Arquivos Destaques - Blog do Callado

izalci-1.jpg

Ricardo Callado22/02/20196min

Senador brasiliense defende mais recursos para a educação

Permanente defensor da educação, o senador Izalci Lucas (PSDB/DF) foi à tribuna, nesta sexta-feira (22), para defender a destinação de mais recursos para o setor e para a ciência e tecnologia. Assim, ele destacou a situação dos bolsistas de pós-graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que não recebem reajuste há seis anos.
Izalci informou que esteve com o secretário executivo do ministério da Educação, Luiz Antônio Tozi, nesta quinta-feira (21). Portanto, na ocasião tratou do assunto, junto com a Presidente da Associação nacional de Pós-graduandos, Flavia Calé. e o presidente da Capes, Anderson Correia.
Segundo informou o senador, a bolsa para os pesquisadores no mestrado é de R$1,5 mil e para os de doutorado de R$2,2 mil.
“Esse é um valor ínfimo! E olhem que esses bolsistas não podem trabalhar. Essa é a fonte de renda deles, porque eles têm de ter dedicação exclusiva. Então, como este País pode ir para frente se não valoriza a educação, os pesquisadores? ”, questionou.
Izalci afirmou que o Brasil ocupa a 13ª posição na produção de artigos científicos, mas ressaltou que esse trabalho não é aplicado em ações de geração de emprego e renda.
“Quando se paga uma bolsa de 1.500 reais que não gera contribuição previdenciária, nem outro benefício para os pesquisadores, não há como incentivar os jovens a irem para a pesquisa e o ensino”, lamentou o senador.
O senador afirmou ainda que pretende conversar sobre o assunto com o Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez , na próxima terça-feira.
“Vamos discutir isso aqui na Comissão de Educação. Temos algumas sugestões de fontes possíveis que podem ser debatidas. Temos que priorizar isso”, disse.
Visita do Ministro de Ciência e Tecnologia Marcos Pontes ao plenário do Senado Federal.

Valorização da educação

Alémdisso, Izalci falou sobre a necessidade de valorização do magistério, lembrando que, na década de 70, o salário de um professor era próximo ao que era pago a um juiz do trabalho.
Ele reafirmou a importância da execução do Plano Nacional de Educação para corrigir os prejuízos sofridos pela classe.
Do lado dos estudantes, Izalci mencionou ações para incentivar o estudo. Por exemplo, o programa Bolsa Universitária, criada por ele enquanto Secretário de Ciência e tecnologia do DF . O projeto ajudou cerca de 10 mil alunos a concluírem o curso superior nas instituições particulares.
“A educação não pode esperar. Educação, ciência e tecnologia não são feitas com discurso, mas com recursos, com ações, e é prioridade absoluta”, concluiu o senador.

22.02.2019-FOTO-2-BALANCO-SEGURANCA-50-DIAS-DE-GOVERNO-1024x681.jpg

Ricardo Callado22/02/20197min

Balanço da Secretaria de Segurança Pública revela, ainda, queda de 21,7% nos crimes contra o patrimônio

Os registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), ou crimes contra a vida, apresentaram redução de 25,7% nos primeiros 50 dias de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento foi feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF) e divulgado, nesta sexta-feira (22), durante entrevista coletiva. Esse tipo de crime compreende homicídios, feminicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Os resultados refletem as medidas adotadas pelo SOS DF Segurança, programa lançado no primeiro dia do novo Governo Ibaneis Rocha.

Os homicídios tiveram redução de 62, em 2018, para 45 ocorrências no período analisado. É o menor número deste período, desde 2008. A SSP/DF criou a Câmara Técnica de Monitoramento Homicídio e Feminicídio para estudar caso a caso todos os crimes contra a vida ocorridos no Distrito Federal. Desta forma, são analisados dados como o perfil da vítima e do agressor, além dos locais, dias e horas em que os crimes ocorrem.

Os chamados Crimes Contra o Patrimônio, monitorados de forma prioritária pela Secretaria registraram também redução no número de ocorrência nos primeiros 50 dias de 2019 na comparação com 2018. O roubo em comércio teve a maior queda, de 45,8%, de 301 para 163 ocorrências em todo o DF. No roubo em transporte coletivo houve 28,6% de redução no período estudado. O furto em veículo e os roubos a residência, de veículo e a pedestre caíram 27,9%, 23,4%, 22,5% e 17,4%, respectivamente.

Para o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, a tendência de redução dos crimes contra o patrimônio influencia diretamente na sensação de segurança das pessoas. “As Polícias vêm realizando operações em áreas críticas para reduzir crimes dessa natureza. Com isso, o nosso esforço é que aos poucos as pessoas resgatem a sensação de segurança. Esse foi um compromisso de campanha do governador e é um dos objetivos do SOS DF Segurança”, destacou Anderson Torres.

SOS DF Segurança

Iniciado no primeiro dia de governo, o SOS DF Segurança adotou um conjunto de medidas de impacto, voltadas para reduzir a criminalidade e devolver à população a sensação de segurança, de sair às ruas em paz, pelo fortalecimento do trabalho integrado entre as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Detran, em parceria com outros órgãos de GDF.

A mais impactante é a Operação Prioridade que, seguindo para a décima-sexta incursão em diversas regiões apreendeu armas de fogo e brancas, além de deter pessoas com mandado de prisão decretada, entre outras ações.

Como parte do SOS DF Segurança foi aprovada, ainda, na Câmara Legislativa, e sancionada pelo governador Ibaneis Rocha, a gratificação de serviço voluntário para policiais civis. Na mesma medida, foram criados cargos para que policiais aposentados voltem à ativa. A medida permitirá, aos poucos, a reabertura de todas as delegacias do DF.

Delegacias

Neste ano, oito delegacias passaram a funcionar 24 horas: 2ª DP (Asa Norte), 11ª DP (Núcleo Bandeirante), 19ª DP (Ceilândia – Setor P Sul), 23ª DP (Ceilândia – Setor P Sul), 29ª DP (Riacho Fundo I), 32ª DP (Samambaia Sul), 35ª DP (Sobradinho II), 38ª DP (Vicente Pires). Faltam trabalhar em tempo integral outras setes DPs: 3ª, 8ª, 9ª, 10ª, 14ª, 17ª e 31ª.

Outra iniciativa foi a assinatura do Decreto nº 39.627, em 11 de janeiro, que aumentou a gratificação por serviço voluntário de policiais militares de R$ 300,00 para R$ 400,00. A medida reforçará o efetivo da força nas ruas do Distrito Federal.

Ainda dentro da política de valorização dos profissionais de segurança pública, o governador Ibaneis Rocha anunciou na última quarta-feira (20) o aumento de 37% para os policiais civis, parcelado em seis vezes, até 2021. O governador também anunciou a abertura de um concurso público em abril para a contratação de 1,5 mil agentes e 300 escrivães.

Além disso, 120 novos militares serão convocados para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar do Distrito (PMDF). Eles foram aprovados no concurso público realizado em 2016. Atualmente, O quadro de oficiais da corporação é de 770 militares. O GDF deve anunciar, na semana que vem, aumentos para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Viaturas

O GDF entregou, na última terça-feira (19), 109 novas viaturas à Polícia Civil. A frota descaracterizada será distribuída entre as 31 delegacias circunscricionais (das regiões administrativas) e as 17 especializadas. Com os novos veículos, a corporação reduz de 50% para 40% o percentual de carros com mais de cinco anos de uso – tempo em que começam a ser considerados antieconômicos.

O ano letivo também começou com gestão compartilhada, entre segurança pública e educação, de quatro escolas do Distrito Federal que passaram a contar com as presenças de policiais militares, auxiliando na parte disciplinar das escolas. A parte didática continua com a Secretaria de Educação.


Sala-de-aula-foto-Carlos-Bafutto.jpg

Ricardo Callado22/02/20196min
São 113 vagas de provimento imediato e os aprovados devem ser convocados este ano
Depois de cinco anos desde o último concurso, o Banco de Brasília (BRB) irá realizar uma nova seleção em 2019. Serão 113 vagas de provimento imediato e mais 2 mil de cadastro reserva, para convocação durante vigência do certame. A banca que realizará o concurso deve ser anunciada em março e as provas aplicadas em abril, conforme anunciou o governador do Distrito Federal, Ibanês Rocha. Com o prazo apertado, especialistas dão dicas para quem está se preparando.

Os cargos ainda não foram divulgados, mas a previsão é de oportunidades para as principais carreiras do banco. Os primeiros aprovados, segundo a instituição, devem ser convocados em 2019. Para o professor de conhecimentos bancários Juca Siade, do IMP Concursos, o primeiro passo é analisar as provas anteriores do concurso ou de algum outro da mesma banca organizadora, para conhecer o grau de profundidade das questões cobradas.

“Primeiramente, é necessário conhecer a área do Banco em que o candidato vai querer atuar. A dica é iniciar pelas disciplinas que o concursando tenha maior familiaridade. É preciso fazer revisões e avaliações em quantidades adequadas para reforçar o conhecimento adquirido. Isso evitará que trace um plano de estudo muito superficial ou muito complexo, evitando perda de tempo e favorecendo a eficácia nos estudos”, indica.

No penúltimo concurso, realizado em 2011, para o cargo de escrituário, a disciplina com o maior número de questões foi conhecimentos bancários. O professor indica os conteúdos mais importantes da área. “Sem sombra de dúvidas é a Estrutura do Sistema Financeiro Nacional, com as atribuições e características peculiares de cada um dos entes que a compõe. Nessa parte é exigido do candidato conhecer o Conselho Monetário Nacional (CMN), o Banco Central do Brasil (Bacen), a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), dentre outros órgãos e instituições”, indica.

Para Siade, a maior dificuldade dos concursandos é a falta de planejamento e não o conteúdo em si. “Muitos não se conscientizam que precisam modificar suas agendas diárias para obterem tempo de qualidade para o aprendizado. O que vejo nesses anos como professor na área de concursos públicos é que os alunos apenas acrescentam às suas rotinas mais um item que é “frequentar as aulas”. Essa é uma prática altamente nociva para quem realmente quer passar em um concurso público”.

Diferente das últimas edições, o novo certame deve exigir também mais conteúdos e competências ligados à inovação e ao mundo digital. Para o professor de informática Jorge Fernando, do IMP Concursos, a disciplina tem um peso importante em qualquer concurso bancário. “O banco, e isso inclui o BRB, é feito praticamente de tecnologia. Se a informática é boa, o banco é bom. Neste concurso do BRB, espero um alto nível das questões, como de costume, e apontamentos quanto a assuntos atuais: novidades de computação em nuvem, tecnologias de recursos de segurança e informática em dispositivos móveis”, explica.

Com a previsão de aplicação das provas em abril, os concursandos precisam otimizar o tempo. “O aluno deve começar procurando um curso preparatório de confiança e estudar com um especialista. Informática não é a matéria mais difícil, mas, se estudada sem a orientação de um professor, pode ser um grande problema para o aluno, pois o candidato corre o risco de estudar muita informação que não cai na prova e assim perderá muito tempo e produtividade”, aconselha.

Em relação ao conteúdo a ser priorizado, o professor aponta Segurança da Informação como o principal. “Quase todo conteúdo de informática é conectado e tem muita lógica. O aluno tem que ter uma boa noção de tudo.  Atualmente, os assuntos mais cobrados são os conceitos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e Intranet. Esse assunto, automaticamente, pode ser relacionado com todo o resto do conteúdo e, por isso, é o mais cobrado”.

Os inúmeros benefícios oferecidos pela instituição tornam a carreira atrativa. Entre eles, a jornada de trabalho de 30 horas semanais – o que permite ter mais tempo para estudar, para se dedicar a uma prática esportiva ou ainda ter mais tempo com a família, por exemplo. Possibilidade de ascensão profissional; Incentivos financeiros para se especializar ou mesmo fazer um curso de idiomas; Bom ambiente de trabalho; Salário atrativo; Benefícios, tais como auxílio alimentação, auxílio creche, vale cultura, dentre outros. Participação nos lucros da empresa e estabilidade.


carteira-de-trabalho.jpg

Ricardo Callado22/02/20194min

Por Vitor Abdala

O desemprego, medido pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), caiu em 18 das 27 unidades da federação de 2017 para 2018, segundo dados divulgados hoje (22), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior queda foi observada no Amazonas: recuo de 15,7% para 13,9%.
Na região Norte, houve queda no Acre (de 14,1% para 13,5%), Pará (de 11,8% para 11,1%) e Tocantins (de 11,7% para 10,6%). No Sul, foram registradas reduções no Rio Grande do Sul (de 8,4% para 8,1%), Santa Catarina (de 7,1% para 6,4%) e Paraná (de 9% para 8,8%).

Houve recuo em todo o Centro-Oeste: Mato Grosso do Sul (de 8,5% para 7,6%), Mato Grosso (de 9% para 7,9%), Goiás (de 10,6% para 9,2%) e Distrito Federal (de 13,2% para 12,7%).

No Sudeste, caíram as taxas de desemprego em São Paulo (de 13,4% para 13,3%), Minas Gerais (de 12,2% para 10,7%) e Espírito Santo (de 13,1% para 11,5%).

Já no Nordeste, recuaram as taxas no Piauí (de 12,9% para 12,8%), Ceará (de 12,6% para 11,3%), Rio Grande do Norte (de 14,5% para 13,6%), Paraíba (de 11,4% para 11,1%) e Pernambuco (de 17,7% para 16,7%). Na Bahia, a taxa permaneceu em 17%.

Em outros sete estados, as taxas não só cresceram de 2017 para 2018 como também foram as maiores da série histórica, iniciada em 2012: Rio de Janeiro ( passou de 14,9% em 2017 para 15% em 2018), Sergipe (de 14,3% para 16,6%), Alagoas (de 16,7% para 17%), Maranhão (de 14,3% para 14,4%), Roraima (de 9,9% para 12,3%) e Amapá (de 17,8% para 20,2%).

O Amapá, além de ter a maior alta de 2017 para 2018, junto com Roraima, teve a maior taxa de desemprego do ano passado.

Quarto trimestre

O IBGE informou que, do terceiro para o quarto trimestre, a taxa caiu em apenas seis das 27 unidades da federação, com destaque para o Sergipe, que passou de 17,5% para 15%, e Pernambuco: de 16,7% para 15,5%.

O desemprego subiu na Bahia – de 16,2% para 17,4% – e se manteve estatisticamente estável em outras 20 unidades da federação.

12 capitais têm maior taxa de desemprego em 7 anos

Doze capitais brasileiras tiveram uma taxa de desemprego recorde na média de 2018, desde que a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) começou a fazer o levantamento em 2012. Uma delas foi Macapá (18,2%), o maior nível de desemprego entre todas as 27 capitais.

Outras cidades da região Norte com taxa de desemprego recorde foram Porto Velho (13,7%) e Boa Vista (12,4%). O Nordeste, no entanto, concentrou a maior parte dessas capitais: Teresina (13,6%), João Pessoa (11,9%), Recife (16,3%), Maceió (16,7%) e Aracaju (16,4%).

Também tiveram o maior percentual em sete anos o Rio de Janeiro (12,6%), Vitória (12,5%), São Paulo (14,2%) e Porto Alegre (9,5%).

Os dados da Pnad foram divulgados hoje (22), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

A pesquisa mostra ainda que Florianópolis e Campo Grande foram as capitais que tiveram as menores taxas médias de desemprego em 2018, inferiores a 7%. Na capital catarinense, 6,5%, já em Campo Grande, 6,6%.

Também registraram percentuais abaixo da média nacional, de 12,3%, Goiânia (7%), Curitiba (9,4%), Cuiabá (10%) e Fortaleza (10,8%), além de Porto Alegre e João Pessoa.


condominios.jpg

Ricardo Callado22/02/20194min

Objetivo é encerrar impasse na Fazenda Paranoazinho. A conciliação, ocorrida nesta quinta-feira (21), é um pedido do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha

Para mediar conflito que dura mais de uma década, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) organizou encontro entre representantes dos condomínios Vivendas da Serra e Solar de Athenas, localizados na Região Norte do Distrito Federal, e representantes da Urbanizadora Paranoazinho, proprietária da área.

A conciliação, ocorrida nesta quinta-feira (21), é um pedido do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. As deliberações desta reunião preliminar serão submetidas à aprovação do Comitê de Mediação de Regularização Fundiária, do qual a Seduh faz parte. O colegiado foi instituído por meio do Decreto 39.629, de 15 de janeiro de 2019.

Participaram do encontro o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira; o subsecretário de Novos Parcelamentos e Regularização Fundiária, Marcelo Vaz; a diretora da Coordenação de Urbanização, Rosemay Pimentel; o diretor da Urbanizadora Paranoazinho, Ricardo Birmann; síndicos e moradores dos condomínios Vivendas da Serra e Solar de Athenas.

A ideia é que a Seduh ofereça apoio técnico a fim de que o processo de regularização da área seja concluído. Por se tratar de regularização em área privada, a atuação da secretaria se dá no âmbito de colaboração. A expectativa é que, com isso, o acordo ocorra de forma satisfatória para ambos os lados. “Queremos dar a nossa contribuição no alinhamento de visões e ideias”, defendeu Oliveira.

Neste primeiro momento, ficaram definidos os critérios a serem contemplados no acordo. Os pontos a serem observados serão o modelo de regularização — se por meio da Urbanizadora Paranoazinho ou das associações de condomínios —; os custos do processo; a implementação de espaços públicos comunitários; e a manutenção do padrão atual de cercamento.

A empresa se comprometeu a elaborar a planilha de custos da regularizaçãoO documento deve ser apresentado para análise e aprovação das associações do Solar de Athenas e do Vivendas da Serra. O cenário a ser considerado é o de a empresa assumir os valores do procedimento e ser, então, ressarcida pelos moradores. A expectativa é que o próximo encontro ocorra em meados de março.

Uma vez fechada a proposta com os representantes dos condomínios, ela será levada para votação nas assembleias. A construção de um entendimento mediada pelo Executivo foi celebrada pelo diretor da Urbanizadora Paranoazinho. “Vemos uma possibilidade concreta de equacionarmos a situação e virarmos essa página”, disse Birmann.

O ambiente de diálogo permite a resolução de impasses, na avaliação da advogada da Associação dos Proprietários de Fração Ideal no Condomínio Solar de Athenas (ProAthenas), Maria Olímpio. “Queremos a regularização, queremos que isso tenha um fim e que os interesses dos moradores sejam reconhecidos”, afirmou.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação


Feriado.jpg

Ricardo Callado22/02/20192min

Calendário do Distrito Federal foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (22)

Nesta sexta-feira (22), o Diário Oficial do Distrito Federal trouxe a publicação do calendário de atividades do Governo. Conforme o Decreto nº 39.681, em 2019, os servidores terão 16 dias de folga. Serão nove feriados, entre nacionais e locais, e sete pontos facultativos.

A programação será seguida pelos órgãos da administração direta, autárquica e fundacional do DF, sem prejuízo da prestação dos serviços considerados essenciais. A rede pública de ensino deverá levar em conta o calendário escolar aprovado para o ano letivo de 2019.

Confira os feriados e pontos facultativos de 2019 no DF:

4 de março – Carnaval (ponto facultativo)
5 de março – Carnaval (ponto facultativo)
6 de março – Quarta-feira de Cinzas (ponto facultativo)
30 de março – Paixão de Cristo (feriado nacional)
21 de abril – Aniversário de Brasília (feriado local) e Tiradentes (feriado nacional)
1º de maio – Dia Mundial do Trabalho (feriado nacional)
20 de junho – Corpus Christi (ponto facultativo)
7 de setembro – Independência do Brasil (feriado nacional)
12 de outubro – Dia de Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional)
28 de outubro – Dia do Servidor Público (ponto facultativo)
2 de novembro – Finados (feriado nacional)
15 de novembro – Proclamação da República (feriado nacional)
30 de novembro – Dia do Evangélico (feriado local)
24 de dezembro – véspera de Natal (ponto facultativo após as 14 horas)
25 de dezembro – Natal (feriado nacional)
31 de dezembro – véspera de Ano-Novo (ponto facultativo após as 14 horas)


Ciro-Nogueira.jpg

Ricardo Callado22/02/20193min

De acordo com nota da Polícia Federal, a ação é desdobramento das investigações em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou as ações.

Por Carolina Gonçalves

Trinta agentes da Policia Federal cumprem hoje (22) mandados de busca e apreensão em endereços de Teresina (PI), Brasília (DF) e São Paulo (SP).
A Operação “Compensação” investiga crimes de  corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, tendo como principal alvo o senador Ciro Nogueira, do Partido Progressista (PP). O parlamentar é do Piauí.

De acordo com nota da Polícia Federal, a ação é desdobramento das investigações em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou as ações.

Depoimentos prestados por colaboradores apontam repasses de R$ 43 milhões ao Partido Progressista, em pagamentos em espécie e doações oficiais, por intermédio do senador, em troca de apoio político do partido na campanha eleitoral para a eleição presidencial de 2014.

Os sete mandados de busca e apreensão foram autorizados pela ministra Rosa Weber, do STF. Também estão sendo entregues intimações para depoimentos de envolvidos no caso.

Nota de defesa

A Defesa do senador Ciro Nogueira distribuiu, hoje, nota denunciando o que chama de “o direito penal do espetáculo. O que está sendo apreendido nesta busca e apreensão é o que foi recentemente restituído pelo Supremo Tribunal Federal em virtude de outra operação que não resultou em Ação Penal. O Supremo rejeitou a denúncia, pois baseada tão somente na palavra de outro delator. Tal constrangimento poderia ser evitado com a simples intimação do senador para prestar esclarecimento pois, é evidente, este sempre se colocou à disposição do Poder Judiciário”, finaliza a nota distribuída por advogados do parlamentar, alvo da operação da Polícia Federal.


Ibaneis-distritais.png

Ricardo Callado22/02/20194min

Valor foi anunciado em almoço nesta quinta-feira (21) e poderá ser utilizado pelos 16 novos parlamentares da Casa

Por Ian Ferraz 
Em almoço de cortesia com os deputados distritais nesta quinta-feira (21/2), o governador Ibaneis Rocha anunciou a liberação de R$ 43 milhões em crédito para os parlamentares novatos usarem em emendas. O encontro também serviu para o chefe do Executivo ouvir demandas e sugestões dos representantes da Câmara Legislativa.

“Gostaria de agradecê-los pelo apoio na CLDF e pelas críticas. Convivo com críticas muito facilmente e tiro para a vida o melhor delas. A política, assim como a vida, é feita de resultados e é uma alegria poder governar o Distrito Federal com vocês, que também foram eleitos”, discursou o governador antes de assinar o projeto que será encaminhado à Casa.

Diferentemente dos parlamentares reeleitos, os 16 estreantes ficam sem verba em caixa por não terem elaborado o orçamento deste ano. Assim, o governo encaminhará o projeto para votação na CLDF e, em seguida, o valor será distribuído.

Ibaneis destacou o ambiente democrático e se disse satisfeito com o desempenho da Casa. Sobre o almoço, que ocorreu no Centro Internacional de Convenções do Brasil, destacou a importância do contato direto com cada parlamentar. “É importante esse relacionamento. Estou no meu primeiro mandato como político e não sou nem situação nem oposição. Tenho deixado isso bem claro para os deputados. Quero o melhor para a cidade”, acrescentou.

Ibaneis reforçou que o governo quer ouvir ideias e está aberto a todos. Ele também destacou a possibilidade que os deputados novatos vão ter para utilizar as emendas. “Eles foram eleitos e não podem perder um ano de mandato com seus projetos. É um gesto, está aqui [a verba para as emendas], eles têm esse recurso e precisam saber utilizá-los”, finalizou.

Os deputados também falaram sobre o projeto. Mesmo não tendo direito a repasse, por ter sido reeleito, Reginaldo Veras falou da importância para os novos colegas. “É bom [valor], quando assumimos em 2015 só tivemos direito a R$ 1 milhão. É uma verba bacana, dá para os deputados começarem a atender demandas de suas bases”, disse.

Novato na Casa, Fábio Félix também compareceu ao almoço e pontuou a necessidade da conexão entre o chefe do Executivo e os deputados. “Tem que manter o diálogo. Estamos ali [na CLDF] para atuar e legislar pela cidade. Independentemente do governo, viemos para manter esse diálogo sempre aberto. Ter emendas é bom. Ela pode fortalecer as políticas sociais, áreas importantes da política pública. Emenda parlamentar é importante”, afirmou.

Líder do governo, Cláudio Abrantes elogiou a “conversa institucional”. “Ele [Ibaneis] está inaugurando uma nova maneira de fazer política, dialogando com a oposição. Isso é bom para a política porque assim melhoramos os projetos”. (Com informações da Agência Brasília)


Imagem-para-aposentadoria-por-invalidez.jpg

Ricardo Callado22/02/20194min

São favorecidos pela aposentadoria por invalidez pessoas que possuem incapacidade sem cura que as impossibilite de realizar qualquer trabalho. É concedida mesmo sem idade ou tempo de contribuição suficiente para aposentadoria, no entanto, é necessária a comprovação dessa incapacidade.

O valor do benefício é de 100% do salário comum da pessoa, podendo ter o adicional de 25% para quem necessita de ajuda de terceiros, devido a gravidade de sua doença, mesmo se ocorrer a necessidade após a conquista da aposentadoria.

O beneficiário tem o direito de, no prazo de 2 anos, ir até à empresa em que trabalhava para garantir seus devidos direitos. A rescisão do contrato trabalhista ocorre automaticamente, assim que concedida a aposentadoria.

Para dar início ao procedimento, você deve, primeiramente, agendar a perícia no INSS pelo site ou pelo telefone 135. É preferível que faça o agendamento online, por conta do documento de comprovação gerado. O INSS também recomenda que, de início, seja requerido o auxílio-doença.

Posteriormente, junte todos os documentos médicos que possam ser usados para comprovar a incapacidade, podendo ser exames laboratoriais, clínicos, de imagem, atestados, contendo sempre o CID (Código Internacional de Doença).

É de suma importância que isso seja feito com o auxílio de um advogado especializado, para que não haja o recebimento do salário inferior ao que o requerente já recebe, a falta de registros médicos suficientes ou falha do INSS que interfira na concessão da aposentadoria, evitando o indeferimento da mesma de maneira premeditada.

Assim, caso qualquer um desses fatos ocorra, o advogado poderá ingressar com uma ação judicial, tornando possível a garantia dos seus direitos e a concessão do benefício.

O benefício se finda em 3 casos: quando o aposentado vem a óbito, volta a trabalhar ou recupera a capacidade de trabalhar. Se a recuperação ocorrer em até 5 anos e o indivíduo voltar para sua função antiga, o benefício é cessado imediatamente. Se, por alguma razão, ele não puder voltar para suas funções, receberá pelo tempo de aposentadoria, cada ano equivalente a um mês.

O INSS convoca, a cada 2 anos, beneficiários dos auxílios e aposentadorias para uma reavaliação. Aqueles que perdem o prazo de agendamento, ou não comparecem, têm seu benefício suspenso, tendo 60 dias para marcar novo agendamento, sob pena de cancelamento do benefício. Maiores de 60 anos ou de 55 com mais de 15 anos de benefícios são isentos.

Fonte: VLV Advogados – Escritório de Advocacia Valença, Lopes e Vasconcelos.


Buffet-Hana_Divulgacao.jpg

Ricardo Callado22/02/20198min

Casas separam itens descomplicados dos cardápios para brasilienses reporem energias durante a folia na cidade

“ALLAH-LA Ô, MAS QUE CALOR”. Está chegando uma das épocas mais aguardadas do ano: o Carnaval. Pela cidade, foliões vão às ruas para seguirem seus blocos favoritos e curtir a data. Neste período, é importante não esquecer de se alimentar e optar por comidas leves e práticas para repor as energias e aproveitar até o último momento da quarta-feira de cinzas. Para isso, algumas das mais tradicionais casas brasilienses prepararam sugestões para quem quiser fazer uma boquinha no meio da folia. Anota aí:

El Paso
O restaurante mexicano queridinho da capital é a parada ideal de quem quiser uma opção refrescante para comer durante as festividades. A casa conta com diversas opções de ceviche, que é leve e delicioso, ideal para a ocasião. Além do Ceviche Clássico (R$39), tem o Ceviche Cartagena (R$40), com camarão, peixe branco ao leite de coco e aji amarillo, e o Frida Khalo (R$42), com peixe branco, abacate em cubos, pico de gallo e molho de tomate com tequila.

Serviço
El Paso Cocina Mexicana – Asa Sul
Endereço: SCLS 404 BL C LOJA 19
Telefone: (61) 3323-4618
Horário de funcionamento: Terça a quinta: das 12h às 15h e das 18h à meia-noite. Sexta e sábado: das 12h às 16h e das 18h às 00h30. Domingos: das 12h às 16h e das 18h às 23h
El Paso Cocina Mexicana – Asa Norte
Endereço: CLN 110 Norte Bloco B
Telefone: (61) 3349-6820
Horário de funcionamento: Terça a quinta: das 12h às 15h e das 18h à meia-noite. Sexta e sábado: das 12h às 16h e das 18h à 00h30. Domingos: das 12h às 16h e das 18h às 23h
El Paso Cocina Mexicana – Terraço Shopping
Endereço: Octogonal 2/8 Lote 5 Piso 1 – Lojas 145/146 – Terraço Shopping
Telefone: (61) 3233-5197
Horário de funcionamento: Segunda a quinta: das 12h às 15h e das 18h à meia-noite. Sexta e sábado: das 12h às 16h e das 18 h à 00:30. Domingos: das 12h às 16h e das 18h à 23h

Apetitá Bistrô
Com a nova proposta de bistrô, o Apetitá é a pedida certa para quem quer um lanche descomplicado no carnaval. A casa oferece no cardápio três opções de sanduíches leves: o de filé de leitão com abacaxi grelhado (R$20), o de tiras de filé mignon ao molho de cebola com queijo minas padrão e salada (R$25) e o de filé de frango com geleia de pimenta, queijo minas padrão e salada (R$20). Quem quiser se refrescar pode se deliciar com os sorvetes da casa (potes a partir de R$12), que são da famosa marca Cairu, vinda diretamente de Belém do Pará. Tapioca, cupuaçu, carimbó e taperebá estão entre os tradicionais sabores disponíveis.

Serviço
Apetitá Bistrô
Endereço: Asa Sul Comércio Local Sul 410 BL D LOJA 15
Telefone: (61) 3256-8055
Horário de funcionamento: Segunda a sexta – das 12h às 21h; Sábados – das 12h às 22h; Domingos – das 13h às 22h

Bhumi Cozinha Orgânica e Saudável
Se o que você quer é uma comida leve, o Bhumi é parada obrigatória durante o carnaval. O cardápio do local está repleto de receitas veganas, sem glúten, sem lactose e low carb. A dica da casa para quem quer se refrescar, são os sucos naturais (a partir de R$10,90), fresquinhos e feitos na hora do jeito que preferir no juice bar do restaurante. Quem quiser mais sustância pode lançar mão dos energy bowls. Dentre as opções, estão o Chococo Bowl (R$22,90 – 500ml), com abacate, cacau, leite de amêndoas, tâmara, coco ralado e nibs de cacau, e o PB Love Bowl (R$22,90 – 500ml), com banana, pasta de amendoim, canela, leite de castanha e farofa de castanha de caju.

Serviço
Bhumi Cozinha Orgânica e Saudável
Endereço: CLS 113 Bloco D Lojas 33 e 34 – Asa Sul
Telefone: (61) 3345-0046
Horário de funcionamento: segunda-feira a sábado das 8h às 22h e domingo das 8h às 16h

Haná
Esta opção é para se recuperar depois que a farra terminar. Aos que querem uma opção mais completa para comer, a casa oferece O Haná Premium (R$85,90 por pessoa), que, além de dar direito ao buffet com quarenta opções de sushis e pratos quentes que ficam dispostos na esteira do salão, inclui também o rodízio, com pedidos marcados no papel. Nada melhor que um sushi para repor as energias!

Serviço
Endereço: SCLS 408 Bloco B Loja 35 – Asa Sul
Telefone: (61) 3244-9999
Horário de funcionamento:
Almoço – segunda a sexta das 12h às 15h, sábado, domingo e feriados das 12h às 16h
Jantar – segunda a sexta das 19h às 23h, sábado, domingo e feriados das 19h à 0h

Fratello
Pizza é sempre uma boa opção, ainda mais se for de uma das mais tradicionais pizzarias da capital. De entrada, os clientes podem pedir a famosa cesta de pizza branca da casa. Para o prato principal, a Pizza da Vovó (R$61 individual/ R$67 média/ R$ 73 grande), com frango desfiado com tempero da vovó, catupiry, parmesão e orégano. Como opção de sobremesa, a pizza Coelho Sensual (R$68 individual/ R$74 média/ R$80 grande), com massa crocante, calda de chocolate, morango e sorvete de creme com amêndoas douradas, é de dar água na boca e vai fechar o dia de folia com chave de ouro.

Serviço
Fratello Uno – 103 Sul
Endereço: SCLS 103 Bloco A Loja 36 – Asa Sul
Telefone: (61) 3321-3213
Fratello Uno – 109 Norte
Endereço: SCLN 109 Bloco D Loja 19 – Asa Norte
Telefone: (61) 3447-3360
Horário de funcionamento de ambas as unidades: domingo a quinta-feira, das 18h à 0h; sexta-feira e sábado, das 18h30 à 0h30.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias