Concurso Público


Ricardo Callado30/01/20183min

Provas serão aplicadas no dia 6 de maio e ainda dá tempo de se preparar

O Governo do Distrito Federal divulgou o edital do concurso da Polícia Militar para preenchimento de 2.024 vagas de soldado nos quadros de combatentes (2.000 postos), especialistas músicos (6) e especialistas corneteiros (18). Do total das vagas para soldado combatente, 500 são para admissão imediata (450 homens e 50 mulheres) e 1.500 para cadastro reserva. A expectativa é de que pelo menos 500 policiais sejam convocados imediatamente.

A banca responsável pela elaboração da prova objetiva e da redação será o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). O concurso ainda prevê teste de aptidão física, avaliação de exames médicos, psicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato e, para quem se inscrever para músico, haverá também uma prova prática instrumental.

Há exigência que os candidatos possuam diploma de nível superior em qualquer área, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m (sexo feminino) e 1,65m (sexo masculino). Durante o curso de formação, a remuneração é de R$ 4.969,22. Após o ingresso sobe para R$ 6.095,41 (valores com o auxílio-alimentação mensal de R$ 850).

Segundo o coordenador das turmas da PMDF do IMP Concursos, professor Leandro Antunes, este certame vale a pena, pois o aprovado entrará numa das mais “respeitadas e preparadas Corporações Policiais do Brasil”. A expectativa é de que pelos menos 50 mil candidatos se inscrevam. E é por isso que, segundo ele, a preparação precisa começar o quanto antes. As provas serão aplicadas no dia 06 de maio. “Se o aluno iniciar os estudos agora, com disciplina e esforço, ainda consegue se preparar bem para este concurso”, garante.

As novas disciplinas: Inglês, Processo Penal Militar, Diretos Humanos e Criminologia devem ter atenção especial, juntamente como as matérias essenciais como: Português, Legislação Específica da PMDF e Penal Militar, afirma o professor. Porém, sem deixar de lado as outras disciplinas, claro. Ele aconselha os concursandos a estudarem o conteúdo, mesclando a teoria com bastante exercícios.

Aos candidatos que são sedentários, é importante iniciar a prática de exercícios também, devido ao teste de aptidão física que faz parte do processo seletivo. E para finalizar, Leandro recomenda: “Se você vai fazer concurso, se prepare com dedicação e perseverança até a posse na Corporação pretendida, sem esquecer que os concursos de carreiras policiais possuem 5 fases eliminatórias”, finaliza.


pmdf1.png

Ricardo Callado26/01/20183min

Editais foram publicados nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial do Distrito Federal. Inscrições começam em 25 de fevereiro e vão até 4 de abril

O governo de Brasília abriu 2.024 vagas para a Polícia Militar do Distrito Federal. Os editais dos dois concursos foram publicados no Diário Oficial do Distrito Federalnesta sexta-feira (26).

O primeiro certame é para contratar 2 mil policiais militares combatentes, sendo 1,5 mil para a formação de cadastro reserva. As inscrições começam em 25 de fevereiro e vão até 4 de abril e deverão ser feitas pelo site do Instituto Americano de Desenvolvimento.

O governador Rodrigo Rollemberg anunciou a novidade hoje pelo Facebook. “Será uma oportunidade de junto aos demais órgãos contribuir para melhorar a segurança do Distrito Federal.”

O segundo edital é voltado para músicos. Das 24 vagas, 18 são para especialistas em corneta e seis dos seguintes instrumentos:

  • Clarineta
  • Saxofone
  • Trompa
  • Trompete
  • Trombone
  • Tuba

As inscrições também serão feitas pelo site do instituto de 25 de fevereiro a 26 março.

O salário para os dois certames é R$ 5.245,41 mais R$ R$ 850 de auxílio-alimentação (soldado de primeira classe) e R$ 4.119,22 mais R$ 850 de alimentação (soldado de segunda classe).


posse-servidores-405-servidores-saude-rollemberg-denio-simoes-640x427.jpg

Ricardo Callado25/01/20184min

São 293 médicos, 50 técnicos administrativos, 12 enfermeiros, 5 assistentes sociais, 4 terapeutas ocupacionais, entre outros, aprovados em concurso público de 2014

Nomeados nas edições de 27 e 29 de dezembro do Diário Oficial do Distrito Federal tomaram posse como servidores da Secretaria de Saúde na manhã desta quinta-feira (25).

Eles participaram de solenidade no auditório da Imprensa Nacional, no Setor de Indústrias Gráficas, com presença do governador Rodrigo Rollemberg. Ao todo, 405 pessoas tiveram o nome na publicação oficial daqueles dias.

Os novos servidores entregaram a documentação no Núcleo de Admissão da Secretaria de Saúde, na sede da pasta.

“Com as posses de hoje, demos posse no nosso governo a 4,3 mil servidores da saúde”, comemorou o governador. Segundo ele, esse reforço vai garantir mais médicos para a atenção primária e para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu).

“No universo de 32 mil servidores [número total da Secretaria de Saúde], chegar a 4,3 mil nomeações desde 2015 demonstra o esforço em recompor e aumentar o quadro de pessoal da saúde”, observou o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Daniel Seabra.

O chefe do Executivo local adiantou ainda que, em fevereiro, serão nomeados mais profissionais, principalmente técnicos de enfermagem, que possibilitarão a abertura de mais leitos nos hospitais.

A maioria dos nomeados em dezembro, 293, é formada por médicos. A lista ainda conta com 50 técnicos administrativos, 12 enfermeiros, cinco assistentes sociais e quatro terapeutas ocupacionais, entre outros.

Todos foram aprovados em concurso de 2014 da Secretaria de Saúde.

“Estou com muita expectativa em assumir meu cargo na cobertura da atenção primária. É muito importante termos médicos da família, que atuam perto das residências e diminuem as lotações dos hospitais”, disse Carolina Japiassu, de 30 anos, que tomou posse como médica da Estratégia Saúde da Família.

Fernanda Tolentino, de 28 anos, faz residência médica no Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Como não estava formada em 2014, solicitou a ida para o fim da fila dos convocados.

Ela será empossada no cargo de clínica médica. “Estou feliz, apesar de ter um pouco de receio por ser algo novo. Como já conheço o trabalho na secretaria, consigo ficar menos ansiosa, mas é o primeiro cargo público que vou assumir”, disse.

Já para a advogada Jéssica Leite Melo, de 28 anos, a posse no cargo de técnica administrativa é uma chance de ter um emprego estável.

“Já tinha vontade de ser servidora pública e estou muito feliz de assumir esse cargo. Tenho advogado na iniciativa privada, mas estava à espera da convocação”, relatou.


Fernando-Duarte-2-1-1024x682.jpg

Ricardo Callado23/01/201834min

Para Fernando Duarte, toda mudança brusca de rotina, como mudar de escola ou entrar na faculdade, necessita de controle emocional e desenvolvimento de habilidades que permitam o alcance dos objetivos

O período de férias está quase no fim: o retorno da rotina e a execução das metas para 2018 está chegando. Contudo, alcançar objetivos nem sempre é fácil; antes de começar, a melhor opção é montar um planejamento.

Entre jovens, podem existir mais dúvidas em relação a como se planejar, como executar os planos e, até mesmo, qual caminho profissional seguir. Tudo isso causa estresse, insatisfação e dúvidas. Essas dificuldades podem ser superadas com o cultivo de habilidades socioemocionais, como disciplina e autoconhecimento, aliado com o uso de técnicas de organização pessoal.

Sendo assim, qual é a melhor estratégia para quem deseja realizar metas de 2018? O que é necessário para isso? Como se planejar?

Para o especialista em docência universitária, o palestrante Fernando Duarte, a pessoa precisa primeiro se conhecer e se perguntar quais são os seus desejos e o que ela pretende. “A chave para o sucesso, para se chegar ao topo, tanto para aquele adolescente que se prepara para cursar a primeira graduação, como para aquela pessoa que já está no mercado de trabalho, passa pelo desenvolvimento das competências socioemocionais. Quanto antes forem trabalhadas as habilidades emocionais, mais fácil se torna a execução de planos. Diversos estudos psicológicos concluíram que o desenvolvimento de talentos socioemocionais na infância e juventude apresenta correlação com a satisfação pessoal e o alcance de objetivos. Ou seja, é fundamental agir com inteligência emocional.

O palestrante dá dicas importantes para a auto-organização:

  1. Seja grato a vida! Pare de carregar o peso do passado. Liberte-se de rancores, perdoe a si mesmo e aos demais. Sem resolver o passado fica difícil seguir em frente.

  1. Organize-se! Arrume sua mochila, limpe seu quarto, casa ou escritório. Jogue fora o que você não precisa e doe o que pode ser útil para alguém. Abra espaço para o novo entrar.

  1. Saiba o que importa para você, pelo que vale a pena viver e lutar. Dedique um tempo para esclarecer seus valores, princípios e missão de vida.

  1. Transforme seus sonhos em metas de curto, médio e longo prazo. Sonhos que não se transformam em planos, com etapas e ações, acabam se tornando em tristes fantasias e desilusões.

  1. Conheça-se e domine a si mesmo. Descubra quais seus talentos e fraquezas e estabeleça regras de vida, ou seja, objetivos mensais de desenvolvimento pessoal que lhe ajudem a crescer fisicamente, mentalmente, emocionalmente, espiritualmente e socialmente.

  1. Comunique-se melhor. O primeiro passo é ouvir a si mesmo e abrir-se para ouvir o outro.

  1. Encontre seu time. Ninguém vence sozinho. Aprenda a trabalhar em equipe e você irá muito mais longe do que pensa.

Aventura Rumo ao Topo – Sabendo da necessidade de se alcançar o controle das habilidades emocionais cada vez mais cedo, o especialista em competências socioemocionais, Fernando Duarte, promove o workshop vocacional Rumo ao Topo, destinado a jovens de 16 a 20 anos, entre os dias 19 de janeiro e 02 de março. Durante sete sextas-feiras, entre 14h e 18h, no Espaço Fernando Duarte, na Asa Sul.

O workshop tem o objetivo de auxiliar os participantes na descoberta da vocação e no desenvolvimento de habilidades socioemocionais. Como exemplo de uma escalada, cada encontro será como uma montanha vencida pelo jovem “alpinista”, que, ao obter conhecimento, chega mais próximo do TOPO das suas capacidades.

Ao final dos encontros, o jovem terá descoberto e desenvolvido as capacidades socioemocionais mais fortes dele, ajudando-o a definir metas, sonhos e objetivos a serem alcançados em um, cinco ou dez anos. Os interessados em participar do evento podem fazer a inscrição por e-mail ou telefone. Será cobrada uma taxa simbólica, no valor de R$ 10 por encontro.

Programação do workshop gratuito Rumo ao Topo:

  1. Monte Denali, o grande: comunicação inteligente – Começar de dentroSexta-feira: 19/01

  1. Monte Vinson, o desafiador: superar adversidade – A trilha Sexta-feira: 26/01

  1. Monte Elbrus, a promessa: minha bússola – Em busca de significado Sexta-feira: 02/02

  1. Monte Everest, deusa do mundo: criar o sonho – O poder do foco Quinta-feira: 08/02

  1. Monte Kilimanjaro, montanha brilhante: harmonizar as partes – Estratégia Sexta-feira: 16/02

  1. Monte Aconcagua, sentinela de pedra: trabalho em equipe: Trilhando o caminhoSexta-feira: 23/02

  1. Cume Carstensz, monte vitorioso: assumir o controle – A vitóriaSexta-feira: 02/03

As competências socioemocionais podem ser compreendidas dentro de cinco grandes domínios de personalidade, chamados por Fernando de os [hi]Five.

Os [hi]Five se dividem em cinco vertentes de competências sócio-emocionais, cada uma cumpre o seu papel e todas juntas auxiliam as pessoas em suas atitudes.

[hi]Mind – é a unificação de qualidades para o autoconhecimento. Bom senso e autocrítica são essenciais para identificar as próprias qualidades, pontos fracos e aprender com erros e acertos.

[hi]Dream – qual seu sonho? O [hi]dream é a busca pelo foco, é a automotivação, definição de metas e planejamento, disciplina e autocontrole. É a capacidade de regular as próprias emoções, pensamentos e comportamentos.

[hi]Action – é a capacidade de fazer boas escolhas, tomada de decisão responsável. A palavra chave para definição do [hi]Action é REFLEXÃO. Somente o ser humano é capaz de refletir antes de fazer escolhas. Usando essa qualidade, aprendemos a avaliar possíveis resultados e tomar atitudes conscientes.

[hi]Tribe – consciência social. Habilidades como empatia e respeito fazem com que as pessoas se coloquem no lugar das outras e vivam bem em sociedade.

[hi]Voice – comunicação inteligente. Negociação, gestão de conflitos, percepção social e estabelecimento de relacionamentos saudáveis facilitam o trabalho em equipe e o desenvolvimento de habilidades sociais que são extremamente necessárias em praticamente todas as atividades que desenvolvemos na vida.

O palestrante – Com duas décadas de atividades voltadas para jovens e adolescentes, Fernando Duarte é especialista em docência universitária e competências socioemocionais, coach e administrador. Ele já realizou mais de 2 mil palestras no Brasil, Colômbia e Espanha, alcançando mais de 340 mil pessoas de escolas de ensino médio, universidades, empresas, institutos, órgãos públicos e hospitais. Fernando Duarte também é o criador da filosofia [hi] que desafia às pessoas a melhorarem a cada dia.

Serviço

Estabeleça metas de maneira correta em 2018

Palestrante Fernando Duarte

Contatos para inscrição no workshop vocacional Rumo ao Topo: (61)3248-7022/ (61)9.8406-7976 /fernando@souhi.com.br 

Endereço: Quadra 505, Bloco C, Entrada 14, Asa Sul – DF

Site: www.fernandoduarte.bsb.br


Graduacao.jpg

Ricardo Callado23/01/20181min

Concursandos que desejam reforçar os estudos podem participar do aulão beneficente de Organização Político-Administrativa, voltado para os certames da Agência Brasileira de Inteligência – ABIN, Superior Tribunal de Justiça – STJ e Superior Tribunal Militar- STM, realizado pelo IMP Concursos, nesta quarta-feira 24/01, das 14h15 às 17h50, na unidade da Asa Sul (603 sul).

O aulão será ministrado pelo professor Ricardo Blanco, especialista em Direito Administrativo e Direito constitucional, já foi aprovado em diversos concursos públicos, atuou como militar das Forças Armadas e Agente da Polícia Federal.

Para participar, é preciso se inscrever na secretaria do IMP Concursos, mediante a entrega de 1KG de alimento não perecível! Informações: www.impconcursos.com.br ou 3029-9700.


Fachada-ABIN.jpg

Ricardo Callado11/01/20184min

Com bastante disciplina, ainda dá tempo de se preparar

O edital do concurso da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) saiu e agora os concursandos estão correndo contra o tempo na busca de uma boa classificação. Foram autorizadas 300 vagas, sendo 20 para agente de inteligência (ensino médio completo), 220 para oficiais de inteligência (nível superior em qualquer área de formação), 60 para oficial técnico de inteligência (nível superior em Administração ou Economia; Arqu itetura; Arquivologia; Ciências Contábeis; Comunicação Social – Jornalismo; Comunicação Social – Publicidade e Propaganda; Estatística; Tecnologia da Informação; Direito; Educação Física; Engenharia Civil; Engenharia Elétrica; Pedagogia; Psicologia e Serviço Social. A banca responsável pelo certame é o Cebraspe.

As inscrições podem ser feitas de 09/01 a 30/01 e as taxas são as seguintes: Oficial – R$ 230,00; Oficial Técnico – R$ 210,00 e Agente – R$ 190,00. As provas serão aplicadas no dia 11 de março (manhã e tarde). E para quem está interessado, mas não sabe se ainda dá tempo de se preparar, o especialista do IMP Concursos, professor Carlos Alfama, afirma que sim. Ele alcançou o primeiro lugar para o concurso de Policial Legislativo do Senado, em 2012, e cita sua própria experiência para dar uma animada nos concursandos:  “Comecei a estudar, de fato, 68 dias antes da prova, o nível de complexidade do concurso da Abin é bastante semelhante ao que passei. Porém, é preciso lembrar que meu estudo foi totalmente focado, busquei o melhor material, um curso de qualidade, muito foco e sem distração. Assim, &eacute ; absolutamente possível obter aprovação”, explica.

Outra dica do especialista é saber o que se quer, por exemplo: Uma pessoa que estuda para a área policial vai perceber que as matérias do concurso da Abin são bastante semelhantes aos concursos policiais, então, o concurso está dentro da sua linha de interesse.  “O que quero dizer, é que quem já definiu uma área e já está se dedicando a ela, deve manter o objetivo. Ou seja, se você estuda para a área policial, não faz sentido concorrer para um tribunal, isso é perder o foco, e atrapalha”, aconselha.

Segundo o professor de informática, também do IMP Concursos, Deodato Neto, quem passa na Abin tem uma carreira extremamente desafiadora em um órgão de excelência, com funcionários altamente qualificados. Sobre os estudos, ele lembra que é muito importante pegar questões de provas anteriores, e tentar resolver o máximo possível. Além disso, outro ponto importante é dar um pouco mais de atenção às disciplinas que não estamos acostumados a ver no nosso dia a dia, afirma.

Para finalizar, Deodato lembra que embora o concurso deva ser concorrido, não será o foco maior dos concursandos: “Como terão outros concursos, a ABIN perde um pouco a atenção geral, o que é uma vantagem para quem está voltado especialmente para esse certame”, finaliza

Os salários da Abin são de R$ 16.620,46 (oficial), R$ 15.312,74 (oficial Técnico) e R$ 6.302,23 (agente). Todas as vagas são para lotação em Brasília, apenas o cargo de oficial de inteligência área 1 (para qualquer graduação) admite trabalhar em qualquer Unidade da Federação.


novacap.jpg

Ricardo Callado02/01/201810min

Em Decisão Liminar, a Presidência do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) determinou uma série de ajustes no edital do concurso da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), publicado no Diário Oficial do DF no último dia 15 de dezembro.

As modificações referem-se a questões como: inclusão de cronograma de nomeações; previsão de isenção de taxa de inscrição para beneficiários de programas sociais do GDF; prazos recursais; exigência de prova de títulos; e reorganização do conteúdo programático.

Além disso, o Tribunal também determinou à Novacap que apresente a planilha de custos para a realização do concurso, informando se entende viável a cobrança do valor da taxa de inscrição em patamar tão baixo – R$ 6 para os empregos de nível superior e R$ 7 para os empregos de nível médio/técnico. Em uma análise inicial, o corpo técnico do TCDF entende que esses valores podem não ser suficientes para cobrir o custo da organização do certame.

O concurso, que será organizado pela banca Inaz do Pará, oferece um total de 96 vagas, sendo 60 para nível superior e 36 para nível médio. O prazo de inscrições iniciou-se nesta terça-feira, dia 2 de janeiro.

Taxa de inscrição – Ao analisar o edital do concurso, chamou a atenção do Tribunal o baixo valor cobrado para inscrição, o que, em uma análise inicial, não cobriria o custo da realização do certame. A seleção prevê três provas distintas, conforme o emprego selecionado, e há necessidade de a organizadora assegurar confiável fiscalização e lacre das avaliações, preservar o sigilo, alugar espaços para realização das provas, etc.

O artigo 22 da Lei 4949/2012 dispõe que o valor da inscrição pode ser de até 5% dos vencimentos iniciais do cargo objeto do concurso e sua definição também deve levar em conta a escolaridade exigida, o número de fases e de provas do concurso público, o custo para a realização do certame e sua relação com a expectativa de receita com as inscrições.

No caso da Novacap, a remuneração dos cargos ofertados, considerando a soma do salário inicial e das vantagens instituídas por meio de Acordo Coletivo de Trabalho, varia entre R$ 2,8 mil para cargos de nível médio, e até R$ 12,6 mil para cargos de nível superior. Assim, a Presidência do TCDF entende que a Novacap deve apresentar planilha de custos para realização do concurso, informando, ainda, se entende viável a cobrança dos valores divulgados em relação ao custo da organização.

Prova de títulos – Outra questão que chamou a atenção do TCDF é a exigência de prova de títulos para os empregos de nível superior. Isso porque a Lei 4949/2012 estabelece que esse tipo de avaliação só pode ser admitida quando houver expressa previsão na lei do respectivo plano de carreira, o que não é o caso da Novacap, já que o Plano de Cargos e Carreiras de 2006, ainda vigente, não menciona prova de títulos.

Por isso, a Novacap deverá informar ao TCDF qual a base legal para aplicação da prova de títulos e, caso não haja esse dispositivo, a exigência deverá ser retirada do edital, fazendo a adequação necessária ao longo de todo o normativo.

A Corte aponta ainda uma inconsistência entre dois subitens do edital que preveem pontuações máximas diferentes para a referida prova de títulos. De acordo com a Liminar do TCDF, a pontuação máxima deve ser de cinco pontos, caso a Novacap apresente a justificativa legal e mantenha essa fase no concurso.

Confira abaixo a íntegra da Decisão Liminar.

PROCESSO Nº 41.571/2017 
DECISÃO LIMINAR nº 34/2017 – P/AT

A Presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, ad referendum do Plenário, em acordo com a instrução da Secretaria de Fiscalização de Pessoal, e com espeque no art. 277, c/c art. 16, inciso XIV, do Regimento Interno do Tribunal, decide:

I – tomar conhecimento:
a) do Edital de Abertura das Inscrições e Instruções Especiais n.º 001/2017 (Peça 1), publicado no DODF de 15.12.2017, que divulga a abertura de concurso público para provimento de empregos efetivos da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil-NOVACAP;
b) da Decisão ad referendum do Conselho de Administração da NOVACAP, publicada no DODF de 20.5.2013 (Peça 2);
c) dos Anexos I, II e do Cronograma do Edital n.º 001/2017 (Peças 3, 4 e 5);
d) do Plano de Cargos, Carreira e Salários vigente na NOVACAP – PCCS de 2006 (Peça 6);

II – determinar à NOVACAP que, no prazo de 5 (cinco) dias, relativamente ao Edital nº 001/2017, publicado no DODF de 15.12.2017:
a) retifique os seguintes subitens:
a.1) 6.1.1 para incluir a hipótese de isenção do pagamento da taxa de inscrição relativa ao candidato que comprove ser beneficiário de programa social de complementação ou suplementação de renda instituído pelo GDF, conforme previsão inserta no ar. 27, II, da Lei nº 4949/2012;
a.2) 14.1.1 para consignar que os recursos quanto aos itens “e, f, g, h” deverão ser interpostos no prazo de 10 (dez) dias úteis, conforme reza o subitem 14.1;
a.3) 16.1 para fixar que a contagem do prazo de validade do certame deve se dar a partir da publicação da homologação do edital de resultado final do certame e não da homologação;
b) no Conteúdo Programático, realoque as matérias detalhadas no ramo do Direito do Trabalho (Lei n.º 8666/1993 e posteriores alterações e LC n.º 101/2000) para o campo do Direito Administrativo;
c) inclua o cronograma de nomeações exigido pelo art. 10, II, in fine, da Lei nº 4.949/2012, esclarecendo à jurisdicionada que o cronograma a ser divulgado será passível de modificação a qualquer tempo, podendo adaptar-se às condições econômicas e financeiras da Administração, se assim for necessário;
d) apresente planilha de custos para realização do certame, informando, ainda se entende viável a cobrança do valor da taxa de inscrição em patamar tão baixo (R$ 6,00 para os empregos de nível superior e R$ 7,00 para os empregos de nível médio/técnico);
e) encaminhe o ato autorizativo da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF para realização do certame, focado na existência de disponibilidade orçamentária e financeira para custeio da despesa com o provimento dos novos empregos na Companhia;
f) informe, a teor do art. 15, parágrafo único, da Lei n.º 4949/2012, a base legal para aplicação da prova de títulos e, em não havendo, suprima a exigência do edital, fazendo a adequação ao longo de todo o normativo e anexos;
g) caso mantida a prova de títulos no certame, retifique o subitem 13.1.3 para adequar a pontuação máxima da prova a 5 (cinco) pontos, conforme quadro demonstrativo do subitem 11.12;
h) altere, no Cronograma do Concurso, o prazo para interposição de recursos contra questões da prova objetiva e gabarito preliminar, bem como contra o resultado das provas objetiva, prática e de títulos, de forma a ser fixado o prazo de 10 (dez) dias úteis após a ocorrência do respectivo evento, na forma do art. 55, § 1º, da Lei n.º 4949/2012 e do subitem 14.1.1 do edital normativo;
i) altere, ao longo o edital normativo, as referências aos termos “cargo” e “posse”, inadequados aos empregados públicos regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho, de forma a que prevaleçam os termos “emprego” e “contratação”;

III – autorizar o retorno dos autos à SEFIPE para acompanhamento do presente certame.

Brasília, 27 de dezembro de 2017.

ANILCÉIA MACHADO 
Presidente


secretario-humberto-fonseca-1-1024x683.jpg

Ricardo Callado28/12/20175min

Médicos de várias especialidades e profissionais de outras categorias foram chamados para atuar em áreas estratégicas para a população do DF

Mais 219 profissionais foram chamados para compor o quadro de servidores da Secretaria de Saúde do DF. A nomeação dos aprovados em concurso público foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (27).

Entre os nomeados estão médicos de várias especialidades e outros profissionais de nível médio e superior. A previsão é que seja feita mais uma convocação, até o fim deste ano, de 186 médicos de família e clínicos. Dessa forma, serão nomeados, no total, 405 novos servidores em dezembro.

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, destaca o fortalecimento em setores estratégicos da pasta. “Vamos reforçar o pessoal em várias unidades, chegar perto de 70% de cobertura da Estratégia Saúde da Família e colocar para rodar plenamente seis ambulâncias avançadas do Samu”, informa.

Os profissionais têm 30 dias para tomar posse, contados a partir de hoje. Carteira de identidade, cadastro de pessoas físicas (CPF), título de eleitor e comprovante de votação da última eleição são alguns dos documentos exigidos. Veja a lista completa.

Ampliação da carga horária

Também foi publicado no DODF, na edição de terça-feira (26), a partir da página 23, a ampliação da carga horária de 594 servidores da Secretaria de Saúde, em diversas categorias.

Apesar do aumento, não haverá impacto financeiro para a Saúde, já que as horas a mais servirão para recompor o trabalho de profissionais que já saíram da secretaria por aposentadorias, exonerações e vacâncias.

Com isso, será aumentada a força de trabalho em setores estratégicos, como as unidades de pronto atendimento (UPAs), os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), os centros cirúrgicos e as unidades de terapia intensiva (UTIs).

“As ampliações foram feitas dentro de um estudo para recompor o trabalho dos profissionais, que, desde 2015, saíram por diversos motivos”, explicou a diretora de Planejamento, Monitoramento e Avaliação do Trabalho, Bárbara Rocha.

Dados da Subsecretaria de Gestão de Pessoas, da Secretaria de Saúde, apontam que desde 2015 foram nomeados 5.957 servidores para a pasta. Desses, 1.119 foram admitidos em 2015; outros 2.768 em 2016; e 2.070 entre janeiro e outubro de 2017.

Lista de profissionais nomeados nesta quarta (27):

  • Patologia clínica: 7
  • Técnico de laboratório: 11
  • Técnico em nutrição: 2
  • Técnico administrativo: 50
  • Técnico em enfermagem: 12
  • Enfermeiro: 12
  • Nutricionista: 4
  • Biólogo: 3
  • Biomédico: 1
  • Assistente Social: 5
  • Terapeuta Ocupacional: 4
  • Fisioterapeuta: 1
  • Médico – Acupuntura: 3
  • Médico – Alergia e imunologia: 2
  • Médico –  Biometria e perícia médica: 3
  • Médico – Broncoesofagologia: 1
  • Médico – Cirurgia cardiovascular: 1
  • Médico – Cirurgia plástica: 1
  • Médico – Cirurgia torácica: 2
  • Médico – Clínica Médica: 21
  • Médico – Dermatologia: 3
  • Médico – Gastroenterologia: 4
  • Médico – Genética: 1
  • Médico – Mastologista: 2
  • Médico de família e comunidade: 20
  • Médico do trabalho: 6
  • Médico – Nefrologista: 4
  • Médico – Oftalmologista: 2
  • Médico – Ortopedia e traumatologia: 4
  • Médico – Otorrinolaringologia: 4
  • Médico – Patologia clínica: 3
  • Médico – Psiquiatra: 6
  • Médico – Radiologia: 10
  • Médico – Radioterapia: 1
  • Médico – Urologia: 3

concurso.jpg

Ricardo Callado28/12/20178min

A boa notícia para quem busca uma vaga no serviço público é que 2018 promete ser bastante positivo na área de concursos.  O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2018, que prevê o total de R$ 3,57 trilhões em gastos. O Orçamento segue agora para sanção presidencial e, da forma como está, prevê a criação de 6.564 vagas, além do provimento de 4.404 cargos que já estão vagos há algum tempo.

Segundo o professor de Direito Penal e especialista em concursos do IMP Concursos, Carlos Alfama, os destaques de 2018 são os certames do Ministério Público da UniãoPolícia Militar do Distrito FederalPolícia Civil do Distrito FederalPolícia Federal e Agência Brasileira de Inteligência. Ele ainda acredita que o próximo ano vai superar 2017 na abertura de vagas: “Certamente será melhor, em ano de eleição é comum que mais editais sejam divulgados”, ressalta. E por isso mesmo aconselha que os concursandos não desanimem, já que com tantas vagas, não é hora de parar os estudos, pelo contrário.

Entre os concursos, que já tiveram edital publicado, estão o da Novacap (inscrições: 02/01 a 02/02/2018)  e Superior Tribunal Militar (Inscrições: 27/12/2017 a 15/01/2018), que estão com provas agendadas para março de 2018.  Outro concurso bastante esperado é o da Câmara Legislativa, que foi cancelado após irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal, e também ficará para 2018. Serão abertas 86 vagas para o órgão. Para quem busca carreiras policiais, a PMDF deve disponibilizar mais de 2 mil vagas, com salários até R$5.108,08.

E para quem sonha em ser servidor público, especialistas lembram que é preciso foco e disciplina nos estudos. O segredo para conquistar esse sonho é uma boa preparação, e na maioria das vezes, a longo prazo. “Na verdade, não existe mágica, quem quer concorrer de forma competitiva para concursos, como Câmara e Senado Federal, por exemplo, precisa se dedicar e iniciar sua preparação bem antes da publicação do edital”, explica o professordas disciplinas de Administração Financeira e Orçamentária, Lei de Responsabilidade Fiscal e Administração Pública do IMP Concursos, Anderson Ferreira.

 

Confira abaixo alguns dos principais concursos previstos para 2018: 

Área Administrativa:

Novacap: Edital publicado; 96 vagas; Salário: R$ R$ 2.804, 87 a R$ 12.647,36; Inscrições: 02/01 a 02/02/2018.

ABIN: Autorizado; Pedido de 650 vagas; Salário: R$ 6 a R$ 16 mil.

AGU: Previsto; Pedido de 349 vagas; Salário R$ 4.100,92

DNIT: Previsto; Pedido de 1.487 vagas; Salário R$ 4.861,48

Ibama: Previsto; Pedido de 1.529 vagas; Salário: R$ 3,712,72

Funasa: Previsto; Pedido de 459 vagas; Salário: R$ 3.710,48

IBGE: Previsto; Pedido de 300 mil vagas temporárias; salário: R$ 1.500,00 à R$ 2.500,00

Inmetro: Previsto; Pedido de 435 vagas; Salário: Técnico R$ 4.432,82 Assistente: R$ 4.716,42.

Câmara dos Deputados: Previsto; Salário: entre R$ 15 mil  e R$ 24 mil

Senado Federal: Previsto; 1.058 cargos vagos; Salário: até R$ 27 mil

 

Tribunais

STM: Edital publicado; 42 vagas para técnico e analista; Salário: 6.708,53 a R$ 11.006,83; Inscrições: 27/12/2017 a 15/01/2018.

STF: Previsto; Salário: Técnico: R$ 6.709,00 Analista: R$ 11.007,00

TRT 10º Região – TO e DF: Previsto;  Salário: até R$ 14 mil

 

Carreiras Fiscais

Receita Federal:  Previsto; Pedido de 1.453 vagas; Salário Analista R$ 10.674,21

Receita Federal: Previsto; Pedido de 630 vagas; Salário Auditor: R$ 19.211,01

Ministério da Fazenda: Previsto; Pedido de 904 vagas; Salário: R$ 3.756,82

SEFAZ-DF: Autorizado: 120 vagas; Salário: R$ 14.970,00

 

Carreiras Bancárias

BACEN: Pevisto;  900 vagas; Salário: até  R$ 19.000,00

CEF: Pevisto ; Salário: R$ 2.208,00

Banco do Brasil: Pevisto; Salário: R$ 2.449,98 + R$ 1.144,50

BRB: Previsto; Salário: R$ 1.680,00

BNDES: Previsto; Salário: R$ 4.148,82

 

Segurança pública

PRF: Órgão solicitou autorização para realizar novo concurso; Vagas: 1.300; Salário R$ 9.043,00

PF: Previsto;  Pedido de 1.758 vagas;  Slalário: Agente e Escrivão: R$ 8.702,20 Agente Administrativo R$ 4.255,17

DEPEN: Previsto; Pedido de 1.430 vagas; Salário: R$ 5.403,05

Polícia Civil DF : Previsto; Pedido de 2.100 vagas; Salário: R$ 8.284,55

PM-DF: Concurso Autorizado; Vagas:            2.000  para Soldado; Salário: R$ 5.108,08

Ministério Público

MPU: Concurso autorizado / Comissão Formada; Pedido de 481 vagas para técnicos administrativos e 1.145 analistas em Direito; Salário: Técnico: R$ 6.376,51 e Analista: R$ 10.461,90

MPF:   Previsto; Pedido de 842 vagas; Salário: Técnico: R$ 6.167,99 e Analista: R$ 10.119,93.


Sala-IMP.jpg

Ricardo Callado04/12/20172min

Para participar basta doar um brinquedo novo

Concursandos de plantão, que buscam ingressar na carreira policial, poderão participar do aulão beneficente de Direito Processual Penal e Direito Penal Militar, voltado para a Polícia Militar do Distrito Federal, que será realizado pelo IMP Concursos, no sábado 09/12, na unidade da Asa Sul (603 Sul), das 8h15 às 11h50.

O aulão será ministrado pelos professores Carlos Alfama: Policial Legislativo Federal, aprovado em 1° lugar no concurso do Senado Federal de 2012. Professor de Direito Processual Penal e de Direito Penal em cursos preparatórios para concursos públicos, e  Leandro Antunes: especialista em Direito Público, gestão estratégica da segurança pública e defesa civil. Bacharel em direito e ciências policiais. Oficial superior da PMDF, professor do Instituto Superior de Ciências Policiais – PMDF e em diversos cursos preparatórios, com ênfase nas carreiras policiais, há mais de 15 anos.

Interessados em participar devem realizar a pré-matrícula pelo site do IMP (www.impconcursos.com.br), porém, a inscrição só será confirmada após a doação de um brinquedo novo na secretaria do preparatório. As vagas são limitadas. Mais informações: 3029-9700.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Enquete
Qual o melhor critério para escolha dos administradores regionais: