Ricardo Callado, Autor em Blog do Callado - Página 2 de 75

Sandro-Souza-Jazz-Trio-Divulgação.jpg

Ricardo Callado14/11/20182min

Shows prometem animar a casa com muito jazz e música brasileira

O feriado promete na Mundo Vivo Galeria & Gastronomia (413 Norte)! Nesta semana, a casa apresenta programação diversificada, com muito jazz e música brasileira.  Com couvert a R$ 15,00, comida boa e ambiente agradável, os brasilienses ainda poderão contemplar uma bela  vista: o Parque Olhos D’Água!

Quarta-feira (14/11) – Jazz Trio

Com Oswaldo Amorim no contrabaixo, Sandro Souza na bateria e Carlos Vinícius na guitarra, a partir das 21h, o Jazz Trio mostrará o melhor da música instrumental, tocando clássicos do jazz, da música brasileira, do funk e do pop.

Quinta-feira (15/11) – DJ Tamara Maravilha

No feriado, às 21h, Tamara Maravilha agita a galera com ritmos com influência afro, latina e brasileira. A DJ, que começou a carreira se apresentando em programas de rádio, hoje se dedica a animar a pista de dança misturando diversas batidas, da raiz ao contemporâneo.

Sexta-feira (16/11) – George Durand e banda

Na sexta, às 21h, o cantor George Durand vai presentear o público da casa com uma diversidade rítmica que agrada a todos os gostos. No repertório, canções do Djavan, Chico Buarque, Beto Guedes, Fagner, Alceu Valença, Gil, Luiz Gonzaga, Luiz Melodia, Rita Lee, Gonzaguinha, Chico Cesar, Zeca Baleiro entre outros grandes nomes da música brasileira.

Sábado (17/11) – Trio JAZZ & Mais

A partir das 21h, o Trio JAZZ & Mais promete animar a noite com um show repleto de jazz. Com Toninho Maya no violão,  Sidney Sheikor no contrabaixo e Isaac Gomes no sax, o grupo interpreta MPB e o melhor do pop clássico em ritmo de jazz.

 


camara.jpg

Ricardo Callado13/11/20185min

Debates entre parlamentares e entre manifestantes foram acalorados

Por Mariana Tokarnia

Após discussões acaloradas entre parlamentares e entre manifestantes, foi novamente suspensa a reunião da comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o projeto Escola sem Partido.
Uma manifestante favorável ao projeto chegou a tentar dar um tapa em outro que é contra a proposta quando este tentou pegar um cartaz dela que estava no chão. Ele alegou que o cartaz onde estava escrito: “Maconha, não” era ofensivo, pois no contexto apresentado dava a entender que os professores eram drogados. O cartaz pedia ainda exame toxicológico de docentes.

A reunião foi suspensa há pouco por causa do início da ordem do dia no plenário.

Segundo o presidente da comissão, Marcos Rogério (DEM-RO), a discussão será retomada quando terminar a ordem do dia. Os integrantes de grupos contrários e favoráveis ao projeto continuaram no local e os ânimos se exaltaram, com as pessoas gritando umas com as outras.

“A esquerda queima a bandeira do Brasil e troca pela bandeira vermelha”, afirmou uma manifestante que apoia o projeto. “Eu sou professora, vocês me respeitem”, disse outra, contra o Escola sem Partido.

Marcos Rogério chegou a pedir a intervenção da Polícia Legislativa: “Vou pedir que a segurança intervenha. Convidados são convidados a permanecer no ambiente de respeito mútuo entre os manifestantes e os parlamentares, não cabe manifestação, discurso”, apelou. Os seguranças se posicionaram entre os manifestantes, mas as agressões verbais continuaram.

Quando manifestantes favoráveis ao Escola sem Partido fizeram gestos que imitavam o uso de armas, a deputada Alice Portugal  (PCdoB-BA) reclamou: “Está incentivando a violência. Estamos num ambiente educacional”.

Durante a reunião, houve bate-boca entre os parlamentares. O relator da proposta, deputado Flavinho (PSC-SP), chamou de mentirosa a deputada Erika Kokay (PT-DF).. “Não seja dissimulada e mentirosa. O projeto criminaliza professor? Não seja mentirosa!”, disse Flavinha depois que Erika manifestou-se contra o projeto.

Caso o substitutivo do deputado Flavinho seja aprovado na comissão e não haja pedido para que seja analisado em plenário, o projeto Escola sem Partido poderá seguir diretamente para o Senado Federal. O texto ainda não começou a ser lido.

Projeto

Pelo projeto em discussão, as escolas deverão apresentar cartazes com deveres do professor. Um deles é o que proíbe o professor de usar sua posição para influenciar os alunos politica, ideológica ou partidariamente. O professor também fica proibido de incitar os alunos a participar de manifestações e deverá indicar as principais teorias sobre questões políticas, socioculturais e econômicas.

Outros princípios incluídos na proposta são o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem familiar sobre os da educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa.

Outros projetos de lei com conteúdo semelhante ao do Escola sem Partido tramitam tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado.

Os defensores da proposta dizem que professores e autores de material didático vêm usando suas aulas e obras para tentar obter a adesão dos estudantes a determinadas correntes políticas e ideológicas.

Já os críticos do projeto afirmam que as leis atuais já impedem qualquer tipo de abuso por parte dos professores e que um projeto como o Escola sem Partido vai gerar insegurança nas salas de aulas e perseguição aos docentes.


baiano.jpeg

Ricardo Callado13/11/20183min
Weligton Moraes (Foto Filipe Menezes/Metrópoles)

 

Outros nomes confirmados foram o de Rafael Parente para a Secretaria de Educação. Ex-subsecretário de Educação na Prefeitura do Rio de Janeiro na gestão de Eduardo Paes (DEM), Parente tem o nome respeitado no meio onde atua. Sua gestão deve abrir espaço para o diálogo com os sindicatos que representam os servidores da área. Diferentemente do que ocorreu no governo Rodrigo Rollemberg (PSB), marcado por embates com essas entidades.

A Secretaria de Justiça será comandada pelo ministro dos Direitos Humanos e subchefe da Casa Civil da Presidência da República, Gustavo Rocha. Ibaneis disse que ele “conhece bem a cidade, os ministérios e tem excelente relacionamento com o Poder Judiciário”. “Recriar na Secretaria de Justiça a intermediação da relação com as instituições judiciárias é importante e ele desempenha muito bem esse papel no governo [do presidente da República Michel Temer]”, disse.

O Ibaneis também completou a cúpula da Segurança Pública do DF nesta terça. O coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos será o novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. Atual chefe operacional da corporação, ele foi anunciado pelo futuro secretário de Segurança, Anderson Torres.

Estavam presentes, ainda, Robson Cândido, que comandará a Polícia Civil do DF a partir de 1º de janeiro de 2019, e a coronel Sheyla Sampaio, que estará à frente da PMDF no governo de Ibaneis Rocha.

Emilson foi escolhido após a Associação dos Oficiais do Corpo de Bombeiros ter apresentado uma lista tríplice ao emedebista. “Ele está imbuído dos mesmos objetivos do novo governo, de trazer as forças de segurança para mais perto da sociedade”, disse Anderson Torres.

 


bolsonaro-1.jpg

Ricardo Callado13/11/20182min

Duas semanas depois do segundo turno, o presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou sete nomes da sua equipe ministerial. Alguns escolhidos atuam diretamente no governo de transição. Nas declarações públicas, Bolsonaro avisou que pretende reduzir de 29 para de 15 a 17 o número de ministérios, extinguindo pastas e fundindo outras.

Já foram confirmados nos respectivos cargos os seguintes nomes:

Onyx Lorenzoni – deputado federal pelo DEM do Rio Grande do Sul, assumirá a Casa Civil. Por enquanto, atua como ministro extraordinário da transição;

General Augusto Heleno Ribeiro Pereira – oficial da reserva, assumirá o Gabinete de Segurança Institucional (GSI). É chamado de “conselheiro” pelo presidente eleito;

Paulo Guedes – economista que acompanhou Bolsonaro durante a campanha, ocupará o Ministério da Economia (unindo Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio);

Sergio Moro – juiz federal, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, assumirá o Ministério da Justiça (fusão com a Secretaria de Segurança Pública e Conselho de Controle de Atividades Financeiras, Coaf);

Marcos Pontes – astronauta e próximo ao Bolsonaro, ficará à frente do Ministério de Ciência e Tecnologia, que deverá agregar também a área do ensino superior;

Tereza Cristina – deputada federal pelo DEM do Mato Grosso do Sul, engenheira agrônoma e empresária do agronegócios, assumirá o Ministério da Agricultura;

General Fernando Azevedo e Silva – é militar da reserva e atuou como assessor do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Assumirá o Ministério da Defesa.


Hermeto-Pascoal-e-Trio-Macaíba.jpg

Ricardo Callado13/11/20184min
Hermeto Pascoal com Trio Macaíba. Créditos: Passarim Produções

A Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge é a anfitriã cultural da Chapada dos Veadeiros, há 21 anos apresentando ações, projetos socioculturais e uma programação musical de excelência na Vila de São Jorge. Para o Réveillon, preparou uma programação especial que começa no dia 26 de dezembro e continua até a virada para 2019. Aos visitantes do período, a região proporciona os passeios às cachoeiras, mirantes, rios e corredeiras do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros aliados aos seguintes shows:

26/12 – Trio Araticum
27/12 – AveEva
28/12 – FurmigaDub e Seu Bando
29/12 – Trio Macaíba e Hermeto Pascoal
30/12 – Samba da Noca
31/12 – Pé de Cerrado

O show com Hermeto Pascoal é a estrela da programação da Casa de Cultura. O multi-instrumentista chega à Chapada dos Veadeiros convidado pelo Trio Macaíba, com repertório de composições do mestre e grandes clássicos do forró pé-de-serra.

O Trio Macaíba nasceu em 2000 e, desde então, dedica-se a produzir uma linguagem musical que mistura ritmos tradicionais brasileiros (como baião, samba, côco e maracatu) ao jazz contemporâneo. É formado por Cléber Almeida (zabumba), Beto Corrêa (sanfona) e Ramon Vieira (triângulo).  Ao longo de suas trajetórias individuais, os músicos já tocaram e gravaram ao lado de Toninho Horta, Hermeto Pascoal, Oswaldinho do Acordeon, Djavan, Airto Moreira, Elomar, Dominguinhos, Hamilton de Holanda, Antônio Nóbrega, Yamandú Costa, Pena Branca, Natan Marques, Jane Duboc, Renato Teixeira, Vinicius Dorin, Itiberê Zwarg, Arismar do Espírito Santo, Chico Saraiva, Lea Freire, Nenê, Tião Carvalho e Raquel Trindade. Por meio dessas vivências o Trio Macaíba constrói sua própria forma de expressão.

É a primeira vez que Macaíba e Hermeto se apresentam neste formato de show, criado exclusivamente para a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Serão apresentados músicas do Hermeto e clássicos do forró pé-de-serra, como Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Dominguinhos.

Todos os ingressos estão à venda no site Sympla, divididos em três lotes de preços. O primeiro vai até 30 de novembro; o segundo até 22 de dezembro; e o terceiro a partir de então. Também é possível pagar por transferência bancária, diretamente na conta da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.

Mais informações: www.cavaleirodejorge.com.br
Instagram: @casadeculturacavaleirodejorge e @encontrodeculturastradicionais


Delmasso-01.jpeg

Ricardo Callado13/11/20182min
A falta de acesso à saúde pública é a principal reclamação dos moradores do Distrito Federal. Para ampliar e melhorar o atendimento à população do Guará, o deputado Delmasso (PRB) vai destinar 2 milhões e quinhentos mil reais, através de emenda parlamentar, na Lei Orçamentária Anual (LOA), em 2018 e 2019, para elaboração do projeto do novo hospital da Região de Saúde Centro-Sul.
O novo prédio será edificado na SRA 2, QE 23, Lote C, no terreno ao lado do atual Centro de Saúde nº 2, e terá de 390 a 420 leitos, mais do dobro do que é preciso para atender a comunidade guaraense, segundo dados da Secretaria de Saúde. Atualmente, o Hospital do Guará possui 53 leitos.
Para a superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, doutora Moema Liziane Campos, o novo hospital vai suprir o vazio assistencial da rede de urgência e emergência da região Centro Sul. “É mais um grande passo, que sem a emenda do deputado Delmasso, não seria possível a consolidação deste sonho”, afirmou.
O deputado Delmasso comemora mais este avanço para o DF, considerando que a Região de Saúde Centro-Sul possui uma população de aproximadamente 443.358 habitantes. “O hospital terá clínica médica, assistencial, pediatria, cirurgia geral, ginecologia, obstetrícia e ortopedia e atenderá a região Centro Sul: Asa Sul, Guará, Estrutural, Núcleo Bandeirante, Lago Sul, Candangolândia, Riacho Fundo I e II e Park Way”, explicou o parlamentar.

na-hora.jpg

Ricardo Callado13/11/20182min

Unidade no Plano Piloto estará fechada na sexta (16) e no sábado (17). Aqueles que precisarem dos serviços poderão procurar um dos outros seis postos no DF

A unidade do Na Hora da Rodoviária do Plano Piloto ficará fechada na sexta-feira (16) e no sábado (17).

De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania, o atendimento será suspenso para reparos nas instalações de rede elétrica e no cabeamento de dados, além de mudanças de leiaute.

Nesses dois dias, quem precisar dos serviços do Na Hora poderá buscá-los em um dos outros seis postos, que funcionarão normalmente: na sexta, das 7h30 às 18h30, e no sábado, das 7h30 às 13 horas.

O fechamento temporário da unidade da Rodoviária foi informado na Portaria nº 156, de 8 de novembro de 2018, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (12).


Simulado-online-Education_free-Freepik.jpg

Ricardo Callado13/11/20184min

A prova estará disponível nos dias 17/11 e 18/11 e o candidato terá 3h30 para concluir

Na reta final da preparação para o concurso da Advocacia-Geral da União (AGU), os concursandos terão a chance de testar seus conhecimentos em um simulado online e gratuito, criado pelo IMP Concursos, para o cargo de Analista Técnico-Administrativo. A prova estará disponível nos dias 17/11 e 18/11.

Cada candidato terá 3h30 para finalizar o simulado a partir do momento que iniciar a prova. Só é possível uma tentativa para cada simulado. O gabarito será divulgado no dia 21/11. Para participar basta se inscrever no link http://bit.ly/2FdzjWy.

O simulado pode ser feito por pessoas do Brasil inteiro e será divulgado um ranking com a pontuação dos candidatos, para que cada um possa avaliar o seu desempenho e reforçar o conteúdo para o dia da prova oficial da AGU. Além disso, uma equipe de professores do IMP Concursos fará a correção comentada.

Serão 60 questões e o conteúdo programático contempla Gramática e Texto, Raciocínio Lógico, Informática, Administração Pública, Direito Administrativo + Leis, Direito Constitucional, Inclusão e Acessibilidade, Ética, Administração Financeira e Orçamentária, Gestão de Pessoas, Direito Penal (Crimes contra a Administração Pública) e Legislação Relativa à AGU.

Concurso

O certame oferece 100 vagas de nível superior com remuneração inicial de R$ 6.203,34. A prova está prevista para o dia 9 de dezembro. A banca organizadora é o Idecan e a taxa de inscrição para todos os cargos é de R$ 95.

O total de vagas será distribuído entre os cargos de Administrador (48), Analista Técnico Administrativo (10), Arquivista (2), Bibliotecário (1), Contador (32), Técnico em Assuntos Educacionais (2) e Técnico em Comunicação Social (5).

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, terá 60 questões compostas por conteúdos de conhecimentos básicos e específicos. A prova discursiva, também de caráter eliminatório e classificatório, será cobrada no formato de dissertação com valor máximo de 20 pontos.

Serviço:

IMP Concursos

Prova: 17/11 e 18/11

Inscrição: http://bit.ly/2FdzjWy

Telefone: 3029-9700


jair-bolsonaro-avanca-entre-o-eleitorado-da-regiao-nordeste-e-conquista-aliados.jpeg

Ricardo Callado12/11/20183min

Por Vladimir Platonow

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, reconheceu hoje (12) que há dificuldades em aprovar a reforma da Previdência ainda este ano. Segundo ele, a avaliação foi feita pelo economista Paulo Guedes, que assumirá o superministério da Economia, e que está à frente das principais negociações sobre o tema. Bolsonaro e Guedes se reuniram nesta segunda-feira no Rio de Janeiro.
“Ele [Paulo Guedes] está achando que dificilmente aprova alguma coisa este ano”, afirmou. “Não é esta a reforma que eu quero”, acrescentou o presidente eleito, confirmando que vai tomar café com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para conversar sobre o assunto. Também informou que vai “apertar a mão” dos colegas do Congresso Nacional.

Para Bolsonaro, a reforma tem de começar pelo setor público, considerado por ele deficitário. Também afirmou que não se deve pensar em uma reforma baseada apenas em cálculos e números. De acordo com ele, é importante observar os dados com o “coração”.

“Tem de olhar os números e o social também”, disse o presidente eleito. “É complicado, mas você tem de ter o coração nessa reforma”, acrescentou Bolsonaro. “Olhar os números de forma fria, qualquer um faz, nós não queremos isso.”

Bolsonaro criticou a existência de aposentadorias acima do teto constitucional, no setor público, que fixa como limite o salário dos ministros dos tribunais superiores (R$ 33,7 mil). “[Há] aposentadorias que estão aí até acima do teto, excessos de privilégios”, disse. “Tem que começar com a Previdência pública.”

O presidente eleito conversou com a imprensa ao sair de casa hoje, na Barra da Tijuca, para novamente ir à agência do Banco do Brasil sacar dinheiro. Foi a terceira vez que Bolsonaro saiu nos últimos dias para ir ao banco.


enem.jpg

Ricardo Callado10/11/20185min

Por Mariana Tokarnia

As provas do Enem 2018 voltam a ser aplicadas neste domingo (11). Os candidatos vão responder as questões sobre ciências da natureza e matemática. Ao todo, 5.513.726 estudantes estão inscritos. No último domingo (4), 4,1 milhões de estudantes fizeram o exame, registrando-se o menor percentual de faltosos desde 2009 – 24,9% do total de 5,5 milhões de inscritos. Foram aplicadas provas de linguagem, ciências humanas e redação.

O que pode levar

 Documento oficial e caneta: os participantes deverão levar um documento oficial de identificação original, com foto e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Os dois itens são os únicos obrigatórios para o exame. Os documentos válidos são as carteiras de Identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar e Polícia Federal; Carteira de Trabalho e Previdência Social; passaporte; Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia e identidade funcional. Outros documentos específicos podem ser consultados na página do Enem.

 Lanche: os estudantes podem levar um lanche. Caso seja caseiro e não esteja embrulhado em material transparente como papel filme, ele será fiscalizado antes de ser liberado.

– Cartão de Confirmação: é aconselhável levar o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso. No cartão constam o local de prova do estudante, além da opção de língua estrangeira escolhida e, se for o caso, atendimento específico ou especializado solicitado. O cartão pode ser acessado na Página do Participante ou pelo aplicativodo Enem 2018, disponível para download na App Store e na Google Play. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição.

– Declaração de Comparecimento: os estudantes poderão levar também a Declaração de Comparecimento impressa para assinatura do chefe de Sala, caso precise do documento para justificar, por exemplo, falta no trabalho. A declaração está disponível também na Página do Participante.

O que não pode levar

– Itens proibidos no Enem: borracha; caneta de material não transparente; corretivo; dispositivos eletrônicos, como wearable tech, calculadoras, agendas eletrônicas, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, gravadores, pen drive, mp3, relógio e alarmes;  fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados imagens, vídeos e mensagens; impressos e anotações; lápis; lapiseira; livros e manuais.

– Antes de entrar na sala de prova, os participantes deverão guardar no envelope porta-objetos, fornecido pelo aplicador, o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos desligados. Também deverão ser guardados todos os itens proibidos no Enem.

– Segundo o Inep, o envelope porta-objetos deverá ser lacrado e identificado pelo participante antes de ingressar na sala de provas, e ser mantido até a saída definitiva do local de provas debaixo da carteira durante a realização das provas.

– Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no exame. Isso porque haverá três checagens de identidade e uma delas ocorrerá durante a prova, quando o uso do celular é proibido.



Sobre o Blog

Aos 14 anos, o Blog do Callado é um veículo consolidado, admirado por seus leitores e em sintonia com o público alvo: a população brasiliense. O blog é um site de opiniões e notícias com atualização diária, sem cunho ideológico. Dedica-se a oferecer aprimoramento da informação, com uma audiência qualificada.


NOS BASTIDORES DA CAIXA DE PANDORA

Pandora




Mídias Sociais

Twitter do Blog


FANPAGE Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar



Parcerias