23/06/2018 Brasília - DF 17°C

Arquivos Brasília - Blog do Callado

arte_geral_quadrada.jpg

Ricardo Callado22/06/20184min

Segunda edição do “MUDOU!”, talk show organizado pelo Coletivo Conversa, será realizada em 10 de julho

O jornalista George Marques, eleito o segundo perfil de política mais influente do país, e o advogado Antônio Rodrigo Machado, especialista em Direito Público, serão os convidados da segunda edição do MUDOU!, evento organizado pelo Conversa Coletivo de Comunicação Criativa para discutir as principais transformações na Comunicação.

O encontro vai abordar as mudanças anunciadas pelo Tribunal Superior Eleitoral para a campanha eleitoral na internet a partir de 2018, como também o impacto que as redes sociais terão na eleições deste ano. O evento será realizado no Manifesto Coworking (206 Norte) a partir das 19h30 do dia 10 de julho e as inscrições gratuitas podem ser feitas pelo link bit.ly/ConversaMUDOU2.

O jornalista Rodrigo Rocha, especialista em Gestão da Comunicação nas Organizações e sócio do Conversa, será o mediador do debate e também contribuirá com informações sobre o impacto dos tópicos na comunicação corporativa.

“Ferramentas como Google, Facebook, Instagram, WhatsApp e Twitter possuem hoje um peso hoje muito maior do que há quatro anos e não podemos negar que elas podem ser canais decisivos na hora do eleitor escolher o seu candidato. De olho nisso, vamos debater as mudanças feitas pelo TSE nas campanhas digitais e discutir como essas ferramentas podem ser usadas para tanto informar quanto para confundir o eleitor. Temos certeza de que será um debate muito rico e produtivo para os interessados no assunto”, explica Rodrigo Rocha.

O MUDOU! tem vagas limitadas e a inscrição é efetivada com a doação sugerida de dois quilos de alimentos não-perecíveis seja feita na chegada ao evento.

 

SERVIÇO

O quê: Mudou! – Edição Eleições e Redes Sociais

Quando: 10 de julho (terça-feira), 19h30

Onde: Manifesto Coworking (206 Norte)

Quanto: dois quilos de alimentos não-perecíveis

Inscrição: bit.ly/ConversaMUDOU2

 


inauguracao-biotic-rollemberg-tony-winston-768x512.jpg

Ricardo Callado21/06/20184min

Espaço de 800 m² destinado a pequenos negócios inovadores e de alto impacto, no Parque Tecnológico de Brasília, oferece diversas opções para empreendedores e empresários 

O Distrito Federal ganhou o primeiro Sebraelab, um espaço de 800m² com salas de experimentação, ideação, descompressão e reuniões, estúdios e auditório multiuso, localizado no Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC), que inaugurado nesta quinta-feira (21). No local, o Sebrae vai oferecer também orientações, capacitação e consultorias para empreendedores e empresários que queiram investir em inovação ou desenvolverem produtos e startups.

Segundo a diretora técnica e presidente em exercício do Sebrae, Heloisa Menezes, o Sebralab instalado no BioTIC é o maior do país, até agora, e o primeiro a ser instalado em um parque tecnológico. “Este espaço significa uma conexão para inovação e de construção de soluções”, afirmou Heloisa, em seu discurso durante a inauguração do parque. “Queremos que as empresas estejam dentro do Sebraelab, assim como as startups, para fazermos o empreendedorismo mudar o país”, acrescentou a presidente em exercício, ressaltando que o local unirá duas áreas de conhecimento importantes no Centro-Oeste, que são o agronegócio e a bioeconomia. Heloisa anunciou que serão 23 unidades Sebraelab em todo o país.

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no DF, Luís Afonso Bermúdez, a inauguração do primeiro Sabraelab, dentro do Parque Tecnológico de Brasília, é a realização de um sonho. “O espaço é também local de ambientação e de colaboração entre entes”, afirmou Bermúdez, se referindo à Embrapa, com quem o Sebrae DF tem parceria. “O Sebraelab também é um estímulo à inovação para que possamos gerar mais empregos do Distrito Federal”, acrescentou.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, falou da necessidade de modernizar e entrar na área digital, ao inaugurar o BioTIC. Rollemberg também destacou a necessidade de conectar as áreas de conhecimento que Heloisa Menezes havia se referido durante em seu discurso. “Vamos associar a biotecnologia e tecnologia da informação para criar uma bioeconomia que é o futuro e deve trazer riqueza para Brasília”, ressaltou o governador.

No Sebralab, o usuário também poderá usufruir de espaços colaborativos, os coworking, salas de ideação e reunião, estúdio para a produção e gravação de conteúdos, além do auditório e de espaços para descanso e experimentação, onde poderão desenvolver protótipos. O local está instalado no andar térreo do Bloco B do Edifício de Governança, localizado entre o Parque Nacional de Brasília e a Granja do Torto. A placa de inauguração foi descerrada pelo governador Rodrigo Rollemberg, por Heloisa Menezes e pelo diretor de Administração e Finanças, Vinicius Lage.


cerrado.jpg

Ricardo Callado21/06/20183min
Alto Paraíso de Goiás (GO) – Área de cerrado desmatada para plantio no município de Alto Paraíso (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Segundo maior bioma natural do país, atrás apenas da Amazônia, o Cerrado apresentou melhoras na taxa de desmatamento nos últimos dois anos. Os dados divulgados hoje (21) pelo Ministério do Meio Ambiente fazem parte de monitoramento feito por satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Na comparação de 2016 com o ano anterior, a redução foi de 43%. Apesar do recuo, a perda cobertura vegetal na região chega a 51%.

A área devastada em 2017 era de 7.408 quilômetros quadrados, um tamanho 38% menor do que o registrada em 2015, quando a extensão era de 11.881 quilômetros quadrados.

Ações

O ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, atribuiu às práticas associadas ao agronegócio parte da responsabilidade do desmatamento no Cerrado. “Esse desmatamento legal está previsto na lei brasileira e defendemos que seja feito dentro da legalidade”, afirmou.

Para Duarte, é fundamental intensificar o diálogo com representantes da pecuária e da agricultura, principalmentem, em 11 estados e no Distrito Federal nos quais há mata de Cerrado. Segundo ele, o objetivo é promover maior conscientização sobre os impactos de sua cadeia produtiva.

O ministro pretende criar um grupo de trabalho com representantes dos governos e integrantes a sociedade civil. Além disso, o governo prometeu reforçar ações para coibir crimes ambientais no local, empregando, inclusive, forças policiais.

Desmatamento

O Cerrado se estende por mais de 2 milhões de quilômetros quadrados (Km2) do território brasileiro, o que equivale a quase 24% do país. Contudo, a área com vegetação íntegra do bioma já foi reduzida a cerca de 20% de sua cobertura original.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) mostra que em 15 anos o desmatamento no Cerrado foi mais intenso que na Amazônia.

De 2000 a 2015, o bioma perdeu 236 mil quilômetros quadrados, enquanto a perda na Amazônia, bioma duas vezes maior, foi de 208 mil quilômetros quadrados. Só no ano de 2015, o volume desmatado do Cerrado correspondeu a mais da metade da área devastada da floresta amazônica.


180-UnaSindico2017.jpg

Ricardo Callado21/06/20187min

O número de pessoas atuando na área e a procura por cursos de gestão condominial têm crescido nos últimos anos

A profissionalização de síndicos no Brasil tem se tornado um nicho de mercado cada vez mais promissor nos últimos anos. De acordo com o Síndiconet, entre 2005 e 2015, o número de síndicos profissionais cresceu 26% em todo o país e este número tende a se multiplicar dado o aumento da procura por cursos de profissionalização nesta área. A profissão, no entanto, não é regulamentada, mas tem se mostrado uma oportunidade de emprego. Para se ter uma ideia, a média salarial do profissional pode ultrapassar os 6 mil reais e ele também pode trabalhar em mais de um condomínio, já que não existem normas específicas que delimite a atuação.

Uma diferença importante entre o síndico profissional e o velho e bom morador que é eleito para exercer as funções administrativas do condomínio é que o primeiro não precisa morar no condomínio para trabalhar no lugar. Ele assina um contrato e desempenha o serviço como uma profissão. Geralmente o síndico profissional faz cursos e especialização na área e recebe um salário como qualquer outro profissional. O diretor-geral da JR Office, o Dr. Condomínio Aldo Junior, explica que é preciso enxergar o síndico profissional como um avanço social. “Como gestor condominial, percebo que o síndico profissional consegue lidar com as problemáticas cotidianas de um prédio de maneira mais imparcial. Além disso, a capacitação obtida, o fato de receber um salário e assinar um contrato, ajudam a pessoa a se dedicar melhor às tarefas impostas pelo ofício”, destaca o dr. Condomínio. “Não quer dizer que não existam excelentes síndicos moradores e síndicos profissionais desqualificados, mas nossa experiência de mercado tem mostrado cada vez mais como a capacitação do profissional tem ajudado no resultado da gestão”, ressalta.

Apesar dos aspectos positivos trazidos pelo síndico profissional, ainda existem lacunas na área. Primeiramente, a falta de regulamentação da profissão é uma questão que merece ser discutida. Outro ponto importante é a questão salarial. Como definir quanto um síndico profissional deve receber? O tamanho do prédio ou do condomínio horizontal é levado em consideração ao definir a média salarial do profissional? O regime deste trabalhador será regido pela própria CLT ou ele será considerado autônomo? Segundo o dr. Condomínio, é necessário um debate profundo sobre o assunto. “Precisamos ter claro que as funções desempenhadas por um síndico são pesadas, trazem diversas responsabilidades, sobretudo legais, já que ele pode responder civil e criminalmente por tudo que acontece dentro de um condomínio”, lembra o consultor. “São tantas e diversificadas atribuições que se torna um desafio mostrar aos moradores a importância destes profissionais serem bem remunerados”, completa.

Sobre dr. Condomínio – O dr. Condomínio, Aldo Junior, é diretor-geral da JR Office Assessoria Condominial e se tornou conhecido pela vasta experiência em gestão condominial, palestrante renomado sobre temas condominiais em todo o País. Ele estudou Direito, é contabilista, consultor condominial há 30 anos, coordenador-geral e promotor de grandes eventos nacionais como a Unasíndico e o ciclo de palestras condominiais. Ele também é colunista da Franquia Nacional do Jornal do Síndico em 23 estados, dos portais Síndiconet e Universo Condomínio. Em Brasília, Aldo é editor-geral da Folha do Síndico DF.

Sobre a JR Office: a JR Office Assessoria Condominial com sua inteligência em serviços condominiais foi fundada em 1988, em Brasília, e tem 29 anos de experiência exclusivamente na área condominial. O grupo, que tem sede no SIA Trecho 4 e filial em Águas Claras, atende tanto condomínios residenciais, comerciais e abrange dois pilares de sustentação da administração condominial: transparência na prestação de contas e eficiência na cobrança.

Serviço

SÍNDICOS PROFISSIONAIS ENCONTRAM CADA VEZ MAIS ESPAÇO NO MERCADO

Canal do dr. Condomínio, no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCLBt4K7oZt0WypW2ttkcxyA

Site: http://www.jroffice.com.br


Embaixatriz-Holanda.jpeg

Ricardo Callado21/06/20186min
Embaixatriz do Reino dos Países Baixos, Alessandra Camargos

O mês de junho celebrou a segunda edição do Global Embassy, na Embaixada do Reino dos Países Baixos, com o tema “O potencial feminino nas organizações e a equidade salarial”. O projeto, idealizado pela Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW Brasília-DF), tem como objetivo compartilhar ações que visam a igualdade de gênero nos mais diversos países. “Foi enriquecedor escutar as experiências do Reino dos Países Baixos na luta por políticas públicas votadas para as mulheres. A cada edição surgem novas ideias entre as participantes a serem aplicadas no Brasil e assim diminuir as desigualdades que ainda existem”, destaca a presidente da BPW Brasília, Cristina Melo.

Participaram do painel como palestrantes o embaixador Han Peters e a Administradora de Taguatinga, Karolyne GuimarãesEliane Cunha, assessora para relações sociais da BPW Brasília, foi a mestre de cerimônia, e Camila Ribeiro, coordenadora da BPW Brasília Jovem, fez a mediação do painel. A embaixatriz do Reino dos Países Baixos, Alessandra Camargos, enriqueceu o evento destacando aspectos da cultura do País, como a produção da porcelana de Delft, hoje conhecida e consumida pelo mundo inteiro, inclusive pelos chineses.

O painel também contou com a participação da presidente da BPW da Holanda, Puck  Bossertque gravou um vídeo compartilhando as experiências das holandesas. “Ainda existem muitas diferenças entre homens e mulheres. Aqui o Governo está criando algumas ações e, uma delas, é um projeto de uma nova lei de igualdade salarial”ressaltou. A idealizadora e coordenadora do projeto, a vice-presidente da BPW Brasília-DF, Marília Furlan, destacou os resultados do evento: “A partilha de ideias e experiências têm se mostrado enriquecedora para todas as mulheres que buscam superar obstáculos e querem se destacar”, afirmou.

A empresária brasileira, Vivianne Carvalho Gil, que tem negócios no País das tulipas, também contou um pouco de sua experiencia lá. “Na Holanda também temos ainda muitos desafios a serem vencidos. Ainda não chegamos ao ponto ideal de total igualdade”, destacou.

O evento acontece mensalmente e circula por várias Embaixadas. A primeira edição aconteceu em maio, na Embaixada do Canadá, e trouxe uma importante visão de como as mulheres daquele país estão progredindo rumo à equivalência salarial. A repercussão foi muito positiva, como ressaltou a presidente da BPW Rio de Janeiro, Patrícia Cárceres, também elogiou a iniciativa. “A aliança intercultural é um grande caminho para o fortalecimento e empoderamento da mulher, tanto do setor econômico quanto em todas as outras esferas da sociedade”, completa Patrícia.

Sobre a BPW – A BPW – Business and Professional Women é uma Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais. É uma Organização Não Governamental – ONG, sem fins lucrativos, de utilidade pública e sem finalidade política partidária. Fundada na Suíça em 1930, pela Dra. Lena Madesin Philips,  a organização internacional está presente em mais de 100 países e conta com cerca de 40 mil mulheres associadas. A BPW integra agências da ONU, ECOSOC, CSW, OEA, OIT e participa de eventos internacionais públicos e privados, que discutem, apoiam e fiscalizam o desenvolvimento das políticas públicas para mulheres e cumprimento dos acordos internacionais.

A missão da instituição é: “Agregar mulheres de negócios e profissionais orientando e coordenando seu desenvolvimento pleno nas esferas de poder público e de mercado”. Realiza inúmeros projetos que fomentam o empreendedorismo e a capacitação de lideranças para melhorar a qualidade de vida de mulheres e meninas em todo o mundo. Também busca a promoção de melhores condições para a participação feminina nos setores produtivos, nos negócios, no comércio e nas profissões.

Serviço

Site:http://www.bpwbrasiliadf.com.br/a-organizacao/


Gustavo-Utrabo.jpg

Ricardo Callado20/06/20185min

No dia 26 de junho, o Shopping CasaPark, em parceria com a Plataforma ARQTTO e apoio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), traz para Brasília um dos mais premiados arquitetos do país na atualidade, Gustavo Utrabo. A palestra será aberta ao público e acontecerá no auditório da Livraria Cultura, a partir das 19h.

Na ocasião, Gustavo, que é sócio do escritório Aleph Zero, irá apresentar detalhes do projeto “Moradas Infantis” (ela tinha como objetivo melhorar as condições de vida das crianças em regime de internato no Tocantins), realizado em conjunto com o designer Marcelo Rosenbaum. Juntos, eles conquistaram alguns dos mais importantes prêmios de arquitetura do planeta, entre eles: RIBA, ArchDaily, Tomie Ohtake e American Architeture Prize.

O evento faz parte do “Encontro ARQTTO”, que tem como objetivo reunir arquitetos em busca de conhecimento e qualificação para impulsionar seus negócios. O público-alvo se estende a urbanistas, designers de interiores e estudantes. A entrada é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo link: https://goo.gl/wQHYsd.

Sobre a ARQTTO: A ARQTTO é um movimento que tem objetivo de mostrar o potencial imenso de transformação positiva do ser humano através do melhor aproveitamento dos espaços físicos, além da grande importância do trabalho do arquiteto e urbanista neste processo de criação dos espaços.

Com ações online e off-line, a ARQTTO mostra a importância do espaço físico, valoriza a arquitetura e gera negócios. Tudo isso com o apoio da maior instituição de arquitetos do Brasil, o IAB.

Na internet, o site ARQTTO funciona como um buscador de profissionais, onde o usuário encontra informações e portfólios virtuais de arquitetos e urbanistas da sua região.

Sobre Gustavo Utrabo:  Gustavo é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná. Em 2014, completou um curso de especialização em História e Literatura Nacional da UTFPR. Em 2012, Gustavo co-fundou o Aleph Zero, juntamente com o arquiteto Pedro Duschenes. O escritório, atualmente com sede em São Paulo, atua em diversos campos, tais como: pesquisa, arquitetura cultural, residencial e comercial, iniciativas urbanas e planos diretores. Recentemente, o escritório foi indicado para o prêmio Américas da Mies Crown Hall para Arquitetura Emergente e, também, para a Lista Internacional 2018 do Prêmio Internacional da RIBA. Utrabo é também professor assistente de Arquitetura na Escola da Cidade, em São Paulo.

SERVIÇO:

 O que: Encontro ARQTTO Brasília | Palestra com Gustavo Utrabo

Quando: 26 de junho de 2018

Onde: Auditório da Livraria Cultura, no CasaPark

Inscrições: https://goo.gl/wQHYsd

Valor: Gratuito

Realização: ARQTTO e CasaPark

Apoio: IAB


Condomínio-Solar-de-Athenas.jpg

Ricardo Callado20/06/20186min

Decisão recente do STJ reforça importância da regularização fundiária para o crescimento ordenado e para proteger as famílias

Perder um familiar significa ter de lidar, além da tristeza e do abalo emocional, com todos os procedimentos jurídicos que listam os bens do falecido e identificam quem são seus herdeiros, determinando como se dará a partilha dessa herança. Para que esses bens possam ser utilizados sem nenhuma restrição, a recomendação dos especialistas é fazer o inventário o quanto antes ou buscar o consenso entre os envolvidos sobre a partilha. Para aqueles que adquiriram lote irregular, esses trâmites são ainda mais difíceis porque comprovar a propriedade é praticamente impossível.

Decisão recente da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) coloca mais um empecilho para os herdeiros de propriedades em locais ainda não-regularizados: o prosseguimento da ação de inventário depende da regularização das propriedades. Ou seja, é indispensável que os bens imóveis que compõem o acervo de espólio sejam regularizados perante o cartório competente para que os herdeiros possam usufruir deles.

“A imposição judicial para que sejam regularizados os bens imóveis que pertenciam ao falecido, para que apenas a partir deste ato seja dado adequado desfecho à ação de inventário, é, como diz a doutrina, uma ‘condicionante razoável’, especialmente por razões de ordem prática – a partilha de bens imóveis em situação irregular dificultaria sobremaneira, senão inviabilizaria, a avaliação, a precificação, a divisão ou, até mesmo, a eventual alienação dos referidos bens imóveis”, apontou a relatora do recurso especial ao STJ, ministra Nancy Andrighi.

Preocupados com o futuro de suas famílias, os moradores dos parcelamentos existentes na área da antiga Fazenda Paranoazinho, condomínios do Grande Colorado, Boa Vista e Contagem, já estão passando pelo processo de regularização. A Urbanizadora Paranoazinho, proprietária dos lotes da região, em Sobradinho, oferece diversos descontos e subsidia o preço, cobrando até 30% do valor para que os proprietários tenham sua situação regularizada. “Regularização é a valorização do patrimônio, segurança para os herdeiros e famílias, responsabilidade com a cidade e com o meio ambiente. Fortalece todos os aspectos que fazem com que sejamos uma sociedade”, afirma o diretor-presidente da UPSA, Ricardo Birmann.

Ex-síndico do Condomínio Solar de Athenas, em Sobradinho, o militar Aluísio Madruga de Moura e Souza, de 80 anos, entende a importância da regularização de seu imóvel, de mil m². “Tenho esposa, filhos e netos e minha idade já me preocupa porque não quero deixar problemas para minha família depois que eu me for. O trabalho da UPSA é importante porque sem a regularização não há segurança para meus familiares”, acredita o morador, que mora no condomínio há vinte anos.

Há dez anos a UPSA se dedica para a regularização de todos os parcelamentos existentes na área da antiga Fazenda Paranoazinho. Esse esforço representa a transferência da escritura definitiva de titularidade do lote para quase 30 mil pessoas, além da melhoria na qualidade de vida das pessoas. Atualmente, cerca de 30% dos mais de seis mil lotes da área já possuem escritura ou estão em processo de regularização.

César Pessoa de Melo, proprietário de uma casa no mesmo condomínio há 18 anos, também entende a importância da regularização para o futuro. “Tudo na vida é melhor regularizado e dentro da legalidade. Muitos de nós só descobrimos que precisávamos regularizar ao tentar colocar a propriedade no nosso nome, por isso é importante aderir à UPSA para registrar esses imóveis e garantir que nossas famílias estejam seguras”, explica o morador.

A região que possui lotes irregulares também perde com essa situação, pois não atrai investimentos públicos como escolas, postos de saúde, segurança e empreendimentos como bancos e shoppings, que se instalam apenas em regiões regularizadas. Quando a UPSA adquiriu a antiga Fazenda Paranoazinho, a área já estava ocupada por mais de cinquenta parcelamentos os chamados condomínios. Desde então, a equipe de urbanistas e advogados da UPSA desenvolveu uma metodologia técnica e jurídica para viabilizar a regularização dessas ocupações que serviu de modelo para inúmeros processos de regularização promovidos pelo Governo do Distrito Federal, pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal.


criminalidade-violencia.jpg

Ricardo Callado20/06/20183min
O primeiro final de semana de Copa do Mundo, com jogo do Brasil, registrou uma grande incidência de crimes, por todo o Distrito Federal, segundo levantamento do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF).
De acordo com os dados do sindicato, foram 17 atentados contra a vida, sendo 5 homicídios consumados e 12 tentativas de homicídio. Além de uma tentativa de latrocínio.
De sexta-feira, 15, até segunda, 18, foram comunicados quase 300 roubos a pedestres. A segunda-feira foi considerada por haver um grande número de registros feitos neste dia. Isso deve-se ao fato de haver 16 delegacias fechadas. O que leva a crer que um número considerável de crimes não tenha sido registrado.
Os roubos com restrição da liberdade continuam crescente. Foram 3 casos no final de semana.
Ao todo, 100 veículos foram subtraídos de seus proprietários.
Outro número alarmante são os furtos em residência. Foram 60 comunicados em 4 dias.
Foram 70 veículos arrombados para que objetos fossem furtados de seu interior.
“O sucateamento da polícia investigativa tem graves consequências que não são enxergadas pelo Governo Rollemberg. Quando não há investigação, não há prisões. E, sem prisões, os criminosos continuam impunes e rescindindo no crime”, alerta Rodrigo Franco Gaúcho, presidente do Sinpol-DF.
Balanço da criminalidade
Principais naturezas de crime.
Período do levantamento: 15 a 18 de junho
Homicídios consumados: 5
Homicídios tentados: 12
Latrocínios tentados: 1
Estupros: 1
Roubo a pedestres: 296
Roubo com restrição de liberdade da vítima: 3
Roubo de veículo: 43
Roubo em coletivo: 15
Roubo em residência: 6
Furto de veículo: 57
Furto em interior de veículo: 70
Furto em residência: 60

Logo-AMBRASÍLIA.jpeg

Ricardo Callado19/06/20186min

O evento acontecerá no Hotel Nacional e contará com exposições de livros e fotografias, entre outras atrações

 Em comemoração ao aniversário de um ano da Aliança das Mulheres que Amam Brasília (AMABRASILIA), será realizado um evento para homenagear grandes mulheres da cidade e do mundo, como a poetisa Cora Coralina. O Festival Cultural acontecerá dia 22 de junho, sexta-feira, no Hotel Nacional, e terá início às 17h, no Happy Hour, com coquetel e espumante na pérgula da piscina, seguido de solenidade de entrega de troféus e apresentações, e encerramento com festa na Boate do Hotel.

Um dos pontos áureos da solenidade será a entrega do Troféu Iaras para grandes mulheres. Trudy Mathias, suíça que adotou Brasília como sua cidade, será homenageada na Categoria Mulher Internacional. Na Categoria Mulher Nacional, a homenageada será a poetisa Cora Coralina, cujo prêmio será recebido por Heloisa Salles, esposa de Paulo Salles, neto de Cora Coralina. Outras importantes personalidades femininas que já passaram por Brasília, também receberão o prêmio. Na Categoria Local, as ex-primeiras-damas, Zely Ornellas e Maria Helena Gomide, e a professora doutora Simone Vieira, que faz parte da primeira geração nascida em Brasília.

Além disso, a comemoração contará com várias atrações culturais, como uma exposição de fotos e livro do fotógrafo Bento Viana. Também haverá exposições de livros, recital de poesia, exibição de vídeos gravados pelas embaixatrizes da AMABRASILIA em pontos históricos e turísticos da cidade, sorteios de brindes, dança e música.  “Será um dia para homenagear Brasília e pessoas que deixaram sua marca na Capital do nosso país”, afirma a presidente da AMABRASÍLIA, Cosete Ramos.

O objetivo do encontro é comemorar o aniversário da Aliança, que tem a missão de cuidar de Brasília, e nessa tarefa, promover e reconhecer mulheres que tenham representatividade para a Capital Federal. Tudo foi pensado nos mínimos detalhes, a começar pela escolha do local.  “Tivemos o cuidado e o carinho de pensar em um local que represente o que queremos mostrar para todos que forem comemorar conosco. O Hotel Nacional é um ícone de Brasília, inaugurado junto com a cidade, e por onde já passaram governantes e personalidades mundiais, incluindo a rainha Elizabeth II e o príncipe Phillip, os primeiros a ocuparem a suíte presidencial”, relembra Cosete.

Após a premiação, o evento segue com festa na boate Taboo do hotel para todas as embaixatrizes da AMABRASÍLIA, esposos, familiares e convidados. O menu contará com comidinhas de boteco e Chopp, além de muita música e dança. Quem tiver interesse em participar pode adquirir o convite e obter mais informações por meio dos telefones: (61) 9.9963-7175/ (61) 9.9905-9191.

Sobre a AMABRASÍLIA – A Aliança das Mulheres que Amam Brasília, fundada pela pioneira e doutora em educação, Cosete Ramos, reúne hoje quase 200 Embaixatrizes da AMABRASÍLIA, como são intituladas as participantes. Sua missão é cuidar de Brasília e tem como pilares de atuação cultura, natureza e pessoas.

De Junho de 2017 até agora, foram realizadas dezenas de ações, entre elas um total de sete eventos sobre a Água, que antecederam o 8º Fórum Mundial ocorrido em Brasília. Na área cultural, o destaque foi a Festa em Homenagem a todas as Mulheres do Mundo, que fez parte da programação em homenagem ao Mês Internacional da Mulher. Na área de valorização de pessoas e assistência social, foi feita a doação de uma Cozinha Industrial para projeto que atende mulheres idosas na Estrutural, visando estimular o emponderamento e a geração de renda. Nesse evento também foram entregues 120 kits de beleza, com o objetivo de elevar a autoestima das mulheres mais carentes da cidade.

Para fazer parte da AMABRASILIA e se tornar uma embaixatriz é necessária a indicação de uma madrinha, ou seja, alguma embaixatriz que já faça parte do grupo. O requisito básico para fazer parte da Aliança das Mulheres Que Amam Brasília é ter uma história e uma atuação relevante para a construção da cidade em sua área de atuação.

Serviço

FESTIVAL CULTURAL E FESTA ANIVERSÁRIO AMABRASILIA

Dados: 22/05

Local: Hotel Nacional

Horário: a partir das 17h

Mais informações: (61)9.9963-7175/(61)9.9905-9191


Polícia-Federal-em-Curitiba.jpg

Ricardo Callado19/06/20184min

Edital publicado com 500 vagas e salários chegam a R$30 mil

Concursandos interessados em uma carreira policial estão comemorando a divulgação do edital para o concurso público da Polícia Federal, com o total de 500 vagas de nível superior, sendo 150 para Delegado, 60 para Perito Criminal, 80 para Escrivão, 30 para Papiloscopista e 180 para Agente.

Para os Agentes, Papiloscopistas e Escrivães, na segunda classe, as remunerações, com o benefício, são de R$ 12.940,69 em 2018, indo para R$ 13.502,41 em janeiro de 2019. Para a primeira classe, R$ 15.067,83 em 2018, indo para R$ 15.725,27 em 2019. Na classe especial, R$ 18.306,60 em 2018, mudando para R$ 19.109,79 em 2019. Já para Perito e Delegado, na segunda categoria, R$ 23.710,07 em 2018, indo para R$ 24.756,42 em 2019. Na primeira, R$ 27.105,60 em 2018, indo para R$ 28.304,74 em 2019. Finalmente, na classe especial, R$ 30.062,70 em 2018, indo para R$ 31.394,91 em 2019.

O professor e especialista em Direito Penal do IMP Concursos, Carlos Alfama, dá algumas dicas para quem vai concorrer a uma vaga. Segundo ele, entre os pontos positivos da carreira está a possibilidade de atuar no combate à corrupção, a existência de um plano de carreira com uma excelente remuneração e a atividade dinâmica da polícia.

Confira abaixo todas as dicas dadas pelo especialista:

Acredita que quem iniciar os estudos agora consiga passar? 

Com certeza! O edital é extenso, mas começando a preparação com antecedência é possível obter a aprovação.

Será um concurso muito concorrido?
Sim, o Departamento de Polícia Federal é um dos órgãos mais respeitados do serviço público e há milhares de pessoas que sonham em ocupar um dos seus cargos.

Quais as disciplinas que devem ter maior atenção?
As criminais, com certeza: Penal, Processo Penal e Legislação Penal Especial.

O concurso conta com prova objetiva, prova discursiva e prova oral, certo? Quais as dicas essenciais para cada etapa?

Para todas as provas é importante que o candidato faça um estudo aprofundado de todos os tópicos do edital, além da resolução de muitas questões.

Para finalizar, alguma dica pessoal?

Comecem a preparação agora. Mudem a rotina e se dediquem o máximo possível a esse sonho. Vai valer a pena!



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias