Arquivos Mais... - Blog do Callado

Marcapasso.jpg

Ricardo Callado13/09/20197min

ICTCor participa de campanha nacional com atividades gratuitas para ajudar a esclarecer principais dúvidas sobre o tema

Usar celular, viajar de avião, secar o cabelo, passar em portas com detector de metais e outras atividades comuns passam a ser grandes dúvidas na vida de quem recebe um implante de marcapasso. Para falar dos mitos e verdades, qualidade de vida e diversas questões que envolvem o dia a dia dos portadores do dispositivo e de seus familiares, no dia 23 de setembro é comemorado o Dia do Portador de Marcapasso no Brasil.

A campanha, que é uma iniciativa da ABEC/DECA – Associação Brasileira de Arritmia, Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca Artificial/Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV), mobiliza cardiologistas em todo o país com objetivo de desmistificar o assunto. Como parte do movimento, o Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor) vai realizar, no dia 20 de setembro, um evento educativo com ciclo de palestras, distribuição de cartilhas, demonstração de como os dispositivos funcionam, contação de histórias, entre outras atividades gratuitas no auditório do Hospital Anchieta a partir das 9h. Para participar basta acessar https://ictcor.com.br/marca-passo/ e fazer a inscrição.

De acordo com Dr. Candido Gomes, especialista em cirurgia cardiovascular do ICTCor, a falta de informação ainda é um grande problema. “Muitas pessoas necessitam de um marcapasso e nem sabem, pois não reconhecem os sintomas, que podem ser confundidos com outras doenças. Alguns deles são tonturas com escurecimento visual, desmaios, cansaço fácil, pulso irregular, entre outros. Para as pessoas que já têm o implante e seus familiares, também é preciso ter conhecimento sobre os cuidados”, explica o cardiologista.

O que é o marcapasso?

É um pequeno dispositivo eletrônico que serve para controlar o ritmo cardíaco.  Ele possui um gerador, uma bateria interna e cabos eletrodos. Estes cabos são conectados ao coração e ligados ao marcapasso depois que o médico se certifica que estão posicionados corretamente. O aparelho é implantado em uma espécie de “bolsa” sob a pele durante uma cirurgia considerada simples, que é feita com sedativo e anestesia local. “É um procedimento tranquilo, que dura de uma a duas horas. Geralmente, o paciente pode ir para casa no dia seguinte e retomar as atividades habituais após 30 dias”, afirma Dr. Candido.

Imediatamente após a cirurgia, pode-se observar o desaparecimento de sintomas como tonturas e falta de ar, causados pelo problema de ritmo cardíaco que diagnosticou a necessidade do implante. “Pode acontecer de o paciente sentir pequenas dores no local do implante logo após o procedimento, mas elas diminuem e, em pouco tempo, acabam desaparecendo por completo”, afirma o cardiologista.

Coloquei o marcapasso. E agora?

Os cuidados pós-operatórios específicos variam dependendo do caso e serão orientados pelo médico após a cirurgia, mas existem recomendações que devem ser seguidas. “É muito importante realizar acompanhamento cardiológico rotineiro com a frequência que seu médico indicar. Geralmente, as avaliações são marcadas após um, três e seis meses. Depois deste período, somente de seis em seis meses”, relata Dr. Ricardo Carranza, que também é cirurgião cardiovascular do corpo clínico ICTCor.
Além disso, é essencial ler com atenção o manual do marcapasso. Nele, terão todas as informações referentes à maioria das dúvidas que costumam afligir os pacientes. Confira algumas delas:

  • Telefones celulares podem ser usados, mas têm que ser mantidos a pelo menos 15 cm de distância do local do implante, sendo usados no ouvido que fica do lado contrário do marcapasso. Para evitar interferências, também é recomendado que o paciente mantenha uma distância de dois metros de eletrodomésticos que estejam em funcionamento.
  • Sistemas detectores de metais, como de aeroportos e portas giratórias de bancos, devem ser evitados. É importante andar sempre com o documento de identificação que atesta ser portador marcapasso. Nos sistemas antifurto de lojas, recomenda-se simplesmente passar, evitando ficar parado entre as placas.
  • É importante sempre consultar seu médico sobre ressonâncias magnéticas, pois a maior parte dos modelos de marcapasso têm restrições quanto ao exame, principalmente os mais antigos. O mesmo vale para procedimentos como radioterapia, litotripsia e eletroacupuntura, que devem seguir recomendações médicas específicas.
  • Atividades sexuais, exercícios físicos e condução de veículos são permitidos, a não ser que o portador possua outra patologia cardíaca limitante, pois o marcapasso, por si só, não o impede de nada disso. Na dúvida, é sempre bom consultar o médico.
  • Dentro do possível, é bom evitar dormir do lado do marcapasso implantado, principalmente durante os primeiros 10 dias.

BRBcard-777x437.jpg

Ricardo Callado13/09/20192min

Em linha com o mercado e na busca por oferecer aos seus clientes um Banco cada vez mais ágil, moderno e inovador, o Banco de Brasília deu início à liberação de crédito pelo meio digital. O processo nacionaliza o BRB, uma vez que recursos podem ser contratados sem a necessidade da presença em uma agência física do Banco.

O novo processo torna a Instituição cada vez mais digital e é um marco na história do BRB. “Pela primeira vez, o BRB realiza uma operação que o faz sair dos horizontes geográficos da sua área de atuação. Temos uma meta de avançar no Centro-Oeste e será inevitável nos tornarmos um banco nacional”, afirmou o presidente Paulo Henrique Costa.

A liberação das duas primeiras operações em open banking – contratação do produto BRB em um canal digital de Correspondente – foi realizada nesta quinta-feira (12).

O novo canal de contratação tem como expectativa dobrar o resultado do lucro líquido da Financeira BRB.


brb-card.jpg

Ricardo Callado11/09/20195min

Cartão destinado aos clientes de alta renda reúne conveniência, segurança e benefícios diferenciados por meio de tecnologia e serviços

No mês em que completa 53 anos, o BRB aumenta seu portfólio de produtos e lança seu cartão Visa Infinite. A novidade será oferecida no formato múltiplo (débito e crédito) e é destinada aos clientes de alta renda do Banco.  Para a criação dessa solução BRB e Visa reuniram benefícios que impactassem diretamente a vida dos brasilienses.

Um exemplo disso é o Free Parking Aeroporto, benefício no qual o portador ganha R$ 15 reais de cashback ao estacionar no Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek. Além disso, o portador conta ainda com quatro acessos à sala VIP para voos domésticos e dois para voos internacionais todo ano. Outra novidade que já faz parte do conjunto de serviços oferecidos ao cliente BRB Visa Infinite é o Transfer Aeroporto. Em parceria com o Cabify, o benefício garante 50% de desconto nas corridas para aeroportos selecionados, incluindo o de Brasília. Para ter acesso ao benefício, basta o usuário gerar um voucher no App Visa Airport Companion e inserir o código no app do parceiro. Vale lembrar que o cliente BRB Visa Infinite pode usufruir do serviço do Free Valet no Shopping Iguatemi de Brasília.

Somam-se a esses outros vários benefícios, como seguro de emergência médica internacional, Digital Concierge, o Médico Online, seguro para veículos de locadora de carros e proteção contra a perda de bagagem e de conexão.

Paulo Henrique Costa, presidente do BRB, afirma que o produto tem reconhecimento e prestígio mundial, estruturado para os clientes do segmento Milenium Capital. “Trabalhamos para oferecer aos nossos clientes o que há de melhor no mercado. O lançamento do Visa Infinite tem exatamente esse objetivo, que é proporcionar aos correntistas do BRB de alta renda um produto diferenciado e que atenda às necessidades deles”, comenta. Os benefícios estão sujeitos a termos e condições.

Inovação

Outro diferencial do BRB Visa Infinite é a tecnologia de pagamento por aproximação, que possibilita efetuar pagamentos por aproximação diretamente nos terminais habilitados sem a necessidade de passar ou inserir o cartão e em algumas situações, sem digitar senha. A inovação conta com os mesmos padrões de segurança dos cartões de chip e pode ser encontrada no celular, por meios dos Pays. E devido à sua rapidez e simplicidade, o pagamento por aproximação gera ganhos significativos para os consumidores.

Segundo Relatório elaborado pela Americas Market Intelligence, encomendado pela Visa, no Brasil, 75% dos estabelecimentos que operam com cartão já aceitam o pagamento sem contato. Ainda segundo o estudo, a funcionalidade reduz o tempo das transações, resultando em um aumento significativo da eficiência e das vendas para estabelecimentos de alto tráfego.

“Os consumidores querem pagar de forma rápida, moderna e segura e suas expectativas em relação ao momento das compras estão mais altas do que nunca. Com a tecnologia de pagamento por aproximação, eles ganham uma experiência muito melhor”, conta Eduardo Barreto, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Visa do Brasil. “Não temos nenhuma dúvida, aqui na Visa, que, ao aliar tecnologia de pagamento por aproximação com os benefícios do nosso melhor cartão, estamos levando ao consumidor uma oferta única pensada para o brasiliense”.


pdaf_escola_guara_foto_Toninho_Tavares.jpg

Ricardo Callado10/09/20193min

A Secretaria de Educação do Distrito Federal pretende ampliar em 10% o atendimento da educação integral a toda a rede pública de ensino até 2024, ampliando a oferta, até lá, em 3 mil matrículas por ano neste sistema. Calculando pelo número de vagas ofertadas hoje na rede, seriam em torno de 46 mil estudantes.

Atualmente, 7% de toda a rede é atendida pela educação integral nos ensinos fundamental e médio, sendo que o médio aumentou a oferta em 1.200 vagas este ano e agora atende 4 mil estudantes. A Secretaria de Educação começou este ano letivo com 37 mil estudantes e mantém hoje esta mesma oferta, nas mesmas 198 escolas que ofertava em fevereiro.

Nos anos anteriores, 62 escolas deixaram de ofertar vagas integrais, entre 2012 e 2017. Em 2012 o ministério da Educação reduziu o fomento de Mais Educação e só o substituiu no final de 2018 pelo Escola do Adolescente, mas ao secretaria optou por não aderir a este programa.

Para ampliar o número de vagas, a secretaria começou a implantar, neste 2º semestre, um plano de reorganização de toda a rede, com base em mapeamento feito no início deste ano, de forma a ampliar a oferta de vagas na educação integral e organizar a demanda da educação regular em 2020.

O mapeamento revelou, entre outras coisas, escolas onde havia salas de aula ociosas que poderiam atender à demanda da educação integral, bem como outras que poderiam atender à demanda de novas matrículas para o ensino regular. O plano prevê tornar algumas unidades escolares em atendimento 100% de educação integral. Todos esses dados foram cruzados.

O cruzamento revelou, por exemplo, que o Caseb, na 907 Sul, possui salas de aulas ociosas que poderiam passar a atender a 20 salas de alunos da educação integral para um total de 710 estudantes do 6ª ao 9ª anos.

Revelou também que perto do Caseb, dentro da mesma área de atendimento, o CEF 2 oferta, na 107 Sul, vagas para 195 estudantes em tempo integral, nos 6ª e 7ª ano do ensino fundamental, em sete salas de aula.

A proposta da Secretaria é tornar o Caseb totalmente integral uma vez que tem infraestrutura adequada para isso e abrir novas vagas para a educação regular no CEF2 em 2020.

* Com informações da Secretaria de Educação


Carteira-estudantil-digital.jpg

Ricardo Callado09/09/20193min

Por Mariana Tokarnia

A carteira estudantil digital começará a ser emitida em 90 dias e será ofertada nas lojas Google Play e Apple Store. Com o documento, os estudantes vão poder pagar meia-entrada em shows, cinema, teatro e outros eventos culturais. O prazo começa a contar hoje (9), com a publicação da medida provisória (MP) que dispõe sobre o pagamento de meia-entrada no Diário Oficial da União.

O estudante que solicitar a carteira digital terá que consentir com o compartilhamento dos dados cadastrais e pessoais com o Ministério da Educação (MEC) para subsidiar o Sistema Educacional Brasileiro — o novo banco de dados nacional dos alunos, a ser criado e mantido pela pasta.

O MEC poderá usar essas informações apenas para formulação, implementação, execução, avaliação e monitoramento de políticas públicas. O sigilo dos dados pessoais deve ser garantido sempre que possível.

O estudante com idade igual ou superior a 18 anos e o responsável legal pelo aluno menor de idade responderão pelas informações autodeclaradas e estarão sujeitos às sanções administrativas, cíveis e penais previstas em lei na hipótese de fraude.

De acordo com a MP, a carteirinha digital poderá ser emitida pelo MEC; pela Associação Nacional de Pós-Graduandos; pela União Nacional dos Estudantes (UNE); pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); por entidades estudantis estaduais, municipais e distritais; diretórios centrais dos estudantes; centros e diretórios acadêmicos e outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes, conforme definido em ato do ministro da Educação.

O MEC poderá ainda firmar contrato ou instrumento congênere com a Caixa Econômica Federal para emissão gratuita ao estudante do modelo físico da carteira de identificação estudantil.

Segundo a MP, a nova carteira estudantil física solicitada em um ano será válida até 31 de março do ano seguinte e a digital, enquanto o aluno permanecer matriculado em estabelecimento que forneça os níveis e as modalidades de educação e ensino. O documento perderá a validade quando o estudante se desvincular do estabelecimento.


concurso.jpg

Ricardo Callado09/09/20199min

Especialista na área de segurança pública e professor do Gran Cursos Online dá dicas de preparação

Os concursos públicos para as carreiras policiais estão entre os mais visados e concorridos. Atualmente, mais de 3 mil vagas estão abertas para o setor em todo o país. Além da remuneração atrativa e da estabilidade empregatícia, os certames para as carreiras policiais atraem candidatos que desejam se tornar servidor público exercendo uma rotina mais ativa. “Os concursos para as carreiras policiais são muito procurados por nossos alunos. Por isso, dispomos de cursos exclusivos para os certames, além de eventos gratuitos liderados pelos maiores especialistas do país”, disse Gabriel Granjeiro, diretor-presidente do Gran Cursos Online, empresa do setor de concursos públicos.

No Distrito Federal, os concurseiros de plantão que sonham em ingressar na Polícia Civil do Distrito Federal (concurso PCDF) já podem comemorar. Nesta sexta-feira (6), foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, o extrato de autorização para realização do concurso público para o cargo de agente de polícia. Serão ofertadas 1.800 vagas para agente de polícia, sendo 600 vagas imediatas e 1.200 para formação de cadastro de reserva.

O professor do Gran Cursos Online e 3º Sargento da Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF), Jeferson Bogo, aconselha que os candidatos que aguardam a publicação do edital da PC-DF e outros na área de segurança pública que iniciem a preparação desde já levando em consideração as provas anteriores realizadas para o setor no país. “Muitas questões se repetem nas provas, por isso sempre oriento os alunos a resolverem questões de provas e simulados para fixar o conteúdo. Isso dá uma excelente base para os estudos”, afirma. “Quando a banca for definida, o candidato pode direcionar os estudos para as questões elaborado pela banca em outros certames da área”, completa.

Uma boa notícia para quem se prepara para esse tipo de certame é que muitos conteúdos são comuns e podem ser aproveitados para outras seleções previstas para a área em todo o Brasil. Sobre isso, Jeferson Bogo ressalta que é importante montar um bom cronograma de estudos com base no conteúdo cobrado em outros editais e seguir na preparação para a prova. “O candidato deve realizar um planejamento dos estudos para facilitar a organização dos estudos e fixação dos conteúdos e estabelecer um ritmo de estudos para cada conteúdo cobrado no edital”.

O especialista explica que o concurseiro precisa observar todo o panorama de preparação considerando não apenas a parte intelectual, mas também a parte física. “É preciso aliar os estudos ao processo de preparação para o teste de aptidão física, que é uma das etapas do concurso”, aponta.

O professor também adverte que antes de se inscrever nesses concursos, é bom observar se existe no edital alguma restrição relacionada à idade e estatura mínima. “Os candidatos ao concurso do PC-DF não precisam se preocupar com isso porque geralmente só os concursos para militares têm essa exigência”, diz.

Vagas abertas

Atualmente, estão abertas as inscrições para o concurso da Polícia Militar do Estado de São Paulo, com 2.700 vagas imediatas para o cargo de Soldado PM de 2ª Classe cuja remuneração inicial é de R$ 3,1 mil. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 25 de setembro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50. As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 24 de novembro.

Outro destaque é o concurso para agente de segurança prisional do estado de Goiás (AGEPEN GO), que está com edital publicado. As inscrições começam no dia de 29 de agosto e seguem até o dia 13 de outubro. São 500 vagas para nível superior com remuneração inicial em torno de R$ 4,8 mil.

No estado da Bahia, foi publicado nesta sexta-feira (6), no Diário Oficial do Estado,  o edital da Polícia Militar do Estado da Bahia (Edital PM BA) e Corpo Militar do Estado da Bahia (Edital CMB BA). São ofertadas 90 vagas, sendo 60 para o cargo de Oficial da Polícia Militar e 28 para o Corpo de Bombeiros. O período de inscrições começa no dia 12 de setembro e segue até o dia 29. A banca organizadora é o Centro de Processos Seletivos (CPS) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A data provável das provas objetiva e discursiva é dia 27 de outubro.

Vagas previstas – A área de segurança pública promete excelentes oportunidades ainda neste ano nas diversas regiões do país. No Centro Oeste, o concurso da Polícia Militar do Estado do Goiás (PM-GO) prevê a oferta de 2 mil vagas para os cargos de Soldado e Cadete. A expectativa é de que o edital do concurso PM GO seja publicado em breve. A banca organizadora será o Instituto AOCP.

Além do estado, diversos governadores já anunciaram a necessidade de realização de concursos e realizam estudos para avaliar as necessidades locais.

No Norte, o Governo do Amazonas anunciou a realização do concurso para Polícia Civil com previsão de 424 vagas para diversos cargos, sendo 62 para delegado, 200 para investigador, 98 para escrivão, 27 para perito criminal, 8 para perito legista, 3 para perito odontologista, 16 para auxiliar perito e 10 para padioleiro. O certame está em processo de definição da banca examinadora.

No Nordeste, o governador da Bahia, Rui Costa, também informou que deve sair em breve, o concurso da Polícia Civil do Estado. No Rio Grande do Norte, a Polícia Civil deve ofertar 302 vagas, sendo 41 para Delegado, 26 para Escrivão e 235 para Agente de Polícia. O certame aguarda definição da banca examinadora. Em Alagoas, o concurso da Polícia Civil está autorizado e em planejamento desde abril de 2018, quando foi publicada a portaria de autorização do concurso. São previstas 300 vagas para Agente, Escrivão e Delegado.

Na região Sul, recentemente, o governador do estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, anunciou a autorização de mais de 2.800 vagas para a segurança pública. Serão 400 vagas para o Corpo de Bombeiros Militar, 400 para a Polícia Civil, sendo 50 para delegado e 350 para investigador e 2000 vagas para a Polícia Militar. Os editais devem ser publicados em breve.


receita.jpg

Ricardo Callado08/09/20192min

O valor da restituição será liberado no dia 16 de setembro

A consulta ao quarto lote de restituições do Imposto de Renda 2019 será aberta nesta segunda-feira (9) partir das 9h. O quarto lote inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Segundo a Receita, o dinheiro será depositado na conta do contribuinte no dia 16 deste mês. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões.
Para saber se o contribuinte foi contemplado no quarto lote, basta acessar o site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone (146) e informar o CPF e a data de nascimento.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isto significa que quem entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet.


fgts.jpg

Ricardo Callado06/09/20193min

Por André Richter 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu hoje (6) suspender em todo o país a tramitação de processos que questionam a Taxa Referencial (TR) como índice de correção monetária do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com a decisão, as ações deverão ficar suspensas até 12 de dezembro, quando a Corte poderá jugar o mérito da questão.
A decisão liminar foi proferida na ação na qual o Solidariedade questiona a forma de correção dos recursos do fundo. O partido defende a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial de inflação.

No entendimento Barroso, as ações devem ser suspensas até o fim do julgamento do caso para evitar que o trabalhador seja prejudicado com decisões conflitantes em todo o Judiciário.

Na ação, o Solidariedade afirma que a TR não pode ser usada para corrigir o FGTS porque não repõe as perdas inflacionárias, por se tratar de um índice com valor abaixo do da inflação.

A questão sobre o índice de correção que deve ser adotado pela Caixa Econômica Federal tem gerado decisões conflitantes em todo o Judiciário. Em algumas decisões, juízes de primeira instância têm entendido que a TR não pode ser usada para correção.

Com o FGTS, criado em setembro de 1966, o empregador deposita todo mês o valor correspondente a 8% do salário do empregado. O valor pode ser sacado em caso de demissão sem justa causa ou para comprar a casa própria, por exemplo.


brb-1.jpg

Ricardo Callado06/09/20193min

O BRB bateu, em agosto, recorde na venda de cartões de crédito de toda a sua história. Foi registrado crescimento de 457% nas vendas em relação a agosto de 2018. Os números isolados do mês superam até mesmo o total de vendas do primeiro trimestre de 2019, e representam 30% de toda a venda no ano.

Os resultados foram impulsionados pela melhoria nos índices de autorização das transações, implementação de novas funcionalidades no aplicativo BRBCARD e uma oferta de uma plataforma mais ágil e moderna. A adoção de novas tecnologias, a exemplo do Samsung Pay, e um atendimento mais completo também foram fundamentais na conquista de novos clientes e melhora do índice de satisfação entre os que já se encontravam na base do Banco.

Além das inovações e melhor tempo de respostas, o BRB tem dedicado atenção especial na reformulação do programa de fidelidade CURTAÍ. Novas parcerias e benefícios têm sido disponibilizados na intenção de criar vantagens ainda melhores para os usuários dos cartões.

Para o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, o avanço dos negócios do BRB está acontecendo em todos os produtos da Instituição. “Os cartões BRB apresentam uma série de diferenciais e estão adequados à realidade e às necessidades dos clientes de Brasília. O grande objetivo do Banco é oferecer um portfólio completo, de forma que o BRB seja o primeiro banco de relacionamento de todos os clientes”, disse.

Em 2019, a BRBCARD, divisão de cartões do Banco, ganhou, pela segunda vez, o prêmio GPTW, que a coloca como uma das 50 melhores empresas do Centro-Oeste para se trabalhar.


48684216152_98975ce2a8_b.jpg

Ricardo Callado05/09/20195min

MEC planeja adotar regime em 216 unidades de ensino estaduais e municipais até 2023; no Distrito Federal, cinco novos centros educacionais aderem ao programa neste semestre

Por Hédio Ferreira Junior

Prestes a ser adotado em cinco centros educacionais do Distrito Federal – além de quatro já em funcionamento desde o começo do ano –, o modelo de gestão compartilhada com a Polícia Militar foi lançado nesta quinta-feira (5/9) pelo governo federal. Chamado de escolas cívico-militares pelo Ministério da Educação (MEC) – e que será aplicado em parceria com as Forças Armadas –, o modelo deve vigorar em 216 unidades de ensino municipais e estaduais do país até 2023.

O governador Ibaneis Rocha participou da solenidade de lançamento da ação junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, no Palácio do Planalto. O objetivo do governo federal é, assim como no DF, construir um ambiente escolar de gestão com parcerias e vínculo entre gestores, professores, militares, estudantes, além de pais e responsáveis.

Com estudos técnicos em mãos que apontam a necessidade de implementação do compartilhamento com a PM nas escolas do DF, o governador Ibaneis reavaliou a decisão de adotar a ação no Gisno, na Asa Norte. O critério de escolha das unidades escolares tem como parâmetro o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e as ocorrências criminais nas regiões das instituições de ensino.

Para Ibaneis, o trabalho agora é de esclarecimento dos benefícios da gestão com quem ainda se apresenta contrário a ela. “Vamos assumindo primeiro aquelas que querem, que já existe manifestação favorável, e aí com uma quantidade maior de escolas e alunos poderemos fazer uma avaliação [dos resultados e da eficácia] mais concreta.”

Teste

Em setembro será a primeira vez que as quatro escolas do DF onde a gestão compartilhada já vigora desde 11 de fevereiro passará pelo exame do Ideb. Por meio dele, policiais militares participam da gestão disciplinar, sendo que a responsabilidade pedagógica continua exclusivamente com as equipes gestoras dos centros educacionais. A meta é aumentar a média do índice que, segundo o MEC, é de 6,99 em colégios militares, e 4,94 nas escolas civis.

No primeiro semestre, o projeto foi implantado em quatro centros educacionais: o CED 03 de Sobradinho; o CED 308 do Recanto das Emas; o CED 01 da Estrutural e o CED 07 da Ceilândia. Já neste segundo semestre o regime de compartilhamento educacional começou no Centro de Ensino Fundamental 19 de Taguatinga (CEF 19), do CEF 407 de Samambaia, do CEF 1 do Núcleo Bandeirante, no Centro Educacional 1 do Itapoã (CED 1). No CED Condomínio Estância III de Planaltina as conversas entre as partes estão em andamento para iniciar a implementação.

Forças Armadas

A União vai colocar à disposição de governos estaduais e das prefeituras a estrutura e os profissionais das Forças Armadas para atuarem em funções administrativas e de gestão. A adesão é voluntária. A garantia do Mec é de que professores civis continuarão responsáveis pelas funções em sala de aula. Atualmente, o Brasil tem 203 escolas desse tipo, em 23 unidades da federação.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Social LikeBox & Feed plugin Powered By Weblizar



Parcerias