Após editais publicados, especialistas dão dicas para concursos do TJDFT e TRF

Ricardo Callado12/06/20195min

Na última semana, os editais dos concursos do Tribunal Regional Federal (TRF) e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) foram publicados com mais de 300 vagas, entre níveis médio e superior. Uma oportunidade valiosa para quem está de olho em uma vaga na carreira pública em Tribunais. As provas serão aplicadas no dia 4 de agosto e salários podem chegar até R$ 12 mil.

TRF 

Segundo o especialista e professor de raciocínio lógico do IMP Concursos, Helder Monteiro, é provável que todo o Brasil participe do certame. “É um órgão que tem uma remuneração boa e por ser Tribunal, atrai os concursandos que já estão focados nesse ramo”, explica. Pelo fato da banca responsável, Fundação Carlos Chagas (FCC), ser de tradição, dá ainda mais segurança aos estudantes.

No último concurso do órgão, o TRF4 convocou mais de 500 aprovados, entre as vagas anunciadas e cadastro reserva, o que pode deixar os candidatos ainda mais animados. “Além das vagas efetivas, há uma grande chance de o órgão chamar ainda os aprovados em cadastro reserva, o que leva os candidatos a terem um pouco mais de esperança em realizar o certame”, afirma Helder.

Se liga nas dicas:
Segundo o especialista, um ponto de atenção para os alunos é que a FCC tem cobrado mais matemática do que raciocínio lógico em suas provas. Com isso, Helder ressalta o que os candidatos poderão frisar no momento dos estudos.

Em matemática o aluno deve investir em operação com fração, mmc, mdc, regra de três simples e composta, porcentagem, razão, proporção é divisão proporcional.
Já em raciocínio lógico, ele destaca: linguagem lógica, negação, equivalência, lógica de argumentação, diagramas lógicos, verdades e mentiras, questões sobre associações de características, sequências, princípio da casa dos pombos (pior hipótese).

TJDFT

Após a criação de mais duas novas unidades, em Águas Claras, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), o órgão teve edital publicado com mais de 300 vagas. Segundo o Tribunal, as novas sedes aumentarão a produtividade em despachos, decisões e até mesmo os julgamentos. “Com a criação das novas varas, a expectativa é que o número de vagas que serão ofertadas no próximo concurso público do órgão seja ainda maior”. O concurso terá salário de até R$12 mil.

Atualmente, o órgão possui 165 cargos vagos para Analista Judiciário (ensino superior) e 144 para Técnico Judiciário (ensino médio).

Se liga nas dicas:

Para uma boa preparação, não adianta o candidato apenas assistir as aulas. Segundo o especialista e professor do IMP, Léo França, o ritmo de estudos deve ser diário. “Isso quer dizer que o candidato tem que entender que não existe mais fim de semana, nem feriados e festinhas de aniversário”, afirma.

Vale lembrar que estudar apenas o que gosta não é necessário para que tenha êxito durante e até mesmo após o certame. “É importante que os candidatos façam um planejamento em que as matérias específicas apareçam mais durante o estudo semanal, para que a preparação seja produtiva”, enfatiza Léo.

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.

 


Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias