Categoria: Brasília
Os laboratórios de robótica vão atender, a princípio, as regiões administrativas de Sol Nascente/Pôr do Sol, Estrutural, Samambaia, Brazlândia, Paranoá e Itapoã. Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

ceasa.jpeg

Callado22 de janeiro de 20202min

Ideia é facilitar o acesso aos produtos e serviços que o banco oferece e com condições diferenciadas, como descontos na tabela de tarifas de Pessoa Jurídica

O Banco de Brasília (BRB)  firmou uma parceria com as centrais de abastecimento do Distrito Federal (Ceasa) para facilitar o acesso de produtores rurais a produtos e serviços bancários. O termo de cooperação foi assinado em novembro, mas esta semana começou o processo de divulgação das linhas de crédito perante os produtores rurais já cadastrados na central de abastecimento.

“O banco atua para se posicionar como o principal agente financiador da atividade agropecuária do Distrito Federal e regiões de influência. A parceria com a Ceasa é fundamental nesse processo”, afirmou o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. O acordo prevê ao banco acesso aos dados cadastrais de mais de 680 produtores rurais do DF e região.


Série de linhas e operações do BRB à disposição dos produtores rurais 

– Remuneração no percentual de 95% (noventa e cinco por cento) do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) nas aplicações financeiras realizadas em Certificado de Depósito Bancário(CDB)

– Desconto de 58,82% sobre o valor da tabela de tarifas de Pessoa Jurídica

– Atendimento especializado aos clientes para sanar dúvidas sobre abertura de conta corrente, linhas de crédito, acolhimento de projetos e condução de operações de crédito rural ao produtores que atuam nas dependências da Ceasa;

– Disponibilização de espaço do BRB dentro da Ceasa para o atendimento ao produtor rural (Plataforma do Agronegócio)


Interna-1-1200x800-1.jpg

Callado22 de janeiro de 20207min
Os laboratórios de robótica vão atender, a princípio, as regiões administrativas de Sol Nascente/Pôr do Sol, Estrutural, Samambaia, Brazlândia, Paranoá e Itapoã. Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Crianças e adolescentes de 10 a 18 anos terão acesso a laboratórios e equipamentos para serem inseridas no mundo e mercado da tecnologia

Por Ian Ferraz e Emanuelle Coelho

O universo da robótica e da tecnologia estará ao alcance da população do Distrito Federal. Essa conexão será feita com crianças e adolescentes de 10 a 18 anos por meio da implantação de laboratórios nas regiões administrativas. Nesses espaços, os alunos vão aprender desde a manusear softwares livres e impressoras 3D até construir robôs e drones e conceitos de web design. É o que estabelece o programa Passaporte para o Futuro, uma ação conjunta de governo entre as secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação, de Juventude e de Justiça e Cidadania em parceria com o Instituto Campus Party.

Os laboratórios de robótica vão atender, a princípio, as regiões administrativas de Sol Nascente/Pôr do Sol, Estrutural, Samambaia, Brazlândia, Paranoá e Itapoã. As aulas vão ser gratuitas e destinadas ao público jovem para inseri-los numa área cada vez mais presente e importante no mundo.

Esses cursos serão oferecidos em espaços que pertencem às administrações regionais, nos Centro de Juventude – administrados pela Sejus (Secretaria de Justiça e Cidadania) – e demais equipamentos públicos aptos a receber os estudantes em salas climatizadas de 40m² a 50m². As turmas serão compostas de 30 alunos por turno (matutino e vespertino), com monitores e orientadores.

O laboratório do Sol Nascente/Pôr do Sol será o primeiro inaugurado entre as 13 unidades previstas nessa primeira fase do programa. Em seguida, a comunidade do núcleo rural do Café sem Troco, no Paranoá, terá o espaço disponibilizado dentro do Centro Comunitário. Outro local confirmado para as próximas semanas é a unidade do Parque Tecnológico Biotic.

“A ideia é fazer com que esses jovens possam se tornar desenvolvedores, programadores. São mais de 30 profissões nessa área de tecnologia que eles terão acesso e estarão aptos a atuar no mercado de trabalho”, explica o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvam Máximo.

Oportunidade

O critério de seleção dos estudantes será os mesmos usados para o Cadastro Único. As vagas serão destinadas para alunos de baixa renda, sendo 50% delas para o sexo feminino e 50% para o masculino. Será analisada também a frequência escolar do estudante.

Estudante da rede pública de ensino, Marco Antônio Moura, 16 anos, será monitor da unidade do Sol Nascente/Pôr do Sol. Oportunidade que ele faz questão de agradecer antes mesmo de ter início o projeto. “Isso é tudo para mim, vai mudar minha vida. Além de aprender vou ajudar os outros para que as pessoas tenham uma profissão”, comenta.

“Vamos atender meninas e meninos para ter esse primeiro contato com a tecnologia. É um novo tipo de emprego e vida. Além dos cursos, tem a construção de materiais, de robôs. Eles vão ter sua primeira experiência com tecnologia aliando com facilidades para o dia a dia deles. Até por isso escolhemos regiões de maior vulnerabilidade social”, explica o secretário da Juventude, Léo Bijos.

Segundo o secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, o laboratório de robótica representará uma oportunidade de inclusão tecnológica e qualificação profissional. “Essa iniciativa vai aproximar os jovens em situação de vulnerabilidade da tecnologia, levando conhecimento e despertando o interesse deles para este tema”, disse. E complementou: “A instalação do laboratório no Centro de Juventude, que já é reconhecido pela comunidade como um espaço de promoção da cidadania, significa a união e o fortalecimento de dois projetos que tem o mesmo objetivo: dar um futuro melhor para os nossos jovens e promover uma transformação social em áreas pobres e com altos índices de violência”, disse.

Os laboratórios de robótica são mais uma ação integrada do Governo do Distrito Federal com a sociedade civil. Todo o material didático e físico será disponibilizado pelo Instituto Campus Party, maior acontecimento tecnológico do Brasil. O projeto consiste em laboratórios com mobiliário, equipamentos de eletrônica para ensino de robótica, impressora 3D, computadores, material didático e internet de alta velocidade.

A concretização dos laboratórios também contou com a participação dos deputados distritais Júlia Lucy, Eduardo Pedrosa e Leandro Grass e do ex-deputado distrital Joe Valle. Além de ideias, eles colaboraram com emendas parlamentares.

As aulas vão ficar a cargo de Organizações de Sociedade Civil (OSC) selecionadas dentro de critérios legais pela secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Os profissionais serão escolhidos e treinados pela Campus Party.


brb-2.jpg

Callado22 de janeiro de 20203min

Acreditar oferecerá até R$ 15 milhões, que beneficiarão 10 mil famílias. As taxas são baixas, com condições especiais, e a contratação será ágil

Para apoiar o microempreendedor, reduzir barreiras no acesso ao crédito e alavancar o desenvolvimento no Distrito Federal, o Banco de Brasília lança nesta quarta-feira (22) o Acreditar, programa de Microcrédito Produtivo Orientado (MPO).

O produto nasce com a menor taxa do mercado, condições especiais e contratação ágil e digital. O Banco vai disponibilizar até R$ 15 milhões para o programa, que pretende beneficiar aproximadamente 10 mil famílias.

Por meio de um APP, o Acreditar – disponível nas lojas IOS e Android -, empreendedores (pessoas físicas e jurídicas, em especial os que estão à margem do sistema financeiro tradicional) podem ter acesso ao plano.

As taxas serão a partir de 1,85% ao mês e prazo de 24 meses para pagamento. O crédito ofertado vai variar entre R$ 300 a R$ 15 mil reais.

“Como banco público, temos o compromisso de transformar a vida das pessoas, de ser protagonista do desenvolvimento econômico social e humano no Distrito Federal. O Acreditar é mais um importante passo para poder fazer a diferença na vida dos brasilienses”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

Ele explica que a entidade financeira procurou formatar um produto digital e ágil, reduzindo a burocracia e o prazo de contratação. “A ideia é que o cliente só vá a agência uma única vez, para assinar o contrato. O pré-castrado, a simulação do crédito, as condições e o envio das informações e documentos estarão disponíveis por meio do aplicativo”, acrescenta Paulo Henrique Costa. O prazo para a liberação do crédito é de sete dias.

Na busca para atrair os microempreendedores, agentes de crédito também vão realizar visitas à comunidade para identificar empreendimentos que possam fazer parte do Acreditar. O projeto vai contar com parceria das secretarias da Mulher, da Agricultura, de Juventude, de Trabalho e Emater.

Para solicitar adesão ao Acreditar é preciso ser maior de idade, ter pelo menos seis meses na atividade produtiva e faturamento anual de até R$ 200 mil, entre outras condições.


tempestades.jpg

Callado22 de janeiro de 20204min

Chuvas intensas podem prosseguir até o final de semana e devem atingir também os estados do Espírito Santo, de Goiás, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro

O governo federal emitiu na noite de hoje (21) um alerta conjunto para a possibilidade de chuvas intensas, com altos índices pluviométricos, nos estados do Espírito Santo, de Goiás, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. O informe foi emitido por alerta conjunto do  Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR); do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet); do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden); e do Serviço Geológico Brasileiro (CPRM).Existe previsão de que os índices pluviométricos nesses estados podem variar entre 150 e 400 milímetros, o que pode resultar em problemas para a população, como a possibilidade de ocorrerem desastres naturais como inundações, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra em áreas de risco.

A projeção é que as chuvas mais intensas deverão começar a cair nesta quarta-feira (22) e podem prosseguir até o final de semana.

Entre os estados que receberam o alerta conjunto, há locais que já estão sofrendo com fortes chuvas desde sexta-feira (17), como a região metropolitana de Belo Horizonte, a Zona da Mata Mineira e o estado do Espírito Santo.

As agências federais orientam as defesas civis dos estados e municípios a remeterem o alerta aos demais órgãos que compõem seus sistemas de proteção e defesa civil, além de compartilharem as informações com institutos locais de previsão de clima e tempo. Caberá às defesas civis que atuam nas localidades o envio de alertas aos gestores municipais e às populações vulneráveis.

A Defesa Civil Nacional orienta que as pessoas que moram em áreas de risco, ou que já tenham registrado desastres anteriormente, procurem os órgãos locais de defesa civil para ter acesso ao plano de contingência para suas regiões. É importante conhecer as rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio aos desastres.

Alertas

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) envia alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais, assim como para a população, por meio de SMS nos celulares e mensagens nas TVs por assinatura. Os moradores dos estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os avisos pelo celular, devem fazer a inscrição.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP de interesse para o número 40199. De imediato, a seguinte mensagem confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP.

Os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio.


01-Juliana-Gebrim.jpeg

Callado21 de janeiro de 20208min

O curso, que acontece no dia 01 de fevereiro, no Yolo Coworking, é aberto ao público e será aplicado pela psicóloga reconhecida em todo Brasil, Juliana Gebrim

Com o Ano Novo, chega a hora daquele balanço das metas alcançadas (ou não) no ano que passou e de definir novos objetivos para os próximos 365 dias. O que leva alguns a alcançar resultados extraordinários, enquanto outros não consegue chegar ao fim da lista de promessas feitas ano após ano? A psicóloga e palestrante Juliana Gebrim aponta as respostas e o caminho para superar os desafios e chegar ao final do ano comemorando as realizações durante a Masterclass: Emoções sem tabu,que acontece no dia 01 de fevereiro,  das 8h ás 12h, no rooftop do Yolo Coworking, em frente à Ponte JK.

O curso está dividido em três módulos, com foco nos temas sobre emoção, construção de hábitos e recursos psicológicos para lidar com a ansiedade. Ao longo da programação, Juliana Gebrim vai ensinar sobre a importância de entender e aprender a lidar com a tristeza, a importância de dizer não, ter foco e lidar com a depressão e a ansiedade, que são o mal do século. O curso, gratuito e com vagas limitadas, também destaca a necessidade de identificar os sabotadores internos, a forma de lidar com pessoas tóxicas e com problemas familiares, entre outros temas que afetam grande parte da população. 

Juliana trabalha há mais de 20 anos na área, com dezenas de resultados e reconhecimento nacional dentro do tema equilíbrio emocional para concursos públicos. Atualmente, capacita as equipes de docentes de diversos cursinhos preparatório para concurso, além de preparar os alunos para conduzir o período de estudos até chegar às provas com o mínimo de estresse. Possui um canal no You Tube chamado Divã do concurseiro. “É importante se conhecer com profundidade, para saber lidar com as emoções. Entender a sua história de vida e aquilo que te fez chegar a um determinado estado”, destaca Juliana.

A palestra faz parte do projeto Yolo Verão, que têm como objetivo trazer cursos de diversas áreas no período das férias de Janeiro.  Além desse curso, o Yolo abrirá espaço para outras diversas áreas, como dança, finanças, lettering, maquiagem, pintura, crochê, scrapbook, entre outros, no período de 09 de janeiro a 15 fevereiro. ”O Yolo, mais que um coworking, é um espaço de ideias e interação. Estamos sempre em busca de desenvolver ações que venham a contribuir com o bem estar das pessoas”, afirma Ana Cristina Alvarenga, sócia-proprietária do Yolo Coworking.

Sobre Juliana Gebrim: Primeira psicóloga clínica e neuropsicóloga no Brasil a fazer uma teoria usada em clínica, e patenteada em 5 esferas, Equilíbrio Emocional, especializada em Psicóloga Clínica pela Universidade de Brasília (UnB),  especialista em Rorschach, na linha humanista (UnB-Fernando Rey). Trabalhou por dois anos com Luiz Pasquali (LABPAM-UnB). Neuropsicóloga pelo Instituto de Psicologia Aplicada e Formação de Portugal(IPAF).

Também é terapeuta em EMDR (do inglês, Eye Movement Desensitization and Reprocessing).com certificado internacional pelo Institute EMDRIA e EMDR Ibero-Americano-Francine Shapiro(EUA),                                 terapeuta especialista em Brainspotting com David Grand(CA-EUA),                                       psicóloga perita (UnB-CEFTRU), psicóloga especialista em Play of Life com Carlos Raimundo (Austrália, terapeuta especialista em Barras de Access Conciousness com Jeffrey L. Fannin. Especialista  em Thetahealing com Leonardo Codignoli (Brasília), em PMK(Psicodiagnóstico Miocinético).               

Sobre a Yolo – A Yolo, está localizado na Orla do Lago Paranoá, de frente para ponte JK. O espaço ocupa o antigo Gazebo, e está sob o comando da empresária Ana Cristina Alvarenga e de seus filhos, Ana Carolina e Pedro Henrique.  Conta com áreas para trabalho compartilhado, eventos e café para quem quer aproveitar o melhor da vida, inclusive o trabalho. “Aqui a gente oferece todas as facilidades de um escritório, com doses de interação e networking, além de uma pitada de personalidade”, destaca Pedro Alvarenga, comunity manager.

São quatro andares de estrutura, com 13 salas, 3 salas de reuniões, 24 estações de trabalho chamadas open desk, uma cokitchenrooftop onde cabem até 150 pessoas e pode ser alugado para eventos sociais e corporativos, e um auditório multiuso. “Para completar, ainda dispomos da melhor vista para se trabalhar em Brasília”, lembra Ana Carolina, responsável pela arte administrativa-financeira do espaço.

Serviço

Evento: Masterclass – Emoções sem tabu

Data: 01/02/2020

Local: Rooftop Yolo

Endereço: Setor de Clubes Esportivos Sul – Trecho 2 – Asa Sul, Brasília – DF

Hora: 08h

Investimento: Gratuito

Inscrições:  http://ec149f2.contato.site/JuGebrim

Mais informações: 61 3702-2500


3-1.jpg

Callado21 de janeiro de 20206min

A indicação foi feita pela site Beer or Coffee, que aponta espaços inovadores de trabalho compartilhado em todo o mundo. No Brasil, apenas dois entraram na lista.

O surgimento de novas profissões e formatos de trabalho contribuíram para o crescimento no número de coworkings pelo mundo. Brasília, uma cidade moderna e de arquitetura única, se adaptou ao novo modelo de negócio e ganhou o Yolo Coworking, considerado pela Beer or Coffee, um dos 9 espaços mais elegantes do segmento no mundo. A lista conta com espaços localizados em Hollywood, Los Angeles, (Estados Unidos), Xangai e Hong Kong (China), Bali (Indonésia), e até no Circulo Polar Ártico (Noruega), entre outros. No Brasil dois espaços foram citados, o Selina, na Praia Mole, em Florianópolis, e o Yolo, na orla do Lago Paranoá, na Capital. 

Yolo, que é abreviatura da expressão em inglês “you only live once” expressa muito bem todo o projeto e representa o estilo de vida dos residentes e frequentadores. Localizado à beira lago, com vista para um dos principais pontos turísticos da cidade, a ponte JK, o Yolo tem a proposta de transformar o dia a dia do trabalho com inovação, conhecimento e momentos de descontração quebrando a rotina, para quem gosta de aproveitar  o melhor a vida.

 O rooftop, um dos destaques do ambiente, garante uma visão de tirar o fôlego, e vem sendo disputado para eventos sociais e de empresas, como agências de publicidade, empresa de tecnologia e do mercado financeiro, entre outros. Contribuiu para a indicação também, além da vista, a arquitetura diferenciada do espaço, com uma mistura de vidro, que garante a luminosidade natural; encanamentos aparentes, que dão um ar industrial e moderno; além de uma decoração pensada em cada detalhe, que mistura o sofisticado com toques retrôs.

Ana Cristina Alvarenga, idealizadora e sócia proprietária do espaço, escolheu o localização pensando em conforto e em um estilo de vida moderno para os mais exigentes profissionais e empresas de Brasília. Ela fala sobre a alegria pelo reconhecimento de estar entre os melhores do mundo. “Brasília merece um lugar em que todos possam trabalhar e se sentir conectados com a cidade e com a beleza natural; e que tenham a qualidade de vida tão desejada”, afirma Ana Alvarenga. “Estou muito feliz com o reconhecimento”, completa a empresária.  

Sobre o YOLO Coworking – YOLO é um espaço de Coworking, eventos e café para quem quer aproveitar o melhor da vida, inclusive o trabalho. São quatro andares de estrutura, com 13 salas privativas, 3 salas de reunião, 24 estações de trabalho, auditório multiuso, uma Cokitchen e Rooftop que pode ser alugado para eventos sociais e corporativos, com vista privilegiada para Ponte JK.

SERVIÇO

Endereço: Setor de Clube Esportivo Sul, Beira Lago – Asa Sul
Telefone: (61)3772-2500

Redes: Instagram- @yolo.coworking| Facebook: yolo.coworking

Site: www.yolobsb.com.br


FOTO-GEOVANA-ALBUQUERQUE-SAÚDE-DF-6-1200x800-1.jpg

Callado21 de janeiro de 20204min
Foto Geovana Albuquerque

Carreta, que está no Plano Piloto até sexta-feira (24), vai percorrer 13 regiões administrativas

Até sexta-feira (24), o Consultório Itinerante para prevenção da hanseníase estará atendendo na Rodoviária do Plano Piloto, sempre das 8h às 17h. A carreta da Secretaria de Saúde do Distrito Federal percorrerá 13 regiões administrativas da capital até o dia 10 de março. A iniciativa faz parte da Campanha de Enfrentamento da Hanseníase no DF, que visa aproximar a população das práticas de promoção da saúde para prevenção e diagnóstico precoce da doença.

“A ação tem o objetivo de alertar a população para o problema. Por não ter sintomas dolorosos, alguns não dão a devida importância à doença. Profissionais e pacientes precisam ficar mais atentos aos sinais da hanseníase, que pode ser incapacitante se não for tratada”, destaca a responsável técnica distrital de Dermatologia, Ana Carolina Igreja.

O Consultório Itinerante dispõe de médicos e demais profissionais da Atenção Primária e de especialistas da Universidade de Brasília (UnB). “Esta iniciativa é muito boa, pois tem pessoas com o problema, mas não procuram se informar. A carreta facilita e já é um incentivo. Se a pessoa procura atendimento no início, a situação não se agrava”, ressalta a aposentada Maria do Carmo, 72 anos.

Na Rodoviária do Plano Piloto é possível tirar dúvidas, receber material explicativo sobre os sintomas e sinais da doença, fazer consultas e exames para o diagnóstico da hanseníase.

“Achei muito bom. Estava de passagem e não esperava ser atendida. Aproveitei para esclarecer dúvidas e preocupações. Vou orientar meus conhecidos e vizinhos para procurar a carreta”, pontua a dona de casa Maria de Lourdes Gomes, 66 anos.

Sintomas

A hanseníase é causada por uma bactéria e se manifesta principalmente por meio de lesões na pele e sintomas neurológicos, como dormências e diminuição da força nas mãos e nos pés. O paciente em tratamento ou que já recebeu alta não transmite mais a doença.

As pessoas sem tratamento expelem os bacilos resistente Mycobacterium leprae através das secreções nasais, gotículas de saliva, tosse e espirro.

“A doença é silenciosa e alguns pacientes só procuram atendimento quando ela já está avançada. O diagnóstico e o tratamento são de fundamental importância. O paciente em tratamento ou que já recebeu alta não transmite mais a doença”, esclarece a dermatologista e gerente da Regulação da Região de Saúde Central, Anna Victoria Sá.

O tratamento é gratuito e oferecido nas unidades básicas de saúde. Em caso de suspeita ou sinais da hanseníase, deve-se procurar o Consultório Itinerante ou a UBS mais próxima da residência. A carreta vai atender em todas as regiões de saúde.


escola.jpg

Callado21 de janeiro de 20203min
Não há necessidade de formar filas nas escolas, pois os processos para obter vaga são eletrônicos | Foto: Luis Tavares / Secretaria de Educação

Inscrições devem ser realizadas entre 21 e 23 de janeiro pelo site da Secretaria de Educação

Os novos estudantes que desejam ingressar na rede pública de ensino do Distrito Federal e não efetuaram a inscrição no período correto têm nova chance. As inscrições para vagas remanescentes começam nesta terça-feira (21), a partir das 8h. Nessa etapa, as inscrições são feitas exclusivamente no site da Secretaria de Educação.

O link será divulgado em breve. As inscrições seguem até o dia 23 de janeiro. Para se inscrever é necessário informar o CPF do estudante e o CEP do local em que mora ou de onde trabalham os pais, mães ou responsáveis.

É importante ressaltar que esse período é destinado apenas para novos estudantes, visto que os alunos já matriculados na rede pública que desejam mudar de escola devem recorrer aos procedimentos internos, como o remanejamento e a transferência escolar.

Nessa etapa, apenas vagas não preenchidas após a efetivação das matrículas de quem se inscreveu para novas vagas em 2019 são disponibilizadas. Outro fator fundamental é que não há necessidade de formar filas em frente às escolas, pois todos os processos para obter vaga na rede são realizados de forma eletrônica.

A divulgação do resultado está prevista para o dia 4 de fevereiro, no site da Secretaria de Educação. A efetivação das matrículas deve ser realizada entre os dias 5 e 7 de fevereiro, na unidade escolar em que o estudante foi contemplado com uma vaga. As aulas na rede pública de ensino do DF começam no dia 10 de fevereiro.


Paranoa-1-1200x800-1.jpg

Callado21 de janeiro de 20209min
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Viadutos e alargamento de pistas servirão para desafogar trânsito no Sudoeste, Sobradinho, Paranoá, Gama e Recanto das Emas

Por Ary Filgueira

Pelo menos cinco regiões administrativas têm, em suas principais vias, fluxo de veículos diário maior do que a capacidade efetivamente oferecida: a frota do Distrito Federal em dezembro de 2019 chegou a 1,8 milhão de carros. Por isso, o Governo do Distrito Federal (GDF) está elaborando projetos e soluções para a mobilidade da população que se desloca diariamente pelas vias urbanas.

Estão previstos, por exemplo, construção de viadutos e alargamentos de pistas em locais onde já que foi constatado que o trânsito é confuso, lento ou intenso e que não se resolve apenas com soluções como a inversão de faixas.

É o caso de Sobradinho, Paranoá, Sudoeste/Octogonal/Cruzeiro (incluindo os setores gráfico e policial) e no trecho entre o Gama e Recantos das Emas. No Recanto das Emas, por exemplo, a DF-001 já começou a ser recapeada nos dois sentidos (Gama-Samambaia) e ganhará um viaduto para dar mais fluidez ao trânsito.

A passagem, que vai substituir o balão, terá dois níveis: um inferior, por onde passará o fluxo que se desloca hoje do Gama a Samambaia; e outro erguido sobre a DF-001, ligando o Riacho Fundo ao Recanto das Emas. “O projeto já está pronto”, garante o superintendente de obras do DER-DF, Cristiano Cavalcante.

Além do viaduto, a DF-001, que liga o Gama a Samambaia, também será toda recapeada e ganhará mais uma faixa nos dois sentidos. Uma parte, no sentido balão do Recanto das Emas a Samambaia, já foi restaurada.

As benfeitorias são aguardadas com entusiasmo pelo panfleteiro Ronem Alves, de 52 anos. Ele está há pelo menos três anos trabalhando no local e perdeu as contas da confusão provocadas pelo trânsito no local. “Tem muito acidente. Já vi gente perdendo a cabeça e brigando aqui por causa dessa confusão. Por isso, peço a Deus que esse viaduto venha logo”, disse.

A 52 quilômetros dali será construído outro viaduto. A passagem ligará Sobradinho I com a BR-020 no sentido ao Plano Piloto e será instalada na altura do estádio de futebol Augustinho Lima. A obra servirá para ajudar a escoar um fluxo de 50 mil carros/dia. Quem sai da cidade para pegar a rodovia passará por baixo até desembocar na estrada que liga Planaltina ao Plano Piloto.

A obra está orçada em R$ 20 milhões. Além do viaduto, a BR-020 também será alargada. A estrada ganhará terceira faixa nos dois sentidos: Planaltina-Plano Piloto e vice-versa. Esta outra fase custará R$ 8 milhões e também ficará pronta no mesmo período.

Acostumado a trafegar pela via diariamente, o motorista Douglas Camargo, 37, endossa a iniciativa do GDF. Segundo ele afirmou, a passagem, do jeito que está, provoca engarrafamento capaz de invadir Sobradinho I. “É necessário essa  para dar segurança aos motoristas que deixam Sobradinho em direção à BR-020”, afirma.

Problemas de engarrafamento não é uma peculiaridade de vias longas que ligam o Plano Piloto às Regiões Administrativas. A ligação entre o Parque da Cidade e o Sudoeste, perto do Departamento de Polícia Especializada (DPE), fica congestionada diariamente em horários de pico, das 8h às 10h e das 17h às 20h.

A solução também será a instalação de um viaduto. O elevado ficará sobre a Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) e vai conectar o Sudoeste, na altura da Avenida das Jaqueiras, ao Parque da Cidade.  Por ali, chegam a passar 22 mil veículos por dia. Do total de R$ 21,4 milhões estimados com o custo da obra, R$ 3,8 milhões são contrapartida do GDF.

A obra eliminará os semáforos que interferem o fluxo. Hoje, quem passa pela Epig no sentido Plano Piloto é obrigado a parar em dois sinaleiros: um para a passagem de pedestres em frente ao Complexo da Polícia Civil e outro logo em frente à saída de carros do Parque da Cidade. O mesmo acontece no sentido contrário.

Quem vai do Plano Piloto sentido Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) também precisa parar no sinal para a passagem dos automóveis que saem do Parque da Cidade (estes ou seguem pela EPIG sentido Taguatinga ou viram à direita rumo ao Sudoeste).

Quem toma a primeira opção – rumo a Taguatinga – se depara logo com um semáforo em frente à Polícia Civil. “Isso é um anseio antigo. Quem vem do Gama, como é o meu caso, pega todos os engarrafamentos possíveis. Mas este aqui é o pior, por causa desses semáforos”, descreve o contador Edson Martins, 39.

Em outro ponto da região central de Brasília também está previsto mais um viaduto. O projeto prevê a construção de duas novas pontes próximas à sede da Polícia Federal, no Setor Policial.

Essas estruturas serão construídas para atender os veículos do BRT (Eixo Oeste) e não vão modificar o tráfego de veículos leves na região. A obra custará R$ 9 milhões e a licitação já foi autorizada   pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). O início está previsto para o primeiro semestre de 2020.

Para o superintendente de obras do DER-DF, Cristiano Cavalcante, a construção mais desafiadora e igualmente inovadora, pelo menos no âmbito do Distrito Federal, será o viaduto entre a DF-001 (estrada que contorna o Itapoã/Paranoá), a DF-015 (que leva ao Lago Norte/Varjão) e a DF-250 (em direção ao Itapoã).

Justamente, por sua engenharia arrojada. “Serão três níveis. Quem vem de Sobradinho dos Melos e Planaltina vai passar por baixo, num túnel. Quem vem de Sobradinho, pela DF-001, por cima, mas no segundo nível. E haverá um elevado passando por cima dos dois, ligando direito ao Paranoá”, explicou Cristiano.

O caseiro Aguinaldo Pereira, 27, passa pelo local com uma moto e conta a dificuldade para usar o balão. “O trânsito fica parado. Nem moto consegue passar direito de tanta confusão. Esse viaduto vai resolver nosso problema”, acredita.

 


Onibus-passe-livre.jpg

Callado20 de janeiro de 20204min

Beneficiários podem acessar o site mobilidade.brb.com.br/passelivre e seguir as instruções

Estudantes com direito ao benefício do passe livre já podem habilitar ou atualizar o cadastro no site do BRB Mobilidade: mobilidade.brb.com.br/passelivre. A adoção do procedimento on-line tem como objetivo melhorar a experiência dos usuários e promover maior agilidade no atendimento.

Para realizar o cadastramento (no caso dos novos beneficiários), o estudante deve ter em mãos documentos como identidade, CPF e foto para inserção, de forma on- line, no sistema. A lista completa dos documentos necessários está no próprio site do BRB Mobilidade. No caso dos estudantes que já possuem o benefício e precisam realizar alguma atualização, como mudança de ano escolar, de endereço ou de curso, é preciso a inclusão dos documentos que comprovem as alterações, também por meio do site.

Além da possibilidade de cadastramento e ou atualização on-line, outra novidade implementada pelo BRB é que, a partir de agora, não será necessária cópia de declaração escolar. Apenas a lista com os nomes dos alunos, enviadas pelas instituições de ensino, será suficiente para que o BRB Mobilidade faça a conferência dos nomes dos beneficiários e insira os mesmos no sistema.

Os novos alunos vão precisar ir a uma das lojas do BRB Mobilidade apenas após recebimento de email com confirmação do cadastro e aviso de retirada do passe livre. O estudante poderá escolher a loja mais próxima para buscar o cartão. As unidades disponíveis para a retirada também são informadas na hora do cadastro. Sete lojas do BRB Mobilidade estão voltadas para o atendimento de estudantes. São elas as lojas da Galeria dos Estados, 112 Sul, Gama, Planaltina, Sobradinho, Santa Maria e a nova loja do Mezanino da Rodoviária, que será inaugurada hoje.

Quem já possuiu o cartão do passe livre basta verificar se as informações cadastrais no site estão válidas e completas. No retorno às aulas, o mesmo já estará habilitado para funcionamento. “Mudamos o sistema de cadastramento, de atendimento e de tecnologia para melhorar a experiência do usuário. Com a possibilidade do cadastramento on-line, os estudantes têm mais uma ferramenta à mão”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

O BRB assumiu o Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) no dia 4 de novembro. Desde então, tem feito uma série de mudanças, como a ampliação de 13 para 73 o número de postos de atendimento.

Outra novidade foi a criação do aplicativo mobile (APP) BRB Mobilidade, disponível nas lojas IOS e Android, no qual o usuário pode fazer a recarga dos cartões Brasília Cidadã, conferir itinerários e linhas de ônibus, além da conferência de saldos e extratos. A gestão do SBA continua com a Secretaria de Mobilidade (Semob).

O BRB também investiu em treinamento da equipe que fará o atendimento aos estudantes nas lojas físicas. Dúvidas, reclamações e sugestões podem ser realizadas por meio da Central de Atendimento Exclusiva do BRB Mobilidade. O telefone é 61 – 3120-9500.



Sobre o Blog

Com 15 de existência, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


ricardocallado@gmail.com

55 61 98417 3487


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial