Autor: Callado

918675-_dsc6383.jpg?fit=1024%2C683&ssl=1

Callado6 de junho de 20203min

Haverá modificações no trânsito da Esplanada dos Ministérios e não será permitido o acesso de veículos à Praça dos Três Poderes

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) divulgou, na noite deste sábado (6), nota oficial com orientações acerca das manifestações que venham ocorrer neste domingo (7).

Na nota, a SSP pede que as pessoas que não quiserem participar das manifestações devem evitar a Esplanada e as vias próximas de acesso à região. E lembra para os cuidados pessoais, como uso de máscaras.

Veja na íntegra a nota oficial da SSP-DF

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) está preparada para orientar a população e garantir a segurança e o direito à manifestação das pessoas presentes na Esplanada dos Ministérios, neste domingo, dia 07 de junho.

As Forças de Segurança e os demais órgãos do GDF vão estar presentes com o efetivo necessário, de forma que os atos ocorram de forma pacífica e ordeira.

Os órgãos do Governo e as forças policiais irão, também, cumprir o papel de orientar os manifestantes sobre o uso de máscaras e da necessidade de distanciamento social, mesmo numa manifestação, tudo dentro das normas sanitárias.

Por questões de segurança e organização do evento, haverá modificações no trânsito da Esplanada dos Ministérios e não será permitido o acesso de veículos à Praça dos Três Poderes. Apenas de pedestres.

As pessoas que não quiserem participar das manifestações devem evitar a Esplanada e as vias próximas de acesso à região.

A Secretaria de Segurança Pública conta com a compreensão e colaboração de manifestantes e moradores do Distrito Federal para que os atos deste domingo transcorram sem incidentes. E terminem como uma bela demonstração de nosso espírito democrático.


Abes-premio2020-1.jpeg?fit=1200%2C900&ssl=1

Callado6 de junho de 20208min

Com serviços prestados pela Caesb, a capital federal possui os melhores indicadores entre 1.857 cidades avaliadas em todo o Brasil

Nesta sexta-feira (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, Brasília tem mais um motivo para comemorar. A cidade recebeu a premiação de 2º lugar entre as capitais brasileiras no que diz respeito à universalização do saneamento.

O ranking é feito pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) e avalia cinco indicadores: abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto – serviços prestados pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) –, além de coleta e destinação correta de resíduos sólidos.

Na 4ª edição do prêmio, a categoria “Compromisso com a universalização” exigiu nota entre 450 e 489 pontos. A maior parte das capitais brasileiras está na categoria “Empenho para a universalização” (com nota entre 200 e 449 pontos). O Distrito Federal, tendo a Caesb como operadora de saneamento, alcançou um total de 484,36 pontos dos 500 possíveis.

Um dos objetivos do ranking é apresentar um panorama da situação do país em relação à universalização do saneamento. Em 2020, o estudo reuniu 1.857 municípios das 27 capitais brasileiras, o que representa cerca de 70% da população do país, e mais de 33% dos municípios. Apesar de ter 33 regiões administrativas (cidades), com mais de 3 milhões de habitantes, Brasília é avaliada como uma cidade única. Desta forma, o desafio de alcançar índices de excelência é ainda maior, já que a capital concorre com municípios que têm números bem menores de habitantes. Mesmo nessas condições, Brasília passou do 12° lugar no ranking, em 2019, para o 2° lugar na edição de 2020.

Os dados para a produção do ranking são fornecidos pelos municípios ao Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS).

O cálculo é feito após análise de cada um dos cinco indicadores utilizados: abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos. Com a pontuação final, o ranking identifica quão próximos os municípios estão de atingirem suas metas e apura ainda os impactos da precariedade da saúde em função da ausência de saneamento.

Outro objetivo é mostrar como as cidades brasileiras têm formulado suas ações de planejamento em saneamento, a fim de direcionar as políticas públicas no país e se habilitarem para a obtenção de recursos da União para esses serviços a partir de 2023.

Este ano, como consequência da pandemia da Covid-19, a premiação de entrega do selo ocorreu de forma virtual.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, elogiou o trabalho da Abes e comemorou a evolução de Brasília no ranking. “O saneamento básico é um fator que impacta na saúde e no desenvolvimento socioeconômico de uma sociedade. Investir em saneamento e priorizar políticas públicas nesta área é garantir mais qualidade de vida a todos” ressaltou o governador, lembrando que Brasília abastece a população com água de qualidade, além de oferecer coleta e tratamento de esgoto. “Em Brasília, esses serviços essenciais são prestados com excelência. Onde há precariedade nesses sistemas, os problemas de saúde pública são graves, assim como a multiplicação das doenças de origem sanitária”, resumiu Ibaneis Rocha, parabenizando a Caesb e todos os seus empregados.

O presidente da Caesb, Daniel Rossiter, recebeu o prêmio de forma virtual durante a cerimônia online coordenada pelo presidente nacional da ABES, Roberval Tavares de Souza.

O presidente da Caesb destacou os índices alcançados pela Empresa e atribuiu o bom resultado ao compromisso dos colaboradores da Companhia, reforçando a alta competência do corpo técnico. “Quero agradecer a todos os empregados que seguem trabalhando, mesmo neste momento grave de pandemia. Eles são a nossa essência. Esse resultado só foi possível pela dedicação individual e pelo espírito de equipe da Companhia. Subir 10 posições em um ranking tão importante como esse é a prova de um trabalho que não mede esforços.”

Daniel Rossiter reafirmou o compromisso da Caesb em manter os resultados crescentes para os próximos anos. “Parabenizo todas as cidades que estão recebendo este prêmio e, quem sabe, num futuro próximo, possamos comemorar um empate. Todos em primeiro lugar, com os índices de saneamento em 100%”, concluiu o presidente da Caesb.

Sérgio Gonçalves, presidente da Abes DF, parabenizou a Caesb pelo prêmio e destacou a função social da Companhia. “Esse resultado demonstra o compromisso do Distrito Federal com as políticas de saneamento. Mesmo com as dificuldades do país, a Caesb mantém todos os sistemas funcionando, com destaque para o esgotamento. Uma das maiores formas de cidadania e inserção é levar a mesma água para todas as regiões do DF de forma igualitária, como a Caesb faz. Esperamos que esses serviços de alta qualidade sejam espelho para todo o país”.

O documento completo pode ser consultado no site da ABES no link: http://abes-dn.org.br/.


Janine-Brito-08.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1

Callado6 de junho de 20204min

Por Janine Brito*

Não tínhamos como prever que o ano de 2020 seria complicado – em diversos âmbitos – e pudesse apresentar tantas adversidades a serem superadas. Acredito que, em momentos assim, é primordial refletirmos acerca da nossa realidade e, a partir deste momento, buscar alternativas para encontrar uma nova visão sob a realidade que se descortina diante dos nossos olhos. A chegada do novo coronavírus (Covid-19) nos levou a esta necessidade.

Há pouco menos de uma semana, tivemos a divulgação da queda de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano, em comparação com os últimos três meses de 2019, no Brasil. Os dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstram uma das consequências da pandemia no nosso país.

Podemos ressaltar que a consequência desta queda do PIB reflete diretamente nas micro e pequenas empresas, visto que o número de vendas de um negócio se conecta com a economia do país. Atualmente, tivemos a necessidade de parar a movimentação comercial para frear a transmissão do coronavírus nas nossas cidades, o que impactou inúmeros empreendimentos.

Para tanto, faço um apelo para os empreendedores brasileiros: neste momento, não podemos deixar que a angústia tome conta da gente. Agora, mais do que nunca, precisamos reerguer a cabeça para compreender a nova era que estamos adentrando. O mundo que conhecíamos já não existe mais. Nós, como empreendedores, devemos nos adequar aos novos tempos.

Talvez seja a hora de nos aliar às tecnologias e, além disso, buscar novas formas para dar sequência à vida. Não adianta cruzarmos os braços para esperar a pandemia acabar, sendo que precisamos buscar novas oportunidades para reinventar não apenas uma empresa, mas também cada minuto da nova realidade que vivemos e que o mundo, agora, está inserido.

Ainda há uma caminhada longa, misteriosa e diferente de tudo que já tivemos contato antes, mas sabemos que é possível se redescobrir e alcançar novos ideais – mesmo em momentos atípicos. Estamos em constante evolução, então, devemos ser racionais e concisos com as mudanças da vida. Não é momento para desistir, mas sim de se redescobrir como pessoa e também como profissional.

De cabeça erguida, sigamos! O mundo precisa de nós!

 

Diretora executiva da Pinheiro Ferragens, CEO do Grupo Pinheiro de Brito, fundadora do Grupo Empresários em Ação e escritora*


ViajePeloBrasil.jpeg?fit=1200%2C674&ssl=1

Callado6 de junho de 20206min

Realizada pelas entidades representativas dos setores de hospedagem e alimentação do país, entre as quais a FBHA, iniciativa busca incentivar a recuperação de um dos setores mais impactados pela pandemia

Um movimento desencadeado por mais de 20 entidades representativas da cadeia nacional de turismo – intitulado #ViajePeloBrasil – quer incentivar o turismo doméstico no período pós-pandemia.

“A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) não poderia estar de fora desta iniciativa, num momento tão delicado para o nosso setor”, afirma Alexandre Sampaio, presidente da entidade.

Liderada pelo Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (SINDEPAT), a campanha evidencia o espírito de união das associações de turismo. “Gravemente impactado pela paralisação das viagens em função da pandemia do novo coronavírus, o setor de turismo brasileiro se prepara para a retomada com segurança, sustentabilidade e em conformidade com as orientações das autoridades de saúde’, explica Sampaio, lembrando que o objetivo da campanha é estimular nos brasileiros a vontade de viajar pelo país e, por meio dos associados de todas as entidades, fazer a mensagem chegar no público final.

Segundo ele, é muito importante neste momento despertar o interesse das pessoas em conhecer os destinos locais, a diversidade cultural do país, as praias, a gastronomia, os eventos e os parques espalhados pelo Brasil.

“Com dimensões continentais, o Brasil oferece opções turísticas diversas que, mais do que nunca, estão de braços abertos para os brasileiros”, conclui.

“Nosso objetivo com a campanha é despertar o desejo do viajante brasileiro, para quando possível, optar por viagens pelo Brasil. Ajudando a impulsionar o turismo doméstico e a economia nacional como um todo”, afirma o presidente do SINDEPAT, Murilo Pascoal, também CEO do Beach Park.

A iniciativa tem a participação das principais entidades do setor turístico no Brasil, incluindo ABAV, ABEAR, ABEOC, ABETA, ABIH, ABLA, ABRACORP, ABRAPE, ABRASEL, ADIBRA, AIRTKT, AVIESP, AVIRRP, BLTA, BRAZTOA, FBHA, FENACTUR, FOHB, FOREVENTOS, RESORTS BRASIL, SINDEPAT, UBRAFE, UNEDESTINOS e do Movimento Supera Turismo Brasil, que representam os segmentos de parques e atrações, hotéis, resorts, agenciamento de viagens, companhias aéreas, eventos, bares e restaurantes, destinos, entre outros.

Unidas, estas entidades representam mais de 8% da riqueza produzida no país e respondem pela geração de milhões de empregos.

O vídeo da campanha já está disponível no YouTube. Confira: https://youtu.be/8h36gOgs6NU

Aconchegue-se – No mês passado, a FBHA, pioneiramente, lançou a campanha “Aconchegue-se. A sua segurança é por nossa conta”, que busca levar para o público informações sobre os protocolos de higiene e prevenção ao Covid-19, criados para garantir a segurança da saúde dos consumidores de hotéis, bares e restaurantes de todo país.

Sobre a FBHA – A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) é uma entidade sindical patronal constituída com a finalidade de coordenação, defesa administrativa, judicial e ordenamento dos interesses e direitos dos empresários da categoria e atividades congregadas. Integra a chamada pirâmide sindical, constituída pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), pela própria FBHA, pelos Sindicatos e pelas empresas do setor.

É uma das maiores entidades sindicais do país e tem representação nos principais órgãos, entidades e conselhos do setor empresarial e turístico do Brasil, tais como o Conselho Nacional de Turismo (CNT), do Ministério do Turismo, ou o Conselho Empresarial do Turismo (Cetur) da CNC.

Está presente em todas as regiões, através de 67 sindicatos filiados. Representa em âmbito estadual e municipal cerca de 940 mil empresas, entre hotéis, pousadas, restaurantes, bares e similares.


DIA-DOS-NAMORADOS-HOME-CENTER-CASTELO-FORTE-04-1-scaled.jpg?fit=1200%2C624&ssl=1

Callado6 de junho de 20205min

O isolamento social trouxe um novo desafio para as datas comemorativas. Tanto o comércio quanto os clientes estão passando por um processo de inovação na adaptação do novo cenário. O dia dos namorados, data conhecida por movimentar restaurantes, hotéis, shoppings centers, contará com a criatividade dos casais apaixonados para manter as exigências dos órgãos responsáveis pela a saúde, que orientam para evitar aglomerações. O Home Center Castelo Forte, que possui um sistema de televendas, e lojas preparadas para receber as pessoas com toda segurança, elencou alguns dicas de presente para os casais aproveitarem juntos a quarentena.

Para Bosco Almeida, coordenador de marketing do Home Center Castelo Forte, a principal dica é criar um cenário romântico em casa, composto por produtos que poderão estar presentes em diversos momentos entre os casais. “Com a quarentena, as pessoas estão mais próximas e mais em casa, então nada melhor que investir em um presente que vai criar um valor afetivo, e vai ficar como memória dos bons momentos”, sugere ele. A equipe separou produtos que podem compor desde uma mesa de café da manhã até um jantar mais romântico, com direito a tábuas de frios e vinho.

Dica 1) Canecas decorativas para compor o café da manhã na cama e Arranjo de Flores artificias para decorar a mesa

Dica 2) Porta retrato com a foto do casal  

Dica 3) Jogo de talheres para pizza e aventais divertidos

Dica 4) Conjunto de tábua de queijo/frio para compor a mesa posta Dica 5) Champanheira de acrílico e taças diversas

Dica 6) Caixa de som. Com um toque de amor 

Dica 7) Churrasqueiras portáteis

Mas a lista de possibilidades não para por aí e pode surpreender os mais desavisados. Além de objetos e decoração, flores, louças e objetos para a cozinha, passando por eleitor eletrônicos, a criatividade  é o limite. Entre as sugestões de presentes, para quem conta com um pouco mais de recursos, pode estar a reforma do quarto, ou do banheiro da suíte do casal, e até uma banheira de hidro massagem. Por que não? “Estamos aprendendo a encontrarmos saídas criativas para os clientes, e com fim dessa pandemia, teremos uma relação ainda mais próxima entre empresa e público”, aponta Bosco.

 

Serviço:
Home Center Castelo Forte traz sugestões de presentes inusitados para quem quer evitar a aglomeração no Dia dos Namorados

Unidades / Endereços:

Home Center Castelo Forte Samambaia – QD 302 Cj. 08 Lt. 02 – Centro Urbano Samambaia

Home Center Castelo Forte Recanto das Emas – QD 104 Av. Recanto das Emas Lts. 12 e 13

Home Center Castelo Forte Vicente Pires – Centro Urbano CH 135/2 Via Estrutural

Home Center Castelo Forte Ceilândia – QNM 33 Av. Hospital Regional


Catetinho-scaled-e1591468323181.jpg?fit=1200%2C671&ssl=1

Callado6 de junho de 202016min

Setur transformou a Troca da Bandeira em manhã cívica para famílias e turistas

A tradicional cerimônia da Troca da Bandeira seria realizada neste domingo (7). Enquanto ela não pode ser retomada, devido às medidas de proteção contra o Covid-19, a Praça dos Três Poderes, que recebe o evento, pode ser visitada através do celular, computador ou tablet por meio do Brasília Tour Virtual. A Setur-DF, desde o início da atual gestão, transformou a solenidade da Troca da Bandeira, realizada no primeiro domingo de cada mês, em uma manhã cívica cheia de atrações para a família brasiliense e turistas que visitam a capital.

A Troca da Bandeira impulsiona e valoriza o turismo cívico da capital federal, que é um dos pontos mais fortes do setor em Brasília. “Durante a nossa gestão, nós resgatamos o simbolismo da Troca da Bandeira e consolidamos o evento como uma grande atração turística, que só Brasília tem. Conseguimos recuperar o sentimento de pertencimento da Pátria e impulsionar o Turismo Cívico em Brasília”, explica a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

A Praça dos Três Poderes é palco de importantes decisões nacionais, além de ser uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. Os monumentos e edifícios impressionam por sua beleza e forte simbologia, como a escultura “Os Dois Guerreiros”, de Bruno Giorgi, em homenagem aos bravos candangos que construíram Brasília. Os Três Poderes que dão nome à Praça são o Executivo (Palácio do Planalto), o Legislativo (Congresso Nacional) e o Judiciário (Supremo Tribunal Federal). Também fazem parte desse complexo cultural o Museu Histórico de Brasília, o Panteão da Pátria e da Liberdade e o Espaço Lucio Costa, que exibe em seu saguão uma impressionante maquete de Brasília.

Todas essas atrações podem ser conhecidas de casa mesmo, por meio do Tour Virtual de Brasília. Elas estão disponíveis na Rota Cívica, que reúne 15 principais instituições governamentais, monumentos emblemáticos e outros locais históricos que marcaram a epopeia da construção da cidade. O tour virtual permite fazer uma viagem por 80 pontos turísticos imperdíveis de Brasília, separados por temas, e foi elaborado pela Setur por meio da plataforma Google Earth.

Um dos destaques da Rota Cívica é o Museu Vivo da Memória Candanga, instalado na antiga sede do Hospital Juscelino Kubitscheck de Oliveira. O local mantém a exposição permanente “Poeira, Lona e Concreto”, que narra a história de Brasília. Em seu acervo, o visitante encontra edificações históricas, peças, objetos e fotos da época da construção da nova capital. Também estão expostas peças de artesanato e arte popular, integrantes da “Casa do Mestre Popular” e da exposição “Renovação e Tradição – Novos Caminhos”.

Tradicionalmente, o Museu da Memória Candanga oferece cursos gratuitos para a população. Diante da pandemia, as aulas das “Oficinas do Saber Fazer” foram adaptadas para serem ministradas de forma on-line e devem estar disponíveis a partir do mês de julho. A primeira oficina será a de “Cartonagem Criativa”, que ensina técnicas de encadernação, corte, revestimento e outros procedimentos com papel artesanal. A gerente do museu, Eliane Falcão, acredita que a produção cultural não pode parar, e deve se adaptar ao novo momento. “Tanto o tour virtual quanto os cursos on-line são muito interessantes porque permitem que, mesmo no meio de uma pandemia, as pessoas possam ir atrás da cultura”, diz.

Outras seis rotas compõem o tour virtual: Rota da Paz, Rota Arquitetônica, Rota Cultural, Rota Náutica, Rota do Cerrado, e Rota Fora dos Eixos.

Conheça os outros pontos turísticos da Rota Cívica do Tour Virtual de Brasília:

Pavilhão Nacional
O Pavilhão Nacional, mais conhecido como Mastro da Bandeira Nacional, é composto por 24 hastes metálicas medindo cem metros de altura, cada uma representando um dos 24 estados brasileiros existentes em 1972, época de sua criação. Em sua base encontra-se gravada a frase: “Sob a guarda do povo brasileiro, nesta Praça dos Três Poderes, a Bandeira, sempre no alto, visão permanente da Pátria.” A Bandeira Nacional hasteada em seu topo mede 286 metros quadrados, e pesa mais de 40kg, medidas que já a fizeram figurar no Livro Guiness dos Recordes como a maior bandeira hasteada do mundo. A troca da bandeira é realizada todo primeiro domingo do mês, em uma grande cerimônia conhecida como “Manhã Cívica”. Este evento ocorre em formato de rodízio, sendo oferecido sempre por uma das forças armadas – Exército, Marinha e Aeronáutica – e o Governo do Distrito Federal (GDF).

Panteão da Pátria
O Panteão da Pátria foi criado para homenagear os heróis nacionais, em reconhecimento aos seus ideais de liberdade e democracia. O edifício de três pavimentos lembra o formato de uma pomba. Dizem que o desejo de Niemeyer era que sua forma surpreendesse e instigasse a curiosidade. Em seu interior encontram-se peças únicas, tais como o Livro de Aço dos Heróis Nacionais e os vitrais de Marianne Peretti, artista consagrada e única mulher a integrar a equipe de Niemeyer.

Palácio do Congresso Nacional
O Palácio do Congresso Nacional é a sede do Poder Legislativo e o mais famoso cartão-postal de Brasília. O icônico edifício é composto por duas torres e duas cúpulas, uma virada para cima, representando a escuta do povo pela Câmara dos Deputados, e a outra virada para baixo, representando o Senado Federal a serviço do povo brasileiro. O Palácio dispõe de visitas guiadas por seus principais espaços até chegar aos Plenários das duas Casas, onde deputados e senadores discutem e votam importantes projetos de lei.

Supremo Tribunal Federal
O Supremo Tribunal Federal é a mais alta instância do Poder Judiciário brasileiro, com competências típicas de uma Suprema Corte. Em frente ao palácio há uma imponente escultura em granito intitulada “A Justiça”, de Alfredo Ceschiatti. A estátua representa o Poder Judiciário como uma mulher de olhos vendados e espada na mão, simbolizando a imparcialidade, a força e a coragem necessárias para impor o direito de uma nação. O Tribunal é aberto ao público e dispõe de visitas guiadas que mostram como funciona a tramitação dos processos e dos julgamentos. A visita é uma verdadeira viagem pelos mais de 200 anos de história da justiça brasileira.

Palácio do Planalto
O Palácio do Planalto é a sede do Poder Executivo Federal e tem grande visibilidade por ser o local de trabalho do Presidente da República. Projetado por Oscar Niemeyer, o Palácio exibe em sua fachada colunas que se assemelham a velas de navegação, imprimindo leveza ao edifício, que parece flutuar sobre seu espelho-d’água. Em frente ao Palácio é realizado diariamente o hasteamento da Bandeira Nacional, às 8h, e seu arriamento, às 18h, exceto às sextas-feiras, quando ocorre às 17h, sempre com a apresentação da tradicional banda dos Dragões da Independência.

Palácio da Alvorada
Localizado às margens do Lago Paranoá, o Palácio da Alvorada é a residência oficial do Presidente da República e sua família. Projetado por Oscar Niemeyer em 1958, o Palácio já foi residência de mais de uma dúzia de Presidentes. Devido à sua singularidade e sua importância histórica, as icônicas colunas na fachada do Palácio são o símbolo do Brasão do Distrito Federal. As colunas dão leveza ao edifício, que parece flutuar sobre seu espelho-d’água, local escolhido para exibir a famosa escultura de Alfredo Ceschiatti “As Banhistas” e onde os visitantes tradicionalmente jogam moedas e fazem pedidos.

Palácio Itamaraty
O Palácio Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Considerado um dos Palácios mais bonitos já projetados por Oscar Niemeyer, o Itamaraty foi idealizado como uma galeria da arte brasileira aos visitantes estrangeiros, exibindo em seus salões diversas peças de renomados artistas do país. A obra que melhor expressa a atmosfera do Itamaraty é o Meteoro, uma escultura em mármore composta por cinco partes, repousada sobre seu espelho-d’água, para simbolizar os laços diplomáticos entre os cinco continentes.

Palácio da Justiça
Entre os palácios da Esplanada dos Ministérios, o imponente Palácio da Justiça destaca-se por sua releitura do estilo gótico. Posicionado em frente ao Palácio Itamaraty, o Palácio da Justiça impressiona por sua fachada de lajes curvas entre arcos interrompidos, em concreto armado, e as belas cascatas que correm por calhas de concreto, dando vida e movimento ao jardim aquático projetado por Roberto Burle Marx.

Memorial dos Povos Indígenas
O Memorial é a Embaixada dos Povos Indígenas do Brasil. Idealizado pelo antropólogo Darcy Ribeiro e projetado por Oscar Niemeyer em 1987, o Memorial é um espaço dedicado à realização de eventos que promovam o respeito à diversidade étnica e cultural dos povos indígenas do país. O Memorial foi projetado em forma de espiral, assemelhando-se a uma maloca redonda da etnia ianomâmi. O Memorial dos Povos Indígenas mantém um impressionante acervo aberto ao público com diversos livros, fotografias e peças raras, representativas de diferentes etnias brasileiras.

Edifício-sede da Procuradoria Geral da República
O conjunto formado por seis blocos de formas arredondadas e concreto aparente é o edifício-sede da Procuradoria-Geral da República. Este projeto do renomado arquiteto Oscar Niemeyer estava previsto no projeto original do urbanista Lucio Costa desde a fundação de Brasília, em 1960, mas só foi inaugurada em 2002. Além dos escritórios dos procuradores, o edifício também abriga o Memorial do Ministério Público Federal, que inova ao  se valer de uma mescla de arte, design e recursos multimídias para apresentar sua exposição permanente de importantes eventos históricos da república. Outro local de interesse para os visitantes é o Jardim das  Camélias, erguido em homenagem aos abolicionistas, que utilizavam a flor como um código para se identificarem.

Museu do Catetinho
Construído em apenas 10 dias pela de Oscar Niemeyer, o Catetinho foi a primeira residência oficial do Presidente Juscelino Kubitschek, que ocupou o “Palácio de Tábuas” de 1956 a 1959. Seu nome é uma alusão ao Palácio do Catete, antiga sede do Governo Federal, situada no Rio de Janeiro. No acervo do atual Museu do Catetinho há parte do mobiliário original, fotos e objetos da época de sua construção, propiciando aos seus visitantes uma viagem no tempo e na história da construção de Brasília.

Quartel General do Exército
Inaugurado em 1973, o Quartel General do Exército é o edifício-sede do Comando do Exército Brasileiro. Projetado por Oscar Niemeyer, o grandioso monumento exibe um obelisco e uma concha acústica que fazem alusão à espada de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro. O quartel conserva em seu saguão o Museu das Armas do Exército Brasileiro, com uma impressionante exposição permanente de peças históricas. Em frente ao quartel, localiza-se a mística Praça dos Cristais, uma obra-prima assinada pelo renomado paisagista Roberto Burle Marx.

Memorial JK
O Memorial JK guarda a história do presidente Juscelino Kubitschek e sua família, em um completo acervo de fotos, roupas, livros e objetos pessoais. O espaço mais visitado do memorial é a mística câmara mortuária, que contém os restos mortais de Juscelino. O prédio foi projetado por Oscar Niemeyer em 1981, dois anos após o falecimento de JK, a pedido de sua esposa, dona Sarah Kubitschek. O memorial encontra-se no ponto mais alto da cidade e exibe em sua parte externa uma torre de 28 metros com uma escultura de JK, que acena para seu povo e dá boas-vindas aos visitantes da capital federal.


Delmasso-01.jpeg?fit=1024%2C670&ssl=1

Callado6 de junho de 20204min

Após debate acalorado, projetos seguirão os trâmites da Câmara Legislativa

Mal passou o mês de maio, marcado pela cor laranja em alusão ao Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e dois projetos contra a erotização de crianças recebem parecer pela rejeição, na comissão de educação da Câmara Legislativa (CLDF). No dia 1º de junho, na Comissão de Educação, Saúde e Cultura da CLDF, foi lido relatório pela rejeição de dois projetos de lei do deputado Delmasso (Republicanos).

De autoria do deputado Delmasso, o PL nº 1758/2017 estabelece diretrizes para “Infância sem Pornografia”. O segundo projeto, o PL nº 781/2019 dispõe sobre a proibição da exposição de crianças de até 12 anos a danças que aludam à sexualização precoce nas escolas. Apesar do parecer pela rejeição dos projetos, relatado pelo deputado professor Reginaldo Veras (PDT), e voto contrário da deputada Arlete Sampaio (PT), os projetos foram aprovados pela maioria, que rejeitaram os pareceres contrários aos projetos.

Na reunião, a deputada Arlete Sampaio leu o parecer sobre o PL nº 1758/2017. Em determinado trecho, o parecer aponta que ao procurar impor censura de conteúdo a ser trabalhado nas escolas do DF, retirando a possibilidade de que sejam abordadas questões relativas à educação e a orientação sexual, que isso afrontaria o princípio constitucional da liberdade de aprender e de ensinar.

Entretanto, Delmasso ressaltou que o próprio Estatuto da Criança e do Adolescente cita que as crianças não devem ser expostas a conteúdos pornográficos. “A educação sexual é dever da família e deve ser apenas complementar na escola. Acredito que todos aqueles que são conservadores como eu, defendem uma infância sem pornografia.

O parecer sobre o PL nº 781/2019, que dispõe sobre a proibição da exposição de crianças de até 12 anos a danças que aludam à sexualização precoce nas escolas, foi similar. O parecer afirmou que o projeto prejudica o cumprimento das diretrizes curriculares para o uso da dança, tanto nas aulas de educação artística e de educação física, quanto nas atividades interdisciplinares das escolas, mediante a possibilidade de exclusão de expressões corporais que integram o patrimônio artístico cultural e imaterial do país.

Delmasso respondeu que o projeto tem o objetivo de não expor crianças até 12 anos a danças que aludam à sexualização precoce nas escolas. “Imaginem a situação hipotética, de uma criança de 11 anos sendo ensinada a dançar o “vapo vapo” na escola. Isso é sensualização precoce e acontece. Posso até ser derrotado nesta comissão, ou lá na frente, mas não abro mão daquilo em que eu acredito”, enfatizou.

Para a gerente de marketing, Andreia Caetano, estes projetos de Delmasso devem ser leis no DF. “Minha filha tem 11 anos e eu não quero que ela tenha atividades na escola que envolvam danças sensuais, muito menos sob o pretexto de atividade cultural. Isso é completamente contra os meus princípios e valores. Espero que estes projetos que proíbem danças sensuais e sexualização de crianças nas escolas sejam leis em breve”, defendeu.


dengue.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1

Callado6 de junho de 20208min

“O mosquito ama morar na sua casa e é lá que ele está presente em 90% dos casos”, diz Vigilância à Saúde

A dengue  é motivo de preocupação no Distrito Federal e a Secretaria de Saúde intensificou as ações para combater o Aedes aeypti por meio do Sanear Dengue. No entanto, mesmo com todo o esforço dos agentes de Vigilância Ambiental e de outros órgãos do governo do DF que participam dos trabalhos diariamente, é preciso que a população faça sua parte para que o mosquito seja vencido. Até a Semana Epidemiológica 21 (dados que compreendem o período de 29/12/2019 a 23/05/2020), 34.456 casos da doença foram registrados. Comparando com o mesmo período do ano passado, quando os registros apontavam 23.890 casos prováveis, o aumento foi de 44,2%.Já o número de óbitos por dengue caiu comparando com 2019. Esse ano foram registradas 25 mortes, sete a menos até a mesma semana epidemiológica ano passado. A regiões com registro, em 2020, foram: Gama (5), Ceilândia (3), Sobradinho I (3), Guará (2), Planaltina (2), Santa Maria, Riacho Fundo II, Fercal, Sobradinho II, Samambaia, Taguatinga, Vicente Pires, Lago Sul, Paranoá e Recanto das Emas registraram um óbito, cada.

O informativo traz ainda 41 casos de dengue grave e 548 casos de dengue com sinais de alarme, que podem evoluir para a forma grave. O tipo de vírus que circula na população em maior proporção é do tipo DenV-1.

Alerta

 O subsecretário de Vigilância à Saúde, Eduardo Hage, alerta que é preciso lembrar que a Dengue pode matar e a pessoa pode pegar mais de uma vez, pois há quatro tipos de vírus. “A Dengue continua sendo uma doença séria e grave, por isto o mais importante é a população prevenir, evitando, por exemplo, jogar recipientes plásticos, entulhos ao ar livre ou deixar vasos de plantas com água parada, calhas de telhado entupidas, tanques de água descobertos que acumulam água e favorecem a proliferação do mosquito”, ressaltou.

Para combater o problema, o Distrito Federal trabalha com ações de rotina, todos os dias e em todas as Regiões Administrativas, e com ações focais com o programa Sanear Dengue. A visitação de rotina acontece diariamente nas casas, comércio e prédios públicos com tratamento de foco e orientação da população pelas equipes dos núcleos de Vigilância Ambiental de suas cidades. Já no Sanear Dengue, é realizada uma força tarefa que passa pelos locais com maior registro da doença. A área vai, in loco, identificar os possíveis focos e faz o tratamento adequado dos potenciais criadouros.

O Sanear Dengue também faz o recolhimento de inservíveis, lixo, carcaças de carros, aplicação de UBV pesado (fumacê) móvel e intercostal, colocando armadilhas para captura do mosquito e tratamento de reservatórios com larvas. Além dos órgãos do GDF como Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Corpo de Bombeiros e Administração Regional, a Secretaria de Saúde conta com apoio de militares do Exército.

Para Edgar Rodrigues, diretor da Vigilância Ambiental, a luta diária precisa do apoio incondicional da população e lideranças comunitárias. Ele relata que, apesar da equipe fazer a varredura dos locais, na semana seguinte à ação, agentes de Vigilância Ambiental relatam lixo nos mesmos locais, como despejo de entulhos, móveis e materiais diversos que podem acumular água, se tornando um criadouro para o mosquito. Para Edgar, as ações do Sanear Dengue são um esforço a mais que só é possível mediante as parcerias que ajudam a aumentar a capacidade do grupo de trabalho já existente.

“Estamos diariamente nas ruas e não conseguimos fazer a parte que a população precisa colaborar. Temos muitas casas com reservatórios que ficam na altura do chão, que é o reservatório predominante no DF. Ou seja, a população pode cuidar. Isso pode ser balde, prato de plantas, bebedouro de cachorro, até piscinas que já achamos larvas. Então, batemos na tecla que o mosquito ama morar na sua casa e é lá que ele está presente em 90% dos casos. Inclusive, com o confinamento, as pessoas estão mais expostas a serem picadas. Estudos mostram esse comportamento do mosquito”, destacou.

Alta incidência

 Entre as regiões mais afetadas estão Ceilândia, Gama, Santa Maria, Taguatinga, Samambaia e Guará. Sobre as Regiões de Saúde do DF, a região de Saúde Sudoeste apresentou 8.282 casos (24%), seguida das Regiões Sul, 7.225 casos (21%), e Norte, 4.967 casos (14,4%). Embora a Região Sudoeste tenha apresentado o maior número de casos, a Região Sul apresenta a maior taxa de incidência (2.646,92 por 100 mil habitantes) (Tabela 2). Isso quer dizer que há uma concentração maior da doença entre os moradores dessa região e, consequentemente, mais possibilidade de contágio.

No geral, o Distrito Federal está com alta incidência, estando uma região administrativa com média incidência (Sudoeste/Octogonal).

Prevenção

 O morador além de realizar o cuidado ambiental em sua casa e vizinhança, precisa utilizar alguns cuidados como o uso de repelentes, se possível colocar tela mosquiteira nas janelas, bem como evitar estar fora de sua casa em momentos em que o mosquito costuma atacar mais.

Próximas ações do Sanear Dengue:

Ceilândia – 08/06/2020
Pôr do Sol e Sol Nascente – 09/06/2020
Planaltina – 10/06/2020
Sobradinho I – 11/06/2020
Sobradinho II – 12/06/2020
Santa Maria – 15/06/2020
Gama – 16/06/2020
Guará – 17/06/2020
Paranoá – 18/06/2020


Cartao-Renda-Emerrgencial.jpg?fit=720%2C430&ssl=1

Callado6 de junho de 20205min

Beneficiários devem confirmar os dados de 8 a 14 de junho. Pagamento de R$ 408 começa no dia 22

O Governo do Distrito Federal (GDF) reabre o cadastro para recebimento do benefício do programa Renda Emergencial. Os beneficiários vão poder confirmar, de 8 a 14 de junho, os dados para a receber o auxílio no valor de R$ 408. Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e operacionalizado pelo Banco de Brasília (BRB), o programa foi criado com o objetivo de auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade social neste período da pandemia do novo coronavírus.

“A nossa previsão sempre foi alcançar as 28 mil famílias para receberem o Renda Emergencial, sendo nosso público mais vulnerável. Atingimos 5.561 beneficiários, que já até retiraram os seus cartões. Agora, vamos reabrir o cadastro, reunindo esforços com o BRB, para avançar até o limite de beneficiários estabelecido pelo programa”, explica a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

O BRB irá disponibilizar, a partir das 8h da próxima segunda-feira (8), o site e o telefone para confirmação do direito de acesso ao Renda Emergencial. Os beneficiários devem acessar o endereço eletrônico www.rendaemergencial.brb.com.br até 23h59 do dia 14 ou ligar para a central telefônica (30298499), das 8h às 20h, inclusive ao final de semana, para confirmar o cadastro.

Os cartões serão entregues  já com o crédito, entre os dias 22 de junho e 1º de julho, nas agências do BRB, conforme agendamento previamente informado ao beneficiário no momento do cadastro, de modo a evitar filas e aglomerações. O BRB vai utilizar o endereço da família para definir o local de retirada do cartão, sempre procurando identificar uma agência mais próxima possível da residência do cidadão.

Benefício 

O Renda Emergencial consiste na transferência de renda direta do governo do Distrito Federal às famílias, aquelas cuja renda familiar mensal per capita seja de até 1⁄2 salário mínimo (R$ 522,50). O programa garante R$ 408 aos beneficiários durante período de 60 dias, podendo ser prorrogado por mais um mês.

O beneficiário pode optar pelo saque do recurso ou utilizar o cartão em qualquer estabelecimento comercial do Distrito Federal.

A lista com os nomes dos beneficiários foi elaborada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, responsável pela gestão do programa. E todos os beneficiários já passaram ou passam pelo atendimento nas unidades socioassistenciais no DF, estando, assim, cadastradas no Sistema Integrado de Desenvolvimento Social (SIDS) da Sedes.

Têm direito ao benefício, pessoas que não fazem parte dos programas Bolsa Família, DF sem Miséria, Bolsa Alfa, BPC e o Auxílio Emergencial do governo federal. O Renda Emergencial foi instituído em enfrentamento da emergência de saúde pública, de importância internacional, decorrente da doença do coronavírus.


ceilandia.jpg?fit=1024%2C683&ssl=1

Callado6 de junho de 20203min

A Administração Regional de Ceilândia em parceria com diversos segmentos da cidade entre jornalistas, blogueiros, artistas, comunidade comerciantes e empresários uniram forças contra o coronavírus na região mais populosa do DF

A partir deste sábado (6), trios elétricos com telão de led percorrerão os principais pontos da região levando uma mensagem de conscientização, prevenção e informações de proteção contra à Covid 19.

Os veículos transitarão em locais com aglomeração de pessoas e com o alto índice de números de casos registrados da Covid19, e contarão com especialistas infectologistas, que orientarão à população.

O objetivo da ação é alertar toda comunidade sobre a importância de seguir as recomendações das autoridades sanitárias de manter o distanciamento social e seguir todos os protocolos recomendados como o uso de máscara de proteção e higienização das mãos sempre que possível.

Também equipes da Administração de Ceilândia realizarão a distribuição de máscaras de pano para à população e darão as orientações de como usar corretamente o item de segurança.

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, diz que a união de toda à comunidade e os mais diversos segmentos da sociedade juntos poderão combater essa pandemia na cidade.

“ Estamos unindo forças contra o coronavírus em Ceilândia. Peço a compreensão de todos, para que permaneçam em suas casas e evitem aglomerações e só saiam quando necessário e tomando todas as medidas de prevenção como usando máscara de proteção”, ressalta Marcelo Piauí.

A operação realizada nas cidade conta com o apoio das Administrações Regionais, DF- Legal, do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/DF), Diretoria de Vigilância Sanitária (Divsa), Secretaria de Transporte (Semob), Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), Polícia Militar (PMDF), Polícia Civil do DF, Procon-DF; Detran-DF, Brasília Ambiental, Secretaria da Agricultura, Secretaria de Governo do DF

 



Sobre o Blog

Com 16 de existência, o Portal do Callado é o 1º site político de Brasília, um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. É um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


ricardocallado@gmail.com

55 61 98417 3487