Arquivos Destaques - Blog do Callado

bolso-1.jpg

Ricardo Callado15/10/20181min

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou hoje (15), no Dia do Professor, que pretende valorizar a categoria e resgatar o respeito em sala de aula.

Lembrando que é formado em educação física, ele disse que estava falando como professor da área.

“A inversão de valores dificulta a autoridade do professor em sala de aula. São muitos os relatos e registros de agressão, desrespeito e humilhação. Resgatar a referência que sempre representaram é também uma forma de valorizá-los”, disse o candidato no Twitter.


ibaneis-3-1.jpg

Ricardo Callado15/10/20186min

As 38 feiras permanentes espalhadas no DF, que há décadas são o símbolo do abandono, serão totalmente revitalizadas e transformadas em espaços dignos e decentes para a população e para quem trabalha nelas. Além das feiras permanentes, há outras 26 itinerantes e shoppings populares, somando 64 ao todo. A garantia foi dada neste final de semana por Ibaneis Rocha (MDB), ao visitar a feira do Guará e a feira da praça do Bicalho, Setor Norte, de Taguatinga

Por Toni Duarte//RADAR-DF

O olhar do candidato ao governo do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) se voltou no último final de semana em direção as feiras permanentes do DF, equipamentos públicos que se deterioram por falta de interesse do poder público. A feira permanente do Guará, uma das mais famosas do DF sofre com o abandono.

Em vez de abrigar histórias e disseminar culturas, os centros comerciais do DF se tornaram exemplos de descaso público. Com infraestrutura deficitária e sensação constante de insegurança, as feiras perdem diariamente freguesias e caem no esquecimento popular. É o caso da feira do Guará.

“Eu vi essa feira nascer quando era morador da Quadra 15, Conjunto R, Casa 28. Tenho um carinho muito especial por essa área. Olho para cima e vejo o telhado todo furado, não tem limpeza e nem segurança. Isso vai mudar se eu me eleger governador do Distrito Federal”, garantiu Ibaneis Rocha em visita aos feirantes.

Para Ibaneis, as feiras do DF têm que entrar no circuito cultural das cidades por ser o centro de convergências da população e importantes fontes de geração de emprego e renda.

“Os micros e pequenos empresários precisam de uma atenção do Estado para que eles possam contratar mais pessoas. Vou acabar com a diferença de alíquota, assinada pelo governo Rollemberg que na minha opinião foi um golpe no bolso do microempreendedor brasiliense”, disse.

Ibaneis se refere a Difal. Um decreto assinado por Rollemberg em 2016 para que as empresas do Super Simples recolham o diferencial de alíquota quando compram de outros Estados.

Quem tem um pequeno negócio na feira não está conseguindo vender porque o governo negligencia na fiscalização nas divisas do DF por onde entra todo o tipo de mercadoria ilegal que concorre com quem está legalizado.

“Vamos ter que ajustar o sistema, ajudar esses empresários com financiamento mais barato pelo BRB para que eles possam voltar novamente a crescer empregar e ter um ambiente onde as pessoas possam ter  banheiros limpos e segurança”, disse.

A Feira do Guará se especializou no setor de confecções, hoje responsável por 80% do seu movimento. Mantêm-se, apesar de tudo, bons restaurantes e barracas com peixes e frutos do mar frescos, legumes e verduras especiais.

Também são encontradas barracas dedicadas a ervas medicinais, temperos e raízes, doces e queijos.

O emedebista também visitou a feira da praça do Bicalho em Taguatinga onde assegurou dá o mesmo tratamento.


inflacao-supermercado.jpg

Ricardo Callado15/10/20183min

Por Kelly Oliveira

A estimativa de instituições financeiras para a inflação este ano subiu pela quinta vez seguida. De acordo com pesquisa do Banco Central (BC), divulgada hoje (15), em Brasília, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 4,43%. Na semana passada, a projeção estava em 4,40%.
Para 2019, a projeção da inflação foi ajustada de 4,20% para 4,21%. Para 2020, a estimativa segue em 4% e, para 2021, passou de 3,95% para 3,92%.

A projeção do mercado financeiro ficou mais próxima do centro da meta deste ano, que é 4,5%. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Já para 2020, a meta é 4% e, para 2021, 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

Taxa básica

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano.

De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve permanecer em 6,5% ao ano até o fim de 2018.

Para 2019, a expectativa é de aumento da taxa básica, terminando o período em 8% ao ano. Para o fim de 2020, a projeção permanece em 8,38% ao ano e em 8% ao ano no final de 2021.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros, como prevê o mercado financeiro este ano, indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Crescimento econômico

As instituições financeiras mantiveram a estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em 1,34% este ano e mantiveram a estimativa em 2,5% nos próximos três anos.


ensino_medio-sala-de-aula.jpg

Ricardo Callado15/10/20183min

Maior parte está na educação básica

Por Carolina Gonçalves

O número de professores no Brasil passa de 2,5 milhões, segundo censos educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) referentes a 2017. Desse universo, 340 mil professores estavam atuando. Hoje (15), no Dia do Professor, a Agência Brasil mostra as ideias de quem quer seguir a carreira e de docentes que não abrem mão da profissão.
Sobre a formação profissional dos que estavam em sala de aula, 4,3 mil têm diploma superior; 65,4 mil, especialização; 128,4 mil, mestrado; 143,4 mil, doutorado. Apenas 10 deles não tinham graduação.

A maior parte dos professores (2,192 milhões) é da educação básica, enquanto 349.776 são do ensino superior. As estatísticas educacionais contabilizam os profissionais uma única vez, independentemente de atuarem em mais de uma região geográfica, unidade da Federação, município ou etapa de ensino. Do total de professores, 345,6 mil estão na zona rural.

A maioria dos professores tem entre 30 e 39 anos. Mulheres representam quase 70% do corpo docente no país.

Censo

O Censo Escolar, que coleta dados da educação básica, é coordenado pelo Inep e realizado a partir de informações das secretarias estaduais e municipais de educação e escolas públicas e privadas do país.

A estatística sobre a educação superior, apontadas como a pesquisa mais completa do país, reúne informações sobre as instituições de ensino superior, seus cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes e concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa.


cancer-de-mama_25874_l.jpg

Ricardo Callado15/10/20184min

Com 50 fotos, a mostra em homenagem ao Outubro Rosa ocupará o hall do IMEB, no Edifício Crispim, de 15 a 21 deste mês

Desmitificar o câncer de mama e mostrar que podem haver beleza e felicidade durante e após o tratamento. Este é o objetivo da exposição Outro Olhar, realizada em homenagem ao Outubro Rosa, que reúne fotos e histórias de mulheres que enfrentaram e venceram a doença. A mostra, promovida pela ONG Vencedoras Unidas, estará disponível para visitação a partir do dia 15 (segunda-feira), no IMEB (Imagens Médicas de Brasília), unidade do Edifício Crispim, Setor Hospitalar Norte.

A exposição é formada por 50 fotos, produzidas pelo fotógrafo Hay Torres, que mostraram tais mulheres de duas formas: uma imagem destas vestidas e outra com as cicatrizes (da mastectomia) à mostra. O traço em comum entre elas é a alegria estampada em cada um dos rostos, provando que existe vida após o diagnóstico.

“Esse outro olhar dado para o câncer de mama, por meio da exposição, mostra que por trás de uma mulher linda e feliz pode estar uma mulher que teve marcas na vida. Marcas que representam que ela ainda está ou já enfrentou uma grande luta”, explica Raquel Araújo, da ONG Vencedoras Unidas.

Segundo o diretor do IMEB e médico nuclear Renato Barra, a exposição é uma iniciativa de grande importância para conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama, que tem vitimado milhares de mulheres no mundo todo. “Como trabalhamos com exames que proporcionam o diagnóstico da doença, sabemos que a prevenção é fundamental para que se descubra precocemente. Além disso, com o avanço da tecnologia, os tratamentos têm cada vez mais sucesso e possibilitam a retomada de qualidade de vida da paciente”, ressalta.

A exposição Outro Olhar marca ainda parte das atividades do I Congresso Centro-Oeste para Pacientes Oncológicas, que ocorrerá nos dias 20 e 21 de outubro, no auditório do IMEB (516 Sul). O evento visa fornecer informação de qualidade para a paciente oncológica acerca de temas relevantes para o seu universo, para isso contará com profissionais qualificados na área de nutrição, atividade física, oncologia, cirurgia plástica, além de oficinas e exposições. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pela página https://vencedorasunidasdf.vpeventos.com/

Sobre o IMEB – O Imagens Médicas de Brasília (IMEB) é uma das principais clínicas de Medicina Nuclear e Radiologia do Centro-Oeste e atua com excelência na área de diagnóstico por imagem. São dez unidades situadas em regiões estratégicas e de fácil acesso no Distrito Federal. Há 29 anos o Instituto é referência em qualidade no atendimento, certificado pela Norma ISO 9001:2008 e acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que visam satisfazer as necessidades dos clientes e oferecer segurança na realização de exames e procedimentos.


Sala-de-Aula.jpg

Ricardo Callado15/10/20183min

Durante transmissões ao vivo, gratuitas, os professores do IMP Concursos vão dar dicas sobre os principais tópicos e conteúdos do edital

O concurso do Ministério Público da União (MPU) está chegando e o IMP Concursos preparou uma semana de revisão com duas lives gratuitas por dia. Até o dia 18/10, uma equipe de professores vai dar dicas exclusivas sobre os principais tópicos e conteúdos do edital. A transmissão será feita no canal do youtube (IMP Concursos Online), pelo link http://bit.ly/semanaimperdivel.

Para ter acesso à transmissão basta se inscrever no canal do IMP e ativar as notificações. Essa é uma oportunidade para que os concursandos revejam de maneira otimizada todo o conteúdo que estudaram ao longo de meses de preparação.

O certame do MPU é um dos mais aguardados do ano. As provas objetivas serão aplicadas no dia 21 de outubro. Serão 120 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de específicos. São 47 vagas de nível médio e superior para os cargos de técnico administrativo e analista jurídico, além da criação de cadastro reserva.  As remunerações variam de R$ R$6.862,72 mil a R$ 11. 259,81 mil.

 

Cronograma:

15/10

12h30 Direito Administrativo – Vandré Amorim

17h30 Gestão de Pessoas – Andréia Ribas

16/10

13h30 Administração Financeira e Orçamentária – Anderson Ferreira

17h30 Direito Constitucional + Legislação MPU – João Trindade

17/10

12h30 Língua Portuguesa – Raquel Cesário

17h30 Acessibilidade + Promoção de Igualdade Racial – Ismael Noronha

18/10

12h30 Arquivologia – Darlan Eterno

17h30 Administração Pública – José Wesley


nilson-lima.jpg

Ricardo Callado15/10/20182min

Neste sábado (20), o Clube do Choro recebe o músico Nilson Lima com o show Redescobrir. O espetáculo resgata sucessos de Gonzaguinha, filho do rei do baião – Luiz Gonzaga – e ídolo do cantor. A apresentação ocorre a partir das 21h30 e conta com a participação especial de Paulo Façanha, Cely Curado, Alberto Salgado, Salomão Di Padua, Ruy Godinho e Renato Costa.

O repertório dialoga com o pensamento e traz sucessos como Sangrando, Explode Coração, Feliz, Ponto de Interrogação, Mesa de Bar, entre outros. Para Nilson Lima, a música de Gonzaguinha não é marcada pelo tempo. “Muito menos datada, ela é permanente e atual”, conta ele.

Lima vem homenageando o ídolo desde 1995. Em todos os seus trabalhos, busca regravar uma canção de Gonzaquinha. “Gonzaguinha pra mim sempre representará uma página de honra na música popular brasileira. Embora sua obra seja dos anos 1960, 1970 e 1980, suas canções continuam cada vez mais vivas. Sem falar que, vira e mexe, estão na trilha de novelas e filmes.”, destaca.

A banda que acompanha o cantor é formada por: Agilson Alcântara no violão, arranjos e direção musical; Marcos Farias no piano e acordeon; Marcio Bezerra nos instrumentos de sopros; Dennes Souza no Baixo; e Sandro Araújo Percussão. A realização é de Ester Braga, da Abèbè Produções.

Serviço:
Redescobrir – homenagem a Gonzaguinha
Quando: 20/10. Sábado, às 21h30.
Onde: Clube do Choro de Brasília – Setor de Divulgação Cultural – Eixo Monumental.
Quanto: R$ 15,00 (meia entrada) |  Bilheteria do Clube do Choro ou Bilheteria digital
Mais informações: (61) 99259-2824 (Ester Braga)


tse.jpg

Ricardo Callado14/10/20181min

Nenhum candidato que participará do segundo turno das eleições poderá ser detido ou preso, a partir deste sábado (13), a não ser em caso de flagrante delito.

A regra, que restringe a prisão de candidatos nos 15 dias que antecedem as eleições, está no parágrafo 1º do artigo 236 da Lei nº 4.737/1965 do Código Eleitoral.

Disputarão o segundo turno, no dia 28 de outubro, os candidatos a presidente da República Jair Bolsonaro, da Coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos (PSL/PRTB), e Fernando Haddad, da Coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PC do B/PROS), além de 28 candidatos a governador em 13 estados e no Distrito Federal.


megasena-1024x702.jpg

Ricardo Callado14/10/20181min

Um apostador de Marabá, no Pará, acertou sozinho o concurso 2.087 da Mega-Sena e vai receber um prêmio de R$ 27 milhões.

Ele acertou as dezenas 02,18,19,23,34 e 53 sorteadas nesse sábado (13) em Joaçaba (SC).

A quina teve 52 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 41.598,96 a cada uma.

A quadra teve 4.898 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 630,91 a cada uma.

De acordo com a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena está marcado para o dia 17 de outubro, com prêmio estimado em R$ 2,5 milhões.


deputado-jair-bolsonaro.jpg

Ricardo Callado14/10/20184min

Por Douglas Corrêa

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse neste sábado (13) que o plano de privatizações previsto por sua campanha, caso seja eleito, será de inteiro agrado do mercado e que, em princípio, as primeiras estatais que serão alvo de análise para privatização serão as criadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores. Segundo ele, as privatizações serão realizadas com responsabilidade.
“Em um primeiro momento, aquelas quase 50 estatais criadas pelo PT e ainda sobram 100. Essas outras têm que ter um modelo para privatizar com responsabilidade, logicamente que as estratégicas não privatizaremos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica e Furnas, entre outras. Mas, como um todo, tenho certeza que o mercado vai gostar do nosso plano de privatização porque é uma maneira a mais de combater a corrupção e o Estado tem que estar com aquilo que é essencial nas suas mãos, que são as estratégicas”, avaliou.

Com relação às propostas para a área da saúde, o candidato pelo PSL disse que prioritariamente é preciso combater à corrupção para que sobrem recursos para serem aplicados em outras áreas. As declarações foram dadas ao deixar a casa do empresário Paulo Marinho, onde gravou o programa político partidário.

Violência

Bolsonaro também voltou a falar sobre o aumento da violência motivada por disputas políticas. Ele citou a facada sofrida por ele, em Juiz de Fora, no dia 6 de setembro, e disse que lamenta esse tipo de agressão, que classificou de “bastante violenta”.

“Gostaria que elas parassem. Me acusam de intolerante, mas quem levou a facada fui eu. Se eu tivesse poder de apenas falar para evitar tudo isso, eu exerceria esse poder. Apelo a todos do Brasil que deixem as paixões de lado. Não estamos disputando uma partida de Fla-Flu”, afirmou o candidato.

Bolsonaro não confirmou se participará dos dois debates que estão marcados para segundo turno. Ele disse que, mesmo se for liberado pelos médicos na avaliação que fará quinta-feira (18), pode não comparecer, “como estratégia de campanha”. No entanto, afirmou que, se Haddad quiser debater com ele na rua, na frente de jornalistas, aceitará o debate.

Investimento nas Forças Armadas

O presidenciável disse ainda que, se eleito, investirá mais nas Forças Armadas, que, segundo ele, ficaram esquecidas nos últimos anos. “Investir no Exército é benéfico para a própria economia. Vamos tratar com respeito e consideração.”

Para o candidato, isso não ocorreu ao longo dos últimos 30 anos.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias