Arquivos Economia - Blog do Callado


Ricardo Callado17/09/20197min

Presidente do BRB fala a empresários durante palestra no LIDE BRASÍLIA

O presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, detalhou aos membros do LIDE BRASÍLIA o plano de recuperação e expansão da instituição. Ele foi o convidado para o almoço-palestra do grupo de líderes empresariais, realizado nesta terça-feira (17), no Kubitschek Plaza Hotel. Na sua apresentação, intitulada “O papel do BRB como banco de desenvolvimento”, ele detalhou como pretende estreitar as relações com do setor produtivo.

Na sua saudação a Paulo Henrique Costa, o presidente do LIDE BRASÍLIA, o empresário Paulo Octavio, detalhou a trajetória do comandante da instituição bancária, lembrando que, sob seu comando, o BRB apurou um lucro líquido de R$ 160,9 milhões, no primeiro semestre deste ano, alta de 18,9% quando comparado ao mesmo período do ano passado. Mas aproveitou para fazer uma crítica aos bancos do País como um todo. “Nós, do setor produtivo, sempre tivemos dificuldades com o setor financeiro, que se portou como adversário. A gente espera que o BRB, ao concentrar seus esforços no DF, possa aglutinar o setor produtivo”, disse.

O presidente do banco iniciou sua palestra falando do desafio que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, fez durante as comemorações dos 53 anos da instituição, de recuperar a instituição e de fazê-la estar mais próximo do setor produtivo e de ser protagonista no financiamento, no desenvolvimento social e econômico em um primeiro momento aqui no DF e depois avançar para outras regiões do país, especialmente no Centro-Oeste. “O primeiro passo foi o entendimento do governo da necessidade de um banco que tenha a capacidade de entender a realidade da região, dos nossos clientes e dos empresários e, a partir daí, usar o conhecimento local na construção de soluções que de fato atendam a essa população”, disse.

Paulo Henrique Costa lembrou que o banco, nos últimos anos, estava quase que exclusivamente funcionando em torno da folha de servidores do GDF, e não tinha mais o caráter de desenvolvimento em seus planos. A partir da sua gestão, o BRB mudou a forma de agir para voltar a ter representatividade nesta área para, ao final dos quatro anos, ter sustentabilidade e rentabilidade como banco público, podendo atuar de uma maneira completa e capaz de promover produtos e serviços financeiros a todos os públicos.

Durante a palestra, Paulo Henrique Costa firmou o compromisso com os empresários do LIDE de construir um banco público sólido, moderno, ágil, eficiente e competitivo para ser protagonista no desenvolvimento econômico e social do DF. Para alcançar este objetivo, o banco deve oferecer, além dos seus produtos comerciais, como cartão de crédito e cheque especial, linhas de créditos com condições diferenciadas, com prazos mais longos e taxas de juros mais compatíveis, além de buscar financiamentos nacionais e internacionais. A prioridade de atuação do BRB será a alocação de recursos nas cadeias produtivas especificas que gerem emprego e renda, e que procurem trazer retorno social mais amplo.

 

A HORA DO SAMBA

Antes de o presidente do BRB realizar sua palestra, o secretário de Cultura, Adão Cândido, apresentou o projeto de apoio ao desfile da Unidos de Vila Isabel que, em 2020, fará uma homenagem aos 60 anos de Brasília. O GDF vai ajudar a escola a captar R$ 4 milhões para o Carnaval. “Temos uma parceria com a escola e estamos tentando ajudá-la a captar recursos para o desfile”, ao apresentar o carnavalesco Edson Pereira, que contou alguns detalhes do enredo “Gigante pela própria natureza – Jaçanã e um índio chamado Brasil”.

Paulo Octavio, presidente do LIDE BRASÍLIA, defendeu o apoio do grupo ao evento, usando os recursos via Lei Rouanet. “O projeto está aí e todas as empresas têm um valor que podem destinar. Acho que vale a pena destinarmos o que cabe a cada empresa, qualquer valor que seja, para atender à demanda que nos foi apresentada”, avaliou.

Além do secretário de Cultura e de empresários e dirigentes de entidades representativas do setor produtivo, diversos políticos do DF estiveram na palestra, como o senador Izalci Lucas (PSDB), a deputada federal Celina Leão (PP), o presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), o deputado distrital Cláudio Abrantes (PDT), os secretários José Humberto Pires de Araújo (Governo), Ruy Coutinho (Desenvolvimento Econômico) e André Clemente (Fazenda) e os presidente da Terracap, Gilberto Occhi.

 

SOBRE O LIDE

Fundado em junho de 2003, o LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização de caráter privado, que reúne empresários em nove países e quatro continentes. Atualmente tem 1.300 empresas filiadas (com as unidades nacionais e internacionais), que representam 53% do PIB privado brasileiro. O objetivo do Grupo é difundir e fortalecer os princípios éticos de governança corporativa no Brasil e no exterior, promover e incentivar as relações empresariais e sensibilizar o apoio privado para educação, sustentabilidade e programas comunitários. Para isso, são realizados inúmeros eventos ao longo do ano, promovendo a integração entre empresas, organizações, entidades privadas e representantes do poder público, por meio de debates, seminários e fóruns de negócios.


POLO-JK-777x437.jpg

Ricardo Callado17/09/20192min
Os recursos extras do FCO, a taxas de juros subsidiadas entre 7% e 11%, foram definidos na reunião do Condel e vão gerar emprego e renda
Os empresários do Distrito Federal e Região Integrada do DF e entorno (Ride) terão uma linha de crédito extra de R$ 140 milhões para financiar seus projetos.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira (16) durante a 12ª reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel/Sudeco), com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho.

O volume amplia no DF o total de financiamento para novos e antigos empreendimentos, inicialmente previsto para R$ 702 milhões – o equivalente a 10% de todo o orçamento do fundo.

7% a 11%Taxas dos juros cobrados nos recursos do FCO, dependendo do volume financiado

Esses recursos extras do FCO para o DF servirão de lastro para financiar empreendimentos já identificados e aprovados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Estes projetos vão precisar de, pelo menos, R$ 100 milhões para serem implementados.

“Essa ampliação revela os primeiros sinais de que a economia começou a se recuperar no DF”, disse o subsecretário Espedito Henrique de Souza Junior.

Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE)


caixa-1.jpg

Ricardo Callado15/09/20194min

Por Heloisa Cristaldo

A Caixa Econômica Federal registrou 12 milhões de transações no primeiro sábado com agências bancárias abertas para o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Segundo o banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de mais de 12 milhões de trabalhadores.

Por meio do Twitter, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco está preparado para atender os trabalhadores interessados em fazer a retirada dos valores disponíveis.

“A cada duas semanas, vamos liberar mais de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade nos mais de 55 mil pontos de atendimento em todas as regiões do Brasil”, disse.

De acordo com a Caixa, com os pagamentos do FGTS liberados na sexta-feira (13), o banco atingiu o maior número de transações da história no Internet Banking. Até ontem, foram mais de 33 milhões de movimentações, aumento de 97% comparado com o dia 14 de agosto.

Horário especial

A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas nas próximas segunda (16) e terça-feira (17). Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Já as que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente normal.

Depósito automático

A Caixa começou a fazer o depósito automático para quem tem conta poupança, seguindo calendário do mês de nascimento. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 de setembro. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez de os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro. Os clientes da Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito por meio dos canais de atendimento.

Segundo o banco, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais disponibilizados pela Caixa.

Além das agências bancárias, a Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento: o aplicativo do FGTS, a página na internet, o Internet Banking Caixa e o telefone 0800 724 2019.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.


BRBcard-777x437.jpg

Ricardo Callado13/09/20192min

Em linha com o mercado e na busca por oferecer aos seus clientes um Banco cada vez mais ágil, moderno e inovador, o Banco de Brasília deu início à liberação de crédito pelo meio digital. O processo nacionaliza o BRB, uma vez que recursos podem ser contratados sem a necessidade da presença em uma agência física do Banco.

O novo processo torna a Instituição cada vez mais digital e é um marco na história do BRB. “Pela primeira vez, o BRB realiza uma operação que o faz sair dos horizontes geográficos da sua área de atuação. Temos uma meta de avançar no Centro-Oeste e será inevitável nos tornarmos um banco nacional”, afirmou o presidente Paulo Henrique Costa.

A liberação das duas primeiras operações em open banking – contratação do produto BRB em um canal digital de Correspondente – foi realizada nesta quinta-feira (12).

O novo canal de contratação tem como expectativa dobrar o resultado do lucro líquido da Financeira BRB.


brb-card.jpg

Ricardo Callado11/09/20195min

Cartão destinado aos clientes de alta renda reúne conveniência, segurança e benefícios diferenciados por meio de tecnologia e serviços

No mês em que completa 53 anos, o BRB aumenta seu portfólio de produtos e lança seu cartão Visa Infinite. A novidade será oferecida no formato múltiplo (débito e crédito) e é destinada aos clientes de alta renda do Banco.  Para a criação dessa solução BRB e Visa reuniram benefícios que impactassem diretamente a vida dos brasilienses.

Um exemplo disso é o Free Parking Aeroporto, benefício no qual o portador ganha R$ 15 reais de cashback ao estacionar no Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek. Além disso, o portador conta ainda com quatro acessos à sala VIP para voos domésticos e dois para voos internacionais todo ano. Outra novidade que já faz parte do conjunto de serviços oferecidos ao cliente BRB Visa Infinite é o Transfer Aeroporto. Em parceria com o Cabify, o benefício garante 50% de desconto nas corridas para aeroportos selecionados, incluindo o de Brasília. Para ter acesso ao benefício, basta o usuário gerar um voucher no App Visa Airport Companion e inserir o código no app do parceiro. Vale lembrar que o cliente BRB Visa Infinite pode usufruir do serviço do Free Valet no Shopping Iguatemi de Brasília.

Somam-se a esses outros vários benefícios, como seguro de emergência médica internacional, Digital Concierge, o Médico Online, seguro para veículos de locadora de carros e proteção contra a perda de bagagem e de conexão.

Paulo Henrique Costa, presidente do BRB, afirma que o produto tem reconhecimento e prestígio mundial, estruturado para os clientes do segmento Milenium Capital. “Trabalhamos para oferecer aos nossos clientes o que há de melhor no mercado. O lançamento do Visa Infinite tem exatamente esse objetivo, que é proporcionar aos correntistas do BRB de alta renda um produto diferenciado e que atenda às necessidades deles”, comenta. Os benefícios estão sujeitos a termos e condições.

Inovação

Outro diferencial do BRB Visa Infinite é a tecnologia de pagamento por aproximação, que possibilita efetuar pagamentos por aproximação diretamente nos terminais habilitados sem a necessidade de passar ou inserir o cartão e em algumas situações, sem digitar senha. A inovação conta com os mesmos padrões de segurança dos cartões de chip e pode ser encontrada no celular, por meios dos Pays. E devido à sua rapidez e simplicidade, o pagamento por aproximação gera ganhos significativos para os consumidores.

Segundo Relatório elaborado pela Americas Market Intelligence, encomendado pela Visa, no Brasil, 75% dos estabelecimentos que operam com cartão já aceitam o pagamento sem contato. Ainda segundo o estudo, a funcionalidade reduz o tempo das transações, resultando em um aumento significativo da eficiência e das vendas para estabelecimentos de alto tráfego.

“Os consumidores querem pagar de forma rápida, moderna e segura e suas expectativas em relação ao momento das compras estão mais altas do que nunca. Com a tecnologia de pagamento por aproximação, eles ganham uma experiência muito melhor”, conta Eduardo Barreto, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Visa do Brasil. “Não temos nenhuma dúvida, aqui na Visa, que, ao aliar tecnologia de pagamento por aproximação com os benefícios do nosso melhor cartão, estamos levando ao consumidor uma oferta única pensada para o brasiliense”.


receita.jpg

Ricardo Callado08/09/20192min

O valor da restituição será liberado no dia 16 de setembro

A consulta ao quarto lote de restituições do Imposto de Renda 2019 será aberta nesta segunda-feira (9) partir das 9h. O quarto lote inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Segundo a Receita, o dinheiro será depositado na conta do contribuinte no dia 16 deste mês. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões.
Para saber se o contribuinte foi contemplado no quarto lote, basta acessar o site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone (146) e informar o CPF e a data de nascimento.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isto significa que quem entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet.


fgts.jpg

Ricardo Callado06/09/20193min

Por André Richter 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu hoje (6) suspender em todo o país a tramitação de processos que questionam a Taxa Referencial (TR) como índice de correção monetária do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com a decisão, as ações deverão ficar suspensas até 12 de dezembro, quando a Corte poderá jugar o mérito da questão.
A decisão liminar foi proferida na ação na qual o Solidariedade questiona a forma de correção dos recursos do fundo. O partido defende a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial de inflação.

No entendimento Barroso, as ações devem ser suspensas até o fim do julgamento do caso para evitar que o trabalhador seja prejudicado com decisões conflitantes em todo o Judiciário.

Na ação, o Solidariedade afirma que a TR não pode ser usada para corrigir o FGTS porque não repõe as perdas inflacionárias, por se tratar de um índice com valor abaixo do da inflação.

A questão sobre o índice de correção que deve ser adotado pela Caixa Econômica Federal tem gerado decisões conflitantes em todo o Judiciário. Em algumas decisões, juízes de primeira instância têm entendido que a TR não pode ser usada para correção.

Com o FGTS, criado em setembro de 1966, o empregador deposita todo mês o valor correspondente a 8% do salário do empregado. O valor pode ser sacado em caso de demissão sem justa causa ou para comprar a casa própria, por exemplo.


brb-1.jpg

Ricardo Callado06/09/20193min

O BRB bateu, em agosto, recorde na venda de cartões de crédito de toda a sua história. Foi registrado crescimento de 457% nas vendas em relação a agosto de 2018. Os números isolados do mês superam até mesmo o total de vendas do primeiro trimestre de 2019, e representam 30% de toda a venda no ano.

Os resultados foram impulsionados pela melhoria nos índices de autorização das transações, implementação de novas funcionalidades no aplicativo BRBCARD e uma oferta de uma plataforma mais ágil e moderna. A adoção de novas tecnologias, a exemplo do Samsung Pay, e um atendimento mais completo também foram fundamentais na conquista de novos clientes e melhora do índice de satisfação entre os que já se encontravam na base do Banco.

Além das inovações e melhor tempo de respostas, o BRB tem dedicado atenção especial na reformulação do programa de fidelidade CURTAÍ. Novas parcerias e benefícios têm sido disponibilizados na intenção de criar vantagens ainda melhores para os usuários dos cartões.

Para o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, o avanço dos negócios do BRB está acontecendo em todos os produtos da Instituição. “Os cartões BRB apresentam uma série de diferenciais e estão adequados à realidade e às necessidades dos clientes de Brasília. O grande objetivo do Banco é oferecer um portfólio completo, de forma que o BRB seja o primeiro banco de relacionamento de todos os clientes”, disse.

Em 2019, a BRBCARD, divisão de cartões do Banco, ganhou, pela segunda vez, o prêmio GPTW, que a coloca como uma das 50 melhores empresas do Centro-Oeste para se trabalhar.


banco-de-brasilia-brb.jpg

Ricardo Callado04/09/20192min

Todo o portfólio da empresa, líder do setor, estará disponível aos clientes

O BRB fechou nova parceria para o mercado de adquirência. Agora também está disponível no balcão do Banco produtos da Cielo, líder de mercado com mais de 40% de market share.

Com o acordo, o BRB amplia seu portfólio de produtos e fortalece sua atuação junto ao segmento de Pessoa Jurídica, seja de pequeno, médio ou grande porte.

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, com a parceira junto à Cielo, “o BRB segue com o compromisso de ser o Banco que atua no fomento e desenvolvimento da economia do Distrito Federal, ajudando a retomada do crescimento da economia e atuando com protagonismo”.

De acordo com o presidente da Cielo, Paulo Caffarelli, a parceria com o BRB é uma oportunidade de a companhia aumentar sua presença no Distrito Federal e entorno e ajudar empresas e empreendedores correntistas do Banco a impulsionar seus negócios. “Eles terão acesso a todas as soluções de pagamento oferecidas pela Cielo e informações oferecidas pela empresa”, diz.

A parceria entre as duas empresas prevê uma oferta especial de lançamento: os correntistas do BRB poderão receber até 100% do valor desembolsado na aquisição de máquinas da Cielo. Os clientes do BRB também terão a opção de alugar maquininhas, caso a modalidade seja a mais adequada para o perfil de seus negócios.


semana-do-brasil.jpg

Ricardo Callado04/09/20193min

Mais de 4,6 mil empresas vão oferecer descontos e promoções

Por Pedro Rafael Vilela

O governo federal lançou nesta terça-feira (3), em cerimônia no Palácio do Planalto, uma campanha para estimular o consumo durante a semana do dia 7 de setembro, data em que se celebra a Independência do Brasil. Batizada de Semana do Brasil, a campanha, que teve peças publicitárias elaboradas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), envolve a participação de 4.680 empresas de todo o país, que vão oferecer descontos e promoções em produtos e serviços.

Segundo o governo, foram mobilizados diferentes segmentos do varejo, comércio e serviços, com o objetivo de trazer “benefícios reais” aos consumidores. Entre as empresas envolvidas, estão grupos privados de comunicação e também a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), empresa pública do governo federal. Esses meios de comunicação vão veicular mensagens publicitárias com o mote “Vamos valorizar o que é nosso”.

“Um mês que não tinha uma data de comércio passará a ter uma data de comércio e turismo”, disse o titular da Secom, Fábio Wajngarten. A Semana do Brasil começa no dia 6 e vai até o dia 15 de setembro. Cada empresa poderá aplicar o desconto e a promoção que quiser ao longo desse período.

Ao discursar no lançamento da iniciativa, o presidente Jair Bolsonro manifestou confiança na recuperação da economia brasileira. “É o momento em que nós estamos nos reencontrando com as cores da nossa bandeira e o lema Ordem e Progresso. O Brasil vai sair dessa. Nós, juntos, vamos fazer um Brasil diferente. Vamos, lá na frente, apesar do orçamento complicado, dar a volta por cima”, disse.

Para viabilizar a nova data de comércio, o governo se articulou com entidades como o Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV) e diversas associações empresariais. A expectativa é incrementar os números do consumo em setembro, um mês tradicionalmente mais fraco em vendas. “Todas as datas do calendário de comércio têm anos de vida e décadas. Sejamos persistentes e pacientes. A própria Black Friday[temporada de compras com desconto no mês de novembro] demorou para se consolidar e ainda está sendo construída no varejo brasileiro”, disse Fábio Wajngarten, durante pronunciamento de apresentação da campanha.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Social LikeBox & Feed plugin Powered By Weblizar



Parcerias