Cultura K-POP influencia aumento da procura por intercâmbio para a Coreia do Sul

Ricardo Callado30/01/201922min

A quarta maior economia da Ásia também se destaca por oferecer grandes oportunidades no mercado profissional e acadêmico

Na esteira do fenômeno K-POP, símbolo mais recente da expansão da cultura sul-coreana, a visibilidade mundial do país asiático ultrapassou as barreiras do gênero musical e atingiu o turismo. Na World Study, rede de agências de intercâmbio, a demanda é visível: a Coreia do Sul passou de oitavo para o sexto país mais visitado por brasileiros no final de 2018, em relação ao primeiro trimestre do ano. Em números, o país foi a escolha de 6,7% dos intercambistas, um aumento surpreendente de 240%. Os dados fazem parte do Mapa de Intercâmbio, pesquisa feita pela empresa de educação intercultural com cerca de quatro mil participantes de todo o Brasil.

O K-POP (Korean Pop) incorpora gêneros musicais do ocidente, como PopRockHip Hop e música eletrônica. Atualmente famoso entre adolescentes do mundo inteiro, o gênero surgiu em 1992, com o grupo Seo Taiji Boys, e se tornou um produto cultural que caracteriza identidades e significados transnacionais, chegando até a influenciar a moda entre seu público jovem. Artistas do mundo da música, como Will.I.Am (Black Eyed Peas), Kanye West e Snopp Dogg já trabalharam em produções do K-POP.

Sendo a quarta maior economia da Ásia, a Coreia do Sul conta com templos budistas, palácios centenários e edifícios modernos convivendo harmonicamente na cidade de Seul, sua capital. O diretor da World Study Brasília, Paulo Silva, analisa o cenário do país na lista de mais procurados. “Os estudantes têm buscado conhecer todos os tipos de culturas, e apesar do imenso choque cultural de uma experiência como essa, é possível trazer na bagagem muito mais do que o aprendizado do idioma, uma lição de vida”, afirma.

Desbravando a língua coreana –  O interesse pela cultura coreana no mundo vem de um grande processo de desenvolvimento e crescimento econômico que ocorreu nas últimas décadas na Coreia do Sul. Atualmente, o país é referência em muitos mercados, como o de automóveis e de tecnologia, sendo a origem de algumas das mais importantes empresas da atualidade, como a Samsung e a LG. Essas empresas não se limitam somente à Coreia do Sul, apresentando filiais inclusive no Brasil. Por isso, aprender coreano abre vantagem para aqueles que almejam o sucesso profissional.

Além disso, o governo do país tem investido muito em programas de bolsas para se preparar para o mundo globalizado e divulgar a Coreia para outras culturas. Hoje em dia, existem muitos incentivos nas cidades coreanas para atrair mais e mais estrangeiros para estudar e produzir pesquisas. Com uma infraestrutura universitária robusta, as grandes universidades coreanas têm se destacado no mundo oferecendo milhares de bolsas por todo o país.

A World Study oferece intercâmbio de quatro semanas para o país, em que o aluno passa duas semanas em Seul e outras duas em Busan. Paulo Silva explica que para participar é preciso ter, no mínimo, 15 anos de idade. “No programa está incluso transporte de chegada e saída; taxa de matrícula; material didático para o curso de coreano; acomodação em quarto individual e passe de transporte público”, complementa.

O pacote da agência conta ainda com o acompanhamento da youtuber Thais Midori, famosa por compartilhar sua vida na Coreia, contando o dia a dia e todas as curiosidades.

Sobre a World Study – Em 1998, um grupo de entusiastas do intercâmbio cultural e ex-intercambistas, com mais de dez anos de experiência acumulada nesse segmento de mercado, resolveu unir forças para propiciar crescimento cultural, acadêmico e social às pessoas que compartilhavam este entusiasmo. Nasceu, então, a World Study Educação Intercultural que, por meio do intercâmbio, entendido como uma ferramenta educacional, oferece as mais diversificadas opções de experiência internacional (intercâmbio) e um atendimento diferenciado, baseado no aconselhamento individualizado e na adequação do programa ao perfil de cada aluno. Atualmente, a empresa possui unidades em todas as regiões do Brasil e bases no exterior.

Praças em que a World Study está presente:

AMAZONAS

CEARÁ

DISTRITO FEDERAL

ESPÍRITO SANTO

GOIÁS

MATO GROSSO

MINAS GERAIS

PARANÁ

RIO DE JANEIRO

RIO GRANDE DO SUL

SANTA CATARINA

SÃO PAULO

SERGIPE

BASES NO EXTERIOR:

BRISNABE (Austrália)

SYDNEY (Austrália)

DUBLIN (Irlanda)

Ricardo Callado

Jornalista, blogueiro, escritor e consultor político. Exerceu a função de secretário de Comunicação Social do Governo do Distrito Federal. Foi Diretor de Redação do Grupo Comunidade de Comunicação – responsável pelos jornais da Comunidade e O Coletivo. É autor do livro PANDORA – e outros fatos que abalaram a política de Brasília.


Comente esta publicação

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com (*) são obrigatórios.

 


Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias