Arquivos Economia - Blog do Callado

combus-gasolina-posto.jpg

Ricardo Callado23/03/20192min

Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

Os dados são do levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O óleo diesel, comercializado em média a R$ 3,54 por litro, registrou nesta semana sua quinta alta consecutiva e acumulou, no período, aumento de preços de 2,8%.

O litro do etanol, que foi comercializado em média a R$ 2,969, também subiu pela quinta vez consecutiva, acumulando alta de 8,2% no período de cinco semanas. Já o preço do GNV (gás natural veicular) aumentou pela terceira semana, fechando em média a R$ 3,169 o metro cúbico, uma alta de 1% no período.


justiça-stf.jpg

Ricardo Callado21/03/20197min

Advogada esclarece decisão do Superior Tribunal de Justiça e salienta a importância de levar o caso para o Supremo Tribunal Federal

Em recente posicionamento, o Superior Tribunal de Justiça decidiu pela criminalização daqueles que deixam de recolher o ICMS próprio declarado. Para a 3ª Seção do STJ, o não recolhimento do imposto caracteriza-se como apropriação indébita tributária, descrito no art. 2º da Lei 8137/90 e com previsão de pena de detenção de seis meses a 2 anos cumulado com aplicação de multa.

A decisão, deliberada no âmbito de habeas corpus de empresários de Santa Catarina, foi levada a questionamento do Ministro Luís Roberto Barroso que entendeu pela relevância da matéria e direcionou a avaliação para a Corte do Plenário, concedendo uma liminar para que os empresários aguardassem a decisão em liberdade. Prezando pela explicação do caso tão controverso, foi realizada uma audiência pública no último dia 11 de março em que o Ministro ouviu os advogados de entidades, renomados juristas e a Subprocuradora Geral da República.

Segundo Nathália Boaventura, advogada tributarista do escritório Bruno Junqueira Consultoria Tributária e Empresarial, é imprescindível que a questão seja julgada pela Corte do STF para a proteção do princípio da segurança jurídica, evitando qualquer surpresa aos contribuintes em relação ao comportamento da administração pública. A especialista ainda destaca que o posicionamento do STJ não deve ser confirmado pelo Supremo.

A data do julgamento da matéria pelo Plenário ainda não foi definida. A advogada acredita que a decisão deve acontecer ainda nesse semestre visto a urgência de posicionamento tanto para empresários quanto para os governos.

Nathália Boaventura explica que criminalizar o não pagamento do ICMS declarado é medida extrema e inaplicável ao Direito Tributário Brasileiro. “De fato, quando o contribuinte deixa de repassar aos cofres públicos os valores da operação, comete tão somente inadimplência de sua obrigação tributária para com o Estado, o qual já dispõe de vários mecanismos para executar o débito. Como, por exemplo, a possibilidade de penhora de bens e a inscrição do devedor em cadastro de inadimplentes”, completa.

Dúvidas dos contribuintes – A decisão de criminalizar o não recolhimento do ICMS trouxe diversas dúvidas para os contribuintes e para a operadores de direito. Na visão da advogada, a decisão dos ministros do Supremo será consequência de uma análise criteriosa do tipo penal previsto pelo art 2º da Lei 8137/90.

Na especificação do ilícito de “apropriação indébita tributária”, no artigo citado, não é exigido uma produção de resultado, bastando a simples omissão de recolhimento, no prazo legal, de tributo descontando ou cobrado. O que significa que são necessárias pelo menos duas condutas para caracterizar o delito, sendo a ação de descontar ou cobrar o valor do tributo de um terceiro e a omissão de declarar e não recolher o tributo descontado ou cobrado.

A advogada explica que, em relação ao ICMS nas operações próprias, a responsabilidade pelo pagamento do tributo não é transferida para terceiro, já que a empresa é o contribuinte direto da obrigação tributária. Por este motivo não é possível alcançar qualquer hipótese de desconto ou cobrança prevista no tipo penal da apropriação indébita. “Para que se configure uma fraude tributária deve ser satisfeito o pressuposto de descumprimento de deveres jurídicos tributários e sem este requisito é impossível o punimento do contribuinte, sob pena de ferir princípios constitucionais e tratados internacionais que proíbem a prisão civil por dívida, salvo nos casos de inadimplemento da obrigação alimentar e depositário infiel, do quais o Brasil é signatário”, conclui.

Sobre o escritório Bruno Junqueira Consultoria Tributária e Empresarial – Bruno Junqueira Consultoria Tributária e Empresarial é um escritório que pratica a advocacia com visão de negócios e foco em resultados. Seus serviços englobam desde a assessoria jurídica, consultoria e auditoria interna, a palestras e cursos voltados para os mais diversos setores. O escritório é sediado em Brasília, com filiais em Goiânia, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo, além do apoio de uma rede de parceiros e relacionamentos valiosos, que permite a representação de clientes em todo Brasil.


Paulo-Costa-brb.jpg

Ricardo Callado21/03/20193min

Em entrevista ao Radar, o presidente do BRB, Paulo Costa, confirmou a realização do concurso para o preenchimento de 113 vagas para as principais carreiras do banco com o objetivo de chegar a um cadastro reserva de mais de duas mil pessoas. 

Por Toni Duarte//Radar-DF

O novo presidente do Banco Regional de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, desde que assumiu o comando do BRB, a exatos 49 dias, tem se debruçado em três grandes tarefas: a de realizar um novo concurso público, cujo edital será divulgado em abril; expandir o crescimento do BRB, inclusive na região metropolitana e na região Centro-Oeste; e a  de aplicar mudanças significativas que visem o fortalecimento da imagem e da credibilidade da instituição financeira.

O último concurso feito pelo BRB aconteceu em 2013 quando ofertou vagas apenas para cargo de Analista de Tecnologia da Informação.

O presidente garantiu que os classificados no  concurso voltado para as principais carreiras do banco, a ser realizado no próximo mês, serão chamados ainda este ano.

Paulo Henrique Costa voltou a sustentar que a história da privatização, que tanto assombra os mais de 3 mil servidores do banco estatal, está completamente descartada.

“O compromisso feito pelo próprio governador Ibaneis é de que o BRB cresça,  se fortaleça e que seja o protagonista do desenvolvimento econômico, social e humano do DF. A minha missão, como presidente do banco, é trabalhar para isso. Então está descartada essa história de privatização”, pontuou.

Ele disse que a realização do concurso transformará o BRB em um banco mais ágil, moderno com o foco na melhoria do atendimento aos clientes.

Paulo Henrique Costa, que é formado em administração de empresas e que foi vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital da Caixa Econômica Federal – banco em que ele trabalhava desde 2001, ressaltou ainda que a intenção do concurso é selecionar mais profissionais com habilidades compatíveis aos novos desafios do mercado financeiro.


Ferragens-Pinheiro.jpg

Ricardo Callado14/03/20192min

Com a proposta de oferecer um momento especial para clientes e, desse modo, celebrar o Dia do Consumidor (15), a Ferragens Pinheiro, com apoio da Boutique das Delícias e da Viva Paleteria Mexicana, promoverá um café da manhã em homenagem à data.

Segundo a gerente de marketing da Ferragens Pinheiro, Natália Brito, as empresas farão degustação de seus produtos durante o evento. “O bacana dessa parceria é o apoio ao microempreendedor, pois eles têm a oportunidade de divulgar seus produtos sem custo algum”, explica. Na ocasião, serão sorteados vouchers de combos de paleta.

No sábado (16), ainda em comemoração ao Dia do Consumidor, a loja de Taguatinga receberá um workshop de makita, a partir das 8h. Nele, as pessoas poderão aprender mais sobre maquinários (empilhadeira, parafusadeira, furadeira, entre outros).

O café da manhã começará às 8h nas duas lojas da Ferragens Pinheiro (SIA e Taguatinga).

Sobre a Ferragens Pinheiro – Fundada em 1960, a empresa nasceu com o objetivo de comercializar produtos em aço para a construção civil. De base familiar e pioneira na capital, a Ferragens Pinheiro ofereceu grande parte dos materiais para a construção de Brasília. Atualmente, a empresa trabalha com um mix de mais de dois mil produtos comercializados e industrializados. Localizada no Setor de Indústrias de Brasília e Taguatinga, a loja possui moderna estrutura e serviços diferenciados.


startups.jpg

Ricardo Callado14/03/20194min

Empresa é a primeira corretora de seguros a desenvolver esse tipo de iniciativa. Inscrições começam em março.

 A Alper, uma das maiores corretoras de seguros do Brasil, acaba de lançar um programa de aceleração de startups. Com isso, a empresa é a primeira grande corretora do Brasil a desenvolver esse tipo de programa. As inscrições começam no início de março.

De acordo com a empresa, será um programa de nove meses e a ideia é gerar valor em negócios e infraestrutura para as startups selecionadas. Segundo Felipe Sigaud, head da Alper Digital, poderão se inscrever startups de oito segmentos que têm relação com os negócios da Alper: Health Techs, Insurtechs, Fintechs, Analytchs, Artificial Intelligence, Geração de Leads, Soluções em PDV, HR Techs.

“Nós estamos buscando startups que estejam em nível de desenvolvimento, mas com um pipeline criado e vendas recorrentes, que possam resolver de forma escalável e que tenham sinergia com a Alper”, explica Felipe.

Para a 1ª turma de startups selecionadas, o  de programa terá nove meses de duração, no qual elas  trabalharão em um espaço exclusivo dentro da sede da Alper, montado para essa iniciativa, e terão os executivos da corretora como mentores, além de desfrutar das oportunidades de networking com os clientes da Alper. A cada três meses será feita uma avaliação com a presença de investidores, mídia especializada e empresários do setor para avaliar as startups.

Felipe Sigaud reforça que a ideia é que ao final do programa de aceleração “essas startups possam atrair bons investidores, como fundos de investimentos interessados nas soluções que elas apresentam e, possam inclusive fazer negócios na rede de relacionamento da Alper”, afirma.

Marcos Couto, Presidente da Alper, diz que a ideia também é fomentar a inovação dentro da companhia e gerar novos negócios. “Estamos criando um programa onde os próprios colaboradores da corretora possam ajudar essas startups de acordo com a área de atuação de cada profissional. Queremos que eles estejam envolvidos com essas inovações, como facilitadores para as startups e possam contribuir com conhecimento técnico. Essa ideia toda é muito nova para o mercado de corretagem de seguros.

As inscrições começam na primeira semana de março e poderão ser feitas no site da Alper em https://www.alperseguros.com.br/digital


IRPF.jpg

Ricardo Callado13/03/20193min

Por Dora Ramos

 O Leão trouxe muitas novidades em 2019. A entrega, que este ano terá início no 7 de março e irá até o último dia de abril, terá de contar a partir de agora com os CPFs de todos os dependentes, independentemente de idade. Ou seja: seu bebê já vai nascer contribuinte. Enquanto esta não é a única mudança, é talvez a que mais chame a atenção. Confira abaixo quais serão as outras novidades da Declaração de Imposta de Renda de 2019 e algumas dicas para não cair na malha fina.

1 – Quem tem que declarar o IR? Aqui, as regras não mudaram muito: quem recebeu rendimentos superiores a R$ 28.559,70 em 2018 deve contribuir. Há também outras regras, como quem tinha a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00, ou quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

              2 – Alíquota efevita: diferentemente dos outros anos, o brasileiro verá ao lado do imposto a restituir ou a pagar sua alíquota efetiva do imposto.

              3 – Declaração dos bens: a partir deste ano, será obrigatório informar os detalhes dos bens na declaração IRPF.

Além destas mudanças, fique atento às seguintes dicas para não se dar mal no IR:

              1 – Confira a digitação: é muito normal confundir algumas teclas do computador e enviar documentos errôneos para a receita. Confira tudo com muito cuidado.

              2 – Renda Variável: é necessária a declaração das negociações com valor de venda maior a R$20 mil em transações na bolsa de valores e ganhos com criptomoedas. Não se esqueça deste quesito!

              3 – Doações: verifique que sua doação seja regulamentada pela Receita Federal. A legislação só admite doações aos fundos controlados por Conselhos Municipais, Estaduais e Nacionais.

              Sabendo estas regras para a Declaração do Imposto de Renda, você minimiza suas chances de levar uma mordida do Leão este ano. Em caso de dúvidas, não hesite: procure um profissional da área para te auxiliar!

*Dora Ramos é orientadora financeira e contadora


Dicas-imobiliarias.jpg

Ricardo Callado13/03/20196min

OLX apresenta crescimento em anúncios e buscas, com destaque para a alta de 20% na procura por salas comerciais e escritórios

A expectativa de que o segmento imobiliário esboce uma reação positiva em 2019 começa a se concretizar. É o que mostra um levantamento realizado pela OLX com resultados deste início de ano. A categoria Imóveis da plataforma apresentou 53% mais anúncios em janeiro de 2019 do que no mesmo mês do ano anterior.

Como tendência de comportamento que pode refletir no mercado para o resto do ano, a plataforma notou que a procura por imóveis cresceu 7% neste mesmo período. Houve um crescimento de 15% nas buscas por imóveis para locação e de 3% na procura por imóveis para compra em janeiro deste ano.

A alta na demanda percebida pela OLX nesse início de ano refletiu até na procura por salas comerciais e escritórios, que foi o tipo de imóvel que a busca mais cresceu neste intervalo – 20% de aumento. Os apartamentos anunciados na plataforma também apresentaram um bom crescimento em relação às buscas, chegando a 17%. A OLX ainda registrou alta de 9% no número de usuários únicos mensais que acessaram a categoria Imóveis em janeiro deste ano, em comparação com janeiro de 2018.

“Estamos em um momento de retomada do crescimento no setor imobiliário e nossos números comprovam que há um movimento otimista por parte dos brasileiros que estão buscando e anunciando imóveis. Isso possibilita boas negociações, bons preços e boas oportunidades para fechar negócio e adquirir o imóvel dos sonhos”, analisa Marcelo Dadian, Diretor de Imóveis da OLX Brasil.

Top 5 Estados com mais buscas em janeiro de 2019

Estados Representatividade dos Estados
São Paulo 23%
Rio de Janeiro 14%
Minas Gerais 8%
Paraná 8%
Santa Catarina 7%

Tipos de imóvel com mais buscas em janeiro de 2019

Tipos de imóvel Distribuição
Casas 45%
Apartamentos 36%
Terrenos, sítios e fazendas 14%
Outros 5%

Tipos de imóvel com maior crescimento em buscas (janeiro 2018 x janeiro 2019)

Tipos de imóvel Crescimento em buscas
Salas comerciais e escritórios 20%
Apartamentos 17%
Casas 3%

Estados com maior crescimento de buscas (janeiro 2018 x janeiro 2019)

Estado Crescimento em buscas
Alagoas 23%
Santa Catarina 17%
São Paulo 14%
Distrito Federal 13%
Goiás 11%


economia_ilustracao-5.jpg

Ricardo Callado13/03/20195min

Primeiro semestre é recheado de contas a pagar. O que fazer para não entrar no sufoco?

O primeiro semestre do ano segue o mesmo roteiro de sempre: pagar contas, saldar as dívidas e observar os gastos para não perder novamente o controle da situação. Falar sempre é fácil, o difícil é colocar e manter a prática saudável de não cair na tentação de comprar sem nem imaginar como o objeto do desejo momentâneo será quitado.

As dicas são as mesmas e vão se repetindo ao longo do ano, mas o que fazer para não realizar uma compra por impulso? Como pagar as dívidas em atraso? O fato é que o brasileiro adora uma conta parcelada, ama ter em mãos um cartão de crédito e isso, para quem é descontrolado com as finanças, se torna um perigo nas mãos do inimigo que temos dentro de nós, que nos incentiva a comprar sem pensar no amanhã. O fato de comprar antecipado, não significa que não teremos que pagar pelo gasto efetuado e uma hora a conta chega e ela vem rápido, saiba disso.

Primeiro passo para sair do vermelho é não realizar gastos desnecessários. A segunda lição é não comprar mais nada em parcelas e ir quitando uma a uma e não deixar os juros acumularem na fatura, pois a bola de neve só tende a aumentar dessa forma. Se é daqueles que não conseguem ter dinheiro em espécie em mãos porque o montante virá água de uma hora para outra, você pode ter um cartão simples, com um montante suficiente para pagar as necessidades básicas e que não dê margem para gastar o que não tem em conta.

Uma solução para um melhor controle das finanças seria optar por um cartão pré-pago. Faça um planejamento de valores. Veja o quanto precisa economizar para acabar com as dívidas e ter um ano de menos preocupações. Muitas vezes é precisa passar um período sem ostentação do que se desesperar afundado em problemas financeiros.

A oferta de cartões pré-pagos no mercado é grande e ele não precisa ser necessariamente de um banco. O cartão pré-pago da BPP é uma boa opção e pode ser adquirido diretamente no site da empresa. Possui funcionalidades que podem ajudar o seu controle, observando justamente onde ocorre os maiores gastos e o melhor, sabendo onde e o quanto está gastando e ainda o que pode desembolsar até o mês acabar.

Um dia de cada vez e a vida vai melhorando. Somente é preciso ter consciência das suas finanças e do seu poder aquisitivo, a solução está em suas mãos. Faça bom proveito dela e se ajuste dentro dos seus limites.

Sobre a BPP

A BPP é uma Fintech especializada em meios de pagamento conhecida inicialmente por Brasil Pré-Pagos. Remodelou o seu nome para BPP em 2018, seguindo a modernização do mercado onde atua. Uma das líderes mundiais em emissão de cartões pré-pago VISA, com mais de 10 anos de experiência em cartões em moedas estrangeiras e amplo know-how em soluções pessoais e corporativas em meios de pagamento. Com foco em tecnologia, inovação e automação de processos, a BPP é uma instituição de pagamento regulamentada pelo BACEN e possui o código 301 que a faz pertencer ao SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiro). Para saber mais acesse – bpp.com.br

 


IRPF.jpg

Ricardo Callado09/03/20196min

Prazo para envio vai até o dia 30 de abril

Repórter Cintia Moreira

O prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2019 vai até 30 de abril. Porém, a desinformação sobre o assunto gera muitas dúvidas aos brasileiros. Para evitar qualquer problema futuro, como a sonegação de imposto, é preciso saber corretamente como fazê-la e, para isso, a gente convidou o professor do curso de Ciências Contábeis da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), José Luiz da Silva.

Bom, primeiramente, vamos falar sobre quem deve entregar o IRPF 2019. Professor, a gente já sabe que devem fazer esta declaração todos aqueles que tenham recebido, em 2018, rendimentos tributáveis cuja soma supere R$ 28.559,70, ou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte, com soma superior a R$ 40 mil. No caso de atividade rural, a quantia deve ser maior do que R$ 142.798,50.

Professor, a apresentação desta declaração também é obrigatória em outras situações. Quem são as pessoas que também devem declarar?

“Também estão obrigados quem possuiu mais de R$ 300 mil em bens em 31 de dezembro. Então, possuía imóveis, carro, motocicleta, embarcações e o somatório desses bens for superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2018, também está obrigado a fazer a entrega da declaração”, disse.

Além disso, também deve declarar quem teve ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. Explica melhor para a gente como isso funciona, por favor.

“Por exemplo, você tem um imóvel de R$ 100 mil. Vendeu ele por R$ 150 mil. Você tem R$ 50 mil de ganho de capital e isso está sujeito ao imposto de renda. Então, essas pessoas também estão na obrigação de declarar”, afirmou.

E quais são os principais erros que o pessoal comete na declaração?

“Os maiores problemas, que levam inclusive para a malha-fina, é a falta de um determinado rendimento. Então, um professor, às vezes, deu aula em várias instituições e não recebeu o informe de rendimento de uma dessas instituições e esquece de declarar aquele rendimento. Às vezes tem um aluguel e aí esquece a informação do aluguel”, ressalta o professor.

E aí tem aquele cruzamento de malhas, né? Como é que isso funciona?

“A Receita Federal tem uma série de declarações, que são declarações que as demais pessoas jurídicas entregam, que fazem um cruzamento de malhas. Estima-se que tem em torno de 71 cruzamentos de malha entre aquilo que as empresas declaram e a que as pessoas declaram. Esses cruzamentos, essa falta de informação, que faz com que a pessoa acabe caindo em malha fina”, alerta.

E o que mais pode levar o contribuinte cair na malha fina?

“Erros de campos equivocados, também no momento da declaração. O rendimento, que era um rendimento tributável, foi colocado como um rendimento isento. Muitas vezes a pessoa faz na pressa e não faz uma conferência da declaração. Qualquer erro, se você tinha, por exemplo, R$ 11.100 de rendimentos e declarou só R$ 11 mil, esses R$ 100, um dígito a menos que você colocou, faz levar a sua declaração ficar em malha”, comentou.

Bom, neste ano também tem novidade no que se refere ao CPF para dependentes e alimentandos residentes no país. Agora, a Receita Federal exige que os declarantes informem o número do CPF de todos os dependentes. Antes, esta informação era obrigatória somente nos casos de crianças a partir de oito anos.

Outra informação importante é que se o contribuinte não apresentar a declaração dentro do prazo, que é até 30 de abril, ele ou ela vai estar sujeito a uma multa, que vai de R$ 165,74 a 20% do valor do Imposto de Renda devido.

O contribuinte tem à disposição três alternativas para fazer a declaração: por meio do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2019, disponível no site da Receita Federal, que é o rfb.gov.br; pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, para tablets e smartphones; e pelo serviço Meu Imposto de Renda, que deve ser acessado pelo Centro Virtual de Atendimento, o e-CAC, do portal da Receita por meio do uso de certificado digital.

Eu gostaria de agradecer muito as suas informações, José Luiz da Silva. Muito obrigado. Lembrando que a expectativa da Receita Federal é de que 30,5 milhões de declarações sejam entregues neste ano. Então, não deixe para a última hora.


bancos.jpg

Ricardo Callado01/03/20192min

Hoje (1º), véspera de feriado prolongado de carnaval, é o último dia de funcionamento normal dos bancos. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informa que as agências bancárias estarão fechadas para atendimento ao público na segunda-feira (4) e na terça-feira (5). Na quarta-feira de cinzas (06), os bancos abrirão a partir do meio-dia, com exceção do estado do Rio de Janeiro no qual, em função da Lei 8217 que estabelece feriado estadual, não há expediente em 6 de março.

A entidade lembra que a população pode utilizar os canais eletrônicos e correspondentes para o pagamento das contas. Além disso, os tributos que possuem código de barras podem ter o seu pagamento agendado nos caixas eletrônicos, no internet banking e pelo atendimento telefônico dos bancos. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via DDA (Débito Direto Autorizado).

As contas de consumo (água, energia, telefone etc.) e carnês com vencimento em 4 ou 5 de março poderão ser pagas, sem acréscimo, na quarta-feira (6). Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais. Caso isso não tenha ocorrido no documento de arrecadação, a sugestão é antecipar o pagamento.

Já para aqueles clientes que passarão a semana inteira viajando e não dispensam a ida a uma agência, é possível consultar o endereço dos bancos no site Busca Banco da Febraban. Basta acessar o link www.buscabanco.com.br e fazer a busca de acordo com o Estado e município desejado.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias