Justiça rejeita denúncia contra Agnelo e Filippelli por farra de passagens

Ricardo Callado27/10/20172min

Por Delmo Menezes, da Agenda Capital – A justiça Federal rejeitou denúncia contra os ex-governadores do Distrito Federal Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli e seis ex-deputados federais suspeitos de envolvimento na “farra das passagens”, como ficou conhecido o uso indevido das cotas parlamentares para pagar bilhetes aéreos. Eles foram acusados de peculato (desvio de dinheiro público).

De acordo com a juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal, a justificativa para a decisão é que os crimes prescreveriam antes do fim do processo. “Transcorridos mais de oito anos entre a data apontada como de consumação dos delitos (2007 a 2009) e a presente data, forçoso o reconhecimento da prescrição pelas penas em perspectiva”, escreveu a magistrada na decisão da última sexta-feira (20/10).

Além de Agnelo e Filippelli, se livraram da acusação Geraldo Magela Pereira, Jorge dos Reis Pinheiro, José Edmar de Castro Cordeiro, Maria José Conceição Maninha, Ricardo Quirino dos Santos e o bispo Robson Lemos Rodovalho.

Ao oferecer a denúncia, o MPF já havia pedido à Justiça a “extinção da punibilidade” do ex-candidato ao GDF Jofran Frejat e dos ex-deputados federais Luiz Carlos Sigmaringa Seixas e Osório Adriano Filho, pois o crime contra eles já havia prescrito.

No total, o Ministério Público Federal ofereceu denúncia contra 443 ex-deputados por uso indevido das cotas de passagens aéreas oferecidas pela Câmara.

Entenda o caso
A “farra das passagens” foi revelada pelo Congresso em Foco em 2009. Na ocasião, o site publicou que políticos usaram a cota parlamentar de viagens para emitir bilhetes a amigos e familiares. Depois disso, o então presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), restringiu viagens internacionais e limitou o benefício a parlamentares e assessores.

Da Redação com informações do Metrópoles

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.

 


Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias