Ricardo Callado, Autor em Blog do Callado - Página 2 de 154

Ibaneis-3.jpg

Ricardo Callado21/03/20192min

Na próxima terça-feira (26), Ibaneis receberá no Palácio do Buriti 26 chefes do Executivo estadual para uma reunião extraordinária

Por Hédio Ferreira Júnior 
Como acordado na última edição do Fórum dos Governadores, realizada em fevereiro, governadores se reúnem na próxima semana para tratar de temas de interesse dos estados e demandas relacionadas ao governo federal.

O pacto federativo vem sendo uma preocupação dos governadores brasileiros. A partir da constituição de 1988, houve uma concentração de recursos na União, deixando estados e municípios em situação financeira mais apertada. A nova proposta discutida com o Ministério da Economia coloca nas mãos de prefeituras e governos estaduais os recursos disponíveis para investimentos de e regiões.

“Nós temos uma dificuldade financeiro-administrativa que atinge quase todos os estados da Federação, mas temos notado uma sensibilidade muito grande do governo federal. Eles querem os ajustes, os ajustes precisam ser feitos”, comentou o governador.

MDB

No início da tarde, Ibaneis esteve na liderança do MDB na Câmara dos Deputados em um debate sobre a reforma da Previdência, em tramitação na Casa. Na reunião foi instituída uma comissão que vai criar um novo estatuto do MDB, trazendo a inclusão de novas tecnologias e jovens filiados.

(Com informações da Agência Brasília)


eu-amo-brasilia.jpg

Ricardo Callado21/03/20192min

Governador esteve no Congresso com o presidente Davi Alcolumbre e lideranças nacionais do MDB

Por Hédio Ferreira Júnior 
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tenta junto ao Senado a aprovação de duas medidas provisórias (MP) que darão autonomia ao crescimento econômico do DF. As MP 861 e 862 tratam, respectivamente, da transferência, da União para o DF, da Junta Comercial do Distrito Federal e da criação da Região Metropolitana em Brasília.

A primeira, segundo o governador, “traz justiça ao Distrito Federal”, único ente federativo onde a Junta Comercial era da União e não do Estado. “Essa transferência é importante para que possamos dar condições ao nosso empresariado de evoluir”.

Já a MP 862 altera o Estatuto da Cidade na criação de uma região que, de fato já existe, mas não é legalmente reconhecida. “Nós temos mais de 3 milhões de habitantes que residem na chamada Ride [Região Integrada do Distrito Federal e Entorno], mas não podemos ter projetos estruturantes com os estados de Goiás e de Minas Gerais”, afirmou o governador. Neste caso, a alteração no Estatuto da Cidade possibilitaria uma ação conjunta do DF com seus estados vizinhos.


bolso-3.jpg

Ricardo Callado21/03/20192min

Por Carolina Gonçalves

O presidente Jair Bolsonaro chega hoje (21) ao Chile onde pretende abrir caminho para  impulsionar as relações comerciais brasileiras e ampliar a carteira de investidores estrangeiros no Brasil. A pauta de assuntos é bastante diversificada e inclui mudanças na legislação previdenciária brasileira inspirada no modelo chileno.
A proposta previdenciária do Chile foi apresentada por José Piñera, irmão do presidente chileno Sebastián Piñera. José foi ministro do Trabalho e Previdência Social e implementou o sistema no começo dos anos de 1980.No encontro com Piñera, Bolsonaro tenciona defender a retirada do papel o acordo de livre comércio assinado entre os dois países no final de 2018.

Autoridades brasileiras que já classificam a relação Brasil-Chile como “ágil e dinâmica” e esperam que o encontro de alto nível entre os dois presidentes eleitos em 2018 acelere a ratificação do acordo, ainda dependente do aval de parlamento dos dois países.

Fluxos

O Chile é segundo parceiro comercial do Brasil na América do Sul, superado apenas pela Argentina. No ano passado, as trocas comerciais com o Chile tiveram um crescimento de 15% com o registro do maior fluxo de exportações brasileiras que cresceram mais de 20%, totalizando US$ 10 bilhões.

Quanto aos investimentos recíprocos, o Brasil é o maior receptor de investimentos chilenos, acumulando mais de US$ 35 bilhões em estoque. Os investimentos brasileiros no Chile chegaram a US$ 4,5 bilhões.

Somando estoques, o total de US$ 40 bilhões supera inclusive o da relação com argentinos.


hran.jpg

Ricardo Callado21/03/20192min

Ibaneis disse ainda que tomou conhecimento de “uma espécie de embarreiramento no atendimento

Após a solenidade, Ibaneis conversou com a imprensa e falou sobre a decisão de exonerar o diretor do Hospital Regional na Asa Norte (Hran), Gustavo Bernardes, e o superintendente da Regional de Saúde Central, Adriano Ibiapina, após as denúncias de boicote na Saúde do DF.

“Eu fiquei muito decepcionado com informações que eu tive, de que estava existindo algum tipo de boicote. Como o cargo é um cargo de confiança, você só mantém quem você confia”, decretou o governador.

Ibaneis disse ainda que tomou conhecimento de “uma espécie de embarreiramento no atendimento, para que as pessoas ficassem do lado de fora para expor uma situação que não era real porque havia leitos dentro do hospital” e que esse procedimento será estendido a todos os servidores que não se atentarem que o momento no Distrito Federal é outro.

“Eu quero pessoas empenhadas, trabalhando e atendendo a comunidade. Eu estou dando as condições para que os hospitais funcionem, estou colocando medicamentos, levando pessoal, tratando todos com respeito. Mas quem destratar a população que me elegeu, e me elegeu porque quer mudança, vai ser exonerado do cargo”, finalizou.


alexandre-de-moares.jpg

Ricardo Callado21/03/20194min
Alexandre de Moraes determinou as primeiras buscas e apreensões no âmbito do inquérito que apura ataques e divulgação de notícias falsas contra ministros do STF nas redes sociais (Arquivo/Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Felipe Pontes

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou as primeiras buscas e apreensões no âmbito do inquérito sigiloso que apura ataques e divulgação de notícias falsas (fake news) contra os ministros da Corte nas redes sociais. Nesta quinta-feira (21), são cumpridos mandados nos estados de São Paulo e Alagoas.
Ontem (20), Moraes designou dois delegados para auxiliar na condução das investigações. São eles: Alberto Ferreira Neto, chefe da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Fazendários da Polícia Federal; e Maurício Martins da Silva, da Divisão de Inteligência da Polícia Civil de São Paulo.

Na decisão, Moraes disse que o inquérito tem dois alvos: o vazamento de documentos sigilosos e a suposta existência de um esquema de financiamento para divulgação em massa nas redes sociais de mensagens para “lesar a independência do Poder Judiciário e o Estado de Direito”.

A abertura do inquérito foi anunciada na quinta-feira (14) pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli, no início da sessão plenária, quando Moraes foi definido relator do caso. A medida foi tomada após o Supremo ter sido alvo de manifestações sobre a decisão que definiu a competência da Justiça Eleitoral para julgar crimes de corrupção conexos a eleitorais.

PGR pede esclarecimentos

Na semana passada, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu esclarecimentos ao ministro Alexandre de Moraes. Segundo a procuradora, a portaria na qual a investigação foi instaurada não esclareceu quais pessoas devem ser investigadas. Além disso, cabe ao Ministério Público realizar tais investigações, e não ao Judiciário, ressaltou a procuradora.

Ao menos um ministro do STF, Marco Aurélio Mello, criticou publicamente a abertura do inquérito por inciativa da Corte. Para ele, caberia ao MP conduzir a investigação. Ele criticou ainda o fato de Moraes ter sido designado por Toffoli como relator, sem que houvesse sorteio entre todos os ministros do Supremo.

Entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra) manifestaram apoio à abertura da investigação.


PEQUENAS-MARGARIDAS-3.jpg

Ricardo Callado21/03/201931min

Centro Cultural apresenta retrospectiva da carreira da atriz

De 26 de março a 14 de abril, no CCBB Brasília

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) Brasília recebe a mostra de cinema Věra Chytilová: a grande dama do cinema Tcheco de 26 de março a 14 de abril, no Cinema do CCBB Brasília. A seleção apresenta 26 produções, sendo 20 longas-metragens e 6 curtas-metragens, com curadoria assinada pela montadora de cinema e TV Rosa Monteiro.  Ingressos a R$ 5(meia) e R$ 10 (inteira). Ao longo de toda a mostra, todas as mulheres pagam meia- entrada, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

A programação ainda conta com masterclass, na abertura da mostra (26) às 19h, ministrada pela diretora e pesquisadora de cinema Bárbara Cabral. E no dia 27, também a partir das 19h,  debate sobre o cinema europeu  com a presença da pesquisadora Bárbara Cabral, da professora e pesquisadora Clarissa Motter, e da curadora, cineasta e editora em produção de conteúdo para televisão, Rosa Monteiro. Também será distribuído catálogo com com informações, fotos, textos críticos inéditos e traduções de textos célebres.

A mostra de retrospectiva da produção cinematográfica da cineasta e diretora Vera Chytilová apresenta pela primeira vez suas principais produções ao público brasileiro, que terá contato tanto com a filmografia de ficção e não-ficção, digital e em película.

Vera Chytilová iniciou sua carreira em uma Tchecoslováquia dominada pela União Soviética, encontrando na atmosfera política uma de suas mais fortes influências em todos os aspectos da sua obra. Firmou-se como um nome conhecido em todo o mundo por Pequenas Margaridas(1966), com personagens simpáticos e ausência de uma narrativa contínua. O filme fazia críticas severas ao regime comunista, trazendo marcas que Vera utilizaria em grande parte da carreia a partir dali.

Após a obra, a censura governamental tornou quase impossível para Chytilová buscar oportunidades dentro da Tchecoslováquia. A cineasta seguiu desafiando a realidade da época e trabalhando em seu filme seguinte: Fruto do Paraíso (1969). Em paralelo, ela passou a dirigir comerciais sob o nome de seu marido, Jaroslav Kučera.

A carreira de Chytilová prossegue com intensa produção até os anos 2000. Os filmes adquiriram tom menos audacioso ao longo dos anos, mas sem perder as características subversivas e elementos de paródia do estilo de vida e cotidiano. Um exemplo é “Trap, Trap, Little Trap” (1998), uma sátira ao comportamento misógino das agências de publicidade tchecas, ao mesmo tempo em que lida com temas densos como estupro e violência. Até o fim de sua carreira,  Chytilová  lutou intensamente para produzir arte dentro de uma sociedade imersa por censura ferrenha.

“Vera Chyntilová personificou uma linguagem cinematográfica única com um estilo que não se apoia em convenções. Ao invés disso, ela faz uso de manipulações visuais que criam significados únicos. Rebelde, feminista e crítica da sociedade contemporânea: esses são alguns adjetivos que descrevem a cineasta”, explica a curadora Rosa Monteiro. Citando a importância da mostra, ela considera que o cinema de Vera Chytilová se torna urgente em um momento de busca por representatividade e por vozes de autoras mulheres que transformaram as realidades nas quais se encontraram.

 

Longas-metragens

1)      Algo Diferente (O něčem jiném)

82 min, 1963, Tchecoslováquia, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Jirí Pokorný / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Vladimir Bosak, Eva Bosáková

 

Sinopse: Duas histórias, uma documental, outra ficcional, desenrolam-se em paralelo: os preparativos da ginasta Eva Bosáková para o seu último campeonato mundial e a dona de casa Vera, que assume todo o trabalho doméstico de seu lar. As pressões sofridas por Eva e a falta de reconhecimento na vida de Vera são colocadas lado a lado, assim como os dois mundos igualmente dominados pelos homens.

 

2)      Pérolas das Profundezas (Perlicky na dne)

106 min, 1965, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Jiří Menzel, Jan Němec, Evald Schorm, Věra Chytilová, Jaromil Jireš / produção: Frantisek Sandr / roteiro: Jiří Menzel, Jan Němec, Evald Schorm, Věra Chytilová, Jaromil Jireš

Elenco principal: Pavla Marsálková, Ferdinand Kruta, Alois Vachek 

 

Sinopse: Cinco curtas baseadas em cinco histórias de Bohumil Hrabal. O segmento de Chytilová, “Na Cafeteria do Mundo”, talvez seja o mais sombrio e surreal. Dois acontecimentos têm lugar numa cantina ao mesmo tempo: uma mulher jovem morre enquanto se realiza um banquete de casamento.

 

3)      As Pequenas Margaridas (Sedmikrásky)

73 min, 1966, Tchecoslováquia, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Karel Lier / roteiro: Věra Chytilová, Ester Krumbachová, Pavel Jurácek

Elenco principal: Ivana Karbanová, Jitka Cerhová, Marie Cesková 

 

Sinopse: Duas garotas, ambas chamadas Marie, reconhecem que o mundo está corrompido e decidem embarcar em uma série de brincadeiras destrutivas que consomem e destroem o que está ao redor delas. Carro-chefe da Nouvelle Vague Tcheca, o filme é um exercício audiovisual extravagante, anarquista e dadaísta, com uma explosão de cores psicodélicas e símbolos do inconsciente. A diretora definiu o filme como “uma farsa filosófica feminista”.

 

4)      Fruto do Paraíso (Ovoce stromu rajských jíme)

96 min, 1970, Tchecoslováquia / Bélgica, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Pavel Jurácek, Jaroslav Kucera, Bronka Ricquier / roteiro: Věra Chytilová, Ester Krumbachová

Elenco principal: Jitka Nováková, Karel Novak, Jan Schmid

 

Sinopse: Eva é uma jovem obcecada por um homem vestido de vermelho, que não se sabe quem é, o que faz, e se apresenta algum perigo. Até o dia em que Eva e seu namorado passam o dia em um spa surrealista, onde deparam-se com a Tentação. Fábula visual que recria de forma alegórica e psicodélica a história de Adão e Eva, é um filme cheio de sobreposições de cores, colagens e texturas.

 

5)      Conjunto Habitacional (Panelstory aneb jak se Rodí Sídliště)

96 min, 1979, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Miroslav Smrcek / roteiro: Věra Chytilová, Eva Kacírková

Elenco principal: Lukás Bech, Antonín Vanha, Eva Kacírková 

 

Sinopse: Em Praga, um senhor perambula por um conjunto habitacional mal sinalizado e ainda em construção, procurando o bloco para onde ele irá se mudar com a família de sua filha. O ancião oriundo do campo gosta de conversar, nada escapa de seus olhos e ele quer dar a todos uma ajuda.

 

6)      Calamidade (Kalamita)

96 min, 1981, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Bohumil Pokorný / roteiro: Věra Chytilová, Josef Silhavý

Elenco principal: Bolek Polívka, Dagmar Bláhová, Jana Synková 

 

Sinopse: Tour de force sobre a vida cotidiana no final da Tchecoslováquia, realidade que Chytilová conhecia intimamente.  Calamidade também marca a primeira colaboração da diretora com o dramaturgo Bolek Polívka, que entraria em muitos dos seus filmes.

 

7)      Chytilová Versus Forman (Chytilová Versus Forman)

84 min, 1981, Bélgica, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Milos Forman

 

Sinopse: Documentário. Um combate intelectual entre dois artistas drasticamente distintos: um permanentemente inseguro, frustrado e que questiona tudo, outra uma surpreendente contadora de histórias perfeitamente em paz, pouco ligada à introspecção e confiante na intuição.

 

8)       Praga – O Incansável Coração da Europa (Praha – neklidné srdce Evropy)

60 min, 1984, Tchecoslováquia / Itália, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Miroslav Machácek

 

Sinopse: Este documentário autoral de Vera Chytilová tem o formato de um ensaio sobre uma cidade dos tempos antigos que adota um estilo de vida moderno. Os temas em foco são analisados através de uma divisão inusitada: paganismo, expansão do cristianismo, a renascença e o barroco são colocados lado a lado com suas ramificações e consequências na vida moderna de Praga.

 

9)       O Chalé do Lobo (Vicl Bouda)

92 min, 1986, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Daniela Fischerová

Elenco principal: Miroslav Machácek, Tomás Palatý, Stepánka Cervenková

 

Sinopse: Ficção. A única incursão de Chytilová no terror adolescente tem também uma pitada de ficção científica. Um grupo de adolescentes faz uma viagem de esqui supervisionado por instrutores estranhos. Uma avalanche os isola do mundo e os suprimentos são limitados. Cruzamento peculiar entre filme de gênero, fábula e alegoria política.

 

10)   O Bobo da Corte e a Rainha (Sasek a Kralóvna)

112 min, 1987, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Miroslav Smrcek / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka

Elenco principal: Bolek Polívka, Chantal Poullain, Jirí Kodet

 

Sinopse: O filme, uma sátira de elementos quixotescos, alterna entre personagens reais e os seus correspondentes fantasiosos: um morador de um pequeno vilarejo tcheco ajuda um casal alemão a procurar javalis selvagens, enquanto em uma narrativa paralela um bobo-da-corte entretém um rei alemão e sua esposa francesa.

 

11)   Tainted Horseplay (Kopytem Sem, kopytem tam)

129 min, 1988, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Zbynek Hloch / roteiro: Věra Chytilová, Pavel Skapík

Elenco principal: Tomás Hanák, Milan Steindler, David Vávra 

 

Sinopse: Para três amigos a vida é uma diversão sem fim. Conquistam garotas aos montes indo de festa em festa, até que descobrem que um deles é seropositivo. Primeiro filme do bloco do leste sobre AIDS, Tainted Horseplay é considerado um dos filmes do ciclo “mulherengo” de Chytilová.

 

12)   Tomas Garrigue Masaryk (TGM Osvoboditel)

61 min, 1990, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Tomas Garrigue Masaryk

 

Sinopse: A vida de Tomáš Garrigue Masaryk, o primeiro presidente eleito da Tchecoslováquia depois da queda do império austro-húngaro em 1918. Material audiovisual de arquivos, fotos e dramatizações de sua infância tecem uma história intimamente ligada ao passado do país.

 

13)   Os Cidadãos de Praga me Entendem (Mí Pražané Mi rozumějí)

60 min, 1991, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Vera Lastuvkova / roteiro: Věra Chytilová, Zdenek Mahler

Elenco principal: Milan Steindler, Tereza Kucerová, Lenka Loubalová

 

Sinopse: Uma comédia maliciosa em que Chytilová relaciona o legado de Mozart com a arquitetura contemporânea de Praga, através de um relato ficcional da estadia do compositor na cidade. O filme nega qualquer verossimilhança ou relação com fatos históricos.

 

14)   A Herança (Dedictví aneb Kurvahosigutntag)

120 min, 1992, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Jirí Jezek, Pavel Solc / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka

Elenco principal: Bolek Polívka, Miroslav Donutil, Anna Pantuckova

 

Sinopse: Um caipira herda milhões e vai para a cidade, deixando sua vila para ir viver como rico na República Tcheca pós-comunista. Colaboração entre Chytilová e Polívka, que co-escreveu o argumento e interpretou o protagonista, o filme é uma comédia politicamente incorreta e um registro impagável da transição da antiga Tchecoslováquia para o capitalismo selvagem, a busca por dinheiro fácil e alpinismo social.

 

15)   Armadilhas (Pasti, Pasti, Pastičky)

112 min, 1998, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: xxxxxx / roteiro: Věra Chytilová, Tomás Hanák, Eva Kacírková, Michal Laznovsky

Elenco principal: Zuzana Stivínová, Miroslav Donutil, Tomás Hanák 

 

Sinopse: Dois homens raptam e estupram uma jovem mulher para quem dão carona, sem saber que ela era uma veterana de guerra. Ela os droga e remove seus testículos. Drama que mescla momentos de humor absurdo com protestos políticos.

 

16)   Vôos e Quedas (Vzlety a Pády)

110 min, 2000, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Václav Chochola, Karel Ludwig, Zdenek Tmej 

 

Sinopse: Documentário pouco conhecido  sobre a cultura oculta do mundo artístico tcheco da primeira metade do século XX. Um capítulo crucial da obra de de não-ficção de Chytilová sobre a Tchecoslováquia, dessa vez por meio das vidas de três fotógrafos tchecos: Václav Chochola, Karel Ludwig e Zdeněk Tmeje. Chytilová regressa aos locais de Pérolas das Profundezas, filme de sua juventude.

 

17)   Banidos do Paraíso (Vyhnání z Ráje)

125 min, 2001, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Viktor Shwarcz / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka, Desmond Norris

Elenco principal: Bolek Polívka, Jan Antonín Pitínský, Milan Steindler 

 

Sinopse: Nada parece dar certo para Rosta, um cineasta que está dirigindo um filme chamado “Paradiso” em uma praia nudista. Desde o primeiro dia de filmagem ele se encontra em situações de conflito com sua equipe, seu elenco e sua esposa. Comédia ousada que cita elementos do filme anterior de Chytilová, Frutos do Paraíso.

 

18)   Jornada – Um Retrato de Vera Chytilová  (Cesta – Portret Věra Chytilová)

54 min, 2004, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Jasmina Bralic / produção: Kateřina Černá / roteiro: Jasmina Bralic

 

Sinopse: Documentário intimista sobre a cineasta Věra Chytilová. Dessa vez por trás das câmeras, ela fala sobre como chegou ao cinema, sua vida pessoal e sua carreira.

 

19)   Procurando Ester (Pátráni po Ester)

119 min, 2005, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Vratislav Slajer / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Ester Krumbachová, Vera Chytilová, Ivan Balada 

 

Sinopse: Ester Krumbachová colaborou com Chytilová nos seus projectos mais célebres, como Pequenas MargaridasFruto do Paraíso A Tarde do Fauno, além de ter realizado um filme como diretora. Coração e alma da Nouvelle Vague Tcheca, Krumbachová sempre inspirou os que a rodeavam. Agora Chytilová se pergunta: quem era Ester?

 

 

20)   Momentos Agradáveis (Hezké Chvilky bez Záruky)

113 min, 2006, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Adam Polák / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Jana Janeková, Jana Krausová, Bolek Polívka

 

Sinopse: Apesar de ela própria estar à beira de um esgotamento nervoso, a psicóloga Hana atende um grupo de pacientes complexos. O última longa-metragem de Chytilová é uma tragicomédia humana e uma história de tormento diário.

 

Curtas-metragens

 

1)      Green Street (Zelená ulice)

9 min, 1960, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

 

Sinopse: Um enorme comboio de mercadorias com 68 vagões, 140 eixos e 18 mil toneladas de carga sai de Praga. Um elaborado exercício de montagem feito a partir de imagens espetaculares.

 

2)      Miado (Kocicina)

11 min, 1960, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Jan Hartmann

 

Sinopse: Chytilová inspira-se nos escritos de Franz Kafka em um raro exemplo de adaptação literária em um de seus filmes. O Sr. K guarda jóias roubadas em casa e raramente deixa sua esposa usá-las. Um vizinho curioso, o Sr. B, faz uma visita de surpresa. Um gato observa tudo.

 

3)      Teto (Strop)

42 min, 1961, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Pavel Jurácek

 

Sinopse: Aqui o foco de Chytilová é em uma modelo, alguém constantemente vestida e preparada para ser observada e analisada. Ao expor o crescente  aborrecimento e desconforto físico de sua protagonista, a diretora explora também as nuances do controle masculino presente no universo da moda.

 

4)      Saco de Pulgas (Pytel blech)

45 min, 1962, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

 

Sinopse: O filme mostra o dia-a-dia de um internato numa pequena e típica cidade na Tchecoslováquia socialista. Jana se rebela contra a estrutura rígida do instituto e é admirada por Eva, recém-chegada ao local.

 

5)      Camarada (Kamarádi)

41 min, 1971, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Jirí Kodet, Jan Kanyza, Václav Knop

 

Sinopse: Chytilová foi proibida de realizar filmes durante 6 anos. A única exceção foi este filme, pouco conhecido pelo grande público e exibido em raras ocasiões. Produzido para a televisão, relata uma tensa história sobre três soldados e um disparo fatídico.

 

 

6)      O Tempo é Inexorável (Cas je neúprosný)

16 min, 1978, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

 

Sinopse: Chytilová trata as histórias de um grupo de idosos com o máximo respeito e tato e forja uma rica experiência, tão visual quanto visceral, através de técnicas de montagem intrincadas. Ao mesmo tempo, começa a dar forma à suas ruminações posteriores sobre idade e o sentido da vida.

Programação – Vera Chytilová – CCBB Brasília

 

 

Dia 26/03 Terça-feira

17h – Algo Diferente (O něčem jiném), 82 min, 1963, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

19h – MASTERCLASS com Bárbara Cabral (ingressos serão distribuídos no dia)

 

Dia 27/03 Quarta-feira

15h – Calamidade (Kalamita), 96 min, 1981, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

17h15 – As Pequenas Margaridas (Sedmikrásky), 73 min, 1966, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

19h – DEBATE com a curadora Rosa Monteiro, Clarissa Motter e Bábara Cabral

 

Dia 28/03 Quinta-feira

17h30 – Sessão Curtas 1: Green Street, Miado, Teto e Saco de Pulgas (Shorts 1: Zelena ulice, Kocicina, Strop, Pytel Blech) , 107 min, 1960 a 1962, Tchecoslováquia Blu-ray, 16 anos

20h – Jornada – Um Retrato de Vera Chytilová  (Cesta – Portret Věra Chytilová)

54 min, 2004, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 29/03 Sexta-feira

16h30 – Sessão Curtas 2: Camarada e O Tempo é Inexorável (Cas je neúprosný), 57 min, 1971 e 1978, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

18h30 – Procurando Ester (Pátráni po Ester)

119 min, 2005, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 30/03 – Sábado

14h30 – Calamidade (Kalamita) 96 min, 1981, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

16h30 – A Herança (Dedictví aneb Kurvahosigutntag), 120 min, 1992, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

18h30 – Momentos Agradáveis  (Hezké Chvilky bez Záruky), 113 min, 2006, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 31/03 – Domingo

13h30 – Armadilhas (Pasti, Pasti, Pastičky), 112 min, 1998, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

16h – Chytilová versus Forman (Chytilová Versus Forman), 84 min, 1981, Bélgica, Blu-ray, 16 anos

18h – Conjunto Habitacional (Panelstory aneb jak se Rodí Sídliště)

96 min, 1979, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 02/04 – Terça-feira

16h – Banidos do Paraíso (Vyhnání z Ráje), 125 min, 2001, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

18h30 – Tainted Horseplay (Kopytem Sem, kopytem tam), 129 min, 1988, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 03/04 – Quarta-feira

15h – Praga – O Incansável Coração da Europa (Praha – neklidné srdce Evropy)

60 min, 1984, Tchecoslováquia / Itália, Blu-ray, 16 anos

16h30 – Momentos Agradáveis  (Hezké Chvilky bez Záruky), 113 min, 2006, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

19h – Conjunto Habitacional (Panelstory aneb jak se Rodí Sídliště)

96 min, 1979, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 04/04 – Quinta-feira

14h30 – O Bobo da Corte e a Rainha (Sasek a Kralóvna), 112 min, 1987, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

17h – O Chalé do Lobo (Vicl Bouda), 92 min, 1986, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

19h – Pérolas das Profundezas (Perlicky na dne), 106 min, 1965, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 05/04 – Sexta-feira

15h30 – Vôos e Quedas (Vzlety a Pády), 110 min, 2000, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

18h – Sessão Curtas 2: Camarada e O Tempo é Inexorável (Cas je neúprosný), 57 min, 1971 e 1978, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

19h30 – Chytilová versus Forman (Chytilová Versus Forman), 84 min, 1981, Bélgica, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 06/04 – Sábado

14h30 – Banidos do Paraíso (Vyhnání z Ráje), 125 min, 2001, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

17h – Os Cidadãos de Praga me Entendem (Mí Pražané Mi rozumějí), 60 min, 1991, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

18h30 – Tainted Horseplay (Kopytem Sem, kopytem tam), 129 min, 1988, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

 

Dia 07/04 – Domingo

13h40 – Sessão Curtas 1: Green Street, Miado, Teto e Saco de Pulgas (Shorts 1: Zelena ulice, Kocicina, Strop, Pytel Blech) , 107 min, 1960 a 1962, Tchecoslováquia Blu-ray, 16 anos

16h – Tomás Garrigue Masaryk (TGM Osvoboditel), 61 min, 1990, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

17h30 – A Herança (Dedictví aneb Kurvahosigutntag), 120 min, 1992, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos


Exposicao-JANELAS.jpg

Ricardo Callado20/03/20193min

A casa, que se firma também como ponto cultural, exporá cerca de 20 obras assinadas pela artista Malu Perlingeiro, a partir do dia 12

Para dar continuidade à intenção de se tornar uma referência da cidade quando se trata de cultura, o Apetitá Bistrô (410 Sul) vai receber, a partir do dia 13 de março, quarta-feira, às 19h, a exposição JANELAS?. Serão cerca de 20 obras assinadas pela carioca Malu Perlingeiro, que estarão disponíveis não só para serem admiradas pelos clientes, mas também para serem compradas por quem tiver interesse.
A mostra é uma pequena parte do projeto Janelas Coloniais Brasileiras, também assinado por Malu, em que ela retrata detalhes da arquitetura marcante brasileira. A artista separou algumas obras da série e criou uma exposição à parte. “Em várias obras, desconstruí imagens originais de janelas, ‘rasgando-as’ por meio da pintura, de mosaicos ou da inserção de elementos reais. Juntei estas obras e assim surgiu JANELAS?”, explica.
Com as obras, Malu busca a interação das próprias lembranças com as lembranças dos espectadores. “Trago isso de forma pouco convencional, quase psicológica. Para isso, os convido a ir além do simples passear dos olhos sobre as obras. A aproximação permite complementar os sentidos e despertar emoções”, garante. As peças, que vão da pintura em tinta acrílica até a o uso de elementos reais sobre a tela, estarão expostas no Apetitá até o dia 10 de abril durante o horário de funcionamento do local.

Serviço
Exposição JANELAS? por Malu Perlingeiro
Local: Apetitá Bistrô – 410 Sul
Data: de 13 de março a 10 de abril
Abertura: 13 de março, quarta-feira, a partir das 19h
Horário de funcionamento da casa: Segunda a sexta – das 12h às 21h; Sábados – das 12h às 22h; Domingos – das 13h às 22h
Entrada: gratuita
Classificação: livre


plenario-senado.jpg

Ricardo Callado20/03/20194min

Por Karine Melo

De autoria do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), o texto altera a Lei dos Partidos Políticos para submeter seus representantes a programas de compliance, sistema de integridade amparado em regras de responsabilidade social e princípios éticos, sob pena de suspensão de recebimento do Fundo Partidário, pelo período de até 12 meses.
Como foi aprovado em caráter terminativo pela CCJ, caso não seja apresentado recurso para votação no plenário do Senado, a matéria seguirá para apreciação da Câmara dos Deputados.

“Como qualquer pessoa jurídica, os partidos políticos também devem ter procedimentos e controles robustos, baseados nas melhores práticas nacionais e internacionais, a fim de evitar irregularidades e ilícitos, principalmente por lidarem com recursos públicos”, justificou Anastasia no projeto.

A ideia é que cada partido fique obrigado a prever o programa de integridade em seu respectivo estatuto.

O plano deverá reunir um conjunto de mecanismos internos de controle, auditoria e incentivo à denúncia de irregularidades, além de uma estratégia para aplicação efetiva de códigos de ética e de conduta, política e diretrizes, com o objetivo de detectar e sanar desvios, fraudes, irregularidades e outros ilícitos praticados ou atribuídos ao partido.

Código de Conduta deverá ter três eixos

O Código de Conduta e Integridade previsto na proposta deverá ter três eixos: princípios, valores e missão do partido; orientações para a prevenção de irregularidades e de conflitos de interesses; e condutas vedadas aos integrantes ou colaboradores do partido.

O projeto estabelece ainda que o partido terá de oferecer, duas vezes ao ano, treinamentos específicos sobre legislação eleitoral, controles internos, governança, padrões de conduta, código de ética, políticas e procedimentos de integridade.

Por fim, determina que a violação do programa de integridade passa a ser causa de cancelamento imediato da filiação partidária

“Não se trata de restringir a autonomia dos partidos políticos, mas exclusivamente de dotá-los de meios para que exerçam seu indispensável papel na sociedade, de instrumento para a atuação política do cidadão, com ética, transparência e responsabilidade em relação aos respectivos filiados e ao povo brasileiro”, defendeu o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), relator da proposta.


zap-gdf.png

Ricardo Callado20/03/20192min

Para ter acesso aos principais acontecimentos e atividades do Governo do Distrito Federal a população deve adicionar o telefone (61) 99532-1873 e encaminhar a palavra SIM

O Governo do Distrito Federal lançou, nesta quarta-feira (20), uma nova plataforma de comunicação para aproximar a população das atividades do GDF. Ao adicionar o número (61) 99532-1873 em seus contatos e enviar a palavra SIM, os cidadãos farão parte da lista de transmissão da equipe de Comunicação do governo. Não é um grupo, ou seja, o seu número não será exposto. O cidadão terá a privacidade de interagir diretamente com a equipe responsável pela pasta.

Além deste novo canal, a população pode contar com a Ouvidoria e acompanhar tudo sobre o GDF por meio das plataformas digitais:

Ouvidoria: telefone 162

Site: https://agenciabrasilia.df.gov.br/

Facebook: www.facebook.com/govdf

Instagram: www.instagram.com/gov_df/

Twitter: twitter.com/Gov_DF


bolso-2.jpg

Ricardo Callado20/03/20194min

Encontro em Santiago marcará anúncio oficial do Prosul

Por Carolina Gonçalves

A reunião na capital chilena marcará o anúncio oficial do Prosul, projeto idealizado para substituir a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), paralisada há mais de dois anos.

Integram o Prosul Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana.

A proposta idealizada pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, tem formato mais enxuto e é menos onerosa a todos. Os presidentes devem anunciar o aval à nova composição ainda na sexta-feira, após a reunião.

Estrutura

O Prosul não deve manter a atual estrutura da Unasul, ao buscar soluções mais leves para o aparato que hoje inclui uma sede física em Quito, no Equador, além de secretariados e quadro de funcionários.

As nações que compõem o Prosul entenderam que a Unasul, da forma como funcionou desde seu lançamento em 2008, perdeu efeitos práticos, mantendo custos, e passou a disputar decisões sobre temas que já são tratados em outras instâncias, como o Mercosul.

Sem avanços na Unasul na prática, acordos negociados atualmente por meio do Mercosul (bloco que reúne Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, que está suspensa temporariamente) garantiram, por exemplo, a implantação de área de livre comércio entre países do Mercosul e os sul-americanos que integram a Aliança do Pacífico, com exceção do México que ainda mantém restrições sobre algumas áreas.

Diferenciação

O Prosul não deve ter um tratado e não será um organismo, como a Unasul. A ideia é seguir os moldes de um agrupamento de países no formato de um fórum. Para o Brasil, o projeto da integração é fundamental para ampliar as trocas comerciais e atrair investimentos.

Não há expectativa de que o novo formato já seja apresentado neste encontro. A declaração de alto nível deve se limitar à formalização da intenção dos países em torno dessa nova proposta e tende a marcar a oficialização de saídas da antiga estrutura. À medida que os países anunciam que não participam mais da Unasul, pelas regras internacionais, precisam se manter por seis meses no organismo.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias