23/06/2018 Brasília - DF 17°C

Arquivos Legislativo - Blog do Callado

congresso-camara.jpg

Ricardo Callado22/06/20184min

Por Marquezan Araújo – Com o texto-base aprovado há algumas semanas, o projeto que trata do novo cadastro positivo deve entrar em pauta no Plenário da Câmara dos Deputados antes do recesso parlamentar. A afirmação é do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A decisão dos parlamentares será em cima dos destaques, ou seja, das sugestões de mudanças no texto principal.

O objetivo do projeto é fazer com que as empresas, comércios e instituições financeiras em geral disponibilizem, no chamado Cadastro Positivo, as informações dos consumidores, da mesma forma que é feita no Cadastro Negativo, conhecido como SPC. Atualmente, a inserção dos dados no Cadastro Positivo é facultativa, mas a proposta a torna obrigatória.

Com isso, gestores de bancos de dados teriam acesso a todas as informações relacionadas a pagamentos em dia e empréstimos quitados. Apoiador da matéria, o deputado federal Rodrigo Garcia (DEM-SP) explica que as informações terão o mínimo de sigilo. Além disso, o congressista acredita que aprovação do texto será um ponto positivo para a economia brasileira.

“Com o Cadastro Positivo nós vamos premiar o bom pagador. Estamos fazendo isso preservando todo o sigilo das informações. Por isso, o Cadastro Positivo é uma medida importante para a economia brasileira, principalmente nesse momento de retomada econômica”, afirma o líder do Democratas.

Ainda de acordo com Rodrigo Garcia, o PLP 441/2017 reduz os juros atribuídos ao consumidor no momento de pegar um empréstimo. “Nós vamos conseguir reduzir a taxa de juros que hoje é cobrada do pequeno empreendedor e daquele cidadão que precisa de recursos no banco para pagar suas contas”, disse.

Com uma emenda acatada pelo relator da matéria, o deputado Silvio Torres (PSDB-SP) diz que inicialmente as vantagens da aprovação do texto vão para os bancos, o que acarreta em benefício para o cliente da instituição financeira.

“Com o Cadastro Positivo, a lógica é que o spread bancário vá diminuir. Diminuindo o spread bancário, é evidentemente que o juro irá diminuir. Então eu sugeri ao relator, e ele acatou, nós colocar no parecer o seguinte: se até 24 meses o spread bancário não diminuir, o Congresso Nacional vai revisar a lei do Cadastro Positivo. Então acho que sele será aprovado, sim”, afirmou o deputado.

Spread bancário é o custo que a instituição financeira tem ao estabelecer as taxas de juros. No spread consta o risco-crédito, ou seja, quanto mais risco o banco tem de não receber um empréstimo, maior é o spread bancário e, consequentemente, os juros.

Por enquanto, o texto do PLP 441/2017 aguarda deliberação no Plenário da Câmara dos Deputados.


Movimento-junino-II.jpg

Ricardo Callado22/06/20183min

As festas juninas caíram no gosto popular também nas grandes cidades e é neste clima que centenas de jovens dançarinos de quadrilha de Distrito Federal, Entorno e vários estados brasileiros devem ocupar nesta sexta-feira (22), a partir das 15h, o Plenário Ulysses Guimarães da Câmara Federal.

A festa junina é considerada a segunda maior manifestação cultural do Brasil, perdendo apenas para o carnaval. As celebrações são realizadas ao longo dos meses de maio, junho, julho e agosto nas diversas regiões do Brasil. Além disso, as festas, com suas músicas, danças, fogueira e comidas típicas, movimentam a economia das cidades, gerando emprego e renda.

Segundo o deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF), autor da sessão pelo terceiro ano consecutivo, a homenagem é para os milhares de brasileiros que preservam essa cultura tão rica e trabalham o ano inteiro para o sucesso da festa. “O Movimento Junino é uma das mais importantes manifestações culturais do Brasil e é com muita honra e respeito que sempre apoiarei os quadrilheiros juninos”.

Em 2015, após a apresentação de emendas de Izalci Lucas, o Governo do Distrito Federal decidiu considerar as festas juninas como Política de Estado para tornar o incentivo permanente. “É importante defender a consolidação do arranjo produtivo das festas e dos grupos de quadrilha para desenvolver a economia local. Além disso, precisamos continuar fomentando a cultura entre os jovens para integrá-los e distanciá-los de problemas sociais e da violência”, disse Izalci.

Histórico

As festas juninas chegaram ao Brasil com a vinda da Corte Portuguesa. Inicialmente era uma festa restrita aos palácios, mas pouco tempo depois se tornou popular, com a união dos rituais indígenas. Alguns estudiosos afirmam que as festas juninas trazem grande influência da cultura dos portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Segundo eles, a quadrilha veio da França, a cultura dos fogos de artifícios da China e as danças com as fitas teriam vindo de Portugal e da Espanha.

“Queremos que as festas juninas tenham seu valor reconhecido tanto no Brasil como no exterior. É uma manifestação cultural que os brasileiros deixaram mais rica e temos condições de transformar a festa em um produto turístico tão importante quanto o carnaval”, finalizou Izalci Lucas.


cldf-2-1024x621.jpg

Ricardo Callado21/06/20184min

Pensando nos candidatos que se preparam para o concurso público da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o IMP concursos vai realizar, no dia 01/07, domingo, um simulado comentado inédito e gratuito, com questões formuladas pelos professores do IMP, no mesmo formato cobrado pela banca responsável pelo concurso, a Fundação Carlos Chagas.

Essa é uma oportunidade para os candidatos testarem seus conhecimentos e se familiarizarem com o ambiente da prova e com o que será cobrado.  Com duração de três horas, as questões abarcarão todas as matérias do concurso para os cargos de Técnico Legislativo. A prova será realizada nas unidades da Asa Sul e Águas Claras, no período da tarde – das 14h às 17h.

Aplicada em uma só etapa, a prova é de caráter classificatório geral, compreendendo 60 questões objetivas de múltipla escolha, com cinco alternativas cada, sendo 30 (trinta) questões de Conhecimentos Básicos (peso 1) e 30 (trinta) questões de Conhecimentos Específicos (peso 2).

O candidato receberá Cartão Informativo por e-mail com as indicações de data, horários e local de prova, sendo de exclusiva responsabilidade do candidato a manutenção e atualização de seu endereço eletrônico. Para consultar o regulamento do simulado, basta acessar o site, www.impconcursos.com.br.

As questões corrigidas serão disponibilizadas no https://www.youtube.com/user/institutoimp, no dia 02/07, com comentários da equipe de professores do IMP. As notas finais dos participantes serão calculadas conforme o edital do concurso da Câmara, contando o total de acertos de cada candidato em cada prova, com média e desvio padrão dos acertos de todos os candidatos em cada prova.

A metodologia de correção, que segue padronização do certame, é uma forma de ajudar os concursandos a avaliar o seu desempenho em relação aos demais, permitindo que a posição relativa reflita sua classificação. E como um incentivo a mais, do primeiro ao décimo lugar, haverá premiações, entre elas, bolsas de estudo no IMP e combo de livros. A divulgação do resultado final será no dia 10 de junho.

Serviço:

Inscrição: gratuita, até o dia 24/06, por meio do site www.impconcursos.com.br.

Prova: 01/07

Horário: 14h00 às 17h00

Local: IMP Asa Sul –  L2 Sul  SGAS 603 Conjunto C

IMP Águas Claras – Avenida Jacarandá, lote 16

Correção comentada: 02/07

Resultado final: 10/07


Audiência-dia-20.jpg

Ricardo Callado20/06/20182min
Nesta quarta-feira (20), acontecerá uma Audiência Púbica para discutir o projeto de Uso e Ocupação do Solo (LUOS) em relação a toda região administrativa do Guará. A discussão é de iniciativa do deputado Delmasso, que tem estado à frente desta pauta junto à comunidade e aos órgãos públicos, nos últimos três anos.
A LUOS define usos e índices a que estão sujeitas as edificações para o controle urbanístico e é instrumento complementar do PDOT – Plano Diretor de Ordenamento Territorial. Os parâmetros de uso e ocupação definidos para cada localidade devem refletir as proposições do PDOT.
A maior preocupação de moradores é a regularização dos terrenos residenciais. Para os empresários, a regularização fundiária é uma das soluções para tirar o DF da crise, pois aumentará a arrecadação. Para o deputado Delmasso debater esse assunto é primordial. Com a LUOS definida, as regiões administrativas terão uma legislação para atender as necessidades da população”, afirma Delmasso.
Foram convidados a compor a mesa da audiência pública os representantes da Terracap, da Segeth, da secretaria das Cidades, da administração do Guará, empresários e quiosqueiros.
SERVIÇO
Data: 20/06
Horário: 19h
Local: Auditório da Administração do Guará

cldf.jpg

Ricardo Callado19/06/20183min

A iniciativa partiu do deputado Raimundo Ribeiro (PPS), que apresentou dados alarmantes sobre acidentes de trânsito no DF

As políticas públicas de segurança no trânsito voltadas para os motociclistas foram debatidas hoje (19), em audiência pública realizada na Câmara Legislativa. A iniciativa partiu do deputado Raimundo Ribeiro (PPS), que apresentou dados alarmantes sobre acidentes de trânsito no DF. “Os motociclistas compõem 11% da nossa frota, mas quando analisamos os números sobre acidentes fatais, descobrimos que os motociclistas representam 31,3% dos óbitos”, observou.

Representantes dos órgãos de trânsito e integrantes de motoclubes da capital participaram da audiência. Gláucia Simões chamou a atenção para a falta de qualidade dos cursos de formação de novos motociclistas. “Muitos saem habilitados da autoescola, mas não se sentem seguros de pilotar nas ruas. Isso indica que há algo de errado na formação dos motociclistas”, afirmou Simões, pedindo ainda maior fiscalização dos centros de formação.

Thiago Moreira dos Santos, servidor do Detran-DF, alertou para o alto índice de acidentes fatais envolvendo motocicletas e frisou a necessidade de veiculação de campanhas educativas. “A campanha ‘Pare de Dirigir Teclando’ faz sucesso entre todos os atores do trânsito. De fato, o uso de celular ao volante tem causado inúmeros problemas em nosso trânsito”, disse.

No primeiro semestre deste ano, das 115 mortes em acidentes do DF, 36 foram de motociclistas. No mesmo período do ano passado, foram 191 mortes no trânsito, das quais 47 foram de motociclistas. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) contabilizou, de janeiro a maio deste ano, 13 mortes nas rodovias federais que cortam o DF.

A possível criação de faixas exclusivas para motociclistas foi apontada como uma das alternativas para melhorar a segurança no trânsito, mas não houve consenso sobre a medida. “Ainda precisamos de estudos mais aprofundados, até porque mesmo motocicletas da Polícia Militar sofrem dificuldades para usar faixas exclusivas, como a da EPTG”, ponderou Alisson Nobre, major do Batalhão de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar.


Delmasso-01.jpeg

Ricardo Callado19/06/20184min
A Secretaria de Saúde do Distrito Federal respondeu ao requerimento 3463/2018, de autoria do presidente da Comissão de Fiscalização e Controle, deputado Delmasso (PRB), que cobrou a execução da Lei 5.612/2016, de sua autoria, que garante atendimento especial às famílias de crianças com deficiência.
A gerente de Serviços de Saúde Funcional da Secretaria de Saúde, Camila Medeiros, informou que os ambulatórios de Saúde Funcional da Secretaria de Saúde já trabalham na ótica da reabilitação multiprofissional. “O planejamento desta gestão é que estes ambulatórios sejam compostos por profissionais da Saúde Funcional: fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais”, disse.
A Secretaria de Saúde também alegou que atualmente a rede conta com 14 ambulatórios distribuídos nas 7 regiões de saúde. O Distrito Federal possui dois Centros Especializados em Reabilitação, habilitados pelo Ministério da Saúde. “Estes serviços também trabalham visando o atendimento multiprofissional dos usuários com deficiência, e além dos profissionais da Saúde Funcional, contam com outros profissionais da saúde, como médicos, psicólogos e enfermeiros”, explicou a Gerente de Saúde Funcional Camila Medeiros.
Segundo a subsecretária de Atenção Integral à Saúde da SES-DF, Martha Vieira, na reestruturação da Atenção Ambulatorial Secundária existe a linha de cuidado da criança e do adolescente como uma das medidas de cuidado prioritária. “Existem atividades no Centro de Orientação Médico Psicopedagógica (COMPP), Adolescentro, Hospital da Criança, Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB), Hospital de Apoio, além de atividades nos hospitais gerais que envolvem o tratamento multiprofissional. Os Centros de Atenção Psicossocial para Infância e Adolescência (CAPSi) assistem crianças e adolescentes com sofrimento psíquico e transtornos mentais graves e persistentes até os 18 anos, e necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas até os 16 anos”.
De acordo com a subsecretaria de Atenção Integral à Saúde, o Programa de Internação Domiciliar, que é credenciado pelo Ministério da Saúde, tem 16 Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar em todo o DF, que atendem mais de 800 pacientes em seus domicílios de média e alta complexidade. “O atendimento com qualidade aos pacientes inseridos no Programa de Internação Domiciliar visa a não reinternação hospitalar e melhoria da qualidade de vida dos usuários” explicou a subsecretária Martha Vieira.
Delmasso criou a Lei 5.612/2016 com o objetivo de ampliar os cuidados que estes familiares necessitam como assistência médica, social, psicológica e educacional, além da garantia ao pleno acesso aos serviços públicos, para o pleno desenvolvimento da criança e o fortalecimento da família. “Estamos cobrando a execução da Lei porque ela ajuda a melhorar a qualidade de vida das famílias de crianças com deficiência, garantindo os seus direitos básicos”, afirmou.

Kennedy-com-logo-FOTO-OFICIAL.png

Ricardo Callado18/06/20183min

Candidato pelo Podemos, Kennedy Caetano, empresário de Brasília se lança na política e traz proposta para a cidade de Sâo Sebastião, a 26 km do centro de Brasília. O anúncio oficial para a população será feito no dia 1º de julho (domingo) ao lançar sua pré-candidatura a deputado distrital, na cidade onde já morou. O pré-candidato conta com o apoio de amigos e empresários da região para tornar a principal meta de sua campanha uma realidade para a população de São Sebastião, que se desloca para as cidades vizinhas em busca de atendimento médico.

A proposta para a cidade é: construir o primeiro Hospital Público para São Sebastião com o apoio do empresariado local e da população. “Segundo o senso do IBGE em 2016 a população de São Sebastião ultrapassava 100 mil habitantes. Como pode uma cidade com uma população tão numerosa estar desassistida pelos governantes sem um hospital público? Junto com os empresários e a força do povo vamos reunir uma força tarefa para juntos darmos esse presente a cidade”, afirma o candidato.

O evento reunirá parlamentares do Podemos, autoridades políticas, lideranças comunitárias e o empresariado local. Está previsto um bingo de uma máquina profissional de confeccionar chinelos e show da banda de forró Chiquita Bacana.

SERVIÇO:

Lançamento da Pré-candidatura Kennedy Caetano

Data: 1º de julho de 2018 (Domingo)

Local: Avenida Morro da Cruz (Núcleo Rural), chácara 10, no Campo sintético do Zezinho –

São Sebastião

Horário: 12h (meio-dia)

Com a participação da banda Chiquita Bacana e realização de bingo


congresso.jpg

Ricardo Callado14/06/20183min

Por Marquezan Araújo – Com a sanção presidencial da lei da reoneração da folha de pagamento, apenas 17 setores continuam com o benefício ao menos até 2020. Isso significa que, a partir deste ano, 28 dos 56 setores hoje beneficiados terão aumento de impostos na folha de pagamento.

A maioria dos empresários deixam de recolher os 20% de contribuição previdenciária sobre o seu faturamento bruto, e voltam a cobrar o valor através do salário de cada empregado.

Apesar de ter sido aprovada pelo Congresso Nacional, alguns parlamentares criticaram a medida, alegando que o aumento da carga tributária para as empresas pode afetar o curso de novas contratações.

É o caso da deputada Cristiane Brasil, do PTB do Rio de Janeiro. Segundo a congressista, reonerar a folha de pagamento trará consequências indesejadas para os setores atingidos e seus empregados.

“Conversando com alguns setores, você verifica que a reoneração será muito prejudicial. Por exemplo, eu recebi no meu gabinete representantes do setor de sapatos. Eles estavam me explicando que a reoneração para esse tipo de indústria com certeza vai ter um impacto muito grande de desemprego no futuro, e a concorrência com o mercado internacional deve ser muito prejudicial para o mercado brasileiro”, afirmou a deputada.

Quem também é contrária ao fim do benefício é a deputada Gorete Pereira, do PR do Ceará. A congressista teme que, com a decisão do governo, uma grande quantidade de mulheres fique sem emprego.

“Eles querem voltar ao imposto normal. Isso vai fazer com que, no Nordeste brasileiro, uma quantidade muito grande de mulheres percam o emprego. Aí sim, vão perder o emprego porque as fábricas de confecção, que empregam 95% de mulheres, vão ficar numa dependência maior do setor econômico da própria indústria”, disse Gorete.

O presidente Michel Temer chegou a vetar o trecho que tratava da eliminação da cobrança de PIS-Cofins sobre o óleo diesel, já que editou três medidas provisórias que garantiam o acordo com caminhoneiros de reduzir em R$ 0,46 o preço do litro do produto.

Os novos recursos arrecadados pelo governo através da reoneação devem ser usados para compensar as reduções dos tributos do óleo diesel.


Anilcéia-Machado.jpg

Ricardo Callado14/06/20183min
Anilcéia Machado

A presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Conselheira Anilcéia Machado, e o presidente da Câmara Legislativa do DF, Deputado Distrital Joe Valle, assinaram nesta quarta-feira (13), um Termo de Cooperação Técnica para que o sistema de processo eletrônico do TCDF seja utilizado pela Câmara.

Desenvolvido em 2012 por técnicos do próprio Tribunal, o e-TCDF é utilizado para gerenciar todos os processos da Corte, sejam administrativos ou de controle externo. Ele contribui para agilizar a tramitação de processos; ampliar o acesso dos interessados; permitir o envio de informações por meio eletrônico; melhorar a comunicação dos atos processuais; facilitar a recuperação de dados. O sistema também facilita a gestão de documentos e reduz o uso de papel, dando mais agilidade às decisões, uma vez que os processos deixam de tramitar fisicamente por vários setores, como ocorria antes.
Durante o evento, o presidente da CLDF, deputado distrital Joe Valle, ressaltou a economia promovida com o convênio. “Vamos utilizar o sistema sem qualquer tipo de ônus para esta Casa”. Os deputados Wellington Luiz, Robério Negreiros, Celina Leão e Liliane Roriz também destacaram a agilidade, a transparência e a redução de custos a ser promovida com a utilização do e-TCDF.
A presidente do TCDF, Conselheira Anilcéia Machado, elogiou a equipe de Tecnologia da Informação do Tribunal e ressaltou que a ferramenta cedida à Câmara “facilita o monitoramento dos processos e a comunicação com jurisdicionados, advogados e outros interessados”.
Além da possibilidade de acessar os processos de qualquer lugar a partir do login e senha, o e-TCDF dá maior transparência à tramitação, permitindo aos usuários acessar informações sobre o andamento processual a qualquer momento. Desde a criação do sistema, o Tribunal já assinou acordos de cooperação técnica para cessão do e-TCDF com o Tribunal Administrativo de Moçambique, com o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) e, no Distrito Federal, com o DFTrans.

raissa.jpg

Ricardo Callado13/06/20189min

Carioca, criada em Pernambuco e residente em Brasília há 21 anos, Raissa Rossiter é casada, mãe de três filhos e profissional de destaque em sua área de atuação. Não se sente mais, nem menos especial por isso. Como mãe, mulher e trabalhadora trilhou sua trajetória enfrentando a múltipla jornada comum a maioria das cidadãs do nosso país. Reconhece, porém, que atender a tantas expectativas e prosperar exige muita dedicação e nem sempre a vitória é mera questão de esforço. Afinal, poder contar com o respeito e consideração do Estado é o mínimo que as mulheres devem esperar de uma sociedade contemporânea para que deem o seu melhor. Aliás, este é um direito constitucional que Raissa quer fazer valer, efetivamente — “Mulheres precisam ocupar mais espaços, mais posições de liderança, na política e nas instituições, para exercer plenamente o seu potencial. Em quantidade e qualidade, sim. A sociedade brasileira precisa acordar para essa questão, que pode ser decisiva para a nossa transformação em um país mais justo, próspero e sustentável.”

Ex-subsecretária de Política para Mulheres no Governo de Brasília, órgão à frente de políticas públicas de defesa e promoção dos direitos das mulheres, Raíssa é pré-candidata à deputada federal pelo PSB-DF e tem como base as mesmas lutas que travava por meio de seu trabalho e que defende em seu dia a dia como cidadã.

No topo de suas prioridades está o enfrentamento às violências contra as mulheres e à desigualdade de gênero e raça. Para ela, esta é uma questão elementar, por isso merece destaque, mas não é mais importante que tantas outras batalhas que ela considera fundamentais para o pleno desenvolvimento da sociedade. Entre elas: a promoção da autonomia econômica com fomento ao empreendedorismo e à inovação, com foco no artesanato e na economia criativa e solidária; inclusão das temáticas de gênero e raça na educação pública e privada; redução da violência no país; fortalecimento de estratégias de fomento à economia local; ampliação e melhoria das condições de mobilidade da população, otimização na aplicação dos recursos na saúde e a elevação dos padrões de atendimento e a proteção e promoção da sustentabilidade ambiental.

Com mais de 30 anos de dedicação à vida pública e acadêmica, Raissa sempre se movimentou de forma cidadã. Possui larga experiência como gestora estadual e nacional de organizações paraestatais como o Sistema Sebrae e o Sistema Indústria (CNI/SESI/SENAI/IEL), tendo contribuído na área de gestão com ênfase em políticas e programas para o desenvolvimento econômico e social. Sua contribuição envolveu, principalmente, empreendedorismo, gestão de pequenos negócios, educação e cultura empreendedora, tecnologia e inovação, estratégias em redes colaborativas, internacionalização, economia solidária e comércio justo. O conhecimento adquirido levou-a a ser professora da Universidade de Brasília – UnB na área de Empreendedorismo e Inovação da Escola de Empreendedores do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico.

Aliás, o conhecimento é sua grande paixão: tanto adquirir quanto compartilhar. Ela que trilhou uma rica vida acadêmica, busca o aperfeiçoamento, constantemente. Graduada em Sociologia, com Bacharelado e Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), seguiu para a Inglaterra como bolsista selecionada pelo Programa Chevening, tendo alcançado o Prêmio “TOP Student”. Lá, na conceituada University of Bradford School of Management, tornou-se doutora em gestão, mestre em Administração com ênfase em Marketing e fez, ainda, pós-graduação em Métodos Avançados de Pesquisa. No Brasil teve o seu mestrado revalidado pela Universidade Federal de Pernambuco, onde também concluiu uma pós-graduação em Planejamento e Administração de Recursos Humanos pela Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE.

Como professora lecionou em vários cursos de graduação e pós-graduação em Instituições de Ensino Superior como a Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP), em São Paulo, a Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO), Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e o Centro Universitário de Brasília – UniCeub. Entre as disciplinas lecionadas, Sociologia, Psicologia Industrial I e II, Administração de Marketing, e Administração de Recursos Humanos. Seu know-how em áreas de gestão, pequenos negócios, empreendedorismo, inovação, marketing e educação empreendedora também foi disseminado em palestras e conferências Brasil e mundo afora.

“Minha trajetória de vida, sempre pautada por lutas, conquistas e ações voltadas ao bem comum, me habilitou a contribuir na esfera da política, terreno que precisa definitivamente ser ocupado por mais mulheres brasileiras. O tempo é este. Desejo fazer parte desta transformação!”

A POLÍTICA

Raissa despertou para a política, no sentido de se filiar a um partido e envolver-se com as pautas de uma legenda, em 2009. Atraída por tantos pontos de convergência com a então senadora Marina Silva, filiou-se ao Partido Verde no DF e chegou a ser pré-candidata ao governo de Brasília. Ajudou na construção e fundação da Rede Sustentabilidade ao lado de Marina, mas com a recusa do registro do novo partido junto ao TSE, migrou para o PSB – Partido Socialista Brasileiro.

Como dirigente da Rede Sustentabilidade filiada ao PSB-DF, participou ativamente da elaboração do Plano de Governo do então candidato Rodrigo Rollemberg, das atividades de campanha majoritária, e, após a sua vitória, fez parte de uma das equipes de transição.

Raissa integra o Governo do Distrito Federal desde outubro de 2015. Foi chefe da Assessoria de Gestão Estratégica e Planejamento da Controladoria Geral do Distrito Federal, passando a atuar como Secretária-Adjunta de Políticas para Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos da SAMIDH/SEDESTMIDH. Desde abril de 2017 atuava como Subsecretária de Políticas para Mulheres.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias