2017 Abril

Bring to the table win-win survival strategies to ensure proactive domination. At the end of the day, going forward, a new normal that has evolved from generation.
belchior-opovo.jpg

Ricardo Callado30/04/20173min

(Do jornal O Povo) O cantor e compositor Belchior morreu na noite deste sábado, 29, em Santa Cruz do Rio Grande do Sul, aos 70 anos. Familiares confirmaram o falecimento, entretanto, não informaram a causa da morte. O corpo deve ser trazido para o Ceará ainda hoje. O sepultamento deve ocorrer em Sobral.

Em nota, o governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias no Estado e reconheceu a importância de Belchior para a música brasileira. Confira a nota na íntegra:

“Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. Nascido em Sobral, foi um ícone da Música Popular Brasileira e um dos primeiros cantores nordestinos de MPB a se destacar no País, com mais de 20 discos gravados. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará. Que Deus conforte a família, amigos e fãs de Belchior. O Governo do Estado decretou luto oficial de três dias.

Camilo Santana

Governador do Ceará”

 

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio também divulgou nota de pesar.

“A cultura musical cearense e de todo o País, assim como outras expressões das nossas artes, perde uma das suas mais marcantes personalidades. Não há como aferir o tamanho dessa perda que, infelizmente, encerra um longo e grave período de ausência de Belchior entre nós. É hora de nos solidarizarmos com os parentes, amigos e fãs, dentre os quais me incluo, alem de manifestarmos a nossa eterna gratidão por este cearense ter trazido ao mundo uma poesia transcendente em todos os seus aspectos.

Roberto Claudio Rodrigues Bezerra

Prefeito de Fortaleza”

A Associação Cearense de Imprensa também se manifestou em nota.

“A Associação Cearense de Imprensa (ACI) expressa seu pesar pelo falecimento do cantor e compositor cearense Belchior. Suas canções constituem um legado representativo para a Música Popular Brasileira”.

Relembre especial sobre os 70 anos do Belchior comemorado em 2016


eike.jpg

Ricardo Callado30/04/20173min

O empresário Eike Batista, preso no fim de janeiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato, foi solto na manhã de hoje (30) e já está em casa no Jardim Botânico, na zona sul do Rio de Janeiro. O empresário é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Na sexta-feira (28), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar o empresário. Ontem (29), o juiz federal de plantão, Gustavo Arruda Macedo, do 16º Juizado Especial Federal do Rio de Janeiro, determinou a prisão domiciliar de Eike, que deve obedecer a nove medidas cautelares, entre as quais afastar-se da direção das empresas envolvidas, em especial as do Grupo X, e não manter contato com qualquer pessoa que seja ré ou investigada no processo que tramita na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro ou em outros processos relacionados à Lava Jato.

Segundo a decisão da Justiça Federal, Eike também deve concordar com o levantamento permanente dos sigilos telefônico e telemático (tecnologia da comunicação), enquanto durar a medida cautelar, atender a todas as comunicações judiciais e entregar o passaporte que tiver em 24 horas caso ainda não o tenha feito.

A Justiça também determinou o recolhimento domiciliar integral do acusado, com exceção de emergência médica, que deverá ser imediatamente comunicada ao juízo, e a proibição de alteração de domicílio sem autorização judicial.

A defesa de Eike deverá manter o registro de todas as pessoas que ingressarem no imóvel e está proibida a visita de pessoas que não sejam parentes ou advogados constituídos com procuração nos autos do processo.

Além disso, a Polícia Federal está autorizada a realizar visitas na residência de Eike a qualquer dia da semana, sem prévia comunicação ou autorização da Justiça, para checar se todas as condições estão sendo cumpridas pelo empresário.

Segundo as investigações, Eike teria repassado US$ 16,5 milhões em propina ao então governador do Rio, Sérgio Cabral, por meio de contratos fraudulentos com o escritório de advocacia da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo, e uma ação fraudulenta que simulava a venda de uma mina de ouro, por intermédio de um banco no Panamá. Em depoimento na Polícia Federal, Eike confirmou o pagamento para tentar conseguir vantagens para as empresas do grupo EBX, presididas por ele.


raimundo-1.jpg

Ricardo Callado30/04/20173min

O deputado distrital Raimundo Ribeiro (PPS) participou, na tarde de ontem (29), da já tradicional reunião de lideranças do Jardim Botânico, conhecida como “Senadinho”.

O já tradicional encontro acontece aos sábados, na Feira do Produtor, onde uma personalidade da política local passa por uma ‘sabatina’. O distrital foi o convidado da vez e precisou responder várias perguntas, principalmente referentes à questão fundiária do DF.

Ribeiro foi questionado sobre a Medida Provisória nº 759/2016, que dispõe sobre a regularização fundiária e institui mecanismos para aprimorar a eficiência dos procedimentos de alienação de imóveis da União, entre outras providências. Conhecedor do tema, o parlamentar, que é morador de condomínio e já foi Delegado de Patrimônio da União, disse que a MP permite muitos avanços e vem para solucionar os problemas. “É uma Lei libertária”, comentou.

O distrital avisou que acompanhará as próximas reuniões da MP, que está prestes a ser votada pelo Congresso Nacional.

 

Exibindo HNO_4470.jpg

Com relação à resolução 243, expedida recentemente pela Terracap e que pretende beneficiar apenas os lotes com áreas construídas, deixando de fora os proprietários de lotes vazios e comerciais, Ribeiro foi categórico. “É uma ação inconstitucional e tem como objetivo enfraquecer a MP 759. Pedirei, em plenário, a revogação dessa portaria”, garantiu.

Ainda de acordo com Ribeiro, o Distrito Federal encontrará dificuldades, pois o próprio governador já se manifestou contrário à Medida Próvisória. “Lamentavelmente, contamos com um governo medíocre aqui no DF. Temos que exigir que o Governo Federal, através dos instrumentos que dispõe, faça de imediato essa regularização, levando em conta, claro, o espírito que preside a MP 759”, avisou o deputado.


1031597-df_18072016-_dsc7236.jpg

Ricardo Callado30/04/20174min

Atendendo a pedido da Agência Nacional de Avião Civil (Anac), a Justiça Federal no Ceará concedeu neste sábado (29) decisão que suspende os efeitos da liminar que impedia a cobrança de bagagens por parte das companhias aéreas no Brasil. A liminar suspendia parcialmente a resolução da Anac que permitia a cobrança do transporte de bagagens e que, com a decisão de hoje, volta a ser integralmente válida.

No pedido de suspensão da liminar, a Anac argumentou que a decisão suspendeu a permissão para cobrança do transporte das bagagens, mas manteve o novo peso de 10 quilos permitido para bagagens de mão previsto na resolução. Com isso, segundo a agência, a liminar colocava em risco a segurança dos vôos – especialmente os lotados – e poderia aumentar o custo das companhias, que seria posteriormente repassado ao consumidor em aumento das passagens. Segundo a Anac, a decisão liminar foi tomada sem amparo técnico sobre a questão.

A Agência Nacional de Avião Civil também reiterou o argumento de que a franquia de bagagem prevista antes da resolução, de 23 quilos por passageiro em voos nacionais, está muito além da média utilizada pelos usuários, que é abaixo de 12 quilos.

Riscos

Além dos argumentos da Anac, o juiz Alcides Saldanha Lima, da 10ª Vara Federal no Ceará, pontuou que a apreciação do pleito da agência era urgente porque há “perigo de dano ou de risco resultado útil do processo”. E argumentou ainda que a persistência da decisão liminar da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo “gera insegurança jurídica, agravada ainda por outras circunstâncias”.

Além disso, segundo o magistrado, “ao manter a nova regra de franquia de bagagem em 10 quilos, sem possibilidade de limitação nem mesmo em nome da segurança do voo, [a liminar] violou a legislação pertinente e criou regra híbrida…  no que se refere aos limites de bagagem despachada, inovando, em nome da defesa dos consumidores, no ordenamento jurídico e verdadeiramente legislando sobre a matéria, o que é vedado ao juiz”.

Saldanha Lima ressaltou ainda que cabe à Anac, ao Ministério Público e aos órgãos de defesa do consumidor “fiscalizar eventuais práticas abusivas por parte das companhias aéreas que tendam a burlar a liberação do limite gratuito de bagagem despachada para promover elevação arbitrária e exorbitante de preços”.

Disse também que a resolução não chancela a “venda casada”. Com isso, o passageiro fica livre para não levar bagagem e, com isso, não pagar pelo serviço. Ou ainda optar por despachar sua bagagem com companhia diferente da que comprou a passagem, pagando apenas pela carga na outra companhia aérea.

A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com a assessoria da Anac para saber a partir de quando as companhias já poderão iniciar a cobrança pelo transporte de bagagem, mas o órgão informou que ainda não tomou conhecimento do teor da decisão e que só poderá prestar as informações no primeiro dia útil da próxima semana.


governador_entrega_escrituras_vila_planalto-1024x683.jpg

Ricardo Callado30/04/20176min

Ananias Gerônimo de Carvalho completa 73 anos neste sábado (29). Um dos presentes ele ganhou do governo de Brasília: a escritura do imóvel onde mora há mais de 40 anos na Vila Planalto. “Agora tenho a certeza de que minha casa é realmente minha”, comemorou o cearense, que veio com a família para a construção da capital federal, na década de 1960.

Como ele, outros cerca de 200 pioneiros receberam o documento durante solenidade do aniversário de 60 anos do setor residencial, evento que faz parte das comemorações dos 57 anos da fundação de Brasília.

Coordenada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab-DF), a entrega atende a uma demanda de mais de cinco décadas. “É uma questão de justiça social com pessoas tão importantes para essa cidade”, enfatizou o governador Rodrigo Rollemberg, que participou da programação. “Elas deixaram suas casas e suas vidas para trás e vieram fazer um novo Brasil”, completou.

Desde​ as primeiras horas de hoje, os beneficiários foram chegando ao local da entrega, na Praça Zé Ramalho. Entre eles, a também pioneira Altair Rosa de Sá, de 63 anos. “Quando cheguei aqui para ajudar meu marido, cuidando da casa e da família, era um mato alto, muito inseto e nenhuma estrutura”, recorda-se a goiana. “Hoje em dia, a Vila Planalto é, na minha opinião, o melhor lugar do mundo.”

Altair emocionou-se ao falar do companheiro de décadas, falecido no ano passado. “Só queria que meu esposo estivesse vivo para ver essa conquista, que é toda dele.”

Escrituras é demanda antiga

A Vila Planalto, criada para ser um acampamento de operários na construção da nova capital, abriga os descendentes das pessoas que ajudaram a erguer Brasília. “Vários governos passaram, e nenhum fez o que está sendo feito agora”, destacou o diretor-presidente da Codhab, Gilson Paranhos.

Cada pioneiro recebeu a Escritura Particular de Doação, emitida pela companhia. Como o documento é impresso na própria Codhab, o morador não precisa pagar a taxa de lavratura, que custa, em média, R$ 700. Ao receber a escritura, ele tem somente de registrá-la no cartório de registro de imóveis, que cobra, em média, R$ 305 pelo serviço.

Para fazer a entrega de hoje, um posto avançado da companhia esteve no local desde 17 de abril para receber a documentação e dar andamento ao processo.

De acordo com o governador, além dessas escrituras, ainda neste semestre haverá licitação para construir uma escola pública na Vila Planalto. Também está nos planos uma pista de cooper, que depende de ajustes no projeto. E, até o fim de 2018, será refeito o Polo 3 do Projeto Orla na Concha Acústica, que fica nas proximidades do local.

População leva demandas ao governador

Após a emissão das escrituras, Rodrigo Rollemberg percorreu o setor, visitou casa de moradores e conversou com lideranças comunitárias.

Uma das pautas foi melhoria no atendimento à saúde. O governador se prontificou a pedir uma reunião da Secretaria de Saúde com a comunidade nos próximos dias.

 

Outro pedido foi a restauração do Complexo Fazendinha, onde moraram engenheiros na época da construção de Brasília, e do parque de ação paroquial Nossa Senhora do Rosário de Pompeia – a reivindicação está sendo analisada pela Secretaria de Gestão do Território e Habitação.

Por fim, a população pediu as liberações judiciais para atividades sociais no clube Unidade Vizinhança da Vila Planalto, a serem estudadas pela Administração Regional do Plano Piloto em parcerias com outros órgãos do governo.

Programação de aniversário

Com direito a foguetório, banda do Corpo de Bombeiros, shows musicais e outras atrações, a festa segue até este domingo (30). Todos os eventos, organizados pela Administração Regional do Plano Piloto, ocorrem na Praça Rabelo, exceto o torneio de vôlei, que será no Acampamento Pacheco.

Entre as atividades estão palestras, shows, apresentação dos cães do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e teatro. Às 21 horas de hoje (29), se apresenta a bateria da Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (Aruc). Patrimônio cultural do DF, a agremiação foi contratada com inexigibilidade de licitação por R$ 10 mil – recursos da Secretaria de Cultura.


wanderley-silva-marcia-rollemberg-roac-tony-winston-agencia-brasilia-1024x683-1024x683.jpg

Ricardo Callado29/04/20173min

Além da plataforma digital, parte do Brasília Cidadã, colaboradora do governo aproveitou para expor outras ações do Executivo local ao lutador de MMA. Encontro foi nesta sexta (28), na Residência Oficial de Águas Claras

O Portal do Voluntariado foi apresentado pela colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg, nesta sexta-feira (28), ao lutador de MMA Wanderlei Silva. O encontro com o atleta, que está na cidade para a inauguração de uma academia, ocorreu na Residência Oficial de Águas Claras.

A plataforma digital que Silva conheceu hoje faz parte do Brasília Cidadã, programa que busca fomentar a integração de políticas públicas, ações voluntárias e mecanismos de participação e controle social.

Márcia aproveitou a ocasião para destacar outras ações do Executivo local, como o Criança Candanga, que busca a participação da sociedade para garantir, de forma transdisciplinar, os direitos de crianças e adolescentes.

Lançado em junho de 2016, o Portal do Voluntariado cruza informações de quem tem vontade de colaborar em atividades sociais com as de organizações (governamentais ou não) que desenvolvem esse tipo de trabalho.

“Ele [Wanderlei] já é um protagonista social, uma pessoa que fortalece as iniciativas em torno das artes marciais”, ressaltou Márcia Rollemberg. “O portal está à disposição para as ações de empreendedorismo social que ele quer desenvolver na cidade para estimular crianças e jovens à prática do esporte.”

Por meio do Instituto Wanderlei Silva, um projeto de ensino de luta já atendeu mais de 1,4 mil alunos de cinco escolas públicas de Brasília. A inscrição dessa atividade no Portal do Voluntariado foi uma das ideias debatidas no encontro.

Entre os benefícios da modalidade, Wanderlei destacou a melhora da autoestima, o aprendizado de uma arte, a prática de esporte e o aumento dos poderes de concentração e memorização. “Ela age diretamente no cérebro do jovem. Eu sou a prova do efeito que a arte marcial pode causar e quero passar isso para que outros tenham essa chance”, resumiu.


greve-protesto.jpg

Ricardo Callado29/04/20174min

A sexta-feira (28) no país foi marcada pelo protesto de sindicatos e centrais sindicais. Em diversas cidades, na maioria capitais, rodoviários, metroviários, professores e trabalhadores do comércio aderiram à paralisação, convocada pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Na maioria dessas cidades, os serviços de transporte coletivo foram interrompidos parcialmente ou totalmente durante o dia. Agências bancárias, escolas e lojas ficaram fechadas.

As centrais criticam pontos das reformas, como a idade mínima para a aposentadoria e o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical. O governo argumenta que as mudanças são necessárias para o pagamento dos benefícios previdenciários às gerações futuras e a criação de empregos.

Os manifestantes realizaram atos e passeatas. Houve também bloqueio de vias e rodovias. Empresas e governos recorreram à Justiça para que parte dos funcionários trabalhassem neste dia.

As duas maiores centrais sindicais do país -Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Força Sindical – consideraram exitosa a greve e mostra que existem propostas para a retomada do crescimento do país sem “a perda de direitos trabalhistas, previdenciários e sociais” . O governo federal avaliou que os atos foram restritos aos grandes centros e que houve baixa adesão, o que significa que a maior parte da população apoia as reformas propostas pelo Executivo e em tramitação no Congresso Nacional.

A paralisação nacional terminou com confrontos entre grupos de manifestantes e policiais no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Na capital paulista, a confusão ocorreu na região onde fica a casa do presidente Michel Temer, que passou o dia em Brasília. A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta para dispersar os manifestantes. O grupo, alguns com o rosto coberto, reagiram com paus e pedras contra o policiais.

No Rio de Janeiro, houve confronto entre alguns manifestantes a polícia na Cinelândia, onde estava previsto o ato de encerramento da greve geral. Os agentes usaram bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo para dispersão e causou um corre-corre.  Sindicalistas, lideranças sociais e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acusam a Polícia Militar de ter inviabilizado o comício por causa da ação adotada e provocado o esvaziamento do local.  Em nota, a PM diz que agiu para combater a ação de vândalos.

Antes, alguns manifestantes e policiais se enfrentaram em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. A confusão começou depois de um homem, usando uma máscara, ter atirado um coquete molotov nos policiais que faziam a segurança do prédio da Alerj.

Pelo menos nove ônibus foram incendiados no centro do Rio de Janeiro durante as manifestações.


eiki-batista.jpg

Ricardo Callado28/04/20173min

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar hoje (28) o empresário Eike Batista, preso no fim de janeiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato. O empresário é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

De acordo com a decisão do ministro, Eike deverá ser solto se não estiver cumprindo outro mandado de prisão. Caberá ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal no Rio de Janeiro, avaliar se o empresário será solto e aplicar medidas cautelares. Após a decisão, a defesa do empresário afirmou que não há outro mandado de prisão e que Eike será solto.

Segundo as investigações, Eike teria repassado US$ 16,5 milhões em propina ao então governador do Rio, Sérgio Cabral, por meio de contratos fraudulentos com o escritório de advocacia da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo, e uma ação fraudulenta que simulava a venda de uma mina de ouro, por intermédio de um banco no Panamá. Em depoimento na Polícia Federal, Eike confirmou o pagamento para tentar conseguir vantagens para as empresas do grupo EBX, presididas por ele.

Defesa

No habeas corpus, a defesa de Eike Batista alegou que a prisão preventiva é ilegal e sem fudamentação. Para os advogados, a Justiça atendeu ao apelo midiático da população.

“Nada mais injusto do que a manutenção da prisão preventiva de um réu, a contrapelo da ordem constitucional e infraconstitucional, apenas para satisfazer a supostos anseios de justiçamento por parte da população, os quais, desacoplados do devido processo legal, se confundem inelutavelmente com a barbárie”, argumenta a defesa.

Decisão

Ao fundamentar a decisão, Gilmar Mendes entendeu que, embora as acusações contra o empresário sejam graves, os crimes investigados na Lava Jato foram praticados sem violência ou grave ameaça, fato que autoriza a substituição da prisão por medidas cautelares, como monitoramento por tornozeleira eletrônica e proibição de deixar o país em autorização da Justiça.

“Acrescento que o paciente teria atuado do lado ativo da corrupção. Não há, em princípio, possibilidade de manutenção de recursos ocultos provenientes dos crimes em questão. Dessa forma, o perigo que a liberdade do paciente representa à ordem pública ou à instrução criminal pode ser mitigado por medidas cautelares menos gravosas do que a prisão”, decidiu o ministro.


agnelo.jpg

Ricardo Callado28/04/20173min

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) obteve a condenação do ex-governador Agnelo Queiroz e da ex-secretária de Saúde Marília Coelho Cunha por improbidade administrativa. Eles foram acusados de irregularidades na duplicação da jornada de trabalho de Agnelo, que é médico da Secretaria de Saúde.

Os dois foram condenados a ressarcir o dano causado à administração pública – o valor ainda será definido. Marília também foi condenada ao pagamento de multa no valor do dano, à perda do cargo público e à suspensão dos direitos políticos por cinco anos.

De acordo com ação, durante o recesso administrativo do governo local, em 29 de dezembro de 2014, a ex-secretária expediu portaria sem número, processo administrativo ou requerimento prévio. O documento duplicava a carga horária de trabalho do ex-governador de 20 para 40 horas semanais a partir do fim de sua licença para o exercício de mandato eletivo.

Agnelo não retomou a suas funções de médico da Secretaria de Saúde por, pelo menos, sete meses, em razão de férias seguidas de dois períodos consecutivos de licença-prêmio. Além disso, apresentou, sucessivamente, dois atestados médicos, no período de 3 de agosto a 1º de setembro de 2015. Para o MPDFT, a alteração, além de irregular, beneficiou indevidamente o ex-governador, que teve o salário aumentado devido à carga horária maior.

Histórico

Agnelo Queiroz foi admitido, em 28 de outubro de 1987, ao quadro de pessoal da Secretaria de Saúde para o cargo de médico, na especialidade de cirurgia torácica, com carga horária de trabalho de 20 horas semanais. Ele esteve afastado de suas atividades efetivas de 1º de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2014 para desempenho do mandato eletivo de governador do Distrito Federal.

Clique aqui para ler a íntegra da réplica apresentada pelo MPDFT à 4ª Vara de Fazenda Pública.

Processo: 2015.01.1.107004-7


TT__0194-1024x683-1024x683.jpg

Ricardo Callado28/04/20173min

 

Colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg foi uma das agraciadas na cerimônia, que ocorreu no auditório Parlamundi, nesta quinta-feira (27)

Em reconhecimento a obras sociais desenvolvidas no Brasil, foram entregues a nomes de destaque os 11 prêmios do Troféu Mulher 2017, na noite desta quinta-feira (27). A cerimônia ocorreu no Auditório Austregésilo de Athayde do Parlamento da Fraternidade Ecumênica (Parlamundi), da Legião da Boa Vontade.

Organizada pela Academia Internacional de Cultura, a 20ª edição da premiação contou com a presença do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que participou da mesa de entrega dos troféus.

“Cumprimento todas as mulheres homenageadas pelo trabalho e dedicação na atividade profissional — e além dela —, em que desempenham ações para melhorar a qualidade de vida da população”, enfatizou ele.

As premiações contemplaram profissionais que fizeram a diferença por trabalhos assistenciais nas áreas em que atuam. Primeira a receber o troféu, a colaboradora do governo Márcia Rollemberg destacou a importância desse reconhecimento.

“Quando a gente vê mais mulheres protagonistas, com mais igualdade de gênero na sociedade, certamente vemos sociedades mais justas, humanas e amorosas. Também saúdo os homens que trabalham, respeitam e valorizam as mulheres”, destacou Márcia.

Uma das agraciadas foi Lúcia Bessa, pelo relevante serviço que prestou à sociedade, de outubro de 2015 a março de 2017, quando esteve à frente da Subsecretaria de Políticas para Mulheres, vinculada à Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

As demais contempladas foram:

  • Julie-Pascale Moudoute-Bell, embaixatriz do Gabão
  • Aline Lira Silva Macambira, médica cardiologista
  • Ana Margareth Campos Costa, empresária
  • Carmen Lúcia Silva de Antoni, pedagoga
  • Cleusa Carvalho, artista plástica
  • Isabel Almeida, jornalista
  • Letícia Vieira Pereira, odontóloga
  • Maria Olímpia Gardino, servidora da área de saúde
  • Sonia Couto, servidora do Senado Federal

Fundada em 1997, a Academia Internacional de Cultura é uma entidade civil sem fins lucrativos que premia méritos em artes, música, ciência e diplomacia.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Enquete
Qual o melhor critério para escolha dos administradores regionais: