Arquivos Brasil - Blog do Callado

ensino_medio-sala-de-aula.jpg

Ricardo Callado15/10/20183min

Maior parte está na educação básica

Por Carolina Gonçalves

O número de professores no Brasil passa de 2,5 milhões, segundo censos educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) referentes a 2017. Desse universo, 340 mil professores estavam atuando. Hoje (15), no Dia do Professor, a Agência Brasil mostra as ideias de quem quer seguir a carreira e de docentes que não abrem mão da profissão.
Sobre a formação profissional dos que estavam em sala de aula, 4,3 mil têm diploma superior; 65,4 mil, especialização; 128,4 mil, mestrado; 143,4 mil, doutorado. Apenas 10 deles não tinham graduação.

A maior parte dos professores (2,192 milhões) é da educação básica, enquanto 349.776 são do ensino superior. As estatísticas educacionais contabilizam os profissionais uma única vez, independentemente de atuarem em mais de uma região geográfica, unidade da Federação, município ou etapa de ensino. Do total de professores, 345,6 mil estão na zona rural.

A maioria dos professores tem entre 30 e 39 anos. Mulheres representam quase 70% do corpo docente no país.

Censo

O Censo Escolar, que coleta dados da educação básica, é coordenado pelo Inep e realizado a partir de informações das secretarias estaduais e municipais de educação e escolas públicas e privadas do país.

A estatística sobre a educação superior, apontadas como a pesquisa mais completa do país, reúne informações sobre as instituições de ensino superior, seus cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes e concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa.


megasena-1024x702.jpg

Ricardo Callado14/10/20181min

Um apostador de Marabá, no Pará, acertou sozinho o concurso 2.087 da Mega-Sena e vai receber um prêmio de R$ 27 milhões.

Ele acertou as dezenas 02,18,19,23,34 e 53 sorteadas nesse sábado (13) em Joaçaba (SC).

A quina teve 52 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 41.598,96 a cada uma.

A quadra teve 4.898 apostas ganhadoras e pagou prêmio de R$ 630,91 a cada uma.

De acordo com a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena está marcado para o dia 17 de outubro, com prêmio estimado em R$ 2,5 milhões.


temer.jpg

Ricardo Callado13/10/20183min

Por Vítor Abdala

O presidente da República, Michel Temer, disse hoje (12) que o Brasil está dividido por causa das eleições. Ele acredita, no entanto, que essa divisão entre os brasileiros será superada assim que terminar o período eleitoral.
“Temos de ter a compreensão de que a eleição é um momento político-eleitoral. Logo depois vem o momento político-administrativo. No momento político-eleitoral, é natural que haja divergência. O que não pode haver é violência. Tenho absoluta convicção de que, passado esse momento, após a eleição o Brasil estará reunificado”, afirmou o presidente.

Temer participou nesta sexta-feira de uma missa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no centro de visitantes das Paineiras, aos pés do monumento do Cristo Redentor, que completa hoje 87 anos.

Em entrevista à imprensa, o presidente disse ainda que se preocupa com episódios de violência ocorridos durante a eleição.

“É claro que toda vez que se fala em violência temos de nos preocupar. Por isso, precisamos combatê-la como estamos fazendo todos”, acrescentou Michel Temer. Ele disse ainda que está se divertindo com as brincadeiras feitas na internet, cujo mote é a frase “Fica Temer”, em alusão às incertezas sobre o resultado da eleição.

Na missa, o presidente adotou o mesmo tom de que os brasileiros devem se unir. “Quando se conta que Nossa Senhora Aparecida foi encontrada para depois encontrar-se a sua outra parte, para restaurar a imagem da santa padroeira do Brasil, eu percebo que isso serve como uma simbologia extraordinária para verificar que nada no Brasil se fraturará. Ao contrário, se houver uma tentativa de fratura, nós todos, com a Santa Igreja, vamos colar essa fraturas de modo que permanentemente tenhamos uma imagem do Brasil inteiramente costurada”, disse.

Durante a missa, celebrada por dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, também foi anunciado que os visitantes ao monumento do Cristo Redentor poderão fazer uma doação voluntária para manter a estátua.


fgts_rio_3.jpg

Ricardo Callado11/10/20184min

Por Kelly Oliveira 

A partir deste sábado (13), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que começou a ser implementada em julho do ano passado.Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito.

O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.


marconi-policia-civil.jpg

Ricardo Callado10/10/20182min

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo foi detido na tarde de hoje (10), enquanto prestava depoimento na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Goiás. Ao confirmar a prisão temporária de seu cliente, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que está indignado.

“O novo decreto de prisão é praticamente um “copia e cola” de outra decisão de prisão já revogada por determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região [TRF1]”, afirmou o advogado, em nota enviada à imprensa.

Um dos investigados na Operação Cash Delivery Perillo compareceu à Superintendência da PF para prestar depoimento. Por decisão do próprio ex-governador, o depoimento inicial foi mantido. A operação investiga denúncias de pagamento de propina a agentes públicos de Goiás.

Em sua nota, Kakai lembra que o TRF1 já concedeu liminares determinando a soltura de dois investigados na Cash Delivery. “Não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto [de prisão] do ex-governador Marconi Perillo.”

Para o advogado, a prisão de Perillo “constitui uma forma de descumprimento indireto dos fundamentos das decisões de liberdade concedidas a outros investigados”, “por fatos supostamente ocorridos entre 2010 e 2014, [baseada] na palavra isolada dos delatores”.


policia_federal_generica_1.jpg

Ricardo Callado10/10/20181min

A Polícia Federal deflagrou hoje (10) três ações simultâneas para investigar e coibir crimes relacionados às eleições de 2018.

De acordo com os policiais, são cumpridos um mandado de busca e apreensão no Paraná e a lavratura de dois Termos Circunstanciados de Ocorrência em São Paulo e Sergipe.

Em nota, a polícia informou que as ações fazem parte das atividades desenvolvidas pelo Centro Integrado de Comando e Controle Eleitoral (CICCE/2018) em Brasília e pretendem aprofundar as investigações sobre vídeos que circularam recentemente nas redes sociais.

As apurações, de acordo com a polícia, são consequência do acompanhamento para identificar e afastar possíveis ameaças ao processo eleitoral de 2018.

Os investigados poderão responder, no caso do estado do Paraná, pelos crimes de violação de sigilo do voto e porte ilegal de arma.

Já os investigados em Sergipe e São Paulo deverão responder por incitação de crime contra candidatos.


caminhoneiros.jpg

Ricardo Callado09/10/20183min

Para 2019, projeção de crescimento do PIB foi reduzida em 0,1 ponto

Por Kelly Oliveira

A economia brasileira deve crescer menos em 2018 e no próximo ano, de acordo com atualização de estimativas do relatório de Perspectiva Econômica Mundial do Fundo Monetário Internacional (FMI), divulgado hoje (9).
A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 1,4% este ano, com redução de 0,4 ponto percentual em relação a julho.

Para 2019, a projeção de crescimento do PIB foi reduzida em 0,1 ponto percentual para 2,4%.

Segundo o FMI, a economia brasileira crescerá nesses dois anos devido à recuperação da demanda privada. No relatório, o fundo cita o efeito da greve dos caminhoneiros, com redução da projeção para o PIB deste ano em relação ao estimado em abril.

“O crescimento projetado para 2018 é menor do que no relatório de abril em 0,9 ponto percentual devido a interrupções causadas pela greve dos caminhoneiros em todo o país e condições financeiras externas mais apertadas, que são fonte de risco para as perspectivas”, diz o relatório.

Inflação

Para o FMI, a inflação deve chegar a 3,7% este ano e a 4,2% em 2019. O fundo avalia que a inflação dos preços dos alimentos vai se recuperar após uma queda causada por uma colheita excepcional em 2017.

O fundo acredita que a política monetária (taxa básica de juros, a Selic) deve permanecer acomodativa, enquanto o desemprego permanece alto e a inflação cresce gradualmente em direção à meta, que deve ser perseguida pelo Banco Central (BC). A previsão do FMI para a taxa de desemprego é 11,8% em 2018 e 10,7% em 2019.

No relatório, o FMI acrescenta que a consolidação fiscal é uma prioridade no Brasil. “A reforma da Previdência é essencial para garantir sustentabilidade e justiça, dado que as despesas previdenciárias são altas e crescentes e as aposentadorias são indevidamente generosas para alguns segmentos da população”, diz o documento.

O FMI defende também aumento na flexibilidade do orçamento. “Também será necessário continuar contendo a folha salarial do governo, harmonizando os regimes tributários federais e estaduais e melhorando as finanças dos governos subnacionais, protegendo ao mesmo tempo programas sociais eficazes”, destacou o fundo.


montagem-bolsonaro-e-haddad-1538076446142_615x300.jpg

Ricardo Callado07/10/20181min

Com 96,06% das urnas apuradas, está confirmado o segundo turno entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Bolsonaro tem 46,66% dos votos válidos e não tem mais chance matemáticas de fechar com mais de 50% dos votos. Fernando Haddad (PT) está com 28,43%.

Em terceiro, está Ciro Gomes (PDT), com 12,52%. Ele é seguido por Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,82% e João Amoedo (Novo), com 2,57%. Os votos em branco somam 2,67% e os nulos, 6,11%. Até o momento, a abstenção registrada é 20,33%.


caiado.jpg

Ricardo Callado07/10/20182min

Por Paulo Victor Chagas

O senador Ronaldo Caiado (DEM) venceu a disputa ao governo de Goiás, com 59,79% dos votos válidos. O candidato Daniel Vilela (MDB), que atualmente é deputado federal, ficou em segundo lugar, com 16,28% dos votos válidos.

Até agora foram apurados 94,92% das urnas. Os votos brancos somam 5,18% e os nulos, 11,38%. A abstenção está em 20,23%.Médico e empresário do agronegócio, Ronaldo Ramos Caiado tornou-se nacionalmente conhecido ao presidir, de 1986 a 1989, a União Democrática Ruralista, entidade criada para defender os interesses dos grandes produtores rurais.

Foi candidato a presidente da República em 1989, pelo PSD, apareceu na propaganda eleitoral montado num cavalo branco, mas fez menos de 1% dos votos. Já filiado ao PFL (hoje DEM), no ano seguinte, Caiado foi eleito deputado federal por Goiás.

Depois de cinco mandatos na Câmara dos Deputados, foi eleito senador. No Congresso, foi um dos principais líderes da bancada ruralista e marcou sua atuação pela defesa do agronegócio e pela forte oposição aos governos do PT.

Foi um dos principais articuladores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Esta foi a segunda vez que Caiado disputou o governo de Goiás. Na primeira, em 1994, ficou em terceiro lugar. Natural de Anápolis, 69 anos, é casado há 28 anos com Gracinha Caiado e tem quatro filhos.


Temer.jpg

Ricardo Callado07/10/20183min

Presidente reconhece que redes sociais “alardeiam falsidades”

Por Alex Rodrigues

O presidente da República, Michel Temer, disse hoje (7), em Brasília, que a “tranquilidade” com que as eleições estão transcorrendo em todo o país pode “inaugurar uma pacificação” nacional.
“Acho que, hoje, estamos dando um exemplo daquilo que poucos imaginavam que poderia acontecer. Ou seja, o dia do pleito é o dia inaugural de uma pacificação, de uma harmonia extraordinária no país”, disse Temer ao visitar o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), onde as ações de segurança pública de vários órgãos públicos são monitoradas, como parte da Operação Eleições 2018.

Segundo o último balanço divulgado pelo Ministério da Segurança Pública, entre o último dia 4, quando a chamada Operação Eleições 2018 começou, e as 17 horas de hoje, foram registradas 1.848 ocorrências e 500 prisões. A maioria por boca de urna; compra de votos; propaganda e transporte irregular de eleitores.

Para o presidente, o clima, nas ruas, é de tranquilidade. No entanto, ele reconheceu que, nas redes sociais, “se alardeiam muitas falsidades”.

Perguntado sobre o desempenho do candidato de seu partido, Temer disse que Henrique Meirelles (PMDB) fez “um papel muito bonito, muito interessante”. Para o presidente, “o fato de [um candidato] ter ou não ter votos é assim mesmo”. “Winston Churchill ganhou a 2ª Guerra e não ganhou a eleição”, acrescentou o presidente, evitando antecipar resultados. “Vou esperar até após as 19 horas. Estarei no Alvorada e convidei [alguns membros da equipe de governo e apoiadores] para, se quiserem, ir até lá e avaliarmos e discutirmos o resultado. Acho que, mais que nunca, vale a pena discutir o Brasil de hoje”.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias