Categoria: Destaques

comercio-shoppinh.jpg

Callado26 de janeiro de 20203min

Prazo é válido para novas empresas ou para quem foi excluído em 2019

O prazo para que os micro e pequenos empreendedores que foram excluídos do sistema de tributação Simples Nacional – regime que agrega em uma só tarifa impostos federais, estaduais e previdenciários – têm até o dia 31 de janeiro, sexta-feira, para regularizar pendências e aderir novamente ao modelo de tributação.

Para retornar ao sistema, empreendedores não podem ter débito com a Receita Federal ou a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O prazo também se aplica aos empresários interessados em aderir ao regime pela primeira vez. Se o contribuinte tiver o pedido de reinclusão no Simples aprovado, a empresa será readmitida no regime com data retroativa a 1º de janeiro.

Para empresas em início de atividade, o prazo para a solicitação é de 30 dias contados do último deferimento de inscrição municipal ou estadual, e desde que não tenham decorridos 180 dias da data de abertura do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ ). Para empresas abertas a partir de 1º de janeiro de 2020, o prazo de adesão é de 60 dias. Todo o processo de adesão é feito exclusivamente pela internet, por meio do Portal do Simples Nacional.

O Simples agrega oito tributos de uma única vez, o que reduz os custos tributários e diminui a burocracia para a manutenção dos negócios. O devedor tem a opção de realizar o pagamento à vista, abater parte da dívida com créditos tributários ou parcelar os débitos em até cinco anos com o pagamento de juros e multa.

Segundo informações da Receita Federal, as principais irregularidades que levam à exclusão do Simples são a falta de documentos, excesso de faturamento, débitos tributários, parcelamentos pendentes ou o exercício pela empresa de atividades não incluídas nesse regime de tributação.


bolso-3.jpg

Callado26 de janeiro de 20202min

Presidente diz que nenhum ente federativo aceita perder arrecadação

Por Marcelo Brandão

O presidente Jair Bolsonaro vê dificuldades na aprovação de uma reforma tributária no Brasil. Em viagem oficial à Índia, ele conversou com jornalistas sobre o tema e disse que sua experiência como parlamentar mostra que nenhum ente federativo aceita perder arrecadação e que isso inviabiliza a reforma.

“Passei 28 anos na Câmara e nunca chegou até o final uma reforma tributária porque não atende estado, município e União. E não atendendo um dos três, e ninguém quer perder nada, acaba todo mundo perdendo muito e o Brasil continua nesse cipoal tributário que dificulta você produzir, empregar.”

Brasileiros deportados

Questionado se poderia aproveitar a boa relação com Donald Trump para pedir tratamento diferenciado aos brasileiros deportados dos Estados Unidos, Bolsonaro afirmou que não vai interferir nas leis norte-americanas.

“Você acha que eu vou pedir para ele descumprir a lei dele? Tenha santa paciência. A lei americana diz isso. É só você não ir para os Estados Unidos de forma ilegal”. Ontem (25), um avião com 50 brasileiros deportados chegou ao aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, vindo do estado americano do Texas.


cinema.jpg

Callado26 de janeiro de 20203min
Crianças de escolas públicas do DF vão a sessão de cinema em mostra com temática infantil paralela ao Festival de Cinema de Brasília, que acontece no Cine Brasília( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Longas educativos serão exibidos gratuitamente

Depois de levar mais de 5 mil estudantes ao cinema no ano passado, o projeto “A Escola no Cinema: Luz, Câmera, Educação!” abre inscrições para a segunda edição. O projeto tem como objetivo levar turmas de alunos de escolas públicas do Distrito Federal para exibições de obras cinematográficas brasileiras. Mais de 6 mil crianças, adolescentes e adultos em fase de escolarização devem ser beneficiados.

Segundo a associação Amigos do Cinema, responsável pela iniciativa, o projeto busca oferecer a estudantes sem condições financeiras a oportunidade de vivenciar uma aula enriquecida pela experiência do cinema.

O projeto envolverá escolas das diferentes regiões administrativas do Distrito Federal, além do Plano Piloto. Filmes educativos  da cinematografia brasileira foram selecionados especialmente para entreter, sensibilizar e contribuir para a educação dos alunos da rede de ensino do DF.

Inscrições limitadas

O prazo para as inscrições vai de 20 de janeiro a 1º de março, e devem ser realizadas de acordo com os horários das sessões e as faixas etárias. As escolas selecionadas devem formar grupos de 90 alunos das seguintes idades: de 4 a 6 anos, de 7 a 9 anos, de 10 a 12 anos e a partir de 13 anos. As inscrições podem ser feitas pelo site da associação (https://aescolanocinema.com.br/2020/inscricoes/formulario-de-inscricao-de-escolas/). 15% das vagas são reservadas para escolas da área rural e escolas de ensino especial.

Em cartaz

Entre os longas a serem exibidos estão os “Tito e os Pássaros”, “Peixonauta – O Filme”, “Gemini 8”, “Tainá 3 – A Origem” e o “Outro Lado do Paraíso”. E entre os curtas estão A Piscina de Caíque “, “Eric Acorde “, “Lá do Alto “, “Caminho dos Gigantes” e “Vida Maria “. Além das sessões de cinema, o projeto oferece transporte de ida e volta e lanche para todos os participantes.


codhab.jpg

Callado26 de janeiro de 20203min

Objetivo é promover a titulação dos imóveis. A partir desta terça-feira (28) os moradores do Setor Leste serão notificados em suas residências

Com o objetivo de dar prosseguimento às ações de regularização fundiária de interesse social, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) irá realizar a habilitação dos moradores da Cidade Estrutural a fim de promover a titulação de imóveis.

A partir desta terça-feira (28) os moradores do Setor Leste serão notificados em suas residências e terão o prazo de 30 dias para providenciar a documentação solicitada, de acordo com a data que constará na carta convocatória.

Essa documentação deverá ser entregue no Posto de Atendimento que irá funcionar na Administração Regional da Cidade Estrutural, no período de 16 de março a 24 de abril de 2020, no horário de 8h45 às 12h e das 13h45 às 17h, de segunda a sexta-feira.

Primeira etapa
Nesta primeira etapa, serão notificados os ocupantes de lotes de propriedade da Codhab, que já foram objeto de projeto de regularização, devidamente registrado em Cartório, cuja a ocupação não apresenta divergência com o Projeto Urbanístico aprovado.

O objetivo da Companhia é identificar o ocupante e, com base nos documentos entregues, estabelecer a forma de repasse – doação, venda direta ou licitação com preferência – de acordo com os requisitos estabelecidos na legislação em vigor.

Com isto, a Codhab pretende realizar a entrega de escrituras definitivas aos moradores, garantindo o direito de moradia e diminuindo o déficit habitacional, ao tempo em que pretende facilitar o acesso ao crédito oficial e à possibilidade de investimento privado na habitação.


placa-mercosul1.jpg

Callado26 de janeiro de 20203min

Devido às adequações no sistema, os emplacamentos de veículos serão suspensos por dois dias no DF

Por conta do processo de implantação do novo modelo de Placa de Identificação Veicular (PIV), o Detran não estará disponível, nos dias 30 e 31 deste mês (quinta e sexta-feira), para realizar serviços relativos a alteração de placas e novos emplacamentos no DF.

Para a mudança de placas, será necessária uma adequação no sistema de informática que gerencia todas as informações da frota local de veículos. Por isso, qualquer tipo de transição no sistema não será possível até a conclusão do processo.

Sistema de transição

De acordo com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), responsável por desenvolver a ferramenta que será utilizada, o sistema nacional de emplacamento permite a rastreabilidade digital de fabricação, distribuição, recebimento e inutilização de placas semiacabadas (blanks), bem como a autorização, estampagem e vinculação das novas placas ao respectivo veículo.

O Detran está obedecendo a Resolução nº 780/2019, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que dispõe sobre o novo sistema de placas de identificação de veículos registrados no território nacional e as medidas de transição entre o atual e o novo sistemas. O prazo máximo de adesão, determinado para o dia 31 deste mês, inclui todos os órgãos e entidades executivas de trânsito.

Quem precisa trocar

A implantação ou substituição de placas será obrigatória nos casos de primeiro emplacamento, alteração de categoria, transferência de unidade da federação, quando houver ocorrências de furto/roubo/extravio ou dano à placa, situações em que o proprietário requeira placa avulsa e, por último, caso seja necessária a instalação de segunda placa traseira.

O serviço também será aplicado no caso de transferência de propriedade em que o vistoriador sinalizar, no relatório, a necessidade de troca.

A nova PIV traz elementos de segurança, como o emblema oficial do Mercosul, a bandeira do Brasil impressa na película retrorrefletiva, o distintivo internacional do Brasil – BR e a marca d’água com o emblema do Mercosul em formato circular e código bidimensional (2D).


Governadpor-Ibaneis-Rocha-foto-Renato-Alves.jpg

Callado26 de janeiro de 20205min
Governador Ibaneis Rocha (foto Renato Alves)

Governador Ibaneis Rocha almoça com líderes comunitários e ouve demandas da comunidade. Ele também disse que haverá reforço na educação local, com mais duas escolas

Poe Renata Moura

Durante um almoço especialmente preparado por familiares da líder comunitária Dormecy dos Santos, na QNP 6 de Ceilândia, neste sábado (25),  o governador Ibaneis Rocha ouviu algumas das reivindicações da comunidade local. Na lista de prioridades populares estão a necessidade de reforço na segurança e na saúde; a construção de mais creches e escolas públicas; e reforço nas ações de limpeza.

“Tenho visitado as lideranças para ouvir, porque acredito que isto é fundamental para construirmos um DF melhor”, disse Ibaneis. “Ouvir aqui de perto e ver o que eles estão demandando pra mim é respeito. E vamos fazer de tudo para atendê-los”, completou. No cardápio do almoço com a comunidade de Ceilândia, arroz carreteiro e salada de alface e tomate. “Uma delícia! A gente vê que o tempero aqui foi feito com muito carinho”, elogiou.

Ao lado do governador, o administrador de Ceilândia, Marcelo Cunha, anunciou a chegada de mais policiais para reforçar a segurança no local. “Dos 120 novos contratados da Polícia Militar, 90 virão para cá”, cravou. Ele também fez um balanço do projeto Ceilândia Limpa, que está instalando contêineres para que haja o descarte adequado de entulhos.

“Estamos fazendo um trabalho com os carroceiros e com toda a comunidade sobre como tratar o lixo”, explicou Marcelo Cunha. “Inclusive, estamos pensando em fazer um fórum com envolvimento de várias lideranças para tratarmos desse tema”, detalhou. Para ele, a limpeza da cidade é fundamental para a saúde pública de toda a comunidade.

A líder comunitária agradeceu a visita. “É muito bom quando a gente vê que o governo está se esforçando para fazer as coisas”, afirmou dona Dormecy. Líder comunitária há mais de 30 anos, ela conta que está confiante na atual gestão. “Agora, as coisas vão engatar e Ceilândia ainda vai ganhar muitos benefícios”, disse.

Mais de 150 pessoas participaram do almoço na casa de dona Dormecy. Entre líderes comunitários locais, amigos e familiares também estavam presentes o secretário de Governo, José Humberto Pires; e o de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras; além da deputada federal Celina Leão (PP); e o administrador do Sol Nascente e Pôr do Sol, José Goudim Carneiro.

Volta às aulas
O governador Ibaneis também lembrou a comunidade de Ceilândia que haverá um reforço na educação pública da região: duas novas escolas serão construídas na cidade. A primeira delas será o Centro de Educação da Primeira Infância (CEPI). Também será entregue a nova unidade da Escola Classe Juscelino Kubistschek, no Sol Nascente. Ambas têm previsão de inauguração em fevereiro.

O coordenador da Regional de Ensino de Ceilândia, Marcos Antônio de Sousa, disse que 70% das 96 escolas da cidade estão passando por reformas para a volta às aulas, prevista para 10 de fevereiro. “Estamos pintando as unidades, fazendo obras hidráulicas e elétricas, recuperando mobiliário, banheiros e cantinas”, comentou.


bolso-4.jpg

Callado25 de janeiro de 20203min
Presidente pode se sentir seguro em manter seu estilo polêmico

Em termos históricos, deter um terço de aprovação pode parecer pouco – mas em tempos de polarização, esses números mostram uma base sólida e fiel

Por Marco Antonio Araujo, do R7

A pesquisa CNT/MDA divulgada na quarta-feira (22) é um tapa na cara da oposição. A avaliação positiva do governo Bolsonaro subiu para 34,5% em janeiro, após atingir o piso de 29,4% em agosto último. É uma recuperação considerável e joga água fria nas tímidas faíscas que iluminavam o breu em que se enfiou a esquerda brasileira.

Em termos históricos, comparados a mandatos anteriores, deter um terço de aprovação pode parecer pouco. Mas em tempos de polarização, esses números dão uma base sólida, fidelíssima, praticamente inamovível. Mesmo convivendo com conflitos quase diários, o presidente pode se sentir seguro em manter seu estilo polêmico e, digamos, aguerrido.

O levantamento mostrou também que a avaliação negativa caiu para 31%, em comparação com os 39,5% de cinco meses atrás. Novamente, um outro terço se mostra inarredável. Uma análise fria, no entanto, permite afirmar que essa importante fração do eleitorado – sem Diário Oficial e em minoria no Congresso – tende a ficar mais amuada daqui para frente.

O que garante tranquilidade ao governo – mesmo, repetindo, com sua vocação para gerar crises intestinas – é a absoluta falta de agenda clara e positiva por parte de seus opositores. As críticas à gestão de Bolsonaro ganharam ares de ladainha, lamúrias e falta do que fazer. É mimimi que chama.

A presidência da República continua ocupada por um homem eleito democraticamente e fiel a seus compromissos de campanha. Para os que ainda duvidam da resiliência de seus apoiadores, aguardem os números da economia neste ano de 2020.

O país tem graves problemas? Sim. Por isso mesmo, qualquer brisa que sopre e dê algum alívio para a população trabalhadora vai ser como um murro na cara de quem estiver torcendo contra. Nocaute.


Marizelle-Armelinda-Dias.jpg

Callado25 de janeiro de 20205min
Marizelle Armelinda Dias

|Por Toni Duarte||RADAR-DF

Se depender da vontade da população de Brasília e da maioria dos 24 deputados distritais, a bombeira heroína Marizelle, morta eletrocutada durante um combate a incêndio em Taguatinga, dará nome a praça da Asa Sul, mesmo espaço que deputados de esquerda querem imortalizar a vereadora Marielle Franco do Rio de Janeiro morta em março de 2018.

Parte da população de Brasília começa a reagir por meio de um abaixo-assinado, organizado pelo blogueiro Ivan Rodrigues, do blog Saúde e Direitos Sociais, para que a praça no Setor Comercial Sul de Brasília seja batizada com o nome da soldado bombeira e heroína Marizelle Armelinda Dias, e não em nome da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL).

O abaixo-assinado online, que pode ser acessado AQUI, seria um contraponto ao deputado distrital  Fábio Félix (PSOL), autor da proposta da criação da Praça Marielle Franco, aprovada pela Câmara Legislativa em novembro do ano passado e vetada pelo governador Ibaneis Rocha.

Na justificativa, Ibaneis apontou que Marielle, vereadora executada a tiros no Rio de Janeiro em 2018, não prestou serviços à população do Distrito Federal e nem possuía vínculos com a cidade para ter o seu nome em um logradouro público.

A ideia de trocar o nome de Marielle Franco por Marizelli Almerinda, mulher mãe, negra, guerreira que morreu em setembro do ano passado, durante um combate a incêndio em Taguatinga, está sendo incorporada pela população e por vários deputados distritais que concordam em homenagear a militar do Corpos de Bombeiros do DF.

“O anjo laranja prestou relevantes serviços em defesa a vida ao povo do DF e merece ser imortalizada “, disse o distrital João Hermeto que é subtenente da reserva da PMDF.

O parlamentar aplaudiu a ideia do blogueiro Ivan Rodrigues e disse que apresentará um projeto de lei no primeiro dia da abertura dos trabalhos da Câmara Legislativa para a criação da Praça Marizelle no Setor Comercial Sul, mesmo logradouro escolhido pelo deputado Fábio Félix (Psol) para homenagear Marielle Franco.

Hermeto disse ainda que o veto do governador Ibaneis foi correto e que tem  plena certeza que ele irá concordar em homenagear a soldado bombeira cujo falecimento comoveu o DF.

Afirmou também que a proposta será aprovada pela maioria dos distritais por entender que, para a história de Brasília, Marizelle foi mais importante do que Marielle.

Sobre o veto do governador no projeto de autoria do deputado Fábio Félix, a deputada Júlia Lucy (Novo) consultada pelo Radar-DF deu a seguinte opinião:

“A Câmara aprovou o projeto em votação simbólica durante os trabalhos concentrados antes do final do ano. O veto do governador é legítimo, pois é dele a prerrogativa constitucional de sancionar ou vetar as leis aprovadas pelo Legislativo, além de ir ao encontro da opinião pública, que não viu com bons olhos a homenagem à uma pessoa que não tinha vínculo nenhum com a cidade”. destacou a deputada.


tempestades.jpg

Callado25 de janeiro de 20207min

Medida é decorrente do grande número de alertas de nível elevado enviados nesta sexta-feira (24). Técnicos de diversos órgãos federais estão mobilizados para ocorrências

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), elevou o status de operação do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) para alerta máximo. O regime de atenção teve início na segunda-feira (20) e é parte da Operação Chuvas de Verão 2020. A medida é decorrente do grande número de alertas de nível elevado de desastres naturais emitidos no decorrer desta sexta-feira (24), em áreas concentradas.

Na quarta-feira (22), o Cenad, em conjunto com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres (Cemaden), o Serviço Geológico Brasileiro (CPRM) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgaram um alerta de chuvas intensas e altos acumulados de precipitação na faixa que compreende o Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. A situação deve prosseguir neste fim de semana.

Com a mudança no status de operação do Cenad, técnicos de diversos órgãos e agências federais parceiros estão atuando em conjunto com os profissionais do Centro para o monitoramento da situação em localidades afetadas por chuvas intensas. Dessa forma, o Governo Federal pode realizar a gestão conjunta da crise de forma mais efetiva.

Equipes da Defesa Civil Nacional e dos demais órgãos federais utilizam a metodologia de gestão de eventos críticos. Assim, é possível o compartilhamento imediato de todos os dados gerados de ocorrências graves em andamento, maior integração do processo de tomada de decisão e da gestão dos recursos disponibilizados para as operações.

Alerta conjunto

A nota conjunta divulgada na última quarta-feira é resultante de metodologias de previsão. As recomendações são destinadas a órgãos de proteção e defesa civil estaduais e municipais e a moradores de áreas de risco nas regiões que poderão ser afetadas. Há a possibilidade de ocorrerem desastres naturais como inundações, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra e corridas de solo.

É importante lembrar que, dentro da mancha de impactos, há localidades que já estão sofrendo com as chuvas registradas desde a última sexta-feira (17).

As agências federais orientam as defesas civis dos estados e municípios a remeterem o alerta aos demais órgãos que compõem seus sistemas de proteção e defesa civil, além de compartilharem as informações com institutos locais de previsão de clima e tempo. Além disso, caberá às Defesas Civis que atuam nas localidades o envio de alertas aos gestores municipais e às populações vulneráveis.

Reconhecimentos

O Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio da Sedec, está apoiando os trabalhos de resposta às fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo e a Região Metropolitana de Belo Horizonte. Equipes da Defesa Civil Nacional estão em ambas as localidades para auxiliar na mitigação dos danos humanos e materiais causados pelos desastres.

Adicionalmente, foram reconhecidos, de forma sumária, o estado de calamidade pública nas cidades capixabas de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul e Vargem Alta e a situação de emergência em Belo Horizonte (MG) e Contagem (MG).

Orientações à população

A Defesa Civil Nacional orienta que as pessoas que moram em áreas de risco, ou que já tenham registrado desastres anteriormente, devem procurar os órgãos locais de defesa civil para ter acesso ao plano de contingência para suas regiões. É importante conhecer as rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio ao desastre.

A Sedec atua constantemente enviando alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais, assim como para a população, por meio de SMS nos celulares e mensagens nas TVs por assinatura. Os moradores dos estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os avisos, devem fazer a inscrição.

“É fundamental que a população tenha acesso aos alertas para que possa se abrigar de maneira correta e minimizar perdas, inclusive de vidas humanas”, afirma o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP de interesse para o número 40199. De imediato, a seguinte matéria confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie sair e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP. Acesse e saiba mais.

Já os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não necessidade de cadastro prévio.


Capa-Ceilandia-1200x797-1.jpg

Callado25 de janeiro de 20207min
Trabalho a todo vapor na Agência do Trabalhador de Ceilândia | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

Estruturas físicas das unidades de Ceilândia e de Taguatinga recebem melhorias a partir de verbas de emendas parlamentares

Por Jéssica Antunes

As Agências do Trabalhador das duas maiores regiões administrativas do Distrito Federal estão em reforma. As unidades de Ceilândia e de Taguatinga recebem melhoria estrutural custeada por verbas de emendas parlamentares para melhor atender os cidadãos da capital. Além de reparar instalações deterioradas, os espaços recebem adaptação para acessibilidade e criação de salas de apoio. Para não paralisar os serviços, o atendimento foi deslocado.

O início das obras foi em dezembro. Para cada unidade, são necessários R$ 300 mil, adquiridos a partir da articulação com deputados distritais. As duas funcionam em prédios próprios da Secretaria de Trabalho (Setrab), com maior movimento e estruturas gastas pelo tempo. “Na visão dos técnicos, essas eram as mais precárias, com problemas de infraestrutura, então entramos para dar  melhor condição e mais acessibilidade”, explica o titular da pasta, Thales Mendes.

“É claro que ninguém deixa de ser recebido por problemas no prédio, mas ter um lugar acolhedor e bem equipado é importante”Tatyane Nunes, gerente da Agência do Trabalhador de Samambaia

São melhoradas as instalações deterioradas com o tempo, como piso, pintura, banheiros, esquadrias e forro. Mais que isso, os locais recebem atualização da acessibilidade, com colocação de piso tátil, rampas de acesso, sinalização e banheiro adaptado. Visando melhor atendimento, o projeto inclui a reorganização do espaço para criação de salas de aula (três em Ceilândia e duas em Samambaia) para oferta de cursos de qualificação e de locais para autoatendimento.

“Já era hora”, comemora a dona de casa Ana Isabel, 53 anos. Moradora de Samambaia, ela encontrou fechada a porta da Agência do Trabalhador localizada na QN 303, com uma montanha de areia na frente. A intenção, revela, era buscar informações a respeito de uma nova carteira de trabalho.

Para ela, o portão fechado, agora, é vantagem. E não foi problema deslocar-se até a Administração Regional de Samambaia, onde o serviço é mantido provisoriamente. “É ótimo que o espaço receba reforma porque precisava mesmo. É bem melhor que tenha um lugar adequado para receber a população”, opina.

A gerente da Agência do Trabalhador de Samambaia, Tatyane Nunes, conta que a unidade faz mais de cem atendimentos diários, com maior movimento na parte da manhã e inclusive com demanda do Entorno. “Para um bom serviço a gente precisa de boa estrutura. É claro que ninguém deixa de ser recebido por problemas no prédio, mas ter um lugar acolhedor e bem equipado é importante”, afirma.

Em Ceilândia, os serviços são mantidos na Praça do Cidadão, onde fica a unidade. Quem procura a Agência do Trabalhador da cidade é atendido em uma sala ao lado, no Bloco B da EQNM 18/20. “É ótimo que o espaço seja reformado. É melhorar a infraestrutura para melhorar o atendimento”, acredita Jackeline Naves, desempregada de 42 anos.

De acordo com o secretário de Trabalho, a iniciativa é parte de um plano de fazer com que a pasta tenha efetividade dos serviços ofertados para a comunidade. Por isso, a pasta fará um cronograma de reforma e adaptação das agências, de forma a padronizar procedimento, serviço, layout.

Em 2019, 140 mil pessoas buscaram atendimento nas 17 Agências do Trabalhador do DF. Além da emissão de carteira de trabalho, entrada no Seguro Desemprego, inscrições em cursos profissionalizantes e solicitação de microcrédito, um dos serviços mais procurado é a oferta de vaga de emprego, que chegou ao incrível patamar de 22 mil encaminhamentos e um aumento recorde no número de inseridos, que passou de 3%, para 7%.

Serviço:

Agência do Trabalhador de Ceilândia

Unidade em reforma: QN 303 – Samambaia Sul

Atendimento provisório na Administração Regional de Samambaia (Centro Urbano – Samambaia Sul)

Horário de atendimento: das 8h às 17h

Agência do Trabalhador de Samambaia

Unidade em reforma: EQNM 18/20, Bloco B – Praça do Povo, Ceilândia

Atendimento provisório na sala ao lado

Horário de atendimento: das 8h às 17h



Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


ricardocallado@gmail.com

55 61 98417 3487


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial