203min

As posses estão marcadas para terça-feira (18) no Palácio do Planalto

A nomeação do general Walter Souza Braga Netto, como ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, no lugar de Onyx Lorenzoni, é publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (14). A publicação oficial traz também a nomeação de Lorenzoni, que substitui Osmar Terra, no Ministério da Cidadania. Terra reassume o seu mandato de deputado federal.

Nessa quinta-feira (13) o presidente Jair Bolsonaro, em uma postagem no Twitter, comentou as mudanças nos dois ministérios. “Nós fizemos uma pequena reforma ministerial, nenhum ministro saindo por qualquer problema”. O presidente elogiou o trabalho de Osmar Terra e disse que ele cumprirá “uma missão” no Congresso Nacional.

Durante sua live semanal, transmitida no Facebook, Bolsonaro falou sobre a presença de Braga Netto na Casa Civil, dizendo que a principal tarefa dele será a de coordenar a atividade dos demais ministérios. O presidente lembrou também do trabalho executado pelo general, quando esteve à frente da segurança pública no estado do Rio de Janeiro.

“O general Braga Netto tornou-se uma pessoa conhecida por ocasião da sua intervenção no Rio de Janeiro, na questão de segurança pública. Foi interventor na segurança pública do Rio de Janeiro, fez um excepcional trabalho, conseguiu recursos para aparelhar as forças de segurança lá no Rio de Janeiro e, de certa forma, baixou a temperatura da criminalidade. (…) Então, bem-vindo Braga Netto, muito obrigado por você ter aceito esse convite. E, para você também, não deixa de ser mais um desafio, você sai da parte bélica e vai para a burocracia”, disse o presidente.

A cerimônia de posse de Braga Netto e Onyx Lorenzoni está marcada para a próxima terça-feira (18), às 15h, no Palácio do Planalto.


Solidariedade-–-GO-apoiará-Hernany-Bueno-para-eleições-do-executivo-municipal-5.jpeg

Callado13 de fevereiro de 20202min

O objetivo é formar uma chapa forte, marcada pela renovação, para eleger vereadores e lançar candidatura majoritária

O partido Solidariedade de Formosa renovou a equipe nessa terça-feira (11). José da Silva Rangel Neto será o presidente da nova executiva, enquanto a vice-presidência será ocupada pelo professor Renato Rodrigues e por Marcos Muhl. O secretário geral será Leonel da Cruz, já o cargo de tesoureiro será ocupado por Carlos Alberto.
Nove secretários também foram nomeados nas secretarias municipais da Mulher, da Igualdade Social, do Movimento Sindical e do Jovem. E também nas pastas da Secretaria Municipal dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, Secretaria Municipal do Desenvolvimento Sustentável e no Meio Ambiente e Agricultura Familiar. Bem como na Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, Secretaria Municipal de Liberdade de Expressão Religiosa e Filosófica, Secretaria de Defesa e Proteção de Animais.

 

Vice-presidente nacional do partido, Jefferson Coriteac agora ocupa a diretoria. Além dele, a mesa será composta pelo secretário-geral nacional Luiz Adriano e o deputado Federal Lucas Vergílio. O objetivo é formar uma chapa forte, marcada pela renovação, para eleger vereadores e lançar candidatura majoritária. Hernany Bueno, enquanto suplente de deputado estadual, será apoiado para as eleições do executivo municipal, dentro da legenda.


Izalci.jpg

Callado12 de fevereiro de 20203min
Senador Izalci Lucas

A Comissão de Infraestrutura aprovou nesta terça-feira (11) um projeto de lei que amplia o direito de jovens de baixa renda de terem vagas gratuitas no transporte interestadual. Aprovado em caráter terminativo, o PL 1.376/2019, do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), poderá seguir diretamente para a Câmara dos Deputados, a menos que senadores apresentem recurso para votação em Plenário.

O relatório é do senador Irajá (PSD-TO), que modificou parcialmente o texto aprovado na Comissão de Direitos Humanos (CDH). O relator na CDH, senador Paulo Paim (PT-SP), incluiu a expressão “semiurbanos” para se referir às linhas de ônibus que atenderiam os jovens de baixa renda favorecidos pelo projeto. Irajá retirou essa expressão do texto. Ele adotou o termo “transporte coletivo interestadual de caráter urbano” na reserva de vagas para jovens de baixa renda. A redação acompanha o que já prevê o Estatuto da Juventude (Lei 12.582, de 2013), que assegura duas vagas gratuitas e duas vagas com desconto de 50%.

Izalci defendeu a aprovação do projeto. “Nós temos aqui perto do Distrito Federal alguns municípios de Goiás, como Águas Lindas e Novo Gama, em que é só atravessar uma pista. Grande parte dos alunos estuda no Distrito Federal. Eles têm que pagar um transporte interestadual, pagar uma passagem muito mais cara, inclusive. E não têm os mesmos benefícios que outros estados”, disse.

Legislação

Jovens de 15 a 29 anos, com renda de até dois salários mínimos, podem viajar de graça em ônibus que façam rotas interestaduais. O direito foi regulamentado em 2016 pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Atualmente a gratuidade e o desconto são válidos apenas para ônibus convencionais e em viagens entre estados diferentes. O projeto esclarece que, no caso de municípios ou cidades vizinhas de dois estados diferentes — o chamado transporte interestadual urbano —, os jovens de baixa renda também passam a ser contemplados.


forum-governadores.jpg

Callado11 de fevereiro de 20205min

Ministro da Economia participou do 8° Forum dos Governadores, em Brasília. Tributação dos combustíveis e reavaliação dos fundos públicos pautaram o debate

Por Ian Ferraz e Hédio ferreira Júnior

O ministro da Economia, Paulo Guedes, garantiu a governadores que  vai descentralizar recursos da União para fortalecer estados e municípios. Guedes se reuniu com os chefes dos executivos estaduais nesta terça-feira (11), durante o 8° Fórum dos Governadores, em Brasília. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, presidiu o encontro.

O fim da tributação do Imposto sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços  (ICMS) nos estados para os combustíveis e a extinção dos fundos públicos em tramitação no Senado Federal dominaram o debate. A União detém 68% de toda a tributação de impostos do país. Estados e municípios dividem o resto.

Guedes garantiu a mais de 22 governadores de 26 estados e do Distrito Federal que o propósito do governo federal é atender os entes federativos e, em dez anos, tirar do poder da União R$ 450 bilhões.

Quero fazer o programa de descentralização dos recursos, mudar a base de impostos e deixar estados e municípios cada vez mais fortesPaulo Guedes, ministro da Economia

Sufoco

Ao desafiar os governadores a isentar a tributação do ICMS dos combustíveis nos estados, o presidente da República Jair Bolsonaro provocou um debate entre as lideranças dos entes da Federação – que lutam por um pacto federativo que os tirem do sufoco orçamentário.

Para o governador do DF Ibaneis Rocha, a redução de impostos, ansiada pela população, tem um caminho a ser obedecido para ser alcançada. “No futuro, com a reformulação do Estado, a votação da reforma tributária e a formulação do pacto federativo, teremos condições de reduzir não só os impostos dos combustíveis, mas de diversas outras áreas”.

Fundos públicos

O Fórum teve início com a apresentação do presidente do Comitê dos Secretários de Fazenda dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz), Rafael Tarja Fonteles, sobre sugestões de emendas a Propostas de Emenda à Constituição (PECs 15, 186, 187, 188) que tratam do Pacto Federativo e fundos públicos, como o Fundeb. A fala de Fonteles foi acompanhada por apontamentos dos governadores.

Dados divulgados pelo ministério da Economia indicam a existência de 281 fundos da União, o que representam R$ 220 bilhões.

A PEC 187/2019, que trata da extinção de fundos infraconstitucionais e faz parte do Plano Mais Brasil – chamada de PEC dos Fundos Públicos – será lida nesta quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O assunto interessa os governadores, que se sentem desassistidos pelos investimentos do governo federal. Pela proposta, a União usaria esses recursos para abater a dívida pública.

O governador da Bahia, Rui Costa, lembrou o Fundo de Aviação como um um daqueles que, se permanecer, deve ser cobrada uma melhor aplicação, beneficiando estados e municípios. “A União está tomando de volta recursos que deveriam estar aplicando nos estados construindo aeroportos, gerando empregos, desenvolvimento e turismo. Isso precisa ser mudado”.

Já Ibaneis Rocha defendeu que os governadores se reposicionem casos os fundos sejam mantidos. “Se não dermos o indicativo de que esses recursos dos fundos devam ser rateados entre estados e municípios, vamos sinalizar que estamos abrindo mão deles.”


Rodrigo-Maia.jpg

Callado10 de fevereiro de 20205min
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fala à empresários da indústria, durante encontro sobre os ‘Diálogos da Indústria com o Congresso sobre os impactos das reformas estruturantes para o setor industrial’, na sede da Firjan

Mudanças apenas para novos servidores vai ajudar a diminuir conflitos

Por Akemi Nitahara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse hoje (10) que espera aprovar a reforma administrativa ainda no primeiro semestre deste ano. Ressaltou, no entanto, que as disputas em torno da reforma tributária, já em tramitação na Casa, devem ser maiores do que as da administrativa, mesmo admitindo que pode haver conflito com os servidores públicos.

“Claro que todos os sistemas onde a gente tem distorções eles estão beneficiando alguém e prejudicando milhões. Não é diferente nem no administrativo nem no tributário. Então, enfrentamentos nós teremos, mais no tributário do que no administrativo, já que o governo decidiu que é melhor uma reforma para os novos servidores”.

Em palestra para empresários, em café da manhã na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Maia destacou que os servidores públicos devem ser tratados com respeito e que o uso de termos pejorativos atrapalha o debate. “Todos devem ser tratados com muito respeito. Eu acho que o enfrentamento feito com termos pejorativos, que gera muito conflito, nos atrapalha no nosso debate, de mostrar a alguns setores que a sociedade não aceita mais concentrar riqueza para muito poucos”, disse, se referindo à declaração, na sexta-feira (7), do ministro da Economia, Paulo Guedes, que classificou os funcionários públicos como “parasitas”, em palestra na Fundação Getulio Vargas.

Para Maia, o fato de a proposta de reforma administrativa tratar apenas dos novos servidores, vai ajudar a diminuir os conflitos e ajuda na tramitação, “para que a gente possa concentrar nossos esforços na reforma tributária”.

“Você muda o conceito de estabilidade, de promoção. Promoção no serviço público não faz muito sentido. Promoção por mérito, por produtividade. Claro, você vai ter dois sistemas funcionando um contra o outro, mas com os anos o antigo vai acabar. Mas nós temos que respeitar, querendo ou não, gostando ou não, os direitos que foram adquiridos. Mas não inventar novos direitos adquiridos”.

O deputado Rodrigo Maia disse aos empresários que a base da discussão da reforma tributária será a Proposta de Emenda à Constituição 45/2019, do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). E alertou que se a reforma tributária não for aprovada, o Brasil não vai crescer.

O presidente da Câmara dos Deputados disse que o debate não pode ser feito com soluções que beneficiem apenas uma parcela da população. “Eu tenho me esforçado pessoalmente para que a gente consiga fazer um debate sério. Às vezes alguns vêm para o debate com informações que não são verdadeiras e ficam inventando soluções que só resolvem seus próprios problemas. Achar que cria uma nova CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira], que vai ser o imposto único, com essa quantidade de problemas tributários que nós temos, e que isso ainda vai desonerar a folha, não está trabalhando com dados corretos”.

Maia se disse confiante na criação de um imposto sobre valor agregado (IVA) nacional, com uma transição de 10 anos no sistema tributário.


bolso-1.jpg

Callado9 de fevereiro de 20202min

Mensagem foi enviada quando aviões entraram no espaço aéreo do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro enviou mensagem de boas-vindas aos brasileiros repatriados da China no fim da noite de ontem (8), quando os dois aviões da FAB entraram no espaço aéreo do país. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa.

Na mensagem, ele agradece a todos que trabalharam para que a missão fosse coroada de sucesso. Cita nominalmente as Forças Armadas, os ministérios das Relações Exteriores e da Saúde, a Câmara e o Senado, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em um dos trechos do áudio, Jair Bolsonaro lembra que ninguém ficou para trás e que os resgatados serão levados para um ambiente totalmente preparado para recebê-los.

A mensagem é encerrada com o presidente garantindo a todos “o melhor de nós. É muito bom tê-los de volta”.


Rollembeg.png

Callado6 de fevereiro de 20202min

A Operação G4 deflagrada pela Coordenação de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) da Polícia Civil, cumpre nesta quinta-feira (06/02), 18 mandados de busca e apreensão nas casas e escritórios de pessoas no Distrito Federal.

Os alvos estão envolvidos em fraude da licitação de obras de infraestrutura do Setor Habitacional Sol Nascente, ocorrida durante o governo Rollemberg.

Uma inspeção realizada no ano passado,  na Secretaria de Estado de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal, encontrou contratos fraudulentos relacionados a execução de obras asfálticas, meio-fios e drenagem pluvial do Setor Habitacional Sol Nascente.

Os contratos foram feitos entre 2014 (último ano do governo Agnelo) a 2015 (início do governo Rollemberg).

A Controladoria-Geral do Distrito Federal também constatou a existência de “projetos incompletos e inconsistentes” e que as licitações realizadas no período foram eivadas de ilegalidades nas fases de habilitação jurídica e técnica causando prejuízos ao erário em alterações contratuais, segundo o relatório.

O relatório apontou ainda um dano apurado de R$ 8.244.079,25 e num prejuízo potencial de mais de R$ 4.178.714,67 nos contratos de 2014 e 2015 e que a margem de lucro das empresas contratadas chegou a R$ 30 milhões.

A operação G4, deflagrada pela Policia Civil na manhã de hoje, tem o objetivo de aprender documentos nas casas e escritórios dos envolvidos no esquema de corrupção.


izalci.jpg

Callado5 de fevereiro de 20204min

O senador Izalci Lucas foi o relator na comissão mista do Congresso que analisou a matéria alterando a proposta inicial para garantir que mais famílias fossem atendidas.

Após o recesso parlamentar, os senadores aprovaram em plenário, nesta quarta-feira (05), o Projeto de Lei de Conversão nº 26/2019, da Medida Provisória 894/19, que estabelece o pagamento de pensão mensal vitalícia, no valor de um salário mínimo para crianças com síndrome congênita do Zika vírus. O senador Izalci Lucas (PSDB/DF) foi o relator da proposta na comissão mista do Congresso Nacional.

O relatório do senador propôs mudanças no texto final. Entre as alterações, Izalci acatou a emenda, de autoria do senador Romário (Podemos-RJ), que trocou o termo microcefalia para síndrome congênita do Zika vírus. Segundo Izalci, a designação da doença como síndrome é a mais adequada para identificar os beneficiários de forma justa e precisa.

“A mudança que propomos na época vai dobrar o número de beneficiados e tanto o governo, quanto os especialistas e os representantes das famílias entendem que essa alteração é correta”, explicou o Izalci Lucas.

De acordo com o texto proposto, o benefício inclui crianças afetadas nascidas até 31 de dezembro de 2019. A MP original previa o benefício apenas para crianças nascidas entre 1° de janeiro de 2015 e 31 de dezembro de 2018, sendo que elas têm que estar inscritas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Outra determinação é que a licença-maternidade para as mães de crianças com sequelas seja de 180 dias.

Após o pedido perante o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a criança deverá passar por um exame pericial por perito médico federal para constatar a relação entre a síndrome congênita adquirida e a contaminação pelo Zika vírus. O INSS e a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) terão 60 dias para adotar as providências para viabilizar o pagamento da pensão especial.

O senador destacou que, com base em levantamento realizado pelo Ministério da Cidadania, mais de 3 mil crianças com microcefalia, nascidas entre 1º de janeiro de 2015 e 31 de dezembro de 2018, são hoje beneficiárias do BPC. Izalci ressaltou também que a MP é meritória ao reconhecer a sofrida rotina das famílias que precisam de amparo para arcar com medicamentos, alimentos, fisioterapias.

“Essas famílias têm que lidar com a burocracia, o preconceito e as barreiras diversas à inclusão digna de seus filhos na sociedade. São pessoas que lutam diariamente e a todas que perseveram nessa luta, prestamos nossa homenagem e nossa solidariedade”, afirmou o senador.

Izalci Lucas comemorou a aprovação da matéria pelo plenário do Senado Federal.

“Estou feliz por ter sido o relator dessa matéria tão importante para essas crianças e famílias. Agradeço aos senadores o empenho em aprovar essa MP”, destacou o parlamentar.

A matéria segue agora para a sanção presidencial.



Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


ricardocallado@gmail.com

55 61 98417 3487


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial