Arquivos Mais... - Blog do Callado

celular.jpg

Ricardo Callado18/09/20184min

Meu DigiSUS está em funcionamento há 3 anos

Por Leandro Melito

Aplicativo permite que a população acompanhe, via celular, suas consultas e visualize o histórico de solicitações – Arquivo/Agência Brasil

O aplicativo disponibilizado gratuitamente pelo Ministério da Saúde para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), Meu DigiSUS, está há três anos em funcionamento e já foi baixado por 1,2 milhão de pessoas que têm smartphones com sistemas IOS e Android.

O aplicativo permite que a população acompanhe, via celular, suas consultas, visualize o histórico de solicitações e a posição na fila do Sistema Nacional de Transplantes, entre outras funcionalidades relacionadas à saúde pública. O aplicativo também permite que os pacientes do SUS atuem como fiscais dos serviços prestados por meio da avaliação do atendimento realizado, assim como denunciar fraudes de qualquer local do país.

Pela plataforma móvel oficial do SUS, o cidadão consegue encontrar hospitais, unidades de saúde e outros estabelecimentos próximos de sua residência; identificar farmácias participantes do Aqui tem Farmácia Popular e acompanhar os medicamentos que o cidadão retirou, além de avaliar o atendimento desses serviços. Também é possível acessar uma linha do tempo de cada atendimento realizado pelo SUS, além do Cartão Nacional de Saúde e os dados pessoais, com informações sobre nutrição e alergias.

A plataforma é interligada às 19.788 Unidades Básicas em Saúde (UBS) já informatizadas em 3.780 municípios, totalizando 106.179.196 usuários. Ao todo, 11 sistemas estão integrados no aplicativo, entre eles o Cadastro Nacional de Usuário do SUS (CADSUS), Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), Farmácia Popular e os Sistemas Nacional de Transplantes (SNT), de Regulação (SISREG), de Atenção Básica (e-SUS AB) e o Hemovida.

Como baixar

Para realizar seu primeiro acesso, baixe o aplicativo Meu DigiSUS na loja compatível com o celular e insira algumas informações básicas como CPF, nome da mãe e e-mail. Após cumprir essa etapa, o sistema localizará o seu cartão e enviará ao correio eletrônico cadastrado uma mensagem para verificação de segurança. Em seguida aparece o número do seu Cartão Nacional de Saúde e que dará acesso as suas informações de saúde.

Se não conseguir entrar no aplicativo, o Ministério da Saúde recomenda que o usuário procure a unidade de saúde mais próxima da sua residência para que o seu cadastro possa ser realizado.

Para outras dúvidas, ligar na Ouvidoria do SUS, no 136.


greve.jpg

Ricardo Callado18/09/20182min

Por Fernanda Cruz

Servidores em greve do Instituto Nacional do Seguro Social (Valter Campanato/Agência Brasil)

Durante todo o ano passado foram registradas em todo o país 1.566 greves, uma queda de 26% em relação a 2016, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgados hoje (18). Trabalhadores da esfera pública fizeram 814 paralisações e os do setor privado 746.

Nos três níveis administrativos do funcionalismo público, foram contabilizadas 58 mil horas paradas. Os servidores municipais responderam por 62% do total dessas horas paradas. No setor privado, foram 33 mil horas paradas. As greves ocorridas no setor de serviços corresponderam a 76% dessas mobilizações.

Em 2017, 54% das greves encerraram-se no mesmo dia em que foram deflagradas. As greves que se alongaram por mais de 10 dias representaram 16%. A maioria das greves (81%) teve como motivação itens de caráter defensivo na pauta de reivindicações, sendo que mais da metade (56%) reclamava de descumprimento de direitos.

A exigência de regularização de vencimentos em atraso (salários, férias, décimo terceiro salário ou vale salarial) esteve na pauta de 44% das greves e foi a principal reivindicação em 2017. A reivindicação por reajuste de salários e pisos vem a seguir, presente em 32% das paralisações.

Sobre o desfecho das paralisações, a pesquisa do Dieese apontou que 570 greves (36% do total) tiveram índice de 78% de êxito no atendimento às reivindicações.


2e109496-e7a7-4534-8c08-af63b0c60313.jpg

Ricardo Callado17/09/20188min

O cigarro prejudica a fertilidade? A mulher é a principal responsável pela infertilidade conjugal? Homens que fizeram vasectomia não podem mais ter filhos? As mulheres são férteis até à menopausa? Para engravidar o casal deve ter relações todos os dias? O uso de anticoncepcional por tempo prolongado prejudica a fertilidade feminina? As Doenças Sexualmente Transmissíveis podem causar infertilidade? Mulheres que praticam esportes e atividades físicas intensas podem ter dificuldade para engravidar? Quem faz tratamentos para engravidar sempre tem gêmeos? As tratamentos quimioterápicos podem afetar a fertilidade?

Essas e muitas outras questões são dúvidas comuns de boa parte da população. A infertilidade atinge cerca de 15% da população brasileira em idade reprodutiva e afeta o sonho de ter filhos de muitos casais. A infertilidade conjugal é caracterizada como a situação em que um casal, após um ano de tentativa, tendo vida sexual ativa e sem usar medidas anticoncepcionais, não consegue obter uma gravidez. A vida reprodutiva é consequência natural da saúde sexual e quando não ocorre a gestação espontânea é importante buscar esclarecimento e ajuda especializada.

No passado a infertilidade era atribuída exclusivamente às mulheres, mas, atualmente, já é constatado que o homem divide, igualmente, com a mulher a responsabilidade. Apesar da infertilidade masculina ainda ser tratada como um tabu, os fatores masculinos são responsáveis por 40% dos casos de infertilidade conjugal. Outros 40% dos casos são atribuídos à mulher e em 20% dos casos o problema é resultado de uma combinação de fatores em ambos os parceiros ou de causas desconhecidas. “O casal com dificuldade para ter filhos deve buscar ajuda com um especialista, a investigação da infertilidade deve ser feita no homem e na mulher”, esclarece o médico Vinicius Medina Lopes, especialista em Reprodução Humana e diretor do Instituto Verhum.

O pico de fertilidade da mulher é entre os 20 e 25 anos de idade. Após os 30 anos e, principalmente, depois dos 35, a fertilidade feminina entra em declínio progressivo. A idade da mulher é um dos fatores naturais que afetam a sua capacidade reprodutiva. “Uma mulher com menos de 35 anos pode esperar até um ano para que aconteça a gravidez. Se atingiu 35 anos, o prazo de espera não deve ultrapassar seis meses. Após os 40 anos se a mulher deseja engravidar deve, de imediato, iniciar a investigação da sua capacidade fértil”, explica Jean Pierre Barguil Brasileiro, especialista em Reprodução Humana e diretor do Instituto Verhum

Várias são as causas que podem levar à infertilidade na mulher, dentre elas as doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), os distúrbios hormonais, obstrução nas trompas, problemas de malformação ou tumores no útero, endometriose e ovários policísticos. No homem, a varicocele (varizes na bolsa escrotal) é uma das causas mais comuns da infertilidade e consiste na dilatação anormal das veias que drenam o sangue na região dos testículos. A baixa produção de espermatozoides pelo testículo, causada por alterações hormonais, a mobilidade dos espermatozoides e a qualidade do sêmen são alguns dos fatores que influenciam na fertilidade masculina. Há também causas genéticas em pacientes que não têm espermatozoides (azoospermia) ou que apresentam uma concentração inferior a cinco milhões de espermatozoides por mililitro de sêmen (oligozoospermia severa).

Outros fatores também podem influenciar a saúde reprodutiva como o estresse, tabagismo, obesidade, poluição, consumo de álcool e de drogas e o uso de alguns medicamentos.

As DST’s podem causar danos no aparelho reprodutor nos dois sexos e levar à infertilidade. Nas mulheres, por exemplo, podem provocar obstrução das trompas, impedindo a gravidez pelo processo natural. Nos homens, a gonorreia e a clamídia são capazes de causar obstrução dos canais por onde transitam os espermatozoides – os condutos deferentes. “A melhor forma para prevenir essas doenças, que podem levar, dentre outras consequências, à infertilidade, é praticar o sexo seguro com uso do preservativo em todas as relações sexuais,” orienta o médico Vinicius Medina Lopes.

Não fumar, ter uma alimentação saudável e equilibrada, praticar atividade física regularmente, manter-se no peso adequado, evitar o consumo de álcool em excesso, não usar drogas, dormir bem, controlar o estresse e a ansiedade contribuem para diminuir os riscos de infertilidade.

“Para aumentar as chances de uma gravidez natural, os casais precisam ter vida sexual ativa, com boa frequência semanal de relações que não devem ser restritas à fase fértil”, conclui Jean Pierre Barguil Brasileiro

Sobre o Instituto Verhum

Referência nacional na área de Reprodução Assistida, o Instituto é dirigido pelos médicos Jean Pierre Barguil Brasileiro e Vinicius Medina Lopes. Para garantir atendimento integral aos casais inférteis, o serviço conta com uma equipe médica altamente qualificada nas especialidades de reprodução assistida, andrologia, ginecologia geral e obstetrícia, genética, ginecologia oncológica, psicologia, ultrassonografia e endoscopia ginecológica. Desde sua fundação, há 11 anos, o Instituto já tem registrado centenas de bebês nascidos através de procedimentos de reprodução assistida, como a inseminação e a fertilização in vitro.

Com sede localizada no Lago Sul, em Brasília, o Instituto Verhum tem unidades de atendimento também na Asa Norte e Asa Sul e aposta no atendimento humanizado através de um ambiente acolhedor e uma equipe multidisciplinar atenta a todos os detalhes, para transmitir confiança, segurança e discrição. O serviço investe no que existe de mais atual e seguro nos tratamentos de reprodução humana, com equipamentos de última geração, aliando os conceitos de modernidade e inovação.


Cristina-Melo-presidente-da-BPW-Brasília.jpg

Ricardo Callado17/09/20187min

O projeto tem o objetivo de capacitar mulheres e incentivar o empreendedorismo feminino. Serão realizados workshops, talk shows, palestras e oficinas com vivências e dinâmicas

Ser empreendedora é o sonho de muitas mulheres, mas as instabilidades, o preconceito, os medos e incertezas impedem muitas de transformarem o desejo em realidade. Pensando nisso, a BPW BRASÍLIA-DF (Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais) inicia, no próximo dia 20 de setembro, o projeto Academia Mulher Empreendedora, que vai contar a expertise de grandes profissionais, referências de empreendedorismo no país. A estreia da ação vai contar com a palestra “Você: onde e como deixar sua marca”, da diretora de Operações da Brasília School of Business, Cleoní Tomazella. O evento é gratuito e será realizado na Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF), entre 19h e 22h.

Durante o painel, Cleoní vai contar a trajetória dela que começou como empregada doméstica e enfrentou diversos desafios no mundo corporativo, por ser mulher, até se tornar uma grande executiva. Hoje ela é mestre em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação, professora de pós-graduação e palestrante. “Iniciar o Academia Mulher Empreendedora com a palestra da Cleoní é, sem dúvida, um privilégio”, destaca a presidente da BPW BRASÍLIA-DF, Cristina Melo. “Criamos o projeto com o objetivo de contar a história de mulheres que acreditam que sonhos podem ser realizados. Queremos descobrir o que existe de comum nas mulheres que se desenvolvem e alcançam o sucesso e que isso possa ser disseminado para mais e mais mulheres e que estas sigam o mesmo caminho formando uma rede de protagonistas de sucesso”, revela.

Além da história de vida, a palestrante vai explorar pontos primordiais para quem pretende empreender: planejamento, foco em resultado, persistência e resiliência. “De uma forma descontraída, mas direcionada, destaco a importância de ter metas e objetivos claros. Por ser uma história real, vivida por mim e que ainda está em processo de ascensão, ficará claro para quem estiver assistindo a palestra, que somos responsáveis e protagonistas da nossa própria história”, explica Cleoní Tomazella. Após a apresentação, os participantes poderão fazer perguntas à convidada, que responderá aos questionamentos.

A proposta do Academia Mulher Empreendedora é capacitar mulheres para o mercado e proporcionar o desenvolvimento de habilidades pessoais. Para isso, o objetivo é realizar palestras, talk shows, workshops e oficinas com vivências e dinâmicas, explorando temas como:  coaching, design thinking, criatividade, gestão financeira, liderança, empreendedorismo, ética, organização, mídias sociais, comunicação e marketing.  “Nosso país é riquíssimo de histórias de mulheres empreendedoras, que conseguiram desenvolver ações inovadoras e negócios ambiciosos. Temos o compromisso de tornar conhecidos esses projetos e, desta forma, motivar cada vez mais o empreendedorismo feminino”, ressalta a vice-presidente da BPW BRASÍLIA-DF, Marília Furlan.

O evento é gratuito e os interessados em participar podem se inscrever pelo link: https://www.sympla.com.br/academia-mulher-empreendedora__356647

Sobre a palestrante – Natural de Maringá/PR, Cleoní Tomazela é Formada em Administração de Empresas pela UNIPAR (Universidade Paranaense) e pós-graduada em Administração Financeira e Contábil; Marketing e Propaganda. MBA em Liderança e Coaching e formação clássica em PNL (Programação Neuro Linguística). Mestrado em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação, pela Universidade Católica de Brasília. Foi Executiva do Grupo Gerdau por mais de 15 anos. Hoje é Diretora da BSB (Brasilia School of Business) e professora nos cursos de pós-graduação da Unieuro (Centro Universitário Euroamericano), FGV (Fundação Getúlio Vargas), além de palestrante motivacional e em ferramentas de gestão.

 

Sobre a BPW – A Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais é uma Organização Não Governamental, apartidária, sem fins lucrativos. Da sigla em inglês, Business and Professional Women, a organização internacional conta com mais de 40 mil mulheres associadas em todo o mundo. Fundada na Suíça em 1930, pela Dra. Lena Madesin Philips, está presente em mais de 100 países, onde realiza projetos que fomentam o empreendedorismo, a capacitação de lideranças e implementam projetos de responsabilidade social para melhorar a qualidade de vida de mulheres e meninas em todo o mundo. A BPW tem representatividade em agências internacionais como a ONU, ECOSOC, CSW, OEA, OIT, participa de eventos públicos e privados, que discutem, apoiam e fiscalizam o desenvolvimento das políticas públicas para mulheres e cumprimento dos acordos internacionais.

Serviço

1ª edição Academia Mulher Empreendedora

Data e Horário: 20/09, entre 19h e 22h

Local: Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF): Setor Comercial Sul, Quadra 2

EVENTO GRATUITO

Inscrições: https://www.sympla.com.br/academia-mulher-empreendedora__356647

 


Marcapasso.jpg

Ricardo Callado12/09/20187min

ICTCor participa de campanha nacional com atividades gratuitas para ajudar a esclarecer principais dúvidas sobre o tema

Usar celular, viajar de avião, secar o cabelo, passar em portas com detector de metais e outras atividades comuns passaram a ser grandes dúvidas na vida de quem recebe um implante de marcapasso. Para falar dos mitos e verdades, qualidade de vida e diversas questões que envolvem o dia a dia dos portadores do dispositivo e de seus familiares, no dia 23 de setembro é comemorado o Dia do Portador de Marcapasso no Brasil.

A campanha, que é uma iniciativa da ABEC/DECA – Associação Brasileira de Arritmia, Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca Artificial/Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV), mobiliza cardiologistas em todo o país com objetivo de desmistificar o assunto. Participando desse movimento, o Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor) vai realizar, no dia 20 de setembro, um evento educativo com ciclo de palestras, distribuição de cartilhas, demonstração de como os dispositivos funcionam, contação de histórias, entre outras atividades gratuitas no auditório do Hospital Anchieta a partir das 9h. Para participar basta acessar https://ictcor.com.br/marca-passo/ e fazer a inscrição.

De acordo com Dr. Candido Gomes, especialista em cirurgia cardiovascular do ICTCor, a falta de informação ainda é um grande problema. “Muitas pessoas que necessitam de um marcapasso muitas vezes nem sabem, pois não reconhecem os sintomas, que podem ser confundidos com outras doenças. Alguns deles são tonturas com escurecimento visual, desmaios, cansaço fácil, pulso irregular, entre outros. Para as pessoas que já têm o implante e seus familiares, também é preciso ter conhecimento sobre os cuidados, a prática de atividades físicas, entre várias outras referências”, explica o cardiologista.

O que é o marcapasso?

É um pequeno dispositivo eletrônico que serve para controlar o ritmo cardíaco.  Ele possui um gerador, uma bateria interna e cabos eletrodos. Estes cabos são conectados ao coração e ligados ao marcapasso depois que o médico se certifica que estão posicionados corretamente. O aparelho é implantado em uma espécie de “bolsa” sob a pele durante uma cirurgia considerada simples, que é feita com sedativo e anestesia local. “É um procedimento tranquilo, que dura de uma a duas horas. Geralmente, o paciente pode ir para casa no dia seguinte e retomar as atividades habituais após 30 dias”, afirma Dr. Candido.

Imediatamente após a cirurgia, pode-se observar o desaparecimento de sintomas como tonturas e falta de ar, causados pelo problema de ritmo cardíaco que diagnosticou a necessidade do implante. “Pode acontecer do paciente sentir pequenas dores no local do implante logo após o procedimento, mas elas diminuem e em pouco tempo acabam desaparecendo por completo”, afirma o cardiologista.

Coloquei o marcapasso. E agora?

Os cuidados pós-operatórios específicos variam dependendo do caso e serão orientados pelo médico após a cirurgia, mas existem recomendações que devem ser seguidas. “É muito importante realizar acompanhamento cardiológico rotineiro com a frequência que seu médico indicar. Geralmente, as avaliações são marcadas após um, três e seis meses. Depois deste período, somente de seis em seis meses”, relata Dr. Ricardo Carranza, que também é cirurgião cardiovascular do corpo clínico ICTCor.

Além disso, é essencial ler com atenção o manual do marcapasso. Nele, terão todas as informações referentes à maioria das dúvidas que costumam afligir os pacientes. Confira algumas delas:

  • Telefones celulares podem ser usados, mas têm que ser mantidos a pelo menos 15 cm de distância do local do implante, sendo usado no ouvido que fica do lado contrário do marcapasso. Para evitar interferências, também é recomendado que o paciente mantenha uma distância de dois metros de eletrodomésticos que estejam em funcionamento.
  • Sistemas detectores de metais, como de aeroportos e portas giratórias de bancos, devem ser evitados. É importante andar sempre com o documento de identificação, que atesta ser portador marcapasso e que facilite a sua passagem. Nos sistemas antifurto de lojas, recomenda-se simplesmente passar, evitando ficar parado entre as placas.
  • É importante sempre consultar seu médico sobre ressonâncias magnéticas, pois a maior parte dos modelos de marcapasso têm restrições quanto ao exame, principalmente os mais antigos. O mesmo vale para procedimentos como radioterapia, litotripsia e eletroacupuntura, que devem seguir recomendações médicas específicas.
  • Atividades sexuais, exercícios físicos e condução de veículos são permitidos. O único porém é se o portador tiver outra patologia cardíaca limitante, pois o marcapasso por si só não o impede de nada disso. Na dúvida, é sempre bom consultar o médico.
  • Dentro do possível, é bom evitar dormir do lado do marcapasso implantado, principalmente durante os primeiros 10 dias.

novacap.jpg

Ricardo Callado08/09/20182min

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) informa que o concurso público foi retomado e a data das provas foi marcada para 9 de dezembro (9/12). O certame havia sido suspenso em junho último em  cumprimento à decisão, Nº 2922/2018, do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

À época, o TCDF determinou a suspensão das provas especificamente para o cargo de Advogado, em atendimento a uma representação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), em razão da não participação da OAB e da procuradoria Geral do Distrito Federal (PGDF) na constituição da Comissão de Organização  e exame. Conforme estabelece o artigo 9º da Lei 5.369/2014.

“Com a conclusão dos trabalhos da comissão, foi incluída no cronograma a realização de prova discursiva para o cargo de advogado, sendo este um dos motivos do adiamento. A prova será então realizada no dia nove de dezembro cumprindo assim o que determina a lei que é de um prazo de 90 dias para a realização das provas quando há alteração de conteúdo programático”, explicou Júlio Menegotto, presidente da Novacap.

O concurso da Novacap teve mais de 76 mil inscritos confirmados, “o que demonstrou que conseguimos democratizar as inscrições com preços acessíveis à população”, afirmou o Menegotto.

Entre as vagas disponíveis para nível superior estão os cargos de geólogo (1), administrador (1), advogado (9), engenheiro civil (27), agrônomo (7), médico do trabalho (1), dentre outros. Para nível médio, haverá vagas para assistente administrativo (3), técnico agrícola (12), técnico em edificações (14), dentre outros.


Equipe-LHx-Investimentos.jpg

Ricardo Callado08/09/20185min

Com uma abordagem simples e didática, a LHx Investimentos desembarca com tudo no mercado local, esperando um incremento de cinco vezes na sua carteira de investimentos até 2020

Os investidores brasilienses passarão a contar, a partir de setembro, com um dos maiores escritórios de assessoria de investimentos da Região Centro-Oeste: a LHx Investimentos, credenciada pela XP Investimentos, maior plataforma aberta de investimentos da América Latina.

Fundada em 2009 pelos irmãos Henrique e Leonardo Fernandes, a empresa é o maior escritório credenciado junto à XP no estado do Goiás. Hoje, soma uma carteira de mais de R$ 650 milhões em investimentos e a meta é quintuplicar esta cifra até 2020.

Oferecendo educação, assessoria e serviços financeiros para que seus clientes alcancem seus objetivos, a LHx tem apostado na prestação de serviços de forma transparente e descomplicada. “Juntamos os melhores e maiores investimentos do mercado em um só lugar e colocamos à disposição do cliente especialistas no assunto, tudo para que nossos investidores possam alcançar seus objetivos financeiros mais rápido”, explica Leonardo Fernandes.

Com conceito premium de atendimento, a LHx – que está instalada num dos endereços mais nobres da cidade, no Edifício Parque Cidade, no Setor Comercial Sul, ao lado do Pátio Brasil.

Além do desenvolvimento de ações que auxiliam o cliente, a empresa também oferece conhecimentos sobre aplicações, rendimentos e demais assuntos voltados às finanças. “O atendimento personalizado faz total diferença na hora de realizar um investimento e é fundamental para que o êxito seja integral no momento de trabalhar com o próprio dinheiro”, defende Henrique Fernandes, que atualmente cuida dos negócios da empresa no estado de Goiás.

Como qualquer investimento precisa ser pensado de maneira adequada, a LHx trabalha com soluções de investimentos completas para ações, fundos imobiliários, rendas fixas, fundos de investimento e futuras oportunidades no mercado de trabalho.

“Temos uma base de mais de dois mil clientes que têm hoje, sob nossa custódia, R$ 650 milhões”, comemora Leonardo, lembrando que o escritório busca crescer na região valendo-se da capilarização da XP, utilizando a mesma metodologia que os levou à excelência em Goiás.

Quando tudo começou? – Henrique Fernandes foi motivado pelo próprio tio a fazer um curso sobre como operar na Bolsa de Valores. Junto com o seu irmão, Leonardo, fundou a LHx Investimentos durante a crise Subprime, a maior crise moderna dos mercados.

Quando questionado sobre o trabalho em família, Henrique comenta: “É desafiador”. A junção dos irmãos, porém, possibilitou que o escritório se tornasse um dos maiores no ramo na região Centro-Oeste.“Trabalhamos com foco nas habilidades de cada um e colocamos as necessidades da empresa sempre em primeiro lugar, independente das vontades pessoais”, conta o empresário.

Atualmente, a empresa conta com 12 sócios – muitos dos quais não fazem parte da família. Com isso, a cultura da empresa tem valorizado cada vez mais as ascensões por meritocracia.

Sobre LHx Investimentos – Empresa com dez anos de atuação no mercado de investimentos, a LHx é hoje um dos principais escritórios do seu ramo na Região Centro-Oeste. Atua nas seguintes praças: Goiânia, Brasília, Anápolis, Jataí e Rio Verde. O diferencial competitivo do negócio é a confiança e credibilidade, além do atendimento personalizado e da chancela da XP Investimentos, líder nacional do segmento, com 15 anos de mercado.

 

SERVIÇO:

LHx Investimentos

End.: SCS, Quadra 09, Bloco C, Torre C, 1001 – Setor Comercial – Asa Sul, Brasília – DF.

Telefone: (61) 2196-7868


professor.jpg

Ricardo Callado04/09/20185min

Os salários para o cargo de professor temporário variam de R$ 1.929,43 a R$ 3.858,87, dependendo da jornada de trabalho

O edital de abertura do concurso de Professor Temporário da Secretaria de Estado de Educação do DF (SEEDF), cuja banca organizadora será o Instituto Quadrix, foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), na segunda-feira (3/9). A seleção fará a contratação de profissionais substitutos para atuarem na rede pública de ensino da capital a partir de 2019 e pelo prazo máximo de dois anos.

Os contratados podem cumprir uma jornada de 20 ou 40 horas semanais. O primeiro irá receber R$ 1.929,43, enquanto o segundo R$ 3.858,87. Em todos os casos, serão incluídas gratificações, entre elas, a Gratificação de Atividade Pedagógica (GAPED) no valor de R$ 578,83, para aqueles com carga horária de 20h e R$ 1.157,66 para jornadas de 40h semanais.

Entre as novidades do edital está a inclusão de conteúdos como diretrizes de avaliação educacional, defasagem escolar, Lei Complementar Distrital nº 840/2011, Lei nº 8.069/1990 (dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente) e, na parte de atualidades, o item Realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE).

Para a especialista em conhecimentos pedagógicos do IMP Concursos, Madalena Coatio, as tendências pedagógicas merecem destaque. “Outros assuntos que merecem um olhar mais atento: avaliação, currículo, projeto político pedagógico, Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB (em especial os artigos 3, 4, 23, 24, 26) e bases psicológicas da educação (somente para o cargo de Atividades)”, lista.

Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, além de perícia médica, de caráter eliminatório, destinada àqueles que se declararem com deficiência. Todas as fases do processo ocorrerão no DF.

A prova objetiva será composta de 100 itens com valor de 100 pontos. As questões serão divididas entre conhecimentos básicos (30), complementares (30) e específicos (40). O processo terá duração de três horas e a aplicação ocorrerá no dia 14 de outubro.

Segundo Coatio, o aluno precisa se ater à qualidade do material que for usar como base, estudar em um lugar calmo e evitar a dispersão. “Aconselho, inclusive, se desvencilhar das redes sociais”, aponta. Sobre o método de estudo, ela indica a resolução de exercícios. “A revisão diária dos conteúdos estudados é fundamental para a realização de uma boa prova. Por meio de exercícios, aprende-se muito e se esclarece inúmeras dúvidas”.

Em relação à banca escolhida, a professora afirma que embora o Quadrix não tenha tradição nesse tipo de prova, os itens do último concurso foram muito bem elaborados. “A última prova exigiu do candidato que ele conseguisse interligar os diversos conteúdos, sobretudo, da parte pedagógica. O candidato que estuda por palavras soltas ou apenas decorando os conteúdos, certamente, terão dificuldade um pouco maior em relação aos que conseguem articular os conteúdos”, avalia.

A contratação do professor substituto se dará para suprimento de carências provisórias e temporárias decorrentes de afastamentos legais de professor efetivo da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF).  Não há número de vagas estabelecido, os aprovados serão chamados de acordo com a necessidade da SEEDF.

As inscrições poderão ser feitas no site do Quadrix, a partir das 10h de 14 de setembro e vão até às 23h59 de 4 de outubro. O valor da taxa será de R$ 60,00 para o regime de 40h e de R$ 30,00 para 20h. O pagamento deve ser efetuado até 5 de outubro. O resultado final será publicado no dia 29 de novembro, depois de concluídas todas as etapas.


vacina.jpg

Ricardo Callado03/09/20182min

O Ministério da Saúde prorrogou até 14 de setembro a Campanha Nacional de Vacinação contra Pólio e Sarampo. Pelos dados preliminares, a média de vacinação está em 88%. Em apenas sete estados a meta de vacinar pelo menos 95% do público-alvo foi atingida.

Estados e municípios que não atingiram a meta devem manter a campanha por mais 15 dias. Devem ser vacinadas contra a poliomielite o sarampo crianças de 1 ano a 4 anos e 11 meses.

Até o momento, mais de 1,3 milhão de crianças não recebeu o reforço dessas vacinas. A recomendação é que estados e municípios façam busca ativa para garantir que o público-alvo da campanha seja vacinado.

Os estados que atingiram a meta de vacinação são Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão.

O Rio de Janeiro continua com o menor índice de vacinação, seguido por Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Amazonas.

Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas (cerca de 9,8 milhões de cada).


image003.jpg

Ricardo Callado03/09/20185min

Estão abertas as inscrições para o Business Internship Program 2019, a oitava edição do programa de estágio do Google. Voltado para estudantes de ensino superior com graduação prevista para dezembro de 2019, o programa de 6 meses é uma oportunidade para que os estagiários possam conhecer e vivenciar o Google, além de desenvolver competências técnicas e comportamentais.

Turma 2018 do Google Business Internship

Olá, O Google abre hoje as inscrições para o programa de estágios 2019. Podem se inscrever alunos de todos os cursos, universidades e regiões do Brasil, com graduação prevista para dezembro de 2019. Seguem mais informações aqui ou abaixo. Abraços,Paulo  Venha ser nosso estagiário: as inscrições estão abertas! Estão abertas as inscrições para o Business Internship Program 2019, a oitava edição do programa de estágio do Google. Voltado para estudantes de ensino superior com graduação prevista para dezembro de 2019, o programa de 6 meses é uma oportunidade para que os estagiários possam conhecer e vivenciar o Google, além de desenvolver competências técnicas e comportamentais.

As inscrições vão até o dia 5 de outubro de 2018 e podem se candidatar estudantes de qualquer curso, universidade e região do Brasil. Para participar, é necessário apenas cumprir os seguintes requisitos: estar cursando o último semestre da graduação no período do programa, ter um nível de inglês que permita leitura de e-mails e conversação com colegas de trabalho, e estar disponível para trabalhar no escritório do Google em São Paulo de julho a dezembro de 2019.

O processo seletivo é composto por entrevistas com o time de recrutamento e com as futuras equipes, e ocorre inteiramente via Google Hangouts ou telefone, não sendo necessário viajar até São Paulo. Mais do que diplomas, o que vale para o Google são talentos e habilidades, por isso os candidatos podem ser selecionados para trabalhar em áreas diferentes do curso de formação, desenvolvendo e aprimorando competências técnicas e comportamentais.

Desde o início do programa, os estagiários são tratados como funcionários da empresa e chamados para solucionar problemas, impulsionar negócios, desenvolver pessoas e colocar os usuários acima de tudo.

Inscreva-se aqui!

Postado por Larissa Armani, coordenadora do programa de estágio do Google para América Latina



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias